Setemi news julho

401 visualizações

Publicada em

SETEMI NEWS edição de JULHO/2015

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
401
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
115
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Setemi news julho

  1. 1. Ano 3 - Edição 28 Mogi das Cruzes, julho de 2015 Distribuição gratuita SETEMI NEWS Em reunião no Palácio Guana- bara,os governadoresdos esta- dos da Região Sudeste discuti- ram medidas para enfrentar a criseeconômica. No encontro, eles anunciaram uma pauta de reivindicações que será levada ao Congresso Nacional e à Presidência da República para incentivar a geraçãodeempregoserenda. Os governadores considera- ram a pauta prioritária para PÁGINA 2 DESTAQUE Governadores do Sudeste propõem pauta para enfrentar crise e gerar empregos PESQUISA Pesquisadores descobriram em Manaus um novo vírus que causa diarreia, paralisia das pernas por até duas semanas e que pode levar à morte. Segundo a pesquisadora que coordenou o trabalho, Patrícia Puccinelli, do Instituto Leônidas e Maria Deane (FiocruzAmazônia), o vírus é transmitido por água con- taminadacomfezes. PÁGINA 10 Pesquisadores descobrem em Manaus vírus que causa paralisia nas pernas EDUCAÇÃO Pouco mais da metade dos jovens concluíram ensino médio na idade certa PÁGINA 4 Em 2013, 54,3% dos jovens concluíram o ensino médio até os 19 anos, idade considerada adequada, segundo o movimento da sociedade civil Todos Pela Educação (TPE). No ensino funda- mental, 71,7% dos estudantes conseguiram se formar até os 16 anos. Porém, as metas intermediárias definidas pelo movimento paraoanode2013eram63,7%e84%,respectivamente. Fique atento: sua personalidade está atrapalhando sua carreira? MERCADO DE TRABALHO Pode parecer injusto, mas pes- soas introvertidas não têm mui- tas chances de conseguir um emprego na gigante multinacio- nal dos cosméticos L'Oréal que leva isso em conta quando pro- cura por funcionários. Fique atentoaessa dicaimportante. PÁGINA 8 COMPORTAMENTO PÁGINA 9 O acesso à internet é fácil e possível para as crianças desde que são pequenas. No início, através da visualização de vídeos de músicas, joguinhos no celular, aplicativos e, finalmente, quando já estão crescidinhas,dasredessociais. Pais devem ficar atentos ao que filhos fazem na internet retomada o crescimento econô- mico. "É uma somatória de esforços e de sugestões", expli- couogovernadordoRiodeJane- iro, Luiz Fernando Pezão. Segundo ele, os estados "não querem fugir do ajuste fiscal" comas medidaspropostas. "O que estamos propondo é um grande esforço para ajudar o governo federal em suas metas", disseogovernador.
  2. 2. julho de 2015 Governadores do Sudeste propõem pauta para enfrentar crise e gerar empregos SETEMI EDITORA & COMUNICAÇÃO CNPJ 19.641.464/0001-05 Jornalista Profissional: Marcos Dantas - MTB 55235-SP Arte e Revisão: Luzia Miranda Representante Comercial: Geralda Cesário Departamento Jurídico: Dra. Virgínia M. Oliver da Silva Gráfica: Notícias do Alto Tietê Empresa Jornalística, Gráfica e Editora Ltda. Distribuição: Mogi das Cruzes e região ANUNCIE JÁ (11) 2867-6433 (11) 97538-0790 TODAS AS PROPAGANDAS SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DO ANUNCIANTE Acesse: www.seteminews.com.br facebook.com/seteminews Fontes de notícias e imagens desta edição: 2 SETEMI NEWS DESTAQUE • agenciabrasil • bbcbrasil • usp.br • google images • minhavida.com.br • gazeta.com Em reunião no Palácio Guana- bara, os governadores dos esta- dos da Região Sudeste discuti- ram medidas para enfrentar a criseeconômica. No encontro, eles anunciaram uma pauta de reivindicações que será levada ao Congresso Nacional e à Presidência da República para incentivar a geração de empregos e renda. Os governadores consideraram a pauta prioritária para retoma- dadocrescimentoeconômico. "É uma somatória de esforços e de sugestões", explicou o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão. Segundo ele, os estados "não querem fugir do ajuste fiscal" com as medidaspropostas."O queesta- mos propondo é um grande esforço para ajudar o governo federalemsuas metas." Algumas das sugestões deveri- am ser apresentadas em forma de projeto de lei ao Congresso Nacional, o que, segundo Pezão,deveráserfeitopordepu- tadosdasbancadasdoSudeste. Oláamigos! Mais um mês se passou e esta- mos novamente juntos. Isso é muito bom! Quero neste edito- rial convidar você para ficar ligado nas notícias desta edição: vemos em nosso destaque a união dos governadores da região sudeste e o