Perfeição - Capítulo 69 - PENÚLTIMO CAPÍTULO

239 visualizações

Publicada em

Por problemas pessoais, cancelei a web novela "Perfeição". Mas para quem queria ler, posto o penúltimo capítulo hoje, e na sexta, o último! E tbm peço desculpas por isso, mas a falta de temo impossivlitava de que a novela fosse postada! Att Lucas Vinicius!

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
239
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perfeição - Capítulo 69 - PENÚLTIMO CAPÍTULO

  1. 1. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 01Recanto das Capítulo 069Letras PERFEIÇÃO novela de: Lucas Vinícius escrita por: Lucas Vinícius Participaram deste Capítulo: ASTOLFO MIRELA BARTOLOMEU MOURÃO CÂNDIDA RAQUEL CARMÉLIA ROSANA CASSANDRA SIMONE CLEITON SHIRLEY DESIRRÉ ERMELITA ESTER IARA JECA JOANA JUAN JÚLIO LEANDRO LENINHA LISA MARIA MARIZETE Participações Especiais: ÍNDIO, POLICIAL, FUNCIONÁRIO, CONVIDADOS, PADRE
  2. 2. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 02CENA 01. MANSÃO DE JÚLIO. INT. SALA. DIA.Continuação imediata do capítulo anterior. Júlio estáinconformado ao centro. Do seu lado, Lisa, Leandro, Rosana eCassandra: JÚLIO —— Da Néia, eu podia esperar isso. Mas da Carmélia, do Bartolomeu? Eles foram amigos da minha esposa, foram meus amigos! LEANDRO —— Talvez tenhamos nos enganado. Eles sempre foram lobo em pele de cordeiro.Cassandra se aproxima: CASSANDRA —— Doutor Júlio... eu tenho uma confissão a fazer.Júlio espanta-se: JÚLIO —— Confissão, Cassandra? Fala! CASSANDRA —— Eu sou prima da Néia! JÚLIO —— (assustado) Como é que é?! CASSANDRA —— Mas por favor, não me julgue! Eu não sabia de nada desse roubo. Quando eles entraram eu tava no quartinho dos fundos fazendo a faxina. Não sabia. JÚLIO —— A essa altura do campeonato, você ser prima da Néia é o que menos importa. Você tem caráter, ela eu duvido muito. CASSANDRA —— (aliviada) Muito obrigada pela compreensão, dr. Júlio! ROSANA —— (p/ Júlio) O melhor a fazer agora é ligar pra polícia e mandar irem atrás deles. Pra que eles não fujam pra outro país. JÚLIO —— É isso mesmo que eu vou fazer.Júlio sai. Lisa para Leandro: LISA —— Lê, como foi o casamento? LEANDRO —— Com essa confusão toda nem pude contar, né. Imagina você que a Leninha não estava grávida? LISA —— (surpresa) Não?! LEANDRO —— Não! E pior: o noivo era gay!Lisa se espanta: LISA —— Nossa! Sério mesmo? LEANDRO —— Não, mega-sério!Ele continua explicando. Áudio mudo.CORTA PARA:
  3. 3. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 03CENA 02. HOTEL DE SÃO PAULO. INT. QUARTO RAQUEL. DIA.Raquel, entristecida, arruma à cama uma mala repleta deroupas. Sozinha. Jeca entra no quarto e se dirige a ela,dizendo: JECA —— E aí? Pronta pra fugir rumo a Deus sabe onde? RAQUEL —— Eu não tô pronta! (vira-se) Eu nunca vou estar! JECA —— Por quê? RAQUEL —— Porque eu sinto que a minha missão nessa cidade não foi cumprida. JECA —— Que missão, Raquel? RAQUEL —— A de acabar com a Ester. Eu vim pra pô-la na cadeia. Mas tudo fugiu do meu controle. Era só pra colocar ela na cadeia pelo assassinato da sogra. Mas ela, ela é uma bandida de alma. Tentou e quase conseguiu me matar. JECA —— E despertou tua fúria, é isso? RAQUEL —— Ela vai impedir o casamento do Leandro e da Lisa, semana que vem, João. JECA —— Tá. Deixa ela e essa família porca, nojenta! Eu quero que eles se danem! Se a Ester matar o Leandro, pra mim, é um merda a menos no mundo. Se matar a frouxa da Lisa, não vai fazer falta! RAQUEL —— Você é muito mais frio do que eu pensava. JECA —— Ah, Raquel, não se faz de santa, não! Você é da mesma laia que eu! (a beija) E nós, vamos ser muito felizes/ RAQUEL —— Eu não quero ficar presa a um homem, João! Não quero fugir com você! JECA —— Já falamos disso milhões de vezes. Você vai e pronto. Você me ama! RAQUEL —— (T) Te amo uma ova! Sai daqui, vai! Some daqui e só me apareça à tarde, quando formos embora. Some! JECA —— (ri) Tá bom. Linda!Jeca sai do quarto. Tensão.Raquel fica séria. RAQUEL —— O que eu vou fazer agora?CORTA PARA:
  4. 4. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 04CENA 03. SALÃO DE FESTAS. INT. SALA DE MÚSICA. DIA. Sonoplastia: Muita emoção.O salão, que está repleto de doces, salgadinhos, umadecoração linda. E o enorme bolo cor de rosa de cima da mesa.Porém, Leninha chora, deitada ao colo de Desirré, ambassentadas no chão: DESIRRÉ —— Oh filhinha... chora. Chora que chorar é bom. Chorar é limpar a alma! LENINHA —— (chorando) Eu não quero limpar a alma! Eu quero acabar com aquela desgraçada da Fátima! DESIRRÉ —— Filha... vingança não leva a nada. (T) Seu casamento com o Geovane era feito a base de mentira e falsidade. Não ia durar. LENINHA —— (chorando) Até você... minha mãe, contra mim. A mãe que me abandonou/ DESIRRÉ —— Eu jamais estaria contra você, minha querida! (T) Você não estava grávida... o noivo era homossexual. Você acha que ia durar quanto tempo esse casamento? Nove meses? Até o tempo dele se dar conta de que você não estava grávida e pedir o divórcio. LENINHA —— (chorando) Eu ia pensar numa solução. DESIRRÉ —— Eu tô aqui, sempre... do seu lado. Nunca, filhinha, eu te esqueci. (T) (emocionada) Eu me arrependo tanto de não ter visto você crescer como eu queria. Me arrependo de não ter acompanhado sua adolescência. LENINHA —— (chorando) Mãe...? DESIRRÉ —— (emocionada) Diz, filha. LENINHA —— (chorando) Eu vou morrer sozinha? Eu vou ser castigada pelo resto da vida? DESIRRÉ —— Não. Jamais, filhinha. Logo tudo isso vai passar. Você vai encontrar uma pessoa que goste de você, de verdade. Cê vai ver! LENINHA —— (chorando) Eu não quero ninguém! Quero o Geovane! DESIRRÉ —— Alguém tão especial quanto o Geovane. Escuta o que eu tô dizendo!
  5. 5. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 05Leninha chora no colo da mãe, que pela primeira vez sorri aoapoiar a filha.CORTA PARA:CENA 04. FLORESTA DE SÃO PAULO. INT. MATA A FORA. DIA.Trovões e raios anunciam que vem chuva aí. Simone e Shirleyjá com medo, andam a passos de tartaruga: SIMONE —— Ai, Shirley... é nessas horas que aparece cobras em filmes. Sei não, mas eu sinto que vamos morrer! SHIRLEY —— vira essa bocona agorenta pra lá, muié! Oxe! Num vamo é morrer coisa ninhuma! SIMONE —— (choraminga) Sei não...! minha vida já tá uma desgraça e ainda acontece isso. Só falta aparecer caçador com flecha querendo comer a gente! Ou canibais!Escuta-se em off: ÍNDIO —— (em off, alto) Tupanakã encontrar pessoas vivas!Simone e Shirley gelam. Quando se viram dão de cara com umíndio, com uma flecha às mãos. Um índio simpático, porém bemenraivado: SHIRLEY —— (p/ Simone) Já falei prucê virar essa boca agorenta pra lá! Oxe! Tudo que cê fala acontece. Cala-te,muié! SIMONE —— Ixi... segura que lá vem flechada, Shirley! ÍNDIO —— (com medo) Índio não saber o que falar mulher urbana. SIMONE —— Hã? (p/ Shirley) Ele tá falando com nós? E na terceira pessoa? SHIRLEY —— Ave Maria, cruz credo! ÍNDIO —— Índio caçar mulher pra casar.Close em Simone, surpresa: SIMONE —— Ele quer casar, Shirley? (p/ Índio) Com licença, ô espigão! Qual teu nome? ÍNDIO —— Índio chamar Tupanakã. SIMONE —— Vixe... que nome difícil. SHIRLEY —— Seu Índio, o senhor vai comer a gente? SIMONE —— (entre dente) Shirley! Não lembra o homi de matar a gente senão ele mata memo!
  6. 6. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 06 ÍNDIO —— (aponta a flecha p/ Simone) Índio vai dar flechada, sim... mas em moça bonita!Simone fica boquiaberta de tão surpresa. Olha pra Shirley dequeixo caido.CORTA PARA:CENA 05. CLIPE. SÃO PAULO. PLANOS GERAIS. DIAS DEPOIS.Com imagens natalinas, e belas, da cidade nas vésperas denatal, Dias depois...CENA 06. MANSÃO DE JÚLIO. INT. QUARTO LEANDRO. DIA. Animada.Ao espelho, Lisa está vestida de noiva, linda e radiante.Apenas com ela, Mirela, sentada à cama. MIRELA —— Nossa, minha irmã, você tá linda! LISA —— (vira-se) Vou me sentir falando, mas eu concordo! MIRELA —— Véspera de natal e seu casamento... duas felicidades num só dia. LISA —— (emocionada) Eu nem acredito nisso, minha irmã. (se dá conta) Não acredito!!! MIRELA —— O quê? LISA —— Esqueci de contar aquela novidade pro papai e pra mamãe! MIRELA —— (ri) Aquela...! sei qual é! LISA —— Cê acha que eles vão gostar? MIRELA —— Eles vão pirar! Sério, acho que é a solução que eles precisavam! LISA —— Então vai lá na sala e chama a mamãeaqui. MIRELA —— Num instante!CORTA PARA:SALA DA MANSÃO. INT.Na sala, um tumulto e burburinho danado. Leandro, Júlio,Rosana, Desirré, Leninha (emburrada ao sofá), Joana, Cleiton,Cândida, Astolfo. Mirela desce as escadas e se dirige à Joanae Cleiton: MIRELA —— Mãe! Pai! Venham comigo. A Lisa tem uma surpresa! JOANA —— Pra nós? MIRELA —— É, venham.Mirela pega na mão de Joana e vai a puxando. Cleiton vai
  7. 7. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 07atrás. Corta Desirré tenta discar o número, ao centro dasala: DESIRRÉ —— (p/ si) Meu Deus! Simone... há dias não responde!Júlio se aproxima: JÚLIO —— O que houve, d. Desirré? DESIRRÉ —— A minha amiga, dr. Júlio, tá sumida há dias. Tô agoniada! JÚLIO —— Aquela que foi pro acampamento? DESIRRÉ —— A própria! JÚLIO —— (ri) Ela deve tá melhor que nós!Cândida arruma exageradamente o terno de Leandro, que coça,incomodado: LEANDRO —— A gravata tá apertando, Cândida! CÂNDIDA —— (ri) Ai, que noivo mais impaciente. Eu vou arrumar! LEANDRO —— (ri) Não precisa. Vamos pro local do casório antes que eu exploda! Ou chegue depois que a noiva! CÂNDIDA —— Vamos então, vamos!O fuzuê começa, falatórios pra lá, pra cá, Leandro vai saindoda mansão, acompanhados de Cândida, Astolfo e Rosana. Júlio,Desirré e Leninha, sentada ao sofá, aborrecida ficam. JÚLIO —— (se aproxima) Leninha... está melhor? LENINHA —— Eu nunca vou tá melhor, Júlio! DESIRRÉ —— Eu já falei com ela, dr. Júlio. Mas teimosa, não quer saber doutra coisa. LENINHA —— (entristecida) O Geovane sumiu! Tipo, ele tá me evitando! JÚLIO —— Leninha... (pega em suas mãos) Acho que tá na hora de você cair na real... acabou. O Geovane não vai te perdoar.Leninha abaixa a cabeça, extremamente chateada.CORTA PARA:CENA 07. MANSÃO DE JÚLIO. INT. QUARTO LEANDRO. DIA. Muita emoção!!!Joana e Cleiton emocionadíssimos e muito surpreso com Lisa,de noiva a sua frente, que acabara de contar a novidade.Mirela ao lado: JOANA —— (emocionada, surpresa) Filha... você tá dizendo sério? Você vai dar o seu apartamento pra mim e o seu pai morarmos?
  8. 8. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 08 LISA —— Vou, mãe. (sorrindo) Ele agora é seu! Assim vocês vão ficar por aqui, não precisarão morar no Rio. Eu e Leandro vamos morar aqui na mansão. (p/ Mirela) Mirela... você quer morar com o papai e com a mamãe? MIRELA —— Assim, eu acho essa casa uma coisa de louco. De cinema. Mas eu vou ficar com o papai e com a mamãe.Mirela se junta de Cleiton e Joana e os abraça: JOANA —— (muito emocionada) Lisa, minha filha... que você seja muito feliz... que Deus te dê tudo de melhor, minha filha, porque você é um anjo. Você não existe. LISA —— (chorando de emoção) Mãe... eu.. tô assim, sem palavras nesse momento pra descrever... o quanto eu tô feliz e... cada vez mais eu quero vocês perto de mim! CLEITON —— (emocionado) Ô filha, cê sabe que eu não sou de chorar e às vezes meio ogro... mas diante duma mulher tão linda como você, vestida assim, impossível não chorar. E ai desse Leandro se não te fazer feliz! LISA —— (chorando) Ai, pai...Lisa abraça Cleiton. Logo, Joana se junta deles e os abraça.Mirela também. E a família reunida se emocionam.CORTA PARA:CENA 08. CASA DE MARIZETE. INT. SALA. DIA.Marizete sentada ao sofá lê um livro em total silêncio, deóculos. Na outra poltrona, está dando batidinhas Iara,impaciente e entediada: MARIZETE —— (desconcentra-se) Iara! Dá pra parar de bater? Eu tô lendo! IARA —— Nossa! Impressionante como o mau humor das pessoas manifesta logo de manhã! MARIZETE —— Não estou mau humorada, estou fazendo uma leitura!Elas são interrompidas por BATIDAS NA PORTA. IARA —— Graças a Deus alguém quebrou o
  9. 9. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 09 tédio! Espera que seja o carteiro trazendo uma bela duma carta pra animar. MARIZETE —— Pode deixar, eu atendo.Marizete tira o óculos de leitura e o põe no sofá. Depois,levantando-se, caminha até a porta. Quando abre, tem umasurpresa ao ver Maria. MARIZETE —— Maria? MARIA —— Mãe. Eu posso falar com o Juan?Close em Marizete, surpresa.CORTA PARA:CENA 09. CASA DE MOURÃO. INT. SALA. DIA.Mourão apenas, está sentado ao sofá. Com um caderninho, elesoma: MOURÃO —— Vixe! Esse mês tá apertado!Batidas na porta. Mourão se estressa. Põe o caderno no sofá ecorre até lá. Quando abre, dá de cara com um menino de uns 10anos. MOURÃO —— Quê que é, garoto? MENINO —— O senhor é o Moura, vendedor de verduras na barraca “Felicidade”? MOURÃO —— Eu mesmo. Cê veio pedir esmola, é? MENINO —— Vim denunciar uma funcionária sua!O menino põe as mãos pra frente, revelando uma câmerafilmadora. MOURÃO —— (surpreso) Denúncia? MENINO —— Uma funcionária sua. MOURÃO —— Mas eu num tenho funcionária. Só a Ermelita! MENINO —— Veja o senhor mesmo.O menino entrega a câmera pra Mourão, que estranha. Ele ligae logo dá de cara com o vídeo. Ele aperta “PLAY” e no vídeoErmelita dá as verduras pros garotos jogarem fora e assimpoupar trabalho (essa cena já foi mostrada nos capítulosanteriores). Mourão fica indignado: MOURÃO —— Mas é a Ermelita! MENINO —— Exatamente! Ela mandou os meus colegas jogarem verdura fora pra falar que entregou nas residências! MOURÃO —— (boquiaberta) Safada! Cachorra! Me enganando de novo! MENINO —— Ela é uma gorda muito sacana!Mourão pasmo: MOURÃO —— Ela vai se ver comigo!
  10. 10. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 010Escuta-se barulho de portão abrindo. Segundos depois,Ermelita vem entrando toda animada, passa pelo garoto e nemtchum: ERMELITA —— Oi gente! Boa tarde! Acabei de chegar de mais um arduoso, porém prazeroso serviço! MOURÃO —— Sei... ERMELITA —— É, eu agora entrei na linha! MOURÃO —— Não entrou não. Mas vai entrar, na de trem! (esbraveja) Picareta!!!! ERMELITA —— Ai, que brutalidade! Por que tudo isso, hein, Mourãozinho? Ó que é véspera de natal! MOURÃO —— (sério) Tá vendo esse vídeo?Ele mostra rapidamente a cena, e Ermelita fica sem chão,dizendo: ERMELITA —— (boquiaberta) meninos levados! MOURÃO —— Agora sabe o que vai acontecer? (T) Fora dessa casa, Ermelita. Agora! Fora! (esbraveja) Rua!!!!!Baque. Ermelita fica sem chão, pálida. INTERVALO COMERCIALCENA 10. CASA DE MARIZETE. ESCRITÓRIO. INT. DIA.Continuidade da cena 08. Muita emoção.Maria está de frente para Juan, que está emocionada. MARIA —— (emocionada) Eu pensei muito no que você me disse e... JUAN —— Você pelo menos deixa eu ver o meu filho? MARIA —— (chorando) Espera... deixa eu continuar, por favor. Eu pensei muito no que a minha mãe disse, há uns dias lá na minha casa. JUAN —— Sua mãe? Ela foi te procurar? MARIA —— Foi. E... eu cheguei a conclusão de que o Pedro Júnior não tem culpa pelo que você ou a minha mãe fizeram. Não é certo culpá-lo, privando ele de ver vocês. JUAN —— E...? MARIA —— (chorando) “E” nada... a porta da minha casa tá aberta pra você.
  11. 11. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 011 JUAN —— (aliviado) Graças a Deus! Eu vou poder conhecer o meu filho. MARIA —— Só no natal. Depois, Juan, é melhor que você vá construir a sua vida em outro lugar. Longe de mim, longe do Pedro. Eu sempre soube cuidar dele, desde a época que ele “era meu irmão”. JUAN —— Mas eu não quero ir embora. Eu queria que você me desse uma segunda chance. MARIA —— (emocionada) Segunda chance? (T) Depois de tudo que eu passei porque o pai do meu filho nunca esteve presente, você vem me pedir uma segunda chance? (T) Impossível. JUAN —— (cabisbaixo) tudo bem, eu já vim pra cá, sabendo que você podia me ignorar. (T) Agora Maria, perdoa a tua mãe. Ela foi o anjo de tudo isso. MARIA —— É, anjo pra você que voltou quando ela estava numa boa fase. JUAN —— Ela me contou tudo. Eu sei, foi cruel... mas ela tá tentando reverter tudo isso a seu favor. Ela quer se reconciliar com você. (T) E adotar uma criança. MARIA —— Quanto a adoção, ela tem meu apoio. Adotar é dar uma chance da criança ter família. JUAN —— Só que o juiz não vai dar a guarda pra ela porque ela não tem marido. Tinha, mas o dr. Cláudio sumiu. MARIA —— Sumiu? (T) (surpresa) Eu achava que ele... aonde ele está? JUAN —— Evaporou! E a audiência de guarda é logo após o natal.CORTA PARA:CENA 11. BARRACÃO ABANDONADO. INT. DIA.O bebê insistentemente chora, nos braços de Ester, quebalança pra lá e pra cá, acalmando o bebê. Na outra mão, elasegura uma arma: ESTER —— (dócil) Calma, linda... isso tudo vai acabar. Tá chegando a hora. É daqui a pouco. (T) Shiu... vamos ter um lindo
  12. 12. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 012 natal. (encantada) Um lindo natal.CORTA PARA:CENA 12. BARRACÃO ABANDONADO. EXT. DIA.Ester sai do barracão, assustada, ainda desconfiada de tudo.Com o bebê enrolado numa manta e a arma nas mãos, ela seaproxima do gol estacionado. Ela abre a porta e põe o bebê nobanco de trás. Depois, entra no carro, põe o cinto, fecha aporta e pisa no acelerador.CORTA PARA:CENA 13. CASARÃO NA FAZENDA. EXT. PLANOS GERAIS. DIA. Sonoplastia: Música Suave.Num tour, CAM acompanha a linda decoração de flores brancasno casarão para o casamento. Um altar montado, decorado aflores no meio. As várias cadeiras no meio. E o natal, queestá presente ali, por vários enfeites. Vários convidadosconversam. Cândida e Astolfo caminham até Leandro, que estáparado: CÂNDIDA —— Leandro! O noivo. Não tem nada melhor que o casamento do afilhado e o natal, não é mesmo? LEANDRO —— (ri) Isso aí, tia Cândida. Casar na véspera de natal é um presente de Deus! ASTOLFO —— E você não podia escolher noiva melhor. Lisa é uma raridade, rapaz!Todos riem. CÂNDIDA —— Falando em Lisa... ela está por aqui ou está na mansão? LEANDRO —— Ouvi dizer que está por aqui. Se maquiando na casa do doutor Gonzales.CORTA PARA:CENA 14. AERO PORTO DE SÃO PAULO. INT. DIA. Sonoplastia: Música Animada.Carmélia e Bartolomeu estão apressados. Eles correm até aporta do banheiro com várias malas. CARMÉLIA —— É melhor embarcarmos logo! BARTOLOMEU —— Mas cadê a Néia? CARMÉLIA —— Dane-se a Néia! Já ficamos duas semanas só na promessa de que íamos fugir, o dr. Júlio uma hora manda a polícia atrás da gente! BARTOLOMEU —— Hoje não. Está acontecendo o casamento do filhinho dele! (nojo) Ah!
  13. 13. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 013 Que se lasquem! CARMÉLIA —— (ri) Vem cá comigo... vamos desejar pra esse povo podre de São Paulo se dar mal. Vamos desejar que... (pensativa) A Ester invada o casamento e mate todos! BARTOLOMEU —— (rindo) Pior! A Raquel aparece no casamento e mata a Ester!Eles começam a rir tão alto que desperta a curiosidade dealgumas pessoas. Porém, uma mão toca os ombros de Bartolomeu,dizendo: POLICIAL —— (sério) Com licença!Os dois param de rir. Quando se viram e olham, dão de caracom um policial sério, os olhando. Eles gelam: CARMÉLIA —— (assustada) Ai meu Deus... ferrou!CORTA PARA:CENA 15. CONCESSIONÁRIA DE AUTOMÓVEIS. INT. DIA.Néia olha com a ajuda do atendente alguns carros. Um fusca eum camaro estão ali. NÉIA —— Que carro lindo! FUNCIONÁRIO —— Gostou? Olha, esse carro é lindo mesmo. Todo trabalhado na elegância. NÉIA —— Eu sei. FUNCIONÁRIO —— É, mas o camaro custa um pouco caro. NÉIA —— Eu sei. (tranquila) Embrulhe o fusca!O Funcionário pasmo: FUNCIONÁRIO —— O fusca? Mas eu achava que a senhora ia levar o cama/ NÉIA —— É, embrulhe o fusca. (maliciosa) Ele será um presentinho meu pra uma pessoa muitíssima querida! FUNCIONÁRIO —— (desconfia) Tudo bem.Néia sorri:CORTA PARA:CENA 16. FAZENDA. CASARÃO DO CASAMENTO. BANHEIRO. INT. DIA.Lisa retoca a maquiagem no espelho. Linda e sorrindo. A seulado, Mirela. MIRELA —— Ai, tá linda, maninha! LISA —— Obrigada! (vira-se) Olha, hoje eu tenho que concordar! Tô linda, menina! MIRELA —— Bom, e eu vou indo lá. A Carla ficou de passar aqui. Depois do casamento... (triste) eu queria te pedir uma
  14. 14. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 014 coisa... eu posso ir até Curitiba, visitar o túmulo do Paulo? LISA —— Claro que pode. (se aproxima) Eu jamais ia te impedir disso. Pode se despedir dele, sim. Mas nunca, minha irmã, esqueça do amor que sentia por ele. MIRELA —— Pode deixar. Te vejo no altar. Linda!Lisa ri. Mirela sai do banheiro e fecha a porta. Lisa volta ase olhar no espelho e se maquiar. Sonoplastia: Suspense.Escuta-se a aporta abrindo. E de lá, ainda ouve-se uma voz emOFF: ESTER —— (off) Oi, Lisa. Quanto tempo! BAQUE!!Lisa para e quando olha pro reflexo do espelho vê Ester,sorrindo, com uma arma e um bebê às mãos. Fica paralisada,chocada: LISA —— (vira-se) Ester?!Ester sorrindo vingativa bate a porta do banheiro e passa atranca. ESTER —— Ah... que saudades! Que saudade de você, dessa família... dessa família! A família que você tomou de mim!Lisa sem reação: LISA —— O que você tá fazendo aqui? Que bebê é esse? ESTER —— Ah... (dócil) Essa é a Eunice. A minha filhinha com o Leandro. Ele sabe que vai ser papai, Lisa? Ele sabe?Baque. Close em Lisa, extramente chocada, horrorizada esurpresa.CORTA PARA: FIM DO CAPÍTULOVocê não pode perder as emoções do ÚLTIMO CAPÍTULO de “Perfeição”. É nesta SEXTA!
  15. 15. PERFEIÇÃO/ 069 - PENÚLTIMO CAPÍTULO PÁG.: 015

×