Perfeição - cap. 32 - Pedro Júnior é sequestrado - EMOÇÕES E SURPRESAS

354 visualizações

Publicada em

Marizete irrita e quase é expulsa do fórum. A mulher aparentemente louca sequestra Pedro jr. na porta do fórum. Leandro beija Lisa, porém, Cândida os flagra e fica chocada. Bomba: Os sequestradores revelam que o mandante do sequestro de Pedro é Marizete. Bate a porta de Carmélia dona Úrsula Morgna, a empresária. Maria ganha audiência e Marizete fica furiosa, IRADA. Jurema conta à Maria que Pedro Junior sumiu e ela se desespera.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
354
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
77
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perfeição - cap. 32 - Pedro Júnior é sequestrado - EMOÇÕES E SURPRESAS

  1. 1. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 01Recanto das Capítulo 032Letras PERFEIÇÃO novela de: LUCAS VINÍCIUS escrita por: LUCAS VINÍCIUS Participaram deste Capítulo: ADV. CASTANHA JÚLIO ASTOLFO JUREMA BIANCA LEANDRO CÂNDIDA LEILA CARMÉLIA LENINHA CLÁUDIO LISA ESTER MARIA GEOVANE MARIZETE PEDRO JÚNIOR RAQUEL(Os personagens grifados em Azul podem ser NOVOS PERSONAGENS ou integrarem o ELENCO DE APOIO) Participações Especiais: Juíza, Promotores
  2. 2. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 02 CENA 01/ FÓRUM JUDICIÁRIO/ INT/ SALA AUDIÊNCIA/ DIA/Continuidade do cap. Anterior. BIANCA ENCARA A JUÍZA. QUANDOVAI FALAR, MARIZETE SE LEVANTA IMPEDINDO: MARIZETE —— (cínica) Mas o que é isso?! Essa mulher impostora veio dar lição de moral, assim como fez esses dias na porta da minha casa? Ora! BIANCA —— A senhora aprenda a ter mais respeito! Isso aqui é uma audiência em que trata-se da guarda de uma criança. JUÍZA —— Isso mesmo. Temos que decidir o que é melhor pra criança. E eu já estou mudando minha visão sobre a senhora, depois de ver tamanha grosseria. Se não se conter, vai ser expulsa imediatamente dessa sala.MARIZETE ACUADA SE CALA. SENTA-SE. BIANCA ENCARA JUÍZA: BIANCA —— Meritíssima. Esses dias, a Maria, me pediu ajuda. Como ela sabia que a Sara, minha priminha era amiga do filho dela, Pedro Júnior, neto desses senhores... a Maria então me pediu para “testar” Marizete e Cláudio. E foi o que eu fiz. MARIZETE —— (alto) Isso é um absurdo! JUÍZA —— (p/ Marizete) Cale-se! BIANCA —— Ela me tratou como se fosse uma qualquer. E ainda ameaçou bater no garoto, na minha frente.BIANCA COMEÇA A SE LEMBRAR:-----------------------BIANCA SE LEMBRANDO------------------- (Cap. 30 – Cena 03) MARIZETE —— Isso são horas de chegar?! BIANCA —— Me desculpa, d. Marizete, é que/ MARIZETE —— (cínica) Psiu! Cala a boca! Eu não te conheço, você não me conhece e fica assim! (p/ Pedro Jr) E você, já pra cama!
