Ficha sobre funções sintáticas e classificação de orações

66.871 visualizações

Publicada em

Ficha de escolha múltipla dedicada apenas às funções sintáticas e à classificação de orações- corrigida

Publicada em: Educação
2 comentários
16 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
66.871
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
29.477
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2.755
Comentários
2
Gostaram
16
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ficha sobre funções sintáticas e classificação de orações

  1. 1. FICHA DE TRABALHO DE PORTUGUÊS- 3º CICLO *FUNÇÕES SINTÁTICAS E CLASSIFICAÇÃO DE ORAÇÕES* 1 5 10 15 Ninjas: Mercenários que atuavam como fantasmas Podemos considerar os shinobi ou ninjas como uma espécie de simétrico obscuro dos samurais. Embora de origem mais antiga, prosperaram no Japão entre os séculos XV e XVII, praticando o assassínio, a espionagem e a sabotagem por encomenda. Os ninjas destacavam-se pelas técnicas de camuflagem e viviam em lugares isolados, onde podiam treinar-se numa arte marcial conhecida como ninjutsu. O seu código era completamente distinto do dos samurais; se estes valorizavam a honra e a lealdade acima de tudo, os ninjas eram mais práticos e tinham um único objetivo: cumprir a sua missão, fosse como fosse. Na turbulenta sociedade nipónica daqueles anos, eram frequentemente contratados por senhores feudais para eliminar os seus rivais sem levantar suspeitas. Havia mulheres entre as suas fileiras e, segundo Stephen Turnbull, especialista em história militar japonesa, “tinham clãs que passavam os ensinamentos de geração em geração”. A partir do século XVII, entraram em decadência, e no século XIX já eram apenas praticamente uma memória. Foi nessa altura que começaram a aparecer as lendas sobre os seus supostos poderes e habilidades, que os popularizaram no Ocidente. http://www.superinteressante.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=2773:ninjas-mercenarios-que-atuavam-como- fantasmas&catid=9:artigos&Itemid=83 (cons. Dia 21-03-2014) Escolhe a opção correta para cada questão: 1. O sujeito da primeira forma verbal do texto classifica-se como a. simples. b. composto. c. nulo subentendido. d. nulo indeterminado. ___________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sede - Escola Básica e Secundária de Felgueiras, Pombeiro de Ribavizela  Rua de Pombeiro de Ribavizela, 600 - 4610-642 POMBEIRO DE RIBAVIZELA 255340310 - Fax: 255340319 e-mail: A.E.Lagares.FLG@gmail.com
  2. 2. 2. O enunciado “os shinobi ou ninjas” (l. 1) desempenha a função sintática de a. complemento direto. b. complemento oblíquo. c. predicativo do sujeito. d. complemento agente da passiva. 3. Já a expressão “como uma espécie de simétrico obscuro dos samurais” (ll. 1-2) desempenha a função sintática de a. modificador do grupo verbal. b. complemento indireto. c. sujeito. d. predicativo do complemento direto. 4. O enunciado “Embora de origem mais antiga” (ll. 2-3) é um a. modificador do nome. b. modificador do grupo verbal. c. modificador de frase. d. vocativo. 5. Entre as orações “prosperaram no Japão entre os séculos XV e XVII, praticando o assassínio, a espionagem e a sabotagem por encomenda.” (ll. 3-5) existe coordenação a. sindética. b. copulativa. c. assindética. d. disjuntiva. 6. Atenta na frase “Os ninjas destacavam-se pelas técnicas de camuflagem e viviam em lugares isolados, onde podiam treinar-se numa arte marcial conhecida como ninjutsu.” (ll. 5-8) temos a) uma oração subordinante, uma oração subordinada copulativa e uma oração subordinada substantiva. ___________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sede - Escola Básica e Secundária de Felgueiras, Pombeiro de Ribavizela  Rua de Pombeiro de Ribavizela, 600 - 4610-642 POMBEIRO DE RIBAVIZELA 255340310 - Fax: 255340319 e-mail: A.E.Lagares.FLG@gmail.com
  3. 3. b) uma oração coordenada, uma oração coordenada copulativa e uma oração subordinada adjectiva. c) Duas orações coordenadas copulativas e uma oração subordinada adverbial. d) Três orações coordenadas. 7. O enunciado “pelas técnicas de camuflagem “ (l. 6) desempenha a função sintática de a. complemento oblíquo. b. complemento agente da passiva. c. modificador do nome. d. predicativo do sujeito. 8. A oração “onde podiam treinar-se numa arte marcial conhecida como ninjutsu” (ll. 7-8) designa- se por oração a. subordinada adjetiva relativa explicativa. b. coordenada adversativa. c. subordinada substantiva completiva. d. subordinante. 9. A mesma oração desempenha a função sintática de a. modificador de frase. b. modificador do grupo verbal. c. modificador restritivo do nome. d. modificador apositivo do nome. 10. Com o enunciado “completamente distinto do dos samurais” (l. 9) deparamo-nos com um a. sujeito. b. complemento agente da passiva. c. predicativo do sujeito. d. modificador de frase. ___________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sede - Escola Básica e Secundária de Felgueiras, Pombeiro de Ribavizela  Rua de Pombeiro de Ribavizela, 600 - 4610-642 POMBEIRO DE RIBAVIZELA 255340310 - Fax: 255340319 e-mail: A.E.Lagares.FLG@gmail.com
  4. 4. 11. O enunciado “se estes valorizavam a honra e a lealdade acima de tudo” (ll. 9-10) trata-se de uma oração a. subordinada adjetiva restritiva. b. coordenada explicativa. c. subordinada adverbial condicional. d. subordinada adverbial temporal. 12. Atenta na frase “Na turbulenta sociedade nipónica daqueles anos, eram frequentemente contratados por senhores feudais para eliminar os seus rivais sem levantar suspeitas.” (ll. 11- 12). O sujeito do verbo “eram” classifica-se como a. simples. b. nulo subentendido. c. composto. d. nulo expletivo. 13. Na mesma frase, a expressão “por senhores feudais” desempenha a função sintática de a. complemento agente da passiva. b. complemento oblíquo. c. complemento direto. d. predicativo do complemento direto. 14. A oração “para eliminar os seus rivais” (l. 12) é uma oração a. subordinada adverbial final. b. subordinada adverbial concessiva. c. subordinada adverbial condicional. d. subordinada adverbial comparativa. 15. O sujeito do verbo “Havia” (l. 12) classifica-se como a. nulo subentendido. b. nulo indeterminado. c. nulo expletivo. d. nulo anafórico. 16. O enunciado “especialista em história militar japonesa” (ll. 13-14) desempenha a função sintática de a. vocativo. ___________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sede - Escola Básica e Secundária de Felgueiras, Pombeiro de Ribavizela  Rua de Pombeiro de Ribavizela, 600 - 4610-642 POMBEIRO DE RIBAVIZELA 255340310 - Fax: 255340319 e-mail: A.E.Lagares.FLG@gmail.com
  5. 5. b. modificador restritivo do nome. c. modificador do grupo verbal. d. modificador apositivo do nome. 17. A expressão sublinhada em “tinham clãs que passavam os ensinamentos de geração em geração” (l. 14) é uma oração a. subordinada substantiva relativa sem antecedente. b. subordinada adverbial completiva. c. subordinada adjetiva relativa restritiva. d. subordinada adverbial concessiva. 18. Atenta na frase “A partir do século XVII, entraram em decadência, e no século XIX já eram apenas praticamente uma memória.” (ll. 14-16) e assinala a única alínea incorreta: a. O enunciado “A partir do século XVII” é um modificador de frase. b. “em decadência” desempenha a função sintática de complemento oblíquo. c. A conjunção “e” introduz uma oração coordenada copulativa. d. O verbo “eram” rege um predicativo do sujeito. 19. Agora atenta na última frase do texto, “Foi nessa altura que começaram a aparecer as lendas sobre os seus supostos poderes e habilidades, que os popularizaram no Ocidente. “ (ll. 16-17), e assinala a única alínea correta: a. Nesta frase identificamos uma única oração subordinada. b. O complexo verbal “começaram a aparecer” possui sujeito nulo indeterminado. c. A última oração é subordinada adjetiva. d. Verificamos, nesta frase, a existência de um complemento agente da passiva. 20. O enunciado “as lendas sobre os seus supostos poderes e habilidades” (ll. 16-17) desempenha a função sintática de a. complemento direto. b. sujeito. ___________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sede - Escola Básica e Secundária de Felgueiras, Pombeiro de Ribavizela  Rua de Pombeiro de Ribavizela, 600 - 4610-642 POMBEIRO DE RIBAVIZELA 255340310 - Fax: 255340319 e-mail: A.E.Lagares.FLG@gmail.com
  6. 6. c. complemento oblíquo. d. predicativo do sujeito. http://textosintegrais.blogspot.pt BOM TRABALHO!!!!!!!!!!!! A PROFESSORA: Lucinda Cunha Correção: 1-c 2-a 3-d 4-b 5-c 6-b 7-a 8-a 9-d 10-c 11-d 12-b 13-a 14-a 15-c 16-d 17-c 18-a 19-c 20-b ___________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sede - Escola Básica e Secundária de Felgueiras, Pombeiro de Ribavizela  Rua de Pombeiro de Ribavizela, 600 - 4610-642 POMBEIRO DE RIBAVIZELA 255340310 - Fax: 255340319 e-mail: A.E.Lagares.FLG@gmail.com
  7. 7. c. complemento oblíquo. d. predicativo do sujeito. http://textosintegrais.blogspot.pt BOM TRABALHO!!!!!!!!!!!! A PROFESSORA: Lucinda Cunha Correção: 1-c 2-a 3-d 4-b 5-c 6-b 7-a 8-a 9-d 10-c 11-d 12-b 13-a 14-a 15-c 16-d 17-c 18-a 19-c 20-b ___________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sede - Escola Básica e Secundária de Felgueiras, Pombeiro de Ribavizela  Rua de Pombeiro de Ribavizela, 600 - 4610-642 POMBEIRO DE RIBAVIZELA 255340310 - Fax: 255340319 e-mail: A.E.Lagares.FLG@gmail.com

×