empenho em buscar novas oportunidades de emprego para nossa região em momentos de crise que estamos passando. Temos também São Paulo como o primeiro estado do país com circulação de ôni- bus movido a hidrogênio. Na educação uma notícia preocu- pante: pouco mais da metade dos jovens concluíram o ensino médio da idade certa. Em com- portamento temos dicas sobre os cuidados que os pais devem ter com os filhos na internet. E uma descoberta preocupante: pesquisadores descobrem em Manaus vírus que causa para- lisianaspernas. Essas sãoapenasalgumasnotí- cias de destaque que você encontraaqui. Tudo isso e muito mais você só encontra no SETEMI NEWS. Se desejar entrar em contato conosco envie um e-mail para: jornalismo@seteminews.com.br. S S Gêmeos Lucas e Mateus Dantas As reivindicações dos governa- dores são enumeradas em seis pautas. Uma delas sugere que os programas de concessões estaduais tenham as mesmas condições financeiras concedi- das por instituições públicas federaisaosdaUnião. Outra pede apoio federal, inclu- sive por garantia soberana, para acesso a fundos garantidores que ampliem investimentos. A terceira reivindica a troca de experiência nos processos de concessões e parcerias público- privadas. Outro item da pauta é a priori- dade de investimentos em logística e infraestrutura, como formadegeraremprego. Os destaques seriam as áreas de saneamento básico e constru- çãocivil. Os governadores propõem a reversão de recursos pagos de PIS/Cofins pelo setor de sanea- mento para um fundo e que, depois, se transforme em inves- timentos. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, defendeu a ideia, argumentando que as obras de infraestrutura geram muitos empregos. Para ele, a sugestão não contraria o con- tingenciamento do governo federal. "Existem algumas áreas que podem gerar rapida- mente muitos empregos", disseAlckmin. Ele acrescentou que é preciso aproveitar a desvalorização do real para incrementar as expor- tações e recuperar mercados perdidos. A proposta foi incluída como quinto item da lista dos gover- nadores. O sexto item trata da intensifi- cação de operação conjunta na área de segurança pública, aprofundando a sinergia entre os governos estaduais e a União.
  3. 3. julho de 2015 3SETEMI NEWS Governo brasileiro abriu mão de combater desmatamento, diz Greenpeace S MEIO AMBIENTE A organização não governa- mental Greenpeace criticou os termos do compromisso assu- mido pelo governo brasileiro, emacordobilateralcomos Esta- dos Unidos, para acabar com o desmatamento ilegal de flores- tas e mitigar as causas das mudançasnoclima. O documento informa que o Brasil pretende restaurar e reflorestar 12 milhões de hecta- res de florestas até 2030. Não foi definido, no entanto, um prazo para zerar o desmatamen- to. “É inaceitá- vel que o com- promisso mais ambicioso que Dilma assume para proteção das florestas e c o m b a t e à s mudanças climáticas seja tentar cumpriralei. Mas foi exatamente isso o que ela fez em aguardada reunião com o presidente Barack Oba- ma, em Washington (EUA): prometeu fazer o possível para combater o desmatamento ile- gal no Brasil, sem dar prazo ou garantia concreta”, diz a nota do Greenpeace. Para o Greenpeace, o governo brasileiro, em vez de defender o desmatamento zero, propõe des- matamento ilegal zero ou o des- matamento líquido zero, o que abriria grande margem aos des- matadores. Enquanto dezenas de governos se comprometeram a zerar suas perdas florestais até 2030, como consta na Declaração de Nova York sobre Florestas, no ano passado – que o governo brasi- leiro se recusou a assinar –, a ONG ressalta ser "vergonhoso que o nível do debate e do com- promisso no país ainda sejam tãobaixos”. No acordo assinado pelos dois países, os presidentes destaca- ram que vão trabalhar em coo- peração na geração de energia nuclear segura e sustentável, além de reconhecer a necessida- de de acelerar o emprego de energia renovável para ajudar a moveraseconomias. Os países propuseram a adoção de “ações ambiciosas”, no sen- tido de atingir, individualmen- te, 20% de participação de fon- tes renováveis em suas respecti- vas matrizes elétricas, até 2030 – além, naturalmente, da gera- çãohidráulica. “O governo brasileiro na verda- de, poderia alcançar pouco mais que o dobro disso, segundo dados do Observatório do Cli- ma”,ressaltaoGreenpeace. A nota do Greenpeace mencio- na ainda o "assustador anúncio de uma cooperação nuclear para compartilhar tecnologias de geração 'seguras e sustentá- veis' entreos doispaíses”.
  4. 4. Google Images julho de 20154 SETEMI NEWS EDUCAÇÃO S Em 2013, 54,3% dos jovens concluíram o ensino médio até os 19 anos, idade considerada adequada, segundo o movi- mento da sociedade civil Todos Pela Educação (TPE). No ensi- no fundamental, 71,7% dos estudantes conseguiram se for- mar até os 16 anos. Porém, as metas intermediárias definidas pelo movimento para o ano de 2013 eram 63,7% e 84%, res- pectivamente. O movimento Todos Pela Edu- cação divulgou o relatório De Olho nas Metas, publicado a cada dois anos a fim de acompanhar os indica- dores educacionais do Brasil. Os resultados desta edição referem- se aos anos de 2013 e 2014. São cinco metas monitoradas no docu- mento: 1 - Toda crian- ça e jovem de 4 a 17 anos na escola; 2 - Toda criança plenamente alfabetizada até os 8 anos; 3 - Todo aluno com apren- dizado adequado ao seu ano; 4 - Todo jovem com ensino médio concluído até os 19 anos; 5 - Investimento em educação ampliadoebemgerido. Segundoomovimento,os núme- ros apresentados no relatório mostram desafios que o país ainda precisa enfrentar na área de educação, como incluir apro- ximadamente 2,8 milhões de crianças de 4 a 17 anos na educa- ção básica e garantir aprendiza- do adequado aos estudantes – somente 9,3% dos estudantes do ensino médio apresentaram pro- ficiência esperada em matemáti- ca, em 2013. No mesmo ano, 27,2% desses alunos tiveram o aprendizado esperado em portu- guês. Os valores estão também abaixo das metas intermediárias definidas pelo TPE para o ano, que eram 28,3% e 39%, respecti- vamente. Os estudantes do 5º ano do ensi- no fundamental apresentaram melhor desempenho na profi- ciência média dos alunos em 2013, o que foi atribuído ao acréscimo de um ano ao nível fundamental. Para Alejandra Meraz Velasco, coordenadora-geral do TPE, “o estudo comprova que a expansão do ensino fundamental para nove anos, que na maioria dos municípios significou antecipar a entrada das crianças, foi um avanço importante e necessário Pouco mais da metade dos jovens concluíram ensino médio na idade certa para melhorar o desempenho escolar, especialmente dos que não tiveram acesso à educação infantil”. Ela alerta, no entanto, que o efeitodessamedidairáse esgo- tar e, considerando os baixos níveis de proficiência que ainda persistem, outras políti- cas precisam ser garantidas para assegurar o direito à aprendizagem. A partir de 2016, a pré-escola se torna obrigatória, anteci- pando a obrigatoriedade do ingresso das crianças na escola emdoisanos.
