"Perfeição" - cap. 23

272 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
272
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
44
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

"Perfeição" - cap. 23

  1. 1. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 01Recanto das Capítulo 023Letras PERFEIÇÃO novela de: LUCAS VINÍCIUS escrita por: LUCAS VINÍCIUS PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO: Astolfo Leandro Bartolomeu Leninha Cândida Lisa Carmélia Mirela Ester Mourão Geovane Néia Jeca Paulo Júlio Raquel Jurema Rosana PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS: Convidados, Padre João
  2. 2. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 02 CENA 1. IGREJA DE SÃO PAULO. INT. DIA. CONTINUIDADE DO CAP.ANTERIOR.Continuidade da penúltima cena do capítulo anterior. OSCONVIDADOS TODOS À ESPERA DA NOIVA. NO ALTAR, LEANDRO APENASAO LADO DO PADRE. DE PÉ TAMBÉM, PERTO DO ALTAR, LENINHA EGEOVANE. CARMÉLIA E BARTOLOMEU VEM ENTRANDO, E SE SENTANDO NAPRIMEIRA FILEIRA. GEOVANE —— Leninha, não acha que a noiva tá atrasada demais, não? LENINHA —— Ah, esses negócios de noiva enrola memo. Cê vai ver quando for o nosso casório, aí sim, vai ver o que é demora. Até eu me emperiquitar-me toda, vixe, um ano! GEOVANE —— E quem disse que vai ter casamento?LEANDRO COMENTA COM O PADRE JOÃO, A SEU LADO: LEANDRO —— Padre, eu sei que é normal noivas demorarem... mas a Ester exagerou! P. JOÃO —— (ri) Fique tranquilo, meu jovem, elas demoram, mas chegam vivas. LEANDRO —— Será?Corta para PORTA DA IGREJA. NÉIA VEM SURGINDO TODA ARRUMADA.ELA ENTRA, E QUANDO LEANDRO A VÊ FICA SÉRIO. LEANDRO —— (p/ si) A Néia aqui? (p/ padre) Padre, dá licencinha só um minuto.LEANDRO SAI DO ALTAR. QUANDO NÉIA IA SE SENTAR LÁ NOS FUNDOS,LEANDRO CHEGA NELA, DIZENDO: LEANDRO —— Néia, você aqui? NÉIA —— Oi, Leandro. Olha, peço que você me deixe ver o casamento. Eu não roubei as joias da falecida Eunice, e vou provar pra vocês. Você acredita em mim, não
  3. 3. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 03 acredita? LEANDRO —— Tudo bem. Fui contra sua demissão a meu pai, mas não sei quem está certo. Mas é melhor que você se sente aí nos fundos, pra evitar confusão, pode ser? NÉIA —— Ah, claro, sem problemas. Muito obrigada, tá, Leandro? LEANDRO —— Por nada.NÉIA VAI SE SENTANDO. LEANDRO VIRA-SE E VOLTA PRO ALTAR.Corta pra CARMÉLIA E BARTOLOMEU, sentados: CARMÉLIA —— (se abana com as mãos) Benza Deus! Que igreja quente, ó Pai! BARTOLOMEU —— É, tô ansioso mesmo é pro festão que vai ter, soube que vão servir tequila, absinto, vodca e sminorff. CARMÉLIA —— Credo, Bartolomeu! Nem eu sabia que você era tão cachaceiro assim. Há 32 anos atrás eu teria te largado, escuta o que eu tô dizendo. BARTOLOMEU —— E, mas te dei uma filha linda e que graças a Deus deve tá fazendo fortunas em Paris. CARMÉLIA —— Fortunas? Cristal é uma pé-rapada! Casou-se com um padeiro, e depois largou-o. Filha como essa é bom enterrar viva! BARTOLOMEU —— Cruel! Não fale assim da nossa Cristalzinha. CARMÉLIA —— Mas Bartolomeu, estamos velhos, e nunca conseguimos dar um golpe de sorte. Veja bem, tivemos a dona Efrainda, o seu Avillar, a dona Formiga, o seu Cabo-frio... nenhum deles nos rendeu um centavo! BARTOLOMEU —— (irônico) isso, fale mais alto que São Paulo não ouviu!PRA SURPRESA DE LEANDRO, SURGE À PORTA, JUNTO COM ASTOLFO,LISA. LEANDRO ENCHE OS OLHOS, ALEGRE. LISA DESVIA OLHAR DELE,CHATEADA. ASTOLFO SE JUNTA DE CÂNDIDA, QUE O ESPERAVA àPORTA. LISA CAMINHA SÉRIA, ABATIDA ATÉ UMA DAS PRIMEIRASCADEIRAS E SE SENTA LÁ, NA PRIMEIRA FILEIRA. CARMÉLIA E
