Aula de ortopedia funcional

15.322 visualizações

Publicada em

0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
302
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula de ortopedia funcional

  1. 1. Aula de Ortopedia funcional dos maxilares<br />5 maio – prof. Guilherme Janson<br />
  2. 2. Histórico<br />1879 – Kingsley – placa para avançar a mandíbula; problemas de contenção; elásticos intermaxilares;<br />1902 – Robin – monobloco - corrigir a glossoptosis; liberar a garganta ( considerado o primeiro aparelho ortopédico funcional ).<br />
  3. 3. 1908 – Andresen - Ativador<br />Não é derivado do monobloco de Robin;<br />Servir de contenção funcional em classe II, divisão 1;<br />Evitar a respiração bucal;<br />Não foi bem aceito na época( aparelho removível)<br />Derivado da placa de kingsley – adicionou extensões laterais para cobrir a superfície lingual dos dentes inferiores.<br />
  4. 4. 1908 – Andresen - Ativador<br />Diferente de qualquer outro aparelho removível da época;<br />Andresen admitia extrações – conceito de estética individual;<br />Angle;<br />1927 – Andresen e Haupl - Ortopedia funcional dos maxilares – Haupl baseava – se nos princípios de Roux;<br />Radicalismo de Haupl;<br />Ativador – desencadeou o desenvolvimento de outros aparelhos.<br />
  5. 5. 1918 – Rogers – Exercícios Musculares<br />Estudo realizado há 40 anos – poucos resultados foram obtidos sem o uso simultâneo de aparelhos;<br />1970 – John Cleall – possibilidades limitadas de se alterar a forma apenas pela função muscular;<br />Importância dos exercícios labiais e dos músculos para o crescimento, desenvolvimento e forma do sistema estomatognático.<br />
  6. 6. Ativador<br />Tipos <br />ativador para a classe II <br /><ul><li>ativador original
  7. 7. ativador modificado ;</li></ul>ativador para a classe III<br />
  8. 8. Ativador para a classe II<br />Componentes <br /><ul><li>corpo do acrílico;
  9. 9. arco vestibular ( fio 0.8) ;
  10. 10. expansor ou mola coffin ( fio 0,9 )</li></li></ul><li>Mordida construtiva<br />Finalidades –> orientação para a construção do aparelho; determinam o grau de ativação<br />
  11. 11. Posicionamento mandibular<br />Anteroposterior – relação molar e relação canino ; avanço máximo de 7mm.<br />Transversalmente<br />Vertical – tipo de má oclusão e tipo de ativador<br />
  12. 12. Mordida construtiva para a classe II, 1ª divisão com sobremordida profunda<br />Região anterior – 3mm ( restringir o crescimento vertical dos incisivos); e na região posterior de 6 a 8 mm ( desenvolvimento vertical e movimento para mesial dos molares.)<br />
  13. 13. Finalidades do acrílico sobre os incisivos inferiores e superioresno tratamento de classe II com sobremordida profunda<br />Restringir o desenvolvimento vertical dos incisivos inferiores e superiores;<br />Servir de referencia para a protusão mandibular quando do desgaste do acrílico na região posterior;<br />Diminuir a tendência a protusão dos incisivos inferiores.<br />
  14. 14. Finalidades do desgaste do acrílico na região posterior inferior ( principio da erupção diferencial de Harvold )<br />Permitir a erupção dos dentes póstero-inferiores para – corrigir a sobremordida; corrigir a curva de Spee e ajudar a corrigir a classe II<br />
  15. 15. Mordida construtiva para a classe II, divisão 1 com mordida aberta<br />Região posterior – 1 mm de acrílico (Bite-Block) sem desgaste ; e região anterior sem acrílico nos incisivos , apenas escudo para impedir a língua. <br />
  16. 16. Sentido transversal<br />Linha média em RC – Coincidentes – fazer a mordida construtiva com a linha média coincidente; linha média desviada dentária – mordida construtiva mantém o desvio; linha média desviada subdivisão – a mordida construtiva corrige o desvio.<br />
  17. 17. Mecanismo de ação dos aparelhos funcionais<br />Correção da classe II<br />remodelação do côndilo ( 1mm); <br />redirecionamento do crescimento maxilar; <br />rotação para baixo da porção anterior da maxila; <br />rotação mandibular; alterações anteroposteriores dos arcos dentários; <br />alteração da erupção dentária nos segmentos posteriores;<br /> inclinação dos incisivos; <br />remodelação da fossa glenóide.<br />
  18. 18. Indicações do Ativador<br />Indivíduos em fase de crescimento ativo;<br />Casos com os dentes superiores e inferiores bem alinhados e os incisivos inferiores bem posicionados;<br />Indivíduos com falta de desenvolvimento vertical;<br />Como tratamento preliminar ao tratamento com aparelhos fixos;<br />Como contenção em casos de sobremordida devido a overclosure.<br />
  19. 19. Anotações ...<br />Tratamento de classe II em época ideal – na dentição mista tardia ( em média 9 anos ).<br />Expandir o arco antes , e depois usar o aparelho funcional.<br />
  20. 20. Contraindicações do Ativador<br />Caos de classe I com discrepância de modelo;<br />Casos de AFAI excessiva e crescimento mandibular extremamente vertical – mordida aberta;<br />Casos com incisivos inferiores protuídos;<br />Pacientes com estenose nasal;<br />Aplicação limitada em pacientes sem potencial de crescimento.<br />
  21. 21. Possibilidades do ativador<br />Obter alterações na estética facial;<br />Obter alterações oclusais no sentido mesiodistal, vertical e transverso e para remodelar a forma do arco;<br />Obter alterações moderadas das displasias das bases apicais;<br />Aumentar a dimensão vertical.<br />
  22. 22. Limitações do ativador<br />Pode causar mesialização dos dentes inferiores;<br />A intrusão ativa dos dentes é difícil;<br />Não corrige o apinhamento;<br />Deve ser usado a preferencia em indivíduos em crescimento;<br />Tende a causar rotação mandibular e aumentar a altura facial.<br />
  23. 23. Manipulação do aparelho<br />Instalação<br />Intervalo – 8h no inicio, depois chegando até 15h de uso.<br />Desgastes – começar da região posterior a anterior , dente a dente. Medir overjet e overbite. ANALISAR EM RC e não em habitual.<br />
  24. 24. ATIVADOR<br />Tempo de tratamento – 2 anos;<br />Tempo de contenção ativa – 1 ano.<br />
  25. 25. REFERENCIA BIBLIOGRAFICA<br />GRABER E NEUMANN – APARELHOS ORTODONTICOS REMOVÍVEIS.<br />

×