Avaliação no Ensino Superior - um novo foco de Lucia Diniz

746 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
746
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação no Ensino Superior - um novo foco de Lucia Diniz

  1. 1. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR * Um foco sobre outro ponto de vista Lúcia Diniz¹ ¹ Especialista em Desenvolvimento Humano pela FGV- RJ e Pós-Graduanda do Curso de Especialização em Docência no Ensino Superior da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
  2. 2. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR 1 - Qual é o objetivo no Ensino Superior? 2 - Qual é o papel da Avaliação com este objetivo? 3 - Qual a melhor maneira de avaliar : * Em EAD? * E no modo Presencial? Este é o nosso foco.
  3. 3. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR * Aprendizagem: As escolhas feitas para as técnicas e os recursos de ensino, com o objetivo de ampliação da capacidade pessoal de aprendizagem e a solução de problemas, é o que define o ciclo de aprendizagem no qual os indivíduos e equipes estão inseridos.
  4. 4. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR Objetivo no Ensino Superior: Aprendizagem do Aluno * A aprendizagem ideal é a profunda que se refere a certas práticas de ensino que priorizam a autonomia dos estudantes, os processos interpretativos e a elaboração conceitual.
  5. 5. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR * Papel da avaliação: Avaliação é um processo contínuo de pesquisas que visa interpretar os conhecimentos, habilidades e atitudes dos alunos, tendo em vista mudanças esperadas no comportamento...ou...
  6. 6. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR * Papel da avaliação: A avaliação no EAD, tem pontos muito fortes baseados na autonomia, autodidaxia, pesquisa e autoria, competências importantes na formação de um indivíduo crítico e consciente.
  7. 7. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR * Papel da avaliação: NOSSO FOCO - Experiências de aprendizagem; - Estratégias de Avaliação; - Aspectos positivos e negativos do método escolhido pelo Professor, tanto para Presencial como para EAD.
  8. 8. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR * Experiências de Aprendizagem: Aqui o diferencial é o como. Como é feito esta experiência? A didática utilizada requer sempre uma atualização e uma adaptação, dependendo do resultado obtido
  9. 9. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR * Estratégias de Avaliação: As práticas de avaliação podem ser mais ou menos restritivas em relação à possibilidade de fornecer feedback ao aluno sobre seu desempenho durante o processo de ensino e de aprendizagem.
  10. 10. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR *Aspectos para modo de Avaliação Presencial: Positivos: Trabalho em Grupos e Interação, contato direto e constante entre alunos e professores.
  11. 11. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR *Aspectos para modo de Avaliação Presencial: Negativos:Testes de múltipla escolha e questões abertas são, muitas vezes,instrumentos de avaliação obrigatórios,impossibilitando qualquer forma de avaliação que focalize o processo de aprendizagem e não o produto como projetos
  12. 12. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR * Aspectos para modo de Avaliação em EAD: Positivos: avaliações de natureza formativa, como o trabalho com estudo de caso, portfólio, mapas conceituais e resolução de problemas.Ainda tem os fóruns e o chats, para auxiliar na interação e na troca de experiências.
  13. 13. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR * Aspectos para modo de Avaliação em EAD: Negativos: Falta a experiência do dia a dia e o contato maior e direcionado aos professores e também os alunos entre si.
  14. 14. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR * Conclusão: A importância dos educadores refletirem sobre suas práticas avaliativas, considerando a profunda influência que estas exercem sobre a aprendizagem dos alunos.
  15. 15. AVALIAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR * Conclusão: As escolhas avaliativas dos professores, afinal, são capazes de moldar os trajetos de aprendizagem dos estudantes, e, portanto, de transformar a natureza de suas experiências educacionais na graduação. Esta é uma tarefa complexa, sem dúvida, mas também fundamental, tendo em vista as transformações desejadas na Educação Superior.

×