  4. 4. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 04BARTOLOMEU A VÊ, E COMENTAM: CARMÉLIA —— Mas quem é essa, Bartô? BARTOLOMEU —— Só pode ser penetra!ASTOLFO E CÂNDIDA SE SENTAM MAIS ATRÁS. LEANDRO SAI DO ALTARE VEM DE ENCONTRO COM LISA. ELE SE APROXIMA: LEANDRO —— Lisa? LISA —— Leandro. LEANDRO —— (se senta) Você realmente veio. LISA —— (baixinho) Mas, quem dera viesse alegre, não é, Leandro? Você tá se casando... e eu? LEANDRO —— (emocionado) Lisa... LISA —— (emocionada) Impressionante... vocês ricos só se importam com imagem, imagem? E daí se esse casamento aqui não acontecesse? LEANDRO —— (triste) Sinto muito!LENINHA OS INTERROMPE BATENDO PALMAS PRA TODOS, DIZENDO: LENINHA —— Aí gente! Isso aqui tá muito caído! Tá parecendo o velório da minha amiga Mafalda! Ó, vamo animar!LENINHA SE DIRIGE AO CENTRO DA IGREJA. LEANDRO NÃO VÊ MAISPORQUÊ FALAR COM LISA, SE LEVANTA E VOLTA PRO ALTAR. LENINHA —— (p/ todos) Ó, conheço uma brincadeira muito da gostosa de fazer! Soletrando, minha gente!GEOVANE FICA CONSTANGIDO POR LENINHA. CARMÉLIA ACHA UMABSURDO O QUE ELA FAZ: LENINHA —— Vamos lá! Ó, vamo entrar na dança, até a loiraça da Ester chegar! LEANDRO —— (ri) (p/ Leninha) Tudo bem, Leninha. Começa aí! LENINHA —— Ok! Sugerem uma palavra aí, minha gente!CARMÉLIA DIZ LÁ NO MEIO:
  5. 5. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 05 CARMÉLIA —— (alto) “Dinheiro”! LENINHA —— Hein?Corta para: CENA 3. MANSÃO DE JÚLIO. EXT. FACHADA. DIA. CONTINUIDADE.PERTO DO CARRO, ROSANA E RAQUEL TROCAM FARPAS POR JÚLIO, QUEESTÁ NO MEIO DAS DUAS LOUCAS: ROSANA —— Eu já falei, eu vou entrar com ele na igreja! RAQUEL —— Vai nada! Sua seca, tem nem peito! O que é bonito tem que ser mostrado. Eu vou entrar e ponto de exclamação nisso! JÚLIO —— Meninas, meninas, não vamos/ ROSANA —— Ah, você chama essas duas cerejas de peitos? Sua tábua! JÚLIO —— Meninas!PRA SURPRESA DE RAQUEL, SURGE NO PORTÃO ESTER, COM O VESTIDOTODO BRANCO, DE NOIVA, VÉU E O BUQUÊ NAS MÃOS. ROSANA E JÚLIOSE ENCANTAM. RAQUEL SE SURPREENDE, POIS ESTER TINHADESISTIDO. ESTER —— Eu tô pronta. JÚLIO —— Ótimo, porque estamos atrasados.JÚLIO VAI ABRINDO A PORTA DO CARRO E ENTRANDO. ROSANAAPROVEITA E ENTRA TAMBÉM, SE SENTANDO NO BANCO AO LADO DO DEJÚLIO. RAQUEL PARA ESTER: RAQUEL —— Então você resolveu casar? ESTER —— Resolvi. Mas não pense que vai ficar barato. Leandro e Elisa me pagam! RAQUEL —— É Lisa. Ah! E o Júlio não pode desconfiar que nos conhecemos, então vamo parar de bate-boca. Entra logo!ESTER ABRE A PORTA, ENTRA E SE SENTA NO BANCO DE TRÁS. RAQUELOLHA POR LÁ FORA E VÊ ROSANA NO BANCO DE PASSAGEIRO AO LADODE JÚLIO, NO QUE RAQUEL IA SENTAR E FICA INDIGNADA.
