Planejamento na educação infantil
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Planejamento na educação infantil

em

  • 10,953 visualizações

Planejar uma saída para o mundo Pós-Moderno.

Planejar uma saída para o mundo Pós-Moderno.

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
10,953
Visualizações no SlideShare
10,953
Visualizações incorporadas
0

Actions

Curtidas
2
Downloads
177
Comentários
0

0 Incorporações 0

No embeds

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

Planejamento na educação infantil Presentation Transcript

  • 1. Luciana Esmeralda Ostetto* Luiz Carlos Varella de oliveira Profº. Formador em História Fevereiro - 2011
  • 2. POR QUE NA EDUCAÇÃO INFANTIL? Dirigida às crianças de zero a seis anos ganha estatuto de direito, colocando-se como etapa inicial da educação básica que devem receber as crianças brasileiras, respeitando os preceitos constitucionais.
  • 3. EDUCAÇÃO COM SERIEDADE. Tanto creches quanto pré-escolas, como instituições educativas, têm uma responsabilidade para com as crianças pequenas, seu desenvolvimento e sua aprendizagem, o que reclama um trabalho intencional e de qualidade.
  • 4. QUESTIONAMENTOS. O que fazer com as crianças, principalmente as bem pequenas? Pensar em planejamento seria apenas uma questão de como e do que fazer ou, além disso, Principalmente, uma questão de:1. Para que e2. Para quem fazer?
  • 5. TAREFA Escreva os principais entraves com relação ao planejamento que você enfrenta a cada ano letivo?
  • 6. O QUE É O PLANEJAMENTO? Um atitude crítica do educador diante de seu trabalho docente. Por isso não é uma fôrma! Ao contrário, é flexível e, como tal, permite ao educador repensar, revisando, buscando novos significados para sua prática pedagógica. Marca a intencionalidade do processo educativo. Não pode ficar só na intenção, ou melhor, só na imaginação, na concepção.
  • 7. INTENCIONALIDADE. Traduz-se :1. No traçar,2. Programar,3. Documentar a proposta de trabalho do educador. Documentando o processo, o planejamento é instrumento orientador do trabalho docente.
  • 8. ESCOLHAS. Derivam sempre de crenças ou princípios. Como um processo reflexivo, no processo de elaboração do planejamento o educador vai aprendendo e exercitando sua capacidade de perceber as necessidades do grupo de crianças, localizando manifestações de problemas e indo em busca das causas. Vai aprendendo a caracterizar o problema para, aí sim, tomar decisões para superá-lo. O ato de planejar pressupõe o olhar atento à realidade.
  • 9. TIPOS DE PLANEJAMETOS.1. Listagem de atividades;2. Datas comemorativas;3. Aspectos do desenvolvimento;4. Em temas ;5. Conteúdos organizados por áreas de conhecimento
  • 10. LISTAGEM DE ATIVIDADES. Um dos mais rudimentares baseado na preocupação do educador em preencher o tempo de trabalho com o grupo de crianças. O professor busca organizar vários tipos de atividades para realizar durante cada dia da semana. Dessa forma, como seu planejamento é diário, vai listando possíveis atividades para as crianças desenvolverem.
  • 11. DATAS COMEMORATIVAS. Direcionado pelo calendário. A programação é organizada considerando algumas datas, tidas como importantes do ponto de vista do adulto. A o longo do ano seriam realizada atividades referentes ao: Carnaval, Dia de Tiradentes, Descobrimento do Brasil, Dia do Índio, à Páscoa, Dia do Trabalho, Dia das mães.
  • 12. ASPECTOS DO DESENVOLVIMENTO Revela uma preocupação com os aspectos que englobam o desenvolvimento infantil. Várias são as áreas contempladas:1. Aspectos físico-motor,2. Afetivo,3. Social ,4. Cognitivo.
  • 13. DESENVOLVIMENTO AFETIVO Objetivos: Estimular a criatividade; estimular a motivação; Estimular a curiosidade. Atividades: 1) Artes Plásticas (desenho, pintura, construção com sucata, recorte e colagem etc.); Música: 2) Dramatizações 3) Histórias
  • 14. EM TEMAS Busca articular as diversas atividades desenvolvidas no cotidiano educativo, funcionando como uma espécie de eixo condutor do trabalho. Pode-se visualizar a preocupação com o interesse da criança, colocando-se em foco suas necessidades e perguntas. Exemplos: atividades sobre o circo, os animais, o bairro, a família,
  • 15. ÁREAS DE CONHECIMENTO Se relaciona claramente com a defesa da pré-escola como espaço pedagógico. Lugar de conhecimento A pré-escola deve contribuir com a universalidade de conhecimentos socialmente acumulados.
  • 16. PLANEJANDO As propostas de planejamento encaminham o trabalho com as crianças maiores, entre quatro e seis anos. E para os menores?
  • 17. O QUE FAZER COM OS PEQUENOS? Vai depender do educador: Do compromisso que tem com sua profissão, Do respeito que tem para com o grupo de crianças, Das informações de que dispõe da formação que possui, Das relações que estabelece com o conhecimento, Dos valores nos quais acredita...
  • 18. UM PRINCÍPIO BÁSICO. CUIDAR & EDUCAR
  • 19. RETROALIMENTAÇÃO. Somente ensinarei a cantar se me ensinarem. Cantigas de roda, Contos (Origem da terra). Ensinar ou educar?
  • 20. BIBLIOGRAFIA Cavalcante, Zelia – A história de uma classe Fusari, José Cerchi – O planejamento do trabalho pedagógico: Algumas indagações e tentativas de espostas Khulmann Jr, Moyses – Instituições pré-escolares assistencialistas no Brasil Kramer, Sonia – Com a pré-escola nas mãos Kramer, Sonia e Abramovay, Miriam – O rei está nu: Um debate sobre as funções da pré-escola Machado, Maria Lúcia de A – Educação Infantil e currículo: A especificidade do projeto educacional e pedagógico para creches e pré-escolas Oliveira. Zilma de Moraes Ramos de: et alii, Creches: Crianças, faz-de-conta & Cia Ostetto, Luciana E: Educar e Cuidar: Questões atuais sobre Educação Infantil no Brasil Rinaldi, Carla: Cento Linguaggi dei Bambini Schiefler, Angela R. K e Silva: Dos “power rangers” aos seres encantados: um passeio pelo mundo do faz-de-conta com crianças de 2 anos e meio a 3 anos e meio Souto-Maior, Sara Duarte: Relato de uma aventura: Mapas, diário de bordo e tesouros organizando e transformando o trabalho do educador infantil Projeto de estágio do curso de Pedagogia UFSC 1997Et alli: Três cabeças que não se entendem passam fome de tanto pensar... Reflexões sobre planejamento, registro e avaliação Thomas, Mónica Diniz et alii: Projeto de trabalho definindo a intencionalidade do professor Weffort, Madalena Freire: Observação, registro, reflexão: Instrumentos Metodológicos