Abordagem de vias aéreas rev

8.435 visualizações

Publicada em

Aula do curso de especialização de enfermagem em urgência e emergência da FAMAZ, ministrada pela professora lúcia medeiros

Publicada em: Saúde e medicina
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.435
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
347
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Abordagem de vias aéreas rev

  1. 1. Drª. Lúcia Medeiros
  2. 2. ABORDAGEM DE VIAS AÉREAS QUEM NÃO RESPIRA NÃO VIVE! A AVALIAÇÃO PRÉ-HOSPITALAR DA FUNÇÃO RESPIRATÓRIA DEVE INCLUIR A AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE DO PACIENTE INALAR, DIFUNDIR E LIBERAR O OXIGÊNIO.
  3. 3. ABORDAGEM DE VIAS AÉREASOXIGENAÇÃO E VENTILAÇÃO DO TRAUMATIZADOO processo de oxigenação no organismo humano envolve três fases: Respiração externa Distribuição do oxigênio Respiração interna
  4. 4. ABORDAGEM DE VIAS AÉREAS FISIOPATOLOGIA: O trauma pode comprometer a capacidade do sistema respiratório fornecer O2 e eliminar CO2 das seguintes formas: Hipoventilação resultante da falta de estímulo do centro respiratório Hipoventilação ocasionada por OVACE Hipoventilação devida à da expansão pulmonar Hipoxemia devido à da difusão de O2 através da membrana alvéolo capilar
  5. 5. ABORDAGEM DE VIAS AÉREAS Hipóxia devido à do fluxo sanguíneo para os alvéolos Hipóxia devido a incapacidade do ar chegar aos capilares devido os alvéolos estarem cheios de líquidos ou detritos Hipóxia pode ocorrer em nível celular por hipofluxo sanguíneo para os tecidos.
  6. 6. ABORDAGEM DE VIAS AÉREASTodo traumatizado necessita de oxigêniosuplementar. Entre as causas de morteevitáveis no pós-trauma, encontramos: Demora em identificar a obstrução das vias aéreas Demora em providenciar uma via aérea Dificuldade técnica em garantir via aérea definitiva e/ou ventilação. Aspiração do conteúdo gástrico Obstrução parcial de vias aéreas somadas a prejuízos de mecânica respiratória é igual à hipoxemia.
  7. 7. ABORDAGEM DE VIAS AÉREAS DEPRESSÃO DA FUNÇÃO NEUROLÓGICA: Rebaixamento do nível de consciência – compromete o estímulo ventilatório e reduz a FR, a profundidade da ventilação, ou ambos. Relaxamentoda língua – permite que a língua caia conforme a gravidade.
  8. 8. ABORDAGEM DE VIAS AÉREAS OBSTRUÇÃO MECÂNICA: pode ser influenciada por alteração neurológica ou ser de natureza puramente mecânica. Corpos estranhos podem ser objetos que estavam na boca do paciente no momento do trauma.A obstrução pode também ser causada por fratura óssea ou por colapso da cartilagem, resultante da fratura de laringe ou traqueia, pela avulsão da mucosa da língua, fragmentos ósseos ou tecidos em casos de trauma de face.
  9. 9. ABORDAGEM DE VIAS AÉREASINSPEÇÃO DE VAS MANOBRA DE HIPEREXTENSÃO DO PESCOÇO MANOBRA DE CHIN-LIFTO objetivo primordial da ventilação é garantir umaadequada oxigenação das células.
  10. 10. DESOBSTRUÇÃO MANUAL DE VAS
  11. 11. ABORDAGEM DE VIAS AÉREAS CÂNULAS ORAIS1. Mantêm a língua distante da parede posterior da faringe;2. Protegem o TOT Devem ter o tamanho adequado ao paciente Longa pode empurrar a epiglote Curta pode desviar a língua posteriormente
  12. 12. A
  13. 13. MÁSCARA LARINGEA
  14. 14. ABORDAGEM DE VIAS AÉREASASPIRAÇÃO DE VIAS AÉREASA vítima de trauma pode não ser capaz de eliminar as secreções acumuladas na VAS. ATENÇÃO: Aspiração prolongada pode levar à hipoxemia, que pode manifestar-se como alterações cardíacas. A estimulação vagal pode causar bradicardia grave e hipotensão.
  15. 15. B
  16. 16. OXIMETRIA DE PULSO Permite o socorrista detectar precocemente o comprometimento pulmonar e a deterioração cardiovascular, antes que os sinais clínicos sejam evidentes. Os oxímetros fornecem medidas pontuais da saturação de oxiemoglobina arterial (SaO2) e da FC. A SaO2 é determinada pela medida da razão de absorção da luz vermelha e infravermelha que passa através dos tecidos. Um microprocessador correlaciona alterações na absorção da luz causada pela pulsação sanguínea através dos leitos vasculares para determinar a saturação arterial e a frequência de pulso.
  17. 17. A SaO2 normal está entre 93 a 95% ao nível do mar. Valor menor de 90%, na maioria das vezes há comprometimento grave da oxigenação tecidual.
  18. 18. ABORDAGEM DE VIAS AÉREASCRICOTIREOIDOSTOMIAÉ um procedimento para casos de emergências extremas quando outros métodos de ventilação falharam ou foram inviáveis.LOCAL DE PUNÇÃO - membrana cricotireóidea
  19. 19. ABORDAGEM DE VIAS AÉREAS INDICAÇÕES:  Dificuldades para realizar intubação traqueal  Trauma maxilofacial  Trauma laríngeo  Edema de glote.
  20. 20. B
  21. 21. ABORDAGEM DE VIAS AÉREASINTUBAÇÃO Incapacidade de manter VA permeável por outros métodos; Proteção da via aérea Manutenção de VA limpa; Suporte ventilatório.
  22. 22. ABORDAGEM DE VIAS AÉREASINTUBAÇÃO OROTRAQUEAL
  23. 23. ABORDAGEM DE VIAS AÉREAS
  24. 24. MILLERMACINTOSH
  25. 25. CHEIRINHO PRA VOCES.

×