  6. 6. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 06 RAQUEL —— Cadela! Sentou onde eu ia sentar!IRRITADA, RAQUEL ABRE A PORTA E LHE RESTA SENTAR AO LADO DEESTER.Corta para: CENA 4. FEIRA MUNICIPAL DE SP. EXT. DIA.CAM NA BARRACA DE MOURÃO. ELE FUÇA E ARRUMA SUAS VERDURAS.PORÉM JUREMA VEM CHEGANDO E O CUTUCA DIZENDO: JUREMA —— Com licença! MOURÃO —— (vira-se) Pois não? JUREMA —— Quanto é que tá a rúcula e a alface? MOURÃO —— Olha, a rúcula sai por seis reais, já a alface sai por dez. JUREMA —— (espanta-se) Credo! Mais que facada certeira! Tá muito cara, meu senhor! MOURÃO —— Minha senhora, eu não faço os preços, compro as verduras e apenas cobro uma comissão. Entende?ELE COMEÇA A FUÇAR A CARA DE JUREMA E SE LEMBRA: MOURÃO —— Espere, espere um bocado. Eu lhe conheço! JUREMA —— Me conhece? MOURÃO —— Sim, lhe conheço! Tu é a irmã da Ermelita, né não? JUREMA —— Ah, a encostada. Sou irmã dela, sim. MOURÃO —— É... a vagabunda também lhe deu um golpe, foi? Tá sustentando ela? JUREMA —— Golpe? Como assim?! MOURÃO —— Ah, pelo visto a senhora não sabe. Sabe essa pessoa que a senhora vê? Eu. JUREMA —— Sim. MOURÃO —— Eu já fui milionário, dono de banco... e adivinha o que aconteceu?JUREMA FICA SEM ENTENDER.Corta para: CENA 5. IGREJA DE SÃO PAULO. INT. DIA. CONTINUIDADE.TODOS JÁ ENTRETIDOS COM A BRINCADEIRA DE LENINHA. ELA ESTÁ NO
  7. 7. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 07CENTRO, SOLETRANDO UMA PALAVRA SUGERIDA POR CÂNDIDA: LENINHA —— Vamos lá, eu consigo. Eu vou soletrar “Passarinho”, né? Vamos lá... P-A-Ç-A-R-R-I-N-H-O...TODOS COMEÇAM A RIR DELA. LENINHA —— Ué, gente, tá certo! CÂNDIDA —— (intervém) Não, não tem “C” cedilha, Maria Helena. LENINHA —— Não tem? Menina, eu podia jurar que era “paçarinho”, com c cedilha.LENINHA VÊ QUE JÚLIO VEM CHEGANDO DE CARRO. LENINHA —— Ai, chegaram! (palminhas) Melhor eu recuar pra não passar vergonha!ELA CORRE DE VOLTA PRA GEOVANE. LÁ FORA, JÚLIO SAI DO CARRO,E VEM CHEGANDO DE BRAÇO DADO COM ROSANA. ELE ENTRA NA IGREJA,MAS RAQUEL VEM CORRENDO E PEGA NO SEU OUTRO BRAÇO. RAQUEL —— (p/ Rosana) Solta! Ele é meu! ROSANA —— É meu!AOS TAPAS E BEIJOS, ROSANA, RAQUEL E JÚLIO CHEGAM AO ALTAR.JÚLIO DIZ PRA LEANDRO: JÚLIO —— Ela já vem, filhão!LEANDRO SORRI. JÚLIO, RAQUEL E ROSANA SE POSICONAM NO ALTAR,JÚLIO FICA AO MEIO DAS DUAS. LISA ENTRISTECE.Corta para: CENA 6. IGREJA DE SÃO PAULO. EXT. FACHADA. DIA.QUANDO ESTER ABRE A PORTA E SAI DO CARRO, JECA VEM CHEGANDO,E SE SURPREENDE AO VÊ-LA LÁ. JECA —— Ester? ESTER —— (surpresa) João? JECA —— O que você tá fazendo aqui? ESTER —— Ué, tou me casando. JECA —— Ué, mas depois de... eu achava
  8. 8. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 08 que... ESTER —— Depois de o quê, garoto? Te liga! Eu serei muito feliz ao lado do Leandro. Se você quer saber!ESTER VAI SAINDO, JECA FICA BOQUIABERTO.Corta para: CENA 7. IGREJA DE SÃO PAULO. INT. DIA. CONTINUIDADE.ESTER SURGE NA PORTA. MARCHA NUPCIAL COMEÇA. TODOS OSCONVIDADOS SE LEVANTAM. Close em LISA. LISA PREFERE NÃO OLHARTANTO, E FICA CABISBAIXA. LEANDRO SORRI PRA ESTER. MAS ESTER,SEM UM PINGO DE SORRISO NO ROSTO COMEÇA A CAMINHAR PELOTAPETE VERMELHO, SOZINHA, COM O BUQUÊ ÁS MÃOS RUMO AO ALTAR.ESTER CAMINHA, SÉRIA. OLHANDO PRA TODOS, ELA VÊ NÉIA, LÁ NOFUNDO. NÃO ESCONDE, FICA ABALADA. ESTER —— (p/ si, baixinho) A Néia?CONTINUA A CAMINHAR PELO TAPETE VERMELHO. PASSA PELOS FALSOSSORRISOS SIMPÁTICOS DE CARMÉLIA E BARTOLOMEU. PASSA PORCÂNDIDA E ASTOLFO, QUE JUNTOS SE EMOCIONAM. QUASE PERTO DOALTAR, PASSA POR LENINHA E GEOVANE. LENINHA QUASE NÃO SESEGURA E DIZ ALTO: LENINHA —— Tá linda, safada!BAQUE. ESTER VIRA PRO SEU LADO ESQUERDO. É QUANDO VÊ LISA,SENTADA NA PRIMEIRA FILEIRA, CABISBAIXA. ESTER FICA EUFÓRICA.ESTER PARA NA HORA DE CAMINHAR E FICA OLHANDO COM ÓDIO. ESTER —— Meu Deus...TODOS ESTRANHAM. ESTER —— (alto, possessa) O que essa mulher tá fazendo aqui?!!!Cloes em todos: LEANDRO, JÚLIO, RAQUEL, ROSANA, CARMÉLIA,BARTOLOMEU, CÂNDIDA, ASTOLFO, LENINHA, GEOVANE, NÉIA, LISA,TODOS SEM SABER O QUE TÁ ACONTECENDO. LEANDRO —— Como assim, Ester? Essa mulher?
  9. 9. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 09A MARCHA NUPCIAL PARA. ESTER —— Pois eu vou falar!ESTER POSSESSA SE APROXIMA DA CADEIRA DE LISA, QUE SELEVANTA: ESTER —— (pausadamente) Eu, não, quero, gentinha, no, meu, casamento!AMBAS SE ENCARAM. JÚLIO —— (indignado) Que atitude é essa, Ester? Diferente da Ester que conhecemos! ESTER —— (p/ Lisa) Você é uma professorinha que não tem onde cair morta. Penetra!LISA FICA SEM PALAVRAS. LEANDRO SE CHOCA. LISA —— O quê? Do que você tá falando? CÂNDIDA —— (de lá, intervém) Ester, fomos nós que chamamos a Lisa pra nos acompanhar!ESTER VIRA-SE RÍSPIDA PRA CÂNDIDA. ESTER —— Então foram vocês que deixaram essa zinha entrar? LISA —— (alto) “Zinha” não!LENINHA CHOCADA, COMENTA COM GEOVANE: LENINHA —— Meu Deus... vai voar cabelo! GEOVANE —— (baixinho) Psiu, fica quieta!LEANDRO SAI DO ALTAR E CAMINHA ATÉ ESTER: LEANDRO —— Ester, por favor, vamos dar andamento ao casamento! ESTER —— (esbraveja) Me solta! Quem diria, que cara de pau de vocês dois! Eu encontrar essa no meu casamento?! LISA —— (séria) Eu já disse que não sou
  10. 10. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 010 “essa”! JÚLIO —— Leandro, o que tá acontecendo? Nos explique! LEANDRO —— Ester, Ester... o que você sabe que te deixou assim? ESTER —— (seca) Não dirija a palavra pra mim, Leandro! Eu só caso se essa safada sair dessa igreja!LEANDRO FICA EM CHOQUE. LISA OLHA PRA LEANDRO. LEANDRO —— Como é? ESTER —— Eu só caso se você tirar essa mulher da minha frente! CARMÉLIA —— (diz alto) Ué, Ester, nos põe no assunto, o que tá acontecendo? ESTER —— (grita) Cala a boca, gorda!!!CARMÉLIA FICA BEM CALADINHA. LEANDRO —— Ester... olha o vexame! LISA —— Eu saio. Mas não vou admitir que me chamem de pobre, de “essa”!LENINHA SE APAVORA LÁ NO FUNDO: LENINHA —— (baixinho, p/ Geovane) Ai, Geovane, tô até vendo. Essa tal aí, vai espancar a Ester. Tadinha, bem no casamento! GEOVANE —— Não dê palpites, Leninha.Corta novamente para ESTER, LEANDRO E LISA: ESTER —— (p/ Lisa) O quê que é? Vai me bater? Vai tentar me bater, na verdade? RAQUEL —— (no altar, baixinho p/ Júlio) Ô dr. Júlio, separa lá que briga de mulher só sobra cabelo, unha e dente no chão.Corta para LISA E ESTER: LISA —— Tudo bem, eu não vou ficar num lugar que não me querem bem.LISA CAMINHA ALGUNS CENTÍMETROS. PARA. VIRA-SE PRA LEANDRO,
  11. 11. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 011DÁ UMA ÚLTIMA OLHADA. LEANDRO TAMBÉM OLHA ENTRISTECIDO. LISAVAI SAINDO. ESTER VIRA-SE PROS CONVIDADOS, QUE OLHAMESPANTADOS. CARMÉLIA —— Hum... isso vai sair no jornal, Ester! ESTER —— (alto) O quê que tão olhando? Vamos voltar pro casamento, vamos!ESTER VIRA PRA LEANDRO. LEANDRO —— O que foi isso, Ester? ESTER —— (seca) Depois eu te explico. Agora... agora vamos casar.SOB OLHAR DOS CONVIDADOS, ESTER SE DIRECIONA AO ALTAR. LOGOLEANDRO SE JUNTA DELA, PREOCUPADO.Corta para:CENA 8. IGREJA DE SÃO PAULO. EXT. FACHADA. DIA. CONTINUIDADE.LISA VEM SAINDO DA IGREJA AOS CHOROS. ELA PASSA POR JECA, QUEALI FORA ESTÁ PARADO E NEM PERCEBE. LISA SAI CHORANDO. JECAESTRANHA: JECA —— (p/ si) Droga! Se a professorinha saiu, é porque Ester vai se casar com o Leandro mesmo! (T) Droga!Corta para: CENA 9. APÊ DE LISA E MIRELA. INT. SALA. DIA.MIRELA SE ENCONTRA NO SOFÁ, FUÇANDO NO NOTEBOOK. CAMPAINHATOCA. BATIDAS à PORTA TAMBÉM. MIRELA APREENSIVA, FECHA OCOMPUTADOR. MIRELA —— Quem será?MIRELA CAMINHA ATÉ A PORTA. QUANDO ABRE, SE SURPREENDE AO VERPAULO COM UMA BARBA FALSA, PERUCA LOIRA, ROUPA DE MARCA. MIRELA —— Hã? Paulo? PAULO —— (sorri) Oi.