  3. 3. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 03 PEDRO JR. —— Mas mã/ MARIZETE —— Mas nada! (alto) Vai!AOS RESMUNGOS, O MENINO SAI CORRENDO ATÉ A ESCADA, SUBINDO-A. BIANCA —— Não culpe ele, perdemos a hora, só isso. MARIZETE —— A irresponsável então foi você. Você não deveria ser babá, se é que é sua profissão. BIANCA —— Não. Eu sou promotora judicial!MARIZETE SE ASSUSTA E FICA PIANINHO.-----------------------------PRESENTE------------------------ JUÍZA —— Existem casos de maus-tratos com o garoto? MARIZETE —— (se levanta) Ora! Vê se eu tenho cara de que fico batendo num neto? JUÍZA —— (arrogante) Eu já falei pra senhora se recolher! Mais uma palavra e peço que a tirem dessa sala!MARIZETE SE SENTA. JUÍZA —— (p/ Bianca) Dê continuidade a seu depoimento. BIANCA —— Sim...Corta para:CENA 02/ FÓRUM JUDICIÁRIO/ EXT/ FACHADA/ TARDE/ CONTINUIDADE DO CAP. ANTERIOR/PEDRO JÚNIOR ASSUSTADO DIANTE DE LEILA. A MOÇA TIRA UMPIRULITO DA BOLSA E ESTENDE A MÃO, DIZENDO: LEILA —— Quer um doce? Eu sempre... sempre tive vontade de ter um filho como você. PEDRO JR. —— Minha mãe ensinou que não se deve conversar com estranhos. LEILA —— Estranhos? Não. Eu sou Cássia, querido. Quer um doce?
  4. 4. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 04O MENINO BALANÇA A CABEÇA, DANDO A ENTENDER DE “NÃO”. ELAAGARRA SEU BRAÇO COM ARROGÂNCIA. LEILA —— Pega! Que mal há num... docinho? PEDRO JR. —— (implora) Me solta! Anda!SUSPENSE AUMENTA. A MULHER TENTA ARRASTAR PEDRO JÚNIOR, QUESE ESPERNEIA, TENTA SAIR DAS MÃOS DELA. PEDRO JR. —— (alto) Me solta! Socorro! LEILA —— (rindo) Nana, nenê... que a cuca vem pegar...A MULHER RI POSSESSAMENTE, COMO UMA LOUCA. E NÃO O SOLTA. LEILA —— Venha comigo... você vai gostar. PEDRO JR. —— Não, me sol/ (grita) Mãe! Maria! Pai! Socorro! Socorro!!!!A MULHER TAPA SUA BOCA E DIZ: LEILA —— Mas o que é isso? Não há o que temer... vamos comigo, vamos. Você vai gostar.A MULHER VAI O ARRASTANDO, COM SUA BOCA TAPADA, E ELE AGRITAR, ABAFADAMENTE. OS DOIS SOMEM DE VISTA. DEPOIS, UMSEGURANÇA SAI DO FÓRUM, CURIOSO: SEGURANÇA —— (p/ si) Ué, rapaz... tinha um menino aqui agorinha. Sumiu. Tenho que parar de beber café em serviço, isso tá me deixando louco.O SEGURANÇA ENTRA.Corta para: CENA 03/ ESCOLA PÚBLICA DE SÃO PAULO/ EXT/ PORTÃO/ FACHADA/ TARDE/ CONTINUIDADE DO CAP. ANTERIOR/LISA PARA LEANDRO. LISA —— Foi isso mesmo que você ouviu. Esse
  5. 5. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 05 nosso digamos, “amor proibido” pode acabar em confusão, Leandro. Melhor não. LEANDRO —— Eu não casei porque eu quis, você sabe. Eu tinha uma/ LISA —— Você tinha uma imagem a zelar. Ou melhor, o seu pai tinha. Rico é frescurento, vou te contar. Se você não casasse, o que demais ia acontecer com o seu pai? O hospital dele ia falir? Ia perder clientes? LEANDRO —— Não. Não desse jeito que você falou. LISA —— Tá vendo? Eu acho que isso é desculpa. Desculpinha. E tem outra. Você não me defendeu lá na igreja, quando tinha a chance. Deixou sua noiva me humilhar mais uma vez! LEANDRO —— Eu não podia. Já pensou se todo mundo descobre lá que você e eu éramos amantes? LISA —— Pera! Amantes? Nunca teve amante. Eu nunca fui sua amante, nem sou. LEANDRO —— Claro que fomos. Se nos beijamos escondidos, somos amantes. Querendo ou não querendo. LISA —— Mas eu não queria. Te alertava a todo tempo... poxa, se você me amava, acho que no mínimo dava uma prova de amor. LEANDRO —— Quer prova de amor maior que essa?LEANDRO ABRE O PORTÃO. LISA SEM ENTENDER. LEANDRO A AGARRA ETASCA-LHE UM BEIJÃO NA BOCA, DE TIRAR O FÔLEGO. OS CADERNOSTODO DE LISA CAEM NO CHÃO. MAS NEM LIGAM, CONTINUAM A SEBEIJAR. EIS QUE: CÂNDIDA SAI NA PORTA, LÁ ATRÁS, E FICA PASMAAO VÊ-LOS. CÂNDIDA —— (p/ si) Jesus Querido! Astolfo...ASTOLFO VEM ÀS PRESSAS, LISA E LEANDRO NEM PERCEBEM. ASTOLFOLÁ DE TRÁS FICA TAMBÉM IMPRESSIONADO, PORÉM JÁ SABIA DE TUDO. ASTOLFO —— Eita... CÂNDIDA —— (baixinho) Lisa e Leandro? ASTOLFO —— Eu já sabia disso.
