A sesta de terça feira-ficha de leitura- G. G. Márquez

6.980 visualizações

Publicada em

Ficha de leitura do conto "A sesta de terça-feira", de Gabriel García Márquez

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.980
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.486
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
124
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A sesta de terça feira-ficha de leitura- G. G. Márquez

  1. 1. 3 FICHA DE LEITURA 9º ano de escolaridade “A sesta de terça-feira”, Gabriel García Márquez 1. Responde às questões selecionando a alínea correta (25 pontos): 1.1. Que meio de transporte é utilizado pela protagonista deste conto para se deslocar? a) Carro. b) Avião. c) Autocarro. d) Comboio. 1.2. Quem a acompanhou na sua viagem? a) A filha. b) A irmã. c) A sobrinha. d) A prima. 1.3. Além de alguma comida, que mais levavam com elas? a) Um saco de viagem velho e roto. b) Um ramo de flores. c) Uma boneca de porcelana. d) Um gato preto. 1.4. Naquele dia, a) estava bastante frio. b) fazia um calor sufocante. c) chovia torrencialmente. d) o céu estava carregado e ameaçava chover. 1.5. Ambas atravessaram a) campos de milho. b) campos de girassóis. c) plantações de bananeiras. d) plantações de tabaco. 1.6. Ao chegar à localidade, as personagens dirigiram-se a) à Junta de Freguesia. b) ao Banco. c) à delegacia. d) ao Salão Paroquial. 1.7. A mulher dirigiu-se aí para ___________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sede - Escola Básica e Secundária de Felgueiras, Pombeiro de Ribavizela  Rua de Pombeiro de Ribavizela, 600 - 4610-642 POMBEIRO DE RIBAVIZELA 255340310 - Fax: 255340319 e-mail: A.E.Lagares.FLG@gmail.com
  2. 2. 3 a) pedir as chaves do cemitério. b) levantar dinheiro para pagar uma multa. c) fazer uma queixa. d) solicitar uma autorização de estadia prolongada. 1.8. O que aconteceu ao filho da protagonista? a) Estava muito doente devido à picada de um mosquito. b) Fora atropelado na semana anterior. c) Levou um tiro. d) Enforcou-se. 1.9. Quais foram as suas últimas palavras? a) “Meu Deus!” b) “Chegou a hora.” c) “Já não volto para casa…” d) “Ai, minha mãe.” 1.10. Antigamente, o rapaz praticava a) futebol. b) boxe. c) ténis de mesa. d) esgrima. 2. Explica o título deste conto (7 pontos). 3. Em função dos espaços, divide a ação em três momentos (10 pontos). 4. Qual é a ação secundária que deu origem à ação principal (6 pontos)? 5. Caracteriza psicologicamente a protagonista deste conto (9 pontos). 6. Que tipo de opressão o povo da localidade exerceu sobre as forasteiras (7 pontos)? 6.1. Como reagiram elas a essa opressão (6 pontos)? 7. Escreve um texto de opinião sobre o conto, entre 120 e 180 palavras, onde manifestes o assunto do texto e os aspetos negativos e/ ou positivos da leitura (30 pontos). BOM TRABALHO!!! A PROFESSORA: Lucinda Cunha ___________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sede - Escola Básica e Secundária de Felgueiras, Pombeiro de Ribavizela  Rua de Pombeiro de Ribavizela, 600 - 4610-642 POMBEIRO DE RIBAVIZELA 255340310 - Fax: 255340319 e-mail: A.E.Lagares.FLG@gmail.com
  3. 3. 3Proposta de correcção 1. 1.1. d 1.2. a 1.3. b 1.4. b 1.5. c 1.6. d 1.7. a 1.8. c 1.9. d 1.10. b 2. O conto intitula-se “A sesta de terça-feira” visto que a ação se passa naquele dia, à hora da sesta, hora sagrada para os habitantes daquela localidade que não gostavam de ser incomodados enquanto descansavam longe do calor tórrido. A sesta, naquele dia, foi interrompida por um acontecimento inesperado: a chegada da mãe e da filha. 3. A ação pode dividir-se em três momentos, conforme os espaços, isto é, num primeiro momento a ação passa-se no comboio; num segundo momento, a ação desenrola-se nas ruas daquela localidade, quando as personagens se dirigem da estação ferroviária para o Salão Paroquial; por último, num terceiro momento, passa-se no salão paroquial, onde se dá a conversa entre a protagonista e o Padre. 4. A ação secundária levou à principal, visto que a morte, durante uma tentativa de assalto, do filho da protagonista (ação secundária), levou a que esta se dirigisse à localidade onde ele foi morto a tiro para depositar flores na sua sepultura (ação principal). 5. A protagonista do conto mostra-se uma mulher forte, determinada, orgulhosa e digna, que não mostra fraqueza perante as adversidades, como o calor sufocante ou a reação nada amistosa da população à sua presença naquela localidade. Parece ser uma boa mãe, que ama os filhos e que procura dar-lhes bons conselhos para que estes sejam adultos conscienciosos e justos. 6. A população procurou intimidá-las, vindo todos para a rua, até as crianças, e olhando-as em silêncio com ar reprovador. 6.1. Elas reagiram com orgulho e dignidade, ignorando a animosidade da população. 7. Resposta pessoal. ___________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sede - Escola Básica e Secundária de Felgueiras, Pombeiro de Ribavizela  Rua de Pombeiro de Ribavizela, 600 - 4610-642 POMBEIRO DE RIBAVIZELA 255340310 - Fax: 255340319 e-mail: A.E.Lagares.FLG@gmail.com

×