  12. 12. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 012 MIRELA —— Oi o quê? Que disfarce é esse? PAULO —— Eu fui numa feira livre e consegui isso. Se a polícia tá atrás de mim, melhor que eu me disfarce. MIRELA —— (dá as costas, preocupada) Paulo... ainda acho isso errado! Você cometeu um crime, deve pagar por ele! PAULO —— Eu não cometi... quer dizer, cometi, mas foi legítima defesa. Além de eu estar doidão por causa das drogas, meu padrasto queria me bater. Eu não aguentei e/ MIRELA —— (corta, virando-se) Não termina. PAULO —— Posso entrar pra falar com você? MIRELA —— Como a Lisa tá num casamento... pode.PAULO VAI ENTRANDO, E MIRELA PRA SE GARANTIR, FECHA E PASSA ATRANCA NA PORTA. MIRELA —— Vamos sentar.PAULO VAI NA FRENTE E SE SENTA NO SOFÁ. MIRELA, EM SEGUIDAFAZ O MESMO. PAULO —— Eu... (constrangido) queria te ver. MIRELA —— (sorri) Ah, é? Você sabe que não é certo, não é mesmo? PAULO —— Sei. Mas eu não resisto...ROSTO A ROSTO SE APROXIMA. MIRELA ESQUIVA PIGARREANDO. MIRELA —— (disfarça) É... você ficou diferente com essa peruca. Ficou mais... bonito. PAULO —— Você acha? MIRELA —— Acho. Ficou mais... mais maduro. Mais... charmoso!OS DOIS NÃO SE SEGURAM, E ACABAM SE BEIJANDO LOUCAMENTE,Corta para: CENA 10. FEIRA DE SÃO PAULO. EXT. CONTINUIDADE.JUREMA E MOURÃO.
  13. 13. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 013 MOURÃO —— Sua irmã é uma... JUREMA —— (irritada) Uma o quê? MOURÃO —— Se você não sabe, eu tinha muitas fazendas, muitos sítios, uma mansão. Aí veio Ermelita e (alto) Créu!!! JUREMA —— Tá chamando a minha irmã de golpista?! MOURÃO —— Entenda como quiser! JUREMA —— (braba) Ah, vai pescar, seu ogro! Tá certo que minha irmã é uma folgada, às vezes travada... mas golpista nunca! MOURÃO —— Eu fui esposo da Ermelita, dona Jurema!SURPRESA, JUREMA SE CALA DEPOIS DESSA REVELAÇÃO.Corta para: CENA 11. IGREJA DE SP. INT. CONTINUIDADE.ESTER ACABA DE COLOCAR O ANEL NO DEDO DE LEANDRO. O PADRECOMPLETA: P. JOÃO —— Eu os declaro marido e mulher. (T) O noivo pode beijar a noiva, ué!OS CONVIDADOS SE LEVANTAM E COMEÇAM A APLAUDIR. QUANDOLEANDRO SE APROXIMA PRA BEIJAR ESTER, ELA ESQUIVA A CABEÇA EