O papel do advogado na
sociedade: interfaces com os
dons do Divino Espírito Santo
  Trabalho de pesquisa dos alunos do
 Se...
Trata-se do resultado de uma pesquisa
   realizada pelos alunos do segundo
    período do curso de Direito, cujo
    objet...
OBJETIVOS
• Geral: estabelecer uma ponte entre os sete dons
  do Espírito Santo e as competências e habilidades
  do profi...
Educação e advocacia no
             terceiro milênio*
• Ordenações Filipinas (Primeiro Livro, Título
  XLVIII)  quot;tod...
Biblioteca da Universidade de
           Coimbra
Capela da
Universidade
de Coimbra
• Lei de 11 de agosto de 1827  formação
  dos cursos jurídicos de Olinda e São
  Paulo
• OAB, em 1930 iniciou regulament...
• Estatuto  Lei nº 8.906, de 4 de julho 1994:
  advocacia exercício profissional de postulação a
  qualquer órgão do Pode...
• Ditaduras  Estado Novo (1937) e do regime
  militar (1964)  advogados assumiram a defesa
  dos direitos humanos e os p...
O perfil do advogado
• A sociedade atual está regulada por meio de
  normas e regras  exercemos direitos e
  deveres
• Convivência social  co...
Justiça Social
• Constituição Federal de 1988 o advogado é
  “indispensável à Administração da Justiça” - art.
  133,
• T...
A festa do Divino
A festa do Divino Espírito Santo
• Domingo de Pentecostes, festa móvel
  católica, que acontece sempre cinqüenta
  dias de...
• “Ainda na Idade Média teria aparecido em
  Portugal um monge considerado como um
  santo. Depois de longos anos de retir...
• A humanidade teria já ultrapassado a
  época do Pai (o Antigo Testamento) e, ao
  seu tempo, terminava o seu trânsito po...
Os sete dons




• O número sete no contexto bíblico. Significa
  universalidade, totalidade, perfeição.
• Os dons do Espí...
• DONS DO ESPÍRITO SANTO  sabedoria,
  inteligência, conselho, ciência, fortaleza,
  piedade e temor de Deus
Os dons do Espírito Santo
• 1. Sabedoria. Busca de valores da vida,
  da justiça, misericórdia
• 2. Inteligência. compreen...
• 4. Conselho. É o dom de orientar e ajudar
  a quem precisa.  a animar os
  desanimados, a fazer sorrir os que
  sofrem,...
• 6. Piedade.  Acende o fogo do amor 
  amor a Deus e amor aos irmãos.
• 7. Temor de Deus. Este dom nos dá a
  consciênc...
SABEDORIA
• O advogado busca a Verdade, o Bem
  e a Ética, para fazer a justiça
  entrando em consonância entre a Lei
  de...
INTELIGÊNCIA
• O entendimento é o perfeito
  complemento da sabedoria, tendo
  como objetivo fazer valer os direitos e
  d...
CIÊNCIA
• O advogado deve se atualizar
  constantemente diante das
  diversas áreas do
  conhecimento as quais são os
  in...
CONSELHO
• É o desenvolvimento da
  Sabedoria movida pela
  curiosidade e pela inteligência,
  encontrando na Ciência os
 ...
FORTALEZA
• Coragem necessária para fazer
  triunfar a Verdade e a Ética com o
  objetivo de cumprir as normas
  contidas ...
PIEDADE
• Lutar pela Justiça, defendendo
  os Direitos Humanos com
  compaixão pelo sofrimento
  alheio
TEMOR DE DEUS
• Manter uma Sociedade mais justa,
  preservando os Direitos Naturais e
  fazendo valer a Justiça dos Homens.
• O fundamento dos Direitos e Deveres
  Humanos é o respeito à pessoa humana e
  à sua dignidade (art.1º, inc. III CF/88),...
Direitos Humanos no Brasil
• A Pomba é ao
  mesmo tempo
  símbolo da
  Festa do
  Divino e dos
  Direitos
  Humanos
A Declaração dos Direitos
       Humanos
  - Uma versão simplificada -
Todos temos direito a descanso, lazer e férias.
Descanso????
Todos temos direito à saúde e à assistência médica e
  hospitalar.
Todos temos direito à instrução, à arte e à cultura.
Todos temos
direito de
eleger e ser
eleitos para
as funções de
governo.
• Todos
  temos
  direito à
  informação
  verdadeira
  e correta.
• Todos
  temos
  direito de
  ir e vir,
  mudar de
  cidade, de
  estado ou
  país.
Todos temos
 direito de não
 sofrer
 nenhum tipo
 de
 discriminação
Todos nascemos livres e somos iguais em
dignidade e direitos.
• Todos temos direito à vida, à liberdade e
  à segurança pessoal e social.
• Todos
  temos
  direito de
  resguardar a
  casa, a
  família e a
  honra.
• Todos temos direito ao trabalho digno e bem
  remunerado.
Todos temos direito à organização popular, sindical e política.
Trabalho
escravo
• Todos temos direito ao amparo social na infância
  e na velhice
• Todos somos
  iguais
  perante a lei.




                   A única arma deveria ser a Lei
• Ninguém pode ser arbitrariamente preso ou
  privado do direito de defesa.
• Toda pessoa é inocente até que a justiça,
  baseada na lei, prove o contrário.
• Todos temos a liberdade de pensar,
  de nos manifestar, de nos reunir e de
  crer.
• Todos
  temos o
  direito ao
  amor e
  aos frutos
  do amor.
• Todos temos o dever de respeitar e
  proteger os direitos da comunidade
• Todos temos o
  dever de lutar
  pela conquista e
  ampliação
  desses direitos.
Democracia
éo
governo da
maioria
com respeito
às minorias
• Trabalho de pesquisa dos alunos do
  Segundo Semestre do Curso de Direito da
  Universidade de Mogi das Cruzes, da
  dis...
Referências
• Bonini, L.M.M. Declaração dos Direitos
  Humanos, ppoint
  emhttp://www.slideshare.net/lucibonini/declarao-
...
O Papel do Advogado na sociedade: interface com os dons do Divino Espírito Santo
O Papel do Advogado na sociedade: interface com os dons do Divino Espírito Santo
O Papel do Advogado na sociedade: interface com os dons do Divino Espírito Santo
O Papel do Advogado na sociedade: interface com os dons do Divino Espírito Santo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Papel do Advogado na sociedade: interface com os dons do Divino Espírito Santo

4.744 visualizações

Publicada em

Trabalho de pesquisa realizado pelos alunos do segundo semestre do curso de direito da Universdade de Mogi das Cruzes na disciplina de Filosofia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.744
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Papel do Advogado na sociedade: interface com os dons do Divino Espírito Santo

  1. 1. O papel do advogado na sociedade: interfaces com os dons do Divino Espírito Santo Trabalho de pesquisa dos alunos do Segundo Semestre do Curso de Direito da Universidade de Mogi das Cruzes
  2. 2. Trata-se do resultado de uma pesquisa realizada pelos alunos do segundo período do curso de Direito, cujo objetivo é evidenciar o papel do advogado na sociedade atual tendo em vista o despertar da solidariedade, do discernimento e da sabedoria.
  3. 3. OBJETIVOS • Geral: estabelecer uma ponte entre os sete dons do Espírito Santo e as competências e habilidades do profissional da área jurídica • Específicos: – apresentar a Declaração dos Direitos Humanos numa linguagem mais acessível para aqueles que precisam ter conhecimento de sua existência; – integrar um trabalho acadêmico de pesquisa a uma festa regional, demonstrando que a universidade pode ser um centro irradiador da semente da cidadania.
  4. 4. Educação e advocacia no terceiro milênio* • Ordenações Filipinas (Primeiro Livro, Título XLVIII)  quot;todos os Letrados, que houverem de advogar e procurar em nossos Reinos, tenham oito anos de estudo cursados na Universidade de Coimbra em Direito Canônico, ou Civil, ou em ambosquot;, • Alvará régio de 24 de julho de 1713  fora da Corte, poderia ser advogado quot;qualquer pessoa idônea, ainda que não seja formado, tirando Provisãoquot; *Paulo Luiz Netto Lôbo, doutor em Direito pela USP, advogado, professor dos programas de Mestrado e Doutorado em Direito da UFPE, UFAL e UnB, membro do Conselho Nacional de Justiça http://jus2.uol.com.br/doutrina/texto.asp?id=297
  5. 5. Biblioteca da Universidade de Coimbra
  6. 6. Capela da Universidade de Coimbra
  7. 7. • Lei de 11 de agosto de 1827  formação dos cursos jurídicos de Olinda e São Paulo • OAB, em 1930 iniciou regulamentação profissional do advogado • Decreto nº 20.784, de 14 de dezembro de 1931, e Lei nº 4.215, de 27 de abril de 1963  estatutos da advocacia: entendida como profissão liberal, autônoma
  8. 8. • Estatuto  Lei nº 8.906, de 4 de julho 1994: advocacia exercício profissional de postulação a qualquer órgão do Poder Judiciário e como atividade de consultoria, assessoria e direção jurídicas. • Também disciplinou o sentido e alcance de sua indispensabilidade na administração da justiça, prevista no artigo 133 da Constituição Federal; a inserção da advocacia pública; a tutela legal mínima de um protagonista esquecido, o advogado empregado.
  9. 9. • Ditaduras  Estado Novo (1937) e do regime militar (1964)  advogados assumiram a defesa dos direitos humanos e os princípios dos Estado Democrático de Direito • Papel político • Sem as liberdades públicas não há liberdade para o exercício independente da advocacia. • Lei nº 8.906/94  (art. 44): quot;defender a Constituição, a ordem jurídica do Estado Democrático de Direito, os direitos humanos, a justiça socialquot;.
  10. 10. O perfil do advogado
  11. 11. • A sociedade atual está regulada por meio de normas e regras  exercemos direitos e deveres • Convivência social  conflitos • Papel do advogado  proporcionar o acesso à justiça àqueles que buscam a jurisdição, objetivando o cumprimento fiel das regras contidas na ordem jurídica. • Qualquer atividade na área jurídica  julgador, promotor, defensor público, nesses casos, mediante prévia aprovação em concurso público entre outras diversas funções públicas ou privadas.
  12. 12. Justiça Social • Constituição Federal de 1988 o advogado é “indispensável à Administração da Justiça” - art. 133, • Tem o dever de formular estruturas e prover mecanismos técnicos que são capazes de dar efetividade às normas jurídicas • LUÍS ROBERTO BARROSO “efetividade significa, portanto, a realização do direito, o desempenho concreto de sua função social, pois o direito existe para realizar-se...”.
  13. 13. A festa do Divino
  14. 14. A festa do Divino Espírito Santo • Domingo de Pentecostes, festa móvel católica, que acontece sempre cinqüenta dias depois da Páscoa, em comemoração à vinda do Espírito Santo sobre os apóstolos de Jesus Cristo
  15. 15. • “Ainda na Idade Média teria aparecido em Portugal um monge considerado como um santo. Depois de longos anos de retiro no deserto, foi-lhe revelada a vinda próxima de uma nova era de relações entre os homens sobre a Terra: a época do Espírito Santo.
  16. 16. • A humanidade teria já ultrapassado a época do Pai (o Antigo Testamento) e, ao seu tempo, terminava o seu trânsito por sobre a época do Filho (o Novo Testamento). Estaria para chegar ao mundo a época final, a do Espírito Santo, marcada pelo advento de uma implantação definitiva da paz, do amor da bondade entre todos os homens do mundo.[...] (Brandão, 1978: 65, apud Amaral, R.)
  17. 17. Os sete dons • O número sete no contexto bíblico. Significa universalidade, totalidade, perfeição. • Os dons do Espírito são inúmeros, portanto, ao falar em sete, podemos dizer que recebemos todos os seus dons.
  18. 18. • DONS DO ESPÍRITO SANTO  sabedoria, inteligência, conselho, ciência, fortaleza, piedade e temor de Deus
  19. 19. Os dons do Espírito Santo • 1. Sabedoria. Busca de valores da vida, da justiça, misericórdia • 2. Inteligência. compreender as verdades • 3. Ciência. capacidade de descobrir, inventar, recriar formas, maneiras para salvar o ser humano e a natureza.
  20. 20. • 4. Conselho. É o dom de orientar e ajudar a quem precisa.  a animar os desanimados, a fazer sorrir os que sofrem, a unir os separados • 5. Fortaleza.  É o dom de tornar as pessoas fortes, corajosas para enfrentar as dificuldades da fé e da vida, no futuro, na conquista de uma sociedade mais fraterna.
  21. 21. • 6. Piedade.  Acende o fogo do amor  amor a Deus e amor aos irmãos. • 7. Temor de Deus. Este dom nos dá a consciência de quanto Deus nos ama. quot;Ele nos amou antes de tudoquot;. Por isso, precisamos corresponder a este amor
  22. 22. SABEDORIA • O advogado busca a Verdade, o Bem e a Ética, para fazer a justiça entrando em consonância entre a Lei de Deus e a dos Homens, progredindo de forma mais acertada em suas causas, com discernimento para exercer sua função a partir de valores humanos
  23. 23. INTELIGÊNCIA • O entendimento é o perfeito complemento da sabedoria, tendo como objetivo fazer valer os direitos e deveres na resolução de conflitos, no caminho da Verdade e da Justiça, mantendo um relacionamento ético e a busca da compreensão.
  24. 24. CIÊNCIA • O advogado deve se atualizar constantemente diante das diversas áreas do conhecimento as quais são os instrumentos que auxiliam a interpretação das Leis.
  25. 25. CONSELHO • É o desenvolvimento da Sabedoria movida pela curiosidade e pela inteligência, encontrando na Ciência os instrumentos de interpretação das Leis a fim de desenvolver a competência e a habilidade necessárias de persuadir e dar bons conselhos
  26. 26. FORTALEZA • Coragem necessária para fazer triunfar a Verdade e a Ética com o objetivo de cumprir as normas contidas na Ordem Jurídica, buscando uma Sociedade mais Justa.
  27. 27. PIEDADE • Lutar pela Justiça, defendendo os Direitos Humanos com compaixão pelo sofrimento alheio
  28. 28. TEMOR DE DEUS • Manter uma Sociedade mais justa, preservando os Direitos Naturais e fazendo valer a Justiça dos Homens.
  29. 29. • O fundamento dos Direitos e Deveres Humanos é o respeito à pessoa humana e à sua dignidade (art.1º, inc. III CF/88), ante os deveres e responsabilidades sociais, impostos pela ética suprema do valor moral espiritual, pelo caráter e pela virtude de cada um de nós, sem qualquer tipo ou espécie de discriminação (art. 3º, inc. IV e art. 5º “caput” e inc. I CF/88). (Dr. Cândido Furtado Maia Neto)
  30. 30. Direitos Humanos no Brasil
  31. 31. • A Pomba é ao mesmo tempo símbolo da Festa do Divino e dos Direitos Humanos
  32. 32. A Declaração dos Direitos Humanos - Uma versão simplificada -
  33. 33. Todos temos direito a descanso, lazer e férias.
  34. 34. Descanso????
  35. 35. Todos temos direito à saúde e à assistência médica e hospitalar.
  36. 36. Todos temos direito à instrução, à arte e à cultura.
  37. 37. Todos temos direito de eleger e ser eleitos para as funções de governo.
  38. 38. • Todos temos direito à informação verdadeira e correta.
  39. 39. • Todos temos direito de ir e vir, mudar de cidade, de estado ou país.
  40. 40. Todos temos direito de não sofrer nenhum tipo de discriminação
  41. 41. Todos nascemos livres e somos iguais em dignidade e direitos.
  42. 42. • Todos temos direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal e social.
  43. 43. • Todos temos direito de resguardar a casa, a família e a honra.
  44. 44. • Todos temos direito ao trabalho digno e bem remunerado.
  45. 45. Todos temos direito à organização popular, sindical e política.
  46. 46. Trabalho escravo
  47. 47. • Todos temos direito ao amparo social na infância e na velhice
  48. 48. • Todos somos iguais perante a lei. A única arma deveria ser a Lei
  49. 49. • Ninguém pode ser arbitrariamente preso ou privado do direito de defesa.
  50. 50. • Toda pessoa é inocente até que a justiça, baseada na lei, prove o contrário.
  51. 51. • Todos temos a liberdade de pensar, de nos manifestar, de nos reunir e de crer.
  52. 52. • Todos temos o direito ao amor e aos frutos do amor.
  53. 53. • Todos temos o dever de respeitar e proteger os direitos da comunidade
  54. 54. • Todos temos o dever de lutar pela conquista e ampliação desses direitos.
  55. 55. Democracia éo governo da maioria com respeito às minorias
  56. 56. • Trabalho de pesquisa dos alunos do Segundo Semestre do Curso de Direito da Universidade de Mogi das Cruzes, da disciplina Filosofia, sob orientação da Profa. Dra. Luci Bonini
  57. 57. Referências • Bonini, L.M.M. Declaração dos Direitos Humanos, ppoint emhttp://www.slideshare.net/lucibonini/declarao- dos-direitos-humanos • DHNET - http://www.dhnet.org.br/, acessado em 15.05.2009. 17:14 • Universidade de são Paulo – Biblioteca Virtual de Direitos Humanos; http://www.direitoshumanos.usp.br/frameset.html ace • Imagens: google imagens

×