Perfeição/               Capítulo 030                       PÁG.: 01Recanto das                                          C...
Perfeição/              Capítulo 030                  PÁG.: 02     CENA 01/ FERROVIA ABANDONADA DE TREM/ INT-EXT/ NOITE/NA...
Perfeição/             Capítulo 030                  PÁG.: 03LENINHA ANDA COM UM CARRINHO DE SUPERMERCADO. ELA PASSA PELAP...
Perfeição/                 Capítulo 030                   PÁG.: 04                           Geovane vai lamber de baixo p...
Perfeição/              Capítulo 030                  PÁG.: 05             CLÁUDIO    —— Marizete, fica calma.            ...
Perfeição/               Capítulo 030                  PÁG.: 06                         E também de toda vez olhar pra ess...
Perfeição/               Capítulo 030                  PÁG.: 07                         dedo nesse menino, vai pra justiça...
Perfeição/              Capítulo 030                  PÁG.: 08             LENINHA    —— tá vendo, sua coruja seca? Ri dos...
Perfeição/             Capítulo 030                   PÁG.: 09LEMBRAR:------------           LISA SE LEMBRANDO------------...
Perfeição/             Capítulo 030                  PÁG.: 010                       de novo, e vai ver com quantos tapas ...
Perfeição/                Capítulo 030                  PÁG.: 011EMPOLGADA, DESIRRÉ SE JOGA NA CAMA, SIMONE LOGO VEM LHECO...
Perfeição/                Capítulo 030                    PÁG.: 012Corta para:       CENA 09/ SÃO PAULO/ PLANOS GERAIS/ SE...
Perfeição/             Capítulo 030                  PÁG.: 013PORTA DA MANSÃO ABERTA. JÚLIO VEM ENTRANDO COM VÁRIAS MALAS....
Perfeição/              Capítulo 030                  PÁG.: 014             JÚLIO      —— (alto) Vem, minha linda!TENSÃO. ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Perfeição , capítulo 30 - Audiência da guarda de Pedro Junior acontece

384 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
384
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
92
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perfeição , capítulo 30 - Audiência da guarda de Pedro Junior acontece

  1. 1. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 01Recanto das Capítulo 030Letras PERFEIÇÃO novela de: LUCAS VINÍCIUS escrita por: LUCAS VINÍCIUS Participaram deste Capítulo: ADVOGADO CASTANHA JUREMA BARTOLOMEU LEANDRO CARMÉLIA LENINHA CLÁUDIO LISA DESIRRÉ MARIA ESTER MARIZETE FÁTIMA PEDRO JÚNIOR GEOVANE RAQUEL JECA SIMONE JÚLIO Participações Especiais: Bianca, Seu Jessé
  2. 2. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 02 CENA 01/ FERROVIA ABANDONADA DE TREM/ INT-EXT/ NOITE/NA ANTIGA LINHA DE TREM ABANDONADA, APENAS UM CARRO (DE JECA)PARADO, ALI. ELE, ESPERANDO ALGUÉM, OLHA IMPACIENTE PRA FORAE PRA TODO LADO. TENSO. RAQUEL VEM CHEGANDO LÁ DO ESCURO. COMRECEIO OU MEDO ELA ANDA LENTA, SEM SABER POR ONDE ESTÁ SEGUIANDO. EIS QUE O VÊ, E SE APROXIMA: JECA —— Ai, achava que você não vinha! RAQUEL —— E você acha que é fácil despistar o Júlio? Aquele lá vai ser bígamo, meu querido! Tem duas, e se entrar três pra ele tá ótimo! JECA —— Família de nojentos é assim mesmo. Entra. RAQUEL —— Já vou!RAQUEL ABRE E VAI ENTRANDO NO CARRO. Corta para INTERIOR DOCARRO. RAQUEL SE SENTA AO LADO DELE: RAQUEL —— E então? Do que viemos tratar? JECA —— Antes, deixa eu só explicar o porquê. Minha avó Paixão, quer que eu more com ela em Santa Catarina, e eu claro, não vou recusar. Muito melhor que São Paulo, diga-se de passagem. RAQUEL —— Você também é safadinho, embarca nas melhores. Ó, garanto, lá não tem todo esse borogodó que Sampa tem, meu querido. E mulheres digamos, gostosa que nem eu. JECA —— Ah, isso tem. E muito! RAQUEL —— Tá bom. Mas me conte, tenho que voltar antes que Rosana devore o Júlio todo! JECA —— Então tá. O leandro, assim como todos os cursantes de medicina, vão se formar daqui 2 meses, você sabe...BAIXA ÁUDIO. ELE CONTINUA A EXPLICAR SEU PLANO.Corta para: CENA 02/ SUPERMERCADO DE SÃO PAULO/ INT/ NOITE/
  3. 3. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 03LENINHA ANDA COM UM CARRINHO DE SUPERMERCADO. ELA PASSA PELAPRATELEIRA DE FRALDAS DESCARTÁVEIS. PARA. OLHA. PEGA UMPACOTE: LENINHA —— Isso. Fraldão pro seu Bartolomeu, mas será que essa deixa o xixi vazar? Porque velho mija na cama toda hora! (T) Quer saber, vou levar 2 dessa! E já que num é pra mim as coisa toda, vou levar mercado todo!ELA COMEÇA A CAMINHAR COM O CARRINHO E PASSANDO PELASPRATELEIRAS, VAI DESPEJANDO SEM VER CHEIRO-NEM-COR OSPRODUTOS NO CARRINHO. ALGUNS SE ESPATIFAM NO CHÃO. ELA NÃOFREIA. PORÉM, QUANDO IA VIRAR O CORREDOR, BATE DE FRENTE COMUM CARRINHO DE UMA OUTRA MULHER. LENINHA QUANDO OLHA PRAMULHER DESANIMA: LENINHA —— Você?É FÁTIMA, QUE TAMBÉM NÃO DÁ TRELA. FÁTIMA —— Eu mesma, querida. Faço compras nesse mercado há anos, é do meu patamar. LENINHA —— E acha que do meu não? Veja, põe a cachola aqui no meu carrão e vê tudo que levei. Como vou pagar tudo, fiz questão de levar várias coisas. (se gabando) Tô podendo. FÁTIMA —— Me engana que eu gosto! Aquela hora te vi falando com seu Péricles! É fiado! LENINHA —— Fala baixo! Num é pra mim, é pros patrões! FÁTIMA —— Sei, sei... LENINHA —— E meu gostoso, como vai? FÁTIMA —— Quem? LENINHA —— Quem mais podia ser, ô, Maria de Fátima?! Geovane! FÁTIMA —— Ele não é seu. LENINHA —— Não é seu também. Mas ó, cai na minha: tem muito mais chances nas minhas mãos, do que na sua. Tenho um plano tão porreta, mas tão porreta, que
  4. 4. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 04 Geovane vai lamber de baixo pra cima, de cima pra baixo! FÁTIMA —— (desconfia) Sei... mas você sabe, eu sempre quis o Geovane também. Não vou abrir mão dele pra você. LENINHA —— (começa a rir) Pois é, você sempre quis, e nunca teve. FÁTIMA —— Você teve?LENINHA PARA DE RIR DEPOIS DESSA “TROLLADA”. LENINHA —— Uma vez, não sabe, Geovane quase que cai em cima de mim. FÁTIMA —— E daí? LENINHA —— E daí que lhe subiu um fogo, quase que nos agarramos no elevador. FÁTIMA —— (começa a rir) Sei! Sei! Você mora num muquifo, não tem pai, nem mãe, não é mulher pro Geovane. Eu, que sou secretária, não empregada doméstica... tenho vários cursos profissionalizantes. Sei lavar roupa, passar, cozinhar... exceto as cuecas, essa não gosto de lavar. LENINHA —— Então você não ama ele. Eu lavaria cuecas, lavaria calcinha, lavaria tudo do Geovane! Não, não que ele use calcinha, mas só disse... (T) Bom, não bato boca com gente estranha. Dai-me licença. Até amanhã, no escritório!LENINHA DÁ SORRISINHO E SAI PASSANDO POR ELA. FÁTIMA FICA UMAFÚRIA: FÁTIMA —— Ai, que abusada! Ainda diz “Até amanhã no escritório!”. Cadelinha burrinha!Corta para: CENA 03/CASA DE MARIZETE E CLÁUDIO/ INT/ COZINHA/ NOITE/MARIZETE NOS NERVOS, UMA PILHA DE PREOCUPAÇÃO COM PEDRO.SENTADA À MESA, DANDO BATIDINHAS PREOCUPADAS. A SEU LADO,CLÁUDIO LÊ O JORNAL.
  5. 5. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 05 CLÁUDIO —— Marizete, fica calma. MARIZETE —— Ficar com calma? Eu vou é esganar essa tal Bianca que tá com o Pedro Júnior! CLÁUDIO —— Tá vendo? Esse é o seu problema, você se preocupa demais. O menino deve tá se divertindo com os amiguinhos dele! MARIZETE —— Os únicos amiguinhos que ele deve ter são os livros. E tem outra: lá é o bairro da nossa filha Maria, não quero que ele se apegue muito a ela. CLÁUDIO —— Quem tá se apegando é você. Imagina se perdemos a audiência depois de amanhã? Todos, todos vão saber que Pedro é filho de Maria, e ele certamente vai morar com ela. MARIZETE —— Você tá contra mim? (se levanta) Até você! Tá querendo o quê? Que ela ganhe a audiência? CLÁUDIO —— (irritado) Quer saber? Tô! Tô! Tô cansado de viver aos tapas e beijos com a nossa filha. O que passou, passou. Ela tem responsabilidade, não é mais uma menina. Pode cuidar do filho dela! MARIZETE —— (irritada) Pode o escambau! CLÁUDIO —— (se levanta irritado) Quer saber o que eu acho?! Você ficou implicando esse tempo todo com a Maria, porque na verdade não gosta dela! Por mim, essa briga tinha acabado na mesma época que a Maria engravidou do salafrário do Juan! MARIZETE —— Belo marido eu tive!TENSO. MARIZETE COMEÇA A APLAUDIR FORÇADAMENTE. MARIZETE —— Vai se bandear pro lado deles? CLÁUDIO —— Você rejeita a Maria, e eu tô cansado de ver isso. Por mim, Pedro Júnior lá, e nós cá, estava perfeitamente bem! MARIZETE —— Não estava e você sabe bem. CLÁUDIO —— Eu tô cansado de discutir com você.
  6. 6. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 06 E também de toda vez olhar pra esse garoto, quando ele diz “pai” e eu fingir que sou mesmo pai dele. MARIZETE —— (angustiada) Muito bem. Sua opinião! Escuta bem, Cláudio, se você não ajudar, não mexer seus pauzinhos a nosso favor... se não ganharmos essa audiência... saiba, saiba que você vai ter que se abrigar é com a Maria! Porque comigo, você não conversa mais!MARIZETE SAI CINICAMENTE, INDO PRA SALA E SUMINDO. CLÁUDIO SESENTA IRRITADO. CLÁUDIO —— Droga! Marizete, você me deixa louco!A CAMPAINHA TOCA, LÁ NA SALA.Corta para SALA. MARIZETE IA SUBINDO AS ESCADAS, QUANDO OUVEA CAMPAINHA. PARA. E CAMINHA ATÉ A PORTA. QUANDO ABRE, DÁ DECARA COM BIANCA, ACOMPANHADA DE PEDRO JÚNIOR. MARIZETE ENCARAA MOÇA SERIAMENTE. MARIZETE —— Isso são horas de chegar?! BIANCA —— Me desculpa, d. Marizete, é que/ MARIZETE —— (cínica) Psiu! Cala a boca! Eu não te conheço, você não me conhece e fica assim! (p/ Pedro Jr) E você, já pra cama! PEDRO JR. —— Mas mã/ MARIZETE —— Mas nada! (alto) Vai!AOS RESMUNGOS, O MENINO SAI CORRENDO ATÉ A ESCADA, SUBINDO-A. BIANCA —— Não culpe ele, perdemos a hora, só isso. MARIZETE —— A irresponsável então foi você. Você não deveria ser babá, se é que é sua profissão. BIANCA —— Não. Eu sou promotora judicial!BAQUE PARA MARIZETE. MARIZETE SE ASSUSTA E FICA PIANINHO. BIANCA —— E se a senhora ousar encostar um
  7. 7. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 07 dedo nesse menino, vai pra justiça e pode acabar na cadeia. MARIZETE —— (sem graça) Não, de forma alguma eu ia bater no menino. BIANCA —— Mas nos recebeu com 4 pedras na mão. MARIZETE —— Me desculpe, d. Bianca. BIANCA —— (séria) Sei que a senhora não foi com a minha cara, e nem sei os motivos. Mas não é justo descontar no garoto. Passar bem, d. Marizete. E lembre- se: bater em criança não é mais educação... é crime!A MULHER SAI. MARIZETE FICA EM PEDAÇOS, MAS AINDA SIM FIRME EFORTE. BATE A PORTA COM TUDO. MARIZETE —— Otária! Quer ensinar a educar uma criança! Cretina!Corta para: CENA 04/ SUPERMERCADO DE SÃO PAULO/ INT/ CAIXA/ NOITE/ CONTINUIDADE/LENINHA NO CAIXA, COM O CARRINHO DE COMPRAS LOTADO A SEULADO. NO CAIXA, UM HOMEM GORDO (SEU JESSÉ). ELE PEGA OPRIMEIRO PRODUTO DO CARRO DE LENINHA, UM PACOTE DE BOMBOM EPASSA. (Detalhe: Atrás de Leninha Fátima, esperando para seratendida) SEU JESSÉ —— Ih, Maria Helena, sinto muito. LENINHA —— Sente muito o quê, seu Jessé? S. JESSÉ —— Se eu passar um grão de arroz a conta da dona Carmélia chega a três mil reais. A gorda num me paga, não posso fazer mais fiado!LENINHA FICA ENVERGONHADA. FÁTIMA COMEÇA A RIR PRAENVERGONHAR LENINHA. S. JESSÉ —— Não ri não, dona Fátima,que a senhora tá devendo mais de 900 reais aqui também.FÁTIMA SE CALA E LENINHA COMEÇA A RIR DE SUA CARA:
  8. 8. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 08 LENINHA —— tá vendo, sua coruja seca? Ri dos outros agora... (p Jessé) Seu Jessé, homi abençoado. Venda só essa vez. É necessário, porque disseram que se isso der certo, eles te quitam essa desgraça de conta amanhã mesmo. S. JESSÉ —— (suspira e bufa) Ai, Maria Helena, se você não fosse a mulher mais linda dessa São Paulo eu não vendia. LENINHA —— (se sente) Ah, mentira que tu achou? Os peitos, o buço, a face, a maqui, achou tudo bonito? (vira-se pra Fátima) Tá vendo? (mostra a língua)LENINHA COMEMORA, FÁTIMA MORRE DE INVEJA.Corta para: CENA 05/ APÊ DE LISA E MIRELA/ INT/ QUARTO LISA/ NOITE/LISA SENTADA À CAMA, VÊ UM RETRATO DE SEU AVÔ. EMOCIONADA. LISA —— (p/ o retrato) Vovô... se soubesse o que anda acontecendo na minha vida ultimamente... (sorri) Lembra que o senhor falava assim: “Lisa, Lisa... o amor não acontece de repente!” E me pedia pra parar de falar em homem, até encontrar o amor da minha vida. Lembra? (T) E o senhor dizia: “Um dia, você há de encontrar alguém que a ame, minha filha”, porque sempre debocharam de mim na escola. E o senhor me levantava o astral.EMOCIONADA, ELA ABRAÇA O RETRATO DO AVÔ COM MUITA SAUDADE.Close no CELULAR EM CIMA DO CRIADO-MUDO. O CELULAR COMEÇA ATOCAR, UM TOQUE ROMÂNTICO, ESCOLHIDO POR LISA. LISA —— (enxuga as lágrimas) Quem será?ELA PÕE O RETRATO DO AVÔ EM CIMA DA CAMA. SE LEVANTA ECAMINHA ATÉ A CÔMODA. QUANDO PEGA O TELEFONE E VÊ ESCRITO:Chamada Leandro Almeida Jr. (+ numero dele). LISA COMEÇA A SE
  9. 9. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 09LEMBRAR:------------ LISA SE LEMBRANDO---------------------- (CAP. 29) LISA —— Sua louca! Isso que você é! Fora da minha casa, cretina! ESTER —— Ah... pode crer que eu vou! Esse lixo aqui, ainda vais er derrubar! Escuta, escuta o que eu tô dizendo!-----------------------------Corta/PRESENTE------------------DEPOIS DE SE LEMBRAR DISSO, LISA APERTA O BOTÃO E BALANÇADAATENDE AO TELEFONE: LEANDRO —— (ao cel) lisa, que bom que você atendeu. LISA —— (emocionada, ao cel) Leandro. Olha... me faz um favor. Não me procura mais, tá? Não me liga mais, exclua-me da tua vida!ELA DESLIGA O CELULAR E O PÕE DE VOLTA, CHORANDO RIOS DELÁGRIMAS.Corta para: CENA 06/ HOTEL DE SÃO PAULO/ INT/ SUÍTE LEANDRO E ESTER/ NOITE/LEANDRO DE PÉ, PERTO DO ESPELHO, ACABA DE VER QUE LISADESLIGOU. ELE FICA TRISTE. LEANDRO —— (p/ si) Meu Deus... por que a Lisa desligou? Ela tá me evitando!BAQUE. MOSTRA-SE ESTER NA PORTA, ESPIANDO POR ELAENTREABERTA.Corta para EXTERIOR DO QUARTO, CORREDOR. ESTER PARA DE ESPIARE CAMINHA ATÉ UM CANTO: ESTER —— Então ela desligou? Sinal de que ficou com medo. Ela que ouse me galhar
  10. 10. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 010 de novo, e vai ver com quantos tapas uma cara fica inchada!TENSA ESTER.Corta para: CENA 07/ HOTEL DE SÃO PAULO/ INT/ SUÍTE DESIRRÉ/ NOITE/SIMONE ESTÁ SOZINHA, NO CENTRO DA SUÍTE, COM UM CADERNO,RECITANDO UMA POESIA: SIMONE —— (lendo) “Luar... luar doce, luar da noite, luar romântico...”DESIRRÉ CHEGA DE FININHO, E PEGA SIMONE TODA-TODA ALI,ESTRANHA: DESIRRÉ —— Eu, hein, Simone! Deu pra virar poetisa agora? SIMONE —— Ai, você tava aí? (vira-se) Não, nada disso! DESIRRÉ —— Então por que recitou essa poesia? SIMONE —— porque eu vou entrar pra uma escola de música e poesia! DESIRRÉ —— E por quê? (percebe) Simone, Simone... é mais umas de suas lutas pra desencalhar? SIMONE —— É, amiga! É, mil vezes “é”! Eu num aguento mais, você não sabe o que é matar cachorro a grito! Tô precisando! O garçom me deu mole de novo. Aí convidei ele pra sair. DESIRRÉ —— Sério? E aí? SIMONE —— E aí que não durou nem 10 minutos. O infeliz não tinha dinheiro pra pagar a conta. Tive que pagar. E o pior, é que ele entrou no toalete e ficou lá, horas e horas, só pra não pagar a conta. DESIRRÉ —— Jesus! (ri) SIMONE —— Eu que o diga! O homem não tinha um real pro algodão-doce. Furada total esse encontro. DESIRRÉ —— Vem cá, vamo sentar e você vai me contar tudo dessa furada de encontro.
  11. 11. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 011EMPOLGADA, DESIRRÉ SE JOGA NA CAMA, SIMONE LOGO VEM LHECONTANDO TUDO.Corta para: CENA 08/ CASA DE CARMÉLIA E BARTOLOMEU/ INT/ SALA/ NOITE/CARMÉLIA AO CENTRO, DE PÉ, AO TELEFONE. BARTOLOMEU SENTADO AOSOFÁ, LENINHA A FRENTE DE CARMÉLIA. CARMÉLIA —— (ao cel) Como assim, d. Úrsula? Não vai poder vir amanhã! (T) Tudo bem, então. Enquanto isso, vou dando uns retratos no apartamento pra senhora ver. É lindo, viu! (T) (sorrindo) Tchau, tchau, querida. Beijo! Prazer negociar com você.CARMÉLIA DESLIGA. CARMÉLIA —— (séria) A desgraçada não pode vir amanhã! BARTOLOMEU —— (se levanta) Não? LENINHA —— Ó, seu Jessé tá crente que vocês pagam ele esse mês mesmo. Do contrário, ele disse que vai vir aqui, tirar uma TV, e assim por diante. E essa TV é minha. CARMÉLIA —— Sua a carambola! Você quebrou nossa TV aquela vez, nada mais justo que pegarmos a sua! LENINHA —— tudo bem. E o que eu faço com as coisas novas que comprei, já que a dona Ursa não vai vir? CARMÉLIA —— Úrsula! Faça uma dobradinha deliciosa e suculenta! LENINHA —— Credo, como se faz isso? CARMÉLIA —— (bufa) Esqueci que quem fala é a idiota da Maria Helena, não sabe fazer nada. Faça ovos mexidos, mas faça bastante.LENINHA SAI. CARMÉLIA BUFA ANGUSTIADA.
  12. 12. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 012Corta para: CENA 09/ SÃO PAULO/ PLANOS GERAIS/ SEMANAS DEPOIS/Sonoplastia: MÚSICA LINDÍSSIMA SOB IMAGENS DE ARQUIVO DA SÃOPAULO. Semanas depois...Corta para: CENA 10/ CASA DE MARIA/ INT/ SALA/ DIA/JUREMA À ESPERA DE MARIA, SENTADA AO SOFÁ. MARIA VEM VINDO DACOZINHA, TODA LINDA, PRONTA PRA IR: JUREMA —— (se levanta) Tá linda, Maria! MARIA —— Tô? (empolgada) É hoje! JUREMA —— É hoje, minha amiga! E vamos torcer pra dar tudo certo. Tenho certeza que vai dar certo. Ah! dr. Geovane ligou, disse que está te esperando no escritório. MARIA —— Ótimo, você vem também. Afinal, é a minha testemunha de defesa. JUREMA —— Sim, sim, claro. MARIA —— Então... vamos!ELAS IAM CAMINHANDO, MAS MARIA PARA: MARIA —— Peraêpa, peraêpa! JUREMA —— O quê?MARIA CAMINHA ATÉ UMA PRATELEIRA, ONDE HÁ A SANTA NOSSASENHORA. MARIA DIZ: MARIA —— (p/ santa) Ai, minha Nossa Senhora, me dê forças! E sorte, muita sorte!MARIA SE DESPEDE COM O “NOME DO PAI”, DEPOIS CAMINHA ATÉJUREMA E AS DUAS VÃO SAINDO.Corta para: CENA 11/ MANSÃO DE JÚLIO/ INT/ SALA/ DIA/
  13. 13. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 013PORTA DA MANSÃO ABERTA. JÚLIO VEM ENTRANDO COM VÁRIAS MALAS.EM SEGUIDA, ALEGRE E FELIZ ENTRA LEANDRO ACOMPANHADO DEESTER: LEANDRO —— Poxa, que bom estar de volta! JÚLIO —— (põe malas no chão) É, a casa tá do mesmo jeitinho. Não gosto de mudar nada! ESTER —— Tá do nosso jeito. (ri) JÚLIO —— Mas é bom demais ter vocês de volta. Leandro, expectativas pra sua formatura daqui a duas semanas? LEANDRO —— (empolgado) Qualquer possível! Vou finalmente poder trabalhar no seu hospital, pai, poder ajudar você. JÚLIO —— Ah, e como passaram a lua-de-mel de vocês?´LEANDRO E ESTER MEIO QUE SE OLHAM E DISFARÇAM: LEANDRO —— Ah, melhor impossível! ESTER —— Foi maravilhosa, dr. Júlio! JÚLIO —— Agora já pode me chamar só de “júlio” mesmo, por favor. ESTER —— (ri) Como quiser. (T) Ainda acho que devíamos ter viajado na lua-de-mel, conhecer lugares novos. JÚLIO —— Não, você tem toda razão. Mas Leandro é que não tem, né seu Leandro?! LEANDRO —— (ri) Ah. Não queria sair de São Paulo! JÚLIO —— Ah, tudo bem. Ah! Não mostrei a vocês a nova empregada? LEANDRO —— Nova empregada, papai? Que história é essa? ESTER —— (ri) nova empregada? JULIO —— Não vai ser “nova empregada”. Quero que a tratem como pessoa normal. Mas ela quer se ocupar e quer fazer algo, se habilitou a administrar a casa. LEANDRO —— Então... chama ela,ué!JÚLIO DIZ ALTO:
  14. 14. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 014 JÚLIO —— (alto) Vem, minha linda!TENSÃO. RAQUEL VEM VINDO DA COZINHA, COM UM ESPANADOR NASMÃOS, SORRINDO. ESTER DESOLADA. RAQUEL SORRI: RAQUEL —— Oi, pessoas. Meu nome é Raquel. LEANDRO —— Ah, sim, me lembro de você. RAQUEL —— (provocando Ester) Oi... Ester.OLHAR FURIOSO DE ESTER.Corta para: CENA 12/ FÓRUM DE SÃO PAULO/ INT/ SALA RECEPÇÃO/ DIA/MARIZETE, CLÁUDIO, PEDRO JR. E ADV. CASTANHA NUM CANTO,PARADOS, DE PÉ ESPERANDO. MARIZETE —— Que demora, ó céus!MARIA VEM CHEGANDO SÉRIA, ACOMPANHADA DE GEOVANE E JUREMA.QUANDO PARAM, MARIZETE ENCARA MARIA. MARIA —— (p/ Marizete) Finalmente. MARIZETE —— Finalmente mesmo. A justiça vai estar do nosso lado. MARIA —— Acho muito difícil, dona Marizete.AMBAS SE ENCARAM.Corta para: FIM DO CAPÍTULO.

×