  6. 6. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 06 CÂNDIDA —— Sabia? ASTOLFO —— Vem que lhe explico.ASTOLFO E CÂNDIDA ENTRAM. CAM GIRA. LEANDRO E LISA CONTINUAMA SE BEIJAR.Corta para: CENA 04/ FÓRUM JUDICIÁRIO/ INT/ SALA AUDIÊNCIA/ DIA/ CONTINUIDADE/ JUÍZA E PROMOTORES FORA DA SALA. APENAS MARIA E GEOVANE EMSUA MESA, MARIZETE, CLÁUDIO E CASTANHA NA OUTRA. GEOVANE —— (p/ Maria) Maria, depois do depoimento da Bianca, acho que ficou um ponto a nosso favor. MARIA —— (esperançosa) Ai, fé em Deus! Tomara que esteja certo.Corta para MESA MARIZETE, CLÁUDIO e CASTANHA: MARIZETE —— (Castanha) Doutor, seja franco! Temos alguma chance? ADV. CASTANHA —— Mas é claro que tem! Palavras, palavras, palavras... não são nada! Não esqueça que juiz não avalia palavras Ele avalia condições financeiras, e a situação em que a criança melhor se encaixa. MARIZETE —— Bom, em finanças a gente vai muito bem. CLÁUDIO —— E a Maria não vai mal. Ela tem chances, tanto quanto a gente, de ganhar essa audiência. MARIZETE —— (idignada) Cláudio! Há dias você tá sendo do contra comigo! O que é?! Tá do lado da filha ingrata agora?!Corta para: CENA 05/ BARRACÃO ABANDONADO/ EXT/ FACHADA/ DIA/UMA CARROÇA, PUXADA POR UM VELHO BURRINHO, CONDUZIDO PORLEILA, E PEDRO JÚNIOR, ESPERNEANDO AO LADO. VEM CHEGANDO
  7. 7. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 07PERTO DO BARRACÃO: PEDRO JR. —— (já aos choros) Eu quero a minha mãe! LEILA —— (tranquila) Acalme-se, criança. Nem viu ainda o que temos. PEDRO JR. —— (se assusta) Me tira daqui, eu quero ir embora. LEILA —— (ri) Que vai embora nada. Criança abandonada pra mim é sagrada. Você vai morar com a gente. Comigo, com Titão e com Zezé. PEDRO JR. —— (alto) Mas eu não quero!!!! LEILA —— Pois bem, sua opinião é válida.A CARROÇA PARA PERTO DUMA CASA ABANDONADA, UM BARRACÃO. LEILAAGARRA O BRAÇO DO MENINO. LEILA —— Vamos!ELA O PEGA NO COLO, E JUNTOS DESCEM DA CARROÇA.Corta para INTERIOR DO BARRACÃO.TITÃO, UM HOMEM JÁ VELHO, GORDO, ARRUMA UMA CADEIRA, ONDEPEDRO JÚNIOR IRIA FICAR. LEILA VEM ENTRANDO. PEDRO APAVORADO.SUSPENSE. LEILA —— É aqui sua nova casa por enquanto! Qual seu nome, hein, lindinho? PEDRO JR. —— (Se contorce) Não vou te dizer!!! TITÃO —— Que garoto mais chato. Quer saber, põe ele logo aí, pra não dar problema.LEILA SE APROXIMA E JOGA O GAROTO NA CADEIRA. ELE FICASENTADO, MUITO ASSUSTADO. TITÃO SE APROXIMA DE LEILA E DIZBAIXINHO: TITÃO —— Leila, Leila... (baixinho) Esse garoto é filho da madame. Não vamos machucá-lo. LEILA —— Claro que não! Dona Marizete quem mandou eu “forjar” um sequestro, caso ela perdesse a audiência. TITÃO —— E ela perdeu?
  8. 8. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 08 LEILA —— Não sei, não ouvi o resultado. Mas pra me garantir, peguei logo o menino, ele estava na frente do fórum mesmo. TITÃO —— Leila, dessa vez você fez tudo errado, sua burra!LEILA SE ASSUSTA. PEDRO JÚNIOR APAVORA-SE, ASSUSTADO COMTUDO.Corta para: CENA 06/ CASA DE CARMÉLIA/ INT/ SALA/ DIA/LENINHA VEM SAINDO DA COZINHA, FALANDO AO CELULAR: LENINHA —— (ao cel) Maria? Vem cá, por quê que você tá com o telefone do Geovane? (T) Audiência? Mas preciso dele, meu chuveiro quebrou. (T) Eu sei que ele é advogado, não precisa me refrescar a memória. (T) Tá. Ligo mais tarde.LENINHA DESLIGA O CELULAR. DESCONFIADA. LENINHA —— (p/ si) Maria, Maria... Maria? Quem é? Tô sentindo cheiro de chifrinho na minha cabecinha.CAMPAINHA TOCA. LENINHA CORRE. QUANDO ABRE, DÁ DE CARA COMUMA MULHER FEIA, FEIA MESMO, CABELOS HORRÍVEIS, MASELEGANTES. UMA CADELA PINSCHER ÀS MÃOS. LENINHA —— Credo! O dia das Bruxas já passou. ÚRSULA —— (ri) Quem é você, biscatinha? LENINHA —— Eu, biscatinha? ÚRSULA —— É, dá muito na letra. LENINHA —— Eu, hein... a senhora vem me ofender em porta da minha casa? Da minha patroa, na verdade. ÚRSULA —— (ri debochadamente) Querida, sabe quem eu sou? LENINHA —— Nem quero saber! Sou mais eu! Maria Helena! ÚRSULA —— Pois eu sou Úrsula Morgana Dias Prado Consuelo Cerqueira Neto Júnior
  9. 9. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 09 Aparecida! A Empresária! LENINHA —— (surpresa) Ui, é a poderosa! Dá licença, vou chamar a dona Carmélia. (grita) Dona Carméeeeliaaaa!A MULHER CHEGA A TAPAR OS OUVIDOS. IRRITADA, CARMÉLIA DESCEAS ESCADAS, XINGANDO: CARMÉLIA —— O que é, sua enxerida? Não vê que tô na minha happyhour?CARMÉLIA VÊ ÚRSULA E SE SURPREENDE: CARMÉLIA —— Úrsula!! Ai, meu Deus!RAPIDAMENTE SE APROXIMA. LENINHA —— Ela mesma. A gorda veio falar com você. ÚRSULA —— Mais respeito. CARMÉLIA —— Eu ainda demito essa cabeçuda da Maria Helena, não ligue, Úrsula Morgana, a empresária das emrpesárias. LENINHA —— Me demitir? A senhora devia é me pagar! Trabalhei 18 meses de graça nessa casa! CARMÉLIA —— (disfarça, entredente) Cala a boca, sua desgraçada. Vai pra cozinha. (risinho p/ Úrsula)LENINHA VAI SAINDO EM DIREÇÃO À COZINHA. ÚRSULA ENTRA COM SUACACHORRINHA AOS BRAÇOS: CARMÉLIA —— Como pode ver, esta é a casa. ÚRSULA —— (olha ao redor) É... não é grandes coisas. Mas... CARMÉLIA —— Ah, mas veja bem, é só pra senhora. ÚRSULA —— Só pra mim? (ri feito bruxa) Não... é só pra Fluflu, minha cachorrinha. Essa casa vai ser só dela!CARMÉLIA CHEGA A DESABAR PRA TRÁS BOQUIABERTA. MAS SE SEGURA.Corta para:
  10. 10. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 010 CENA 07/ FÓRUM JUDICIÁRIO/ INT/ SALA AUDIÊNCIA/ DIA/ CONTINUIDADE/A JUÍZA SE LEVANTA, PARA FALAR SUA DECISÃO: JUÍZA —— Bom, se tratando duma audiência pela guarda dum pré-adolescente... devo dizer que julguei o que seria confortável ao garoto. Mas como não sou surda, nem muda, pude ouvir aqui o que as testemunhas disseram.MARIA SE RÓI ANSIOSA. MARIZETE SORRI, SE SENTINDO VITORIOSA. JUÍZA —— Sem mais palavras, a guarda de Pedro Júnior de Pádua fica com a mãe Maria de Pádua, com algumas restrições/MARIA NÃO ESPERA A JUÍZA TERMINAR, ABRE O BERRO DEFELICIDADE. EMOÇÃO. MARIA SE LEVANTA, ABRAÇA GEOVANE.MARIZETE SE LEVANTA INDIGNADA E ARRASADA: MARIZETE —— O quê?! JUÍZA —— Eu não terminei de falar. ADV. CASTANHA —— Mas isso é um absurdo! Eu nunca perdi uma causa! Ainda mais uma causa tão insignificante como essa, de uma criança! JUÍZA —— (alto) Marizete de Pádua poderá ver o neto, assim como Cláudio de Pádua às quintas, domingos e terças-feiras. MARIZETE —— Isso é um absurdo!MARIA CONTINUA A CHORAR. JUÍZA —— A audiência está encerrada!MARIZETE, AINDA EM CHOQUE, SAI DA MESA E CAMINHA ATÉ MARIA. MARIZETE —— (p/ Maria) Você deve tá rindo da minha cara. Não é? Vai lá, ria! MARIA —— (enxuga as lágrimas) Não vou rir... mãe. Mas eu vou recuperar o tempo que a senhora me fez perder, longe do meu
  11. 11. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 011 filho. E claro, contar a ele toda verdade! A verdade que a senhora escondeu! MARIZETE —— Ficou doida? Quer traumatizar o menino dizendo que ele é seu filho? GEOVANE —— (rindo) Eu acho que ele vai ficar feliz de saber que é filho da Maria. Ele não gostava de vocês. MARIZETE —— (p/ Geovane) E quem é você, seu advogadozinho sem sal?CLÁUDIO SE APROXIMA DE MARIZETE E DIZ: CLÁUDIO —— Vem, vamos embora, vamos. MARIZETE —— (cínica) ME solta, Cláudio! Eu não vou...Corta para: CENA 08/ FÓRUM JUDICIÁRIO/ INT/ SALA DE ESPERA/ DIA/JUREMA E BIANCA, PERTO DA SALA DE AUDIÊNCIA À ESPERA DEMARIA. AMBAS ANSIOSAS. EIS QUE MARIA SAI, ACOMPANHADA DEGEOVANE. EMOCIONADA. JUREMA —— (p/ Maria) E aí? MARIA —— (aos choros) Eu venci, amiga! Venci!JUREMA CORRE PRA ABRAÇAR MARIA. BIANCA TAMBÉM SE ALEGRA.DEPOIS DE SE ABRAÇAR, MARIA OLHA PRA TODO LADO E NÃO VÊ PEDROJÚNIOR: MARIA —— Ué, Jurema. Cadê meu filho? JUREMA —— Ele não está com você? MARIA —— Não. (Se despera) Cadê Pedro Júnior?MARIZETE E CLÁUDIO, ACOMPANHADOS DE CASTANHA VEM CHEGANDO. UMSEGURANÇA VEM CHEGANDO ATÉ ELES. SEGURANÇA —— (p/ Maria) A senhora é mãe do garotinho que aqui estava? MARIA —— (assustada) Sou eu mesma. SEGURANÇA —— Olha, vasculhamos todas as áreas, mas o menino virou água. Sumiu!
  12. 12. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 012MARIA FICA EM CHOQUE, DERROTADA. MARIZETE DÁ UM SORRISO DECOBRA.Corta para: CENA 09/ MANSÃO DE JÚLIO/ INT/ QUARTO ESTER E LEANDRO/ DIA/ESTER FUÇANDO O CELULAR, NO ESPELHO. RAQUEL ARRUMA AS CAMAS. ESTER —— Droga, Leandro! RAQUEL —— Ih... senti o cheirinho de chifre de novo! ESTER —— Cala a boca! RAQUEL —— (Vira-se) Ó, mas quem trai uma vez volta a trair. A propósito, você foi lá no fight com a Lisa? ESTER —— Não é da sua conta! RAQUEL —— Ave, que mau humor! Loira de botequim! ESTER —— (irritada) Sai daqui, Raquel! Você é o capeta que voltou pra me atazanar! Some! RAQUEL —— Num sumo! Que eu agora sou mulher de família, ó, tô arrumando suas colchas com o Leandro, querida. Tô trocando tudo. Sabe que arrumando seu quarto, eu encontro cada coisa? ESTER —— Anda mexendo nas minhas coisas também, é? RAQUEL —— Ando, ando sim. Achei uma revista tua, menina. Já peguei pra mim. É boa demais!JÚLIO VEM ABRINDO A PORTA E DALI MESMO DIZ: JÚLIO —— Raquel. Vamos jantar, vamos. RAQUEL —— Já vou, Júlio.JÚLIO SAI. RAQUEL —— (p/ Ester) Tá vendo? Julião tá na minha! Fui!RAQUEL SAI DO QUARTO, FECHA A PORTA. ESTER ENCARA-SE NOESPELHO.
  13. 13. Perfeição/ Capítulo 030 PÁG.: 013 ESTER —— Mais um dia eu não aguento nessa casa com a Raquel. Ela vai acabar abrindo o bico, meu Deus!TENSO. ESTER PARA TUDO. TEM UMA IDEIA E SORRIA. ESTER —— Essa jabuti sai dessa casa e é hoje mesmo!ESTER SE LEVANTA DA CADEIRA. PENSATIVA. CAMINHA ATÉ SUAGAVETA. LÁ, ELA ABRE, VASCULHA, VASCULHA... EIS QUE TIRA UMRELÓGIO SEU. ESTER —— Ah, você mesmo, seu danadinho. E olha que é original!ELA CAMINHA ATÉ A CAMA COM O RELOGIO. COMO RAQUEL ESTAVAARRUMANDO A CAMA, DEIXOU SUA MOCHILA ALI MESMO. ESTER OLHA,VÊ QUE NINGUÉM ESTÁ POR PERTO E ABRE A MOCHILA. DEPOIS, ENFIAO RELÓGIO LÁ, BEM NO FUNDO. ESTER —— Ah... truque do roubo... não falha mesmo!ESTER VIRA-SE PRA SAIR, RAQUEL CHEGA NO QUARTO BEM DEPRESSA,DIZENDO. RAQUEL —— Esqueci minha bolsa. Adivinha? Quem vai fazer o jantar? Euzinha, bebê, e preciso do meu caderninho de receita! ESTER —— (Disfarça) Você? Caderninho? O único caderninho que eu saiba que você tem, é aquele que anota o nome dos clientes. (ri) RAQUEL —— Sonsa!RAQUEL PEGA A BOLSA DE CIMA DA CAMA. ESTER SORRI. RAQUEL SAI,FECHA A PORTA. ESTER —— Pronto! Agora, entra em cena Ester, a dramática e seu relógio! (ri) FIM DO CAPÍTULO.

×