  5. 5. julho de 2015 5SETEMI NEWS Poupança tem maior retirada de recursos da história para o primeiro semestre S ECONOMIA Pelo sexto mês seguido, a pou- pança registrou perda de recur- sos. Segundo dados divulgados pelo Banco Central, os corren- tistas retiraram R$ 38,542 bilhões a mais do que deposita- ramnoprimeirosemestre. Acadernetaregistrouapiorcap- tação líquida (diferença entre depósitos e retiradas) da histó- riaparaoperíodo. De janeiro a junho, os brasilei- ros depositaram R$ 909,632 bilhõesnapoupança. No entanto, as retiradas soma- ram aproximadamente R$948,174bilhões. Apenas no mês de junho, os investidores sacaram R$ 6,261 bilhões a mais do que depositaram na poupan- ça, também a pior cap- tação líquida registrada paraomês. No mês passado, os depósitos somaram cerca de R$ 162,854 bilhões, mas os saques totaliza- ram aproximadamente R$ 169,114 bilhões. Nos últimos meses, vários fatores estão pro- vocando a fuga de recursos da poupança. Em primeiro lugar temos a alta da Selic (taxa básica de juros da economia) que tor- nou a poupança menos atraente queoutrasaplicações. Segundo aAssociação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), a caderneta é mais vantajosa do que os fundos de investimento apenas quando as aplicações são inferiores a seis meses, apesar de a poupança ser isenta de Imposto de Renda e de taxasdeadministração. A alta da inflação também con- tribuiu para a perda de atrativi- dade da poupança. Nos últimos 12 meses, a caderneta de pou- pança rendeu 7,43%, o equiva- lente à Taxa Referencial mais 6,17%aoano. A inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, no entanto, está em 8,47%, puxada pela alta de pre- ços administrados, como com- bustíveiseenergia. O aumentodos preçosedoendi- vidamento dos consumidores também diminui a sobra de recursos a ser aplicada na cader- neta. A fuga de recursos da caderne- ta provocou problemas no cré- dito imobiliário porque os depósitos da poupança são usa- dos para os financiamentos de imóveis. No mês de maio, o Conselho Monetário Nacional (CMN) remanejou cerca de R$ 22,5 bilhões de compulsórios – par- cela que os bancos são obriga- dos a manter depositada no Banco Central – para evitar a escassez de recursos para o setor.
  6. 6. São Paulo é o primeiro estado do país com ônibus movidos a hidrogênio Desde o final do mês de Junho circulam em São Paulo os primeiros ônibus de transpor- te urbano movidos a hidrogê- nio. Os veículos têm tecnolo- gia de propulsão que não emitepoluentes. O escapamento dos ônibus eliminam apenas vapor d'água. Os coletivos também oferecem mais espaço aos passageiros, aperfeiçoamento dos sistemas de controle, integração a bordo e naciona- lização de todo o sistema de tração. De acordo com informações do Ministério de Meio Ambiente, e s s e s ô n i b u s apresentam 45% de energia reno- vável, 31% a mais que o resto do mundo, o que coloca o Brasil em posição de destaque mundial. Além do Brasil, os únicos países capazes de desenvolver e operar esse tipo de coletivos sãoAlemanha, CanadáeEstadosUnidos. De acordo com a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), os ônibus circularão entre os trechos D i a d e m a / M o r u m b i , d o C o r r e d o r S ã o M a t e u s - Jabaquara(ABD). As carroçarias dos veículos têm desenhos de pássaros represen- tativos da fauna brasileira e foram batizados com o nome de três espécies:Ararajuba (ave da Amazônia e que representará as regiões Norte e Nordeste) Tuiuiú (ave símbolo do Pantanal) e Sabiá Laranjeira, considerada por decreto presi- dencial um dos quatro símbolos nacionais. Em nota, a EMTU explicou que o projeto é total- mente brasileiro, desenvolvido sob contrato de pesquisa financiado pelo Programa das N a ç õ e s U n i d a s p a r a o Desenvolvimento, com recur- sos Global Environment Facility – GEF e da Agência Brasileira de Inovação - FINEP, por meio do Ministério de MinaseEnergia. No documento, a empresa informou que cabe à EMTU monitorar os testes realizados pelos veículos e apresentar especificações técnicas dos equipamentos. TECNOLOGIA S julho de 20156 SETEMI NEWS Acrescentou que os resultados dos testes com o protótipo serviram para aperfeiçoar o projeto dos três novos veículos fabricadosnoBrasil. Os testes começaram em 2010, com o lançamento de um veículo protótipo que ainda circula no Corredor São Mateus-Jabaquara (ABD), na região metropolitana de São Paulo. Tel: 2867-6433 / Cel: 99927-0908 Cartão de Visita A partir de R$ 49,00 (1.000 unidades) Flyer 90g A partir de R$ 200,00 (5.000 unidades) PreçosImperdíveis!!! E-mail: artediagramacao@seteminews.com.br Serviços Gráficos com rapidez e qualidade! Artes Gráficas ETEMIS
  7. 7. julho de 2015 7SETEMI NEWS Av. Lourenço de Souza Franco, 504 Jundiapeba - Mogi das Cruzes MOGI PISOS A T A C A D Ã O Cimento Cola Quartzolit R$ 7,99 Forro PVC R$ 10,99 Porta lisa R$ 119,99 *CONSULTAR CONDIÇÕES NA LOJA PAGAMENTO FACILITADO EM ATÉ 3X, 6X E 10X S/ JUROS* VENHA CONFERIR RB IG O A A Ç S Ã S O ON Porta de Alumínio R$ 289,99 Pisos à partir R$ 7,99 TEL: 4723-2420
  8. 8. Fique atento: sua personalidade está atrapalhando sua carreira? julho de 20158 SETEMI NEWS MERCADO DE TRABALHO Pode parecer injusto, mas pes- soas introvertidas não têm mui- tas chances de conseguir um emprego na gigante multinacio- naldos cosméticosL'Oréal. Os profissionais da empresa responsáveis pelo recrutamen- to de novos funcionários geral- mente não selecionam candida- tos com esse perfil – e se ainda assim o fizessem, essas pessoas muito provavelmente sofreri- amparacrescerládentro. Ser introvertido é apenas uma das inúmeras carac- terísticas de persona- lidade que a L'Oréal leva em conta quan- do procura por fun- cionários que pos- sam se adaptar à cul- turadaempresa."Pre- ferimos profissionais mais confiantes e extrovertidos porque acreditamos que as ideias surgem dos conflitos", explica Fréderique Scavennec, vice-presidente de talentos globaisdamarcafrancesa. "Nossos funcionáriossãodesa- fiados a todo momento e que- remos alguém que defenda seus pontos de vista. A pessoa ideal também precisa fazer as coisas com paixão, ser empre- endedora e ter a capacidade de se relacionar bem com os cole- gas." Cada vez mais outras empresas estão indo pelo S mesmo caminho, na tentativa de assegurar que seus contrata- dos se enquadrem bem na cultu- radacorporação. Elas esperam detectar atributos como paciência, persistência, curiosidade, agilidade e apetite para correr riscos, ao submeter candidatos a testes de persona- lidade e a entrevistas e dinâmi- casdegrupo. Algumas usam até jogos online para avaliar essas qualidades, da criatividade à empatia. É verdade que a experiência pro- fissional ainda supera outras qualificações no processo de recrutamento, mas a personali- dade e a capacidade de se ade- quar à empresa foram aponta- das como fatores essenciais em uma pesquisa de 2014 feita com mais de 2,3 mil CEOs, gerentes de RH e outros executivos em 18países. O estudo, conduzido pela con- sultoria Universum, revelou que quase metade dos entrevis- tados acredita que o perfil pes- soal de um candidato é um dos fatores que mais pesam em uma contratação – mais ainda do que a universidade onde se formou, porexemplo. Amesmo pesquisa mostrou que aproximadamente 44% dos executivos entrevistados ainda usam o que a Universum chama de "recrutamento baseado na personalidade", enquanto 69% disseram que vão fazer o mesmonofuturo. SEMINÁRIO TEOLÓGICO MISSIONÁRIO INDEPENDENTE SEMINÁRIO TEOLÓGICO MISSIONÁRIO INDEPENDENTE Crescendo na graça e no conhecimento Telefones: 11 2867-6433 (fixo) - 11 99927-0908 (vivo) - 11 97289-2484 (vivo) Rua Mário Yoshida, 683 - Vila Cintra - Mogi das Cruzes - SP Site: www.setemiteologia.com.br CURSOS DE EXTENSÃO, PALESTRAS E WORKSHOPS: * Diversos cursos práticos de curta duração com certificado PÓS GRADUAÇÃO LATU SENSU: * Teologia Bíblica do Novo Testamento CURSOS DE GRADUAÇÃO SEMIPRESENCIAIS: * Bacharel em Teologia * Básico * Médio Matrícula Grátis! Matricule-se já e venha conhecer mais de DEUS e sua PALAVRA!
  9. 9. julho de 2015 9SETEMI NEWS Dilma diz que relação entre o Brasil e os EUA está em novo patamar INTERNACIONAL O último compromisso da presidente Dilma Rousseff em sua viagem aos Estados Unidos foi a visita ao Centro de Pesquisas da NASA, a agência aeroespacial norte- americana. Dilma foi à Uni- dade Avançada de Supercom- putadores. Em entrevista à imprensa, ela disse que a ida ao país foi extremamente pro- dutiva e que a relação do Bra- sil com os EUAestá agora em um novo patamar de possibili- dades. Na Nasa, a presidenta fez reuniões com empresário do setor aeroespacial, execu- tivos da Boeing, da Embra- er e da Honeywell estavam presentes.Foioúltimocom- promisso de uma extensa agenda no estado da Cali- fórnia, na Costa Oeste dos Estados Unidos. Nesse tre- cho da viagem, a presidenta propôs a abertura de diálo- go entre governo, universidades e empresas de alta tecnologia para tentar estabelecer parcerias com o Brasil. Mais cedo, Dilma Rousseff se reuniu com a presi- dente da Universidade da Cali- fórnia, Janet Napolitano, e com o reitor da Universidade de Ber- keley, Nicholas Dirks. A presi- dente teve ainda um encontro com o presidente do instituto de pesquisa SRI International, Bill Jeffrey.Visitou a sede da empre- sa Google, onde fez um passeio em um carro equipado com um sistema de direção inteligente, capaz de circular sem motorista. A ex-secretária de Estado, Con- doleezzaRice,ofereceuumalmo- ço em homenagem à presidente na Universidade de Stanford, onde ela é professora. Além de acadêmicos, empresários tam- bém participaram do encontro. Entre eles, estavam Mark Zuc- kerberg, do Facebook, e Mile Calahan,doLinkedin. Em entrevista para jornalistas, Dilma Rousseff fez um balanço da viagem. Ela disse que a visita foi extremamente produtiva e afirmou: “nós relançamos a relação com os Estados Unidos num patamar, eu diria assim, de maiorpossibilidadesfuturas. S Pais devem ficar atentos ao que filhos fazem na internet, diz especialista COMPORTAMENTO O acesso à internet é fácil e possível para as crianças desdequesãopequenas. No início, através da visuali- zação de vídeos de músicas, joguinhos no celular, aplicati- vos e, finalmente, quando já estão crescidinhas, das redes sociais. Esse processo tem se tornado cada vez mais comum, o que pode tranquilizar alguns pais sobre os limites que estão dandoaosseus filhos. Patrícia Peck, especialista em Direito Digital alertou que todo o cuidado e aten- ção são necessários quan- do uma criança tem aces- so à internet. “Estar na internet não é estar seguro estando estar em casa.” Na verdade, a internet se tornou uma grande rua. Tem que haver a preocupação de vigilância, de saber com quem está falando e o que está aces- sando,sugerePatrícia. A advogada aponta que tanto as informações privilegiadas pas- sadas nas redes sociais, como a exposição de uma intimidade, por fotos ou webcams, são situa- ções às quais as crianças e ado- lescentesestãosujeitas.Por inge- nuidade, ou por querer passar uma noção de independência, são induzidas a fazer coisas que podem ter resultados bastante negativos. Para si ou para a famí- lia. “Não dá pra contar tudo aberta- mente na internet para qualquer um. Expor rotinas, horários e tra- jetos, são informações privilegia- das e fáceis para bandidos moni- torarem”,dizaadvogada. Gláucia recomenda, ainda, que os pais olhem o celular, as fotos e as conversas de grupos de what- sapp e outras redes sociais de seus filhos. “Não olhar é assumir uma situa- ção de risco da própria omissão, dapróprianegligência”. Ela afirma que a atitude não caracteriza invasão de privaci- dade e que está de acordo com o Estatuto da Criança e doAdoles- cente. “O ECA protege a criança para que ela não tenha uma ameaça à sua privacidade provocada por outros,porterceiros. Mas o pai e a mãe têm o dever de protegerema imagem,reputação e o bem-estar dessa criança. Sig- nifica que proteger é saber o que estáacontecendo”,finaliza. S
  10. 10. julho de 201510 SETEMI NEWS Equidade de gênero no mercado de trabalho vai demorar 80 anos, indica estudo DIREITOS HUMANOS Apesar do aumento de mulhe- res no mercado de trabalho nas últimas décadas, a equidade com os homens pode levar até 80 anos, segundo o Relatório Global de Equidade de Gêne- ro, do Fórum Econômico Mun- dial. Para tentar diminuir esse tempo,equivalenteaumagera- ção, pesquisa feita com líderes de 400 empresas ao redor do mundo indicou que três medi- das prioritárias podem ser tomadas. Todas relacionadas ao engajamento da corporação naestratégia.As medidascons- tam do estudo Women Fast Forward, feito pela consultoria Ernst & Young (EY) no Rio de Janeiro. O trabalho indica como prioridade: “Iluminar o cami- nho para a liderança feminina, acelerar a mudança na cultura empresarial com políticas cor- porativas progressistas e cons- truir um ambiente de apoio”, alicerçado no combate ao pre- conceito “consciente e inconsci- ente”, para aumentar o ritmo das empresasrumoàequidade. De acordo com Tatiana da Pon- te, sócia de Impostos da EY no Brasil, uma das principais van- tagens da paridade é o ganho financeiro. Entre as empresas pesquisadas, 64% daquelas com melhores resultados econômi- cos encorajam suas funcionári- as. Isso se deve, segundo ela, ao aumento da participação na tomada de decisões e favorece a visãoglobal. “Não é porque isso [a visão glo- bal] é mais da mulher ou do homem. É porque o aumento da participação gera diversidade. São opiniões diferentes subsidi- andoas decisões”,explicou. Para desenvolver as estratégias, Tatiana esclareceu que é preciso definir oportunidades de progres- so na carreira e dar exemplos. “Não adianta defender a diversi- dade e não ter mulheres nos con- selhos, na direção”, disse. Outra medida, segundo ela, é a flexibili- dade na carga horária, adotando prazos mais longos, por exem- plo, para licença maternidade ou paternidade. “Estamos caminhando para um momento em que não só a mulher tem que achar espaço no mercado de trabalho, o homem também tem que achar um espa- çonafamília. S Pesquisadores descobrem em Manaus vírus que causa paralisia nas pernas Pesquisadores descobriram em Manaus um novo vírus que causa diarreia, paralisia das pernas por até duas semanas e que pode levar à morte. Segun- do a pesquisadora que coorde- nou o trabalho, Patrícia Pucci- nelli, do Instituto Leônidas e Maria Deane (Fiocruz Amazô- nia), o vírus é transmitido por águacontaminadacomfezes. A descoberta no Brasil dogemycircularvirus foi feita a partir da análise molecular das fezes de 1,5 mil crianças de até dez anos que tiveram diarreia e foram atendidas em prontos- socorros de Manaus entre 2007 e2009. Entre as crianças que fizeram parte da pesquisa, cinco esta- vam contaminadas. Segundo Patrícia, o vírus já havia sido descoberto no Sri Lanka, onde os sintomas também foram detectados em adultos. A pes- quisadora ressaltou que a pre- sença do vírus foi observada em Manaus porque o estudo foi feito apenas nessa cidade, mas alertou que ele pode estar pre- sente em outros estados. Para prevenir a doença, é necessário o fortalecimento do saneamen- to básico por parte do estado e também que a população tome medidas básicas como lavar as mãos após ir ao banheiro e antes das refeições e só ingerir água filtradaoufervida. Atualmente, a detecção do gemy- circularvirus só pode ser feita pela análise molecular das fezes, porém a pesquisadora Patrícia Puccinelli está estudando o desenvolvimento de um kit de diagnóstico rápido do vírus que facilitaria seu diagnóstico. O pesquisador do Laboratório de Medicina da Universidade da Califórnia, em São Francisco (EUA),Tung Gia Phan, teve par- ceria na descoberta, que foi publicadanarevistaVirology. S PESQUISA
  11. 11. julho de 2015 11SETEMI NEWS CLASSIFICADOS SETEMI NEWS ALIMENTAÇÃO ANUNCIE AQUI DICA: Horários para as refeições Tenha horário para suas refeições. Ele faz com que nosso organismo mantenha um ritmo, com estabilidade nutricional e hormonal. MODA, BELEZA E ACESSÓRIOS SERVIÇOS Sempre Trazendo Mais Informação (11) 2867-6433 I (11) 97538-0790
  12. 12. julho de 201512 SETEMI NEWS * CONSULTAS * PET SHOP * BANHO E TOSA * CIRURGIAS * EMERGÊNCIAS * LABORATÓRIO * FARMÁCIA * INTERNAÇÃO * ANESTESIA INALATÓRIA AV. SHOZO SAKAI, 1014 - VILA CINTRA MOGI DAS CRUZES PERTO DA ESCOLA HELENA URBANO 2670-0060 / 97195-4838 / 99948-4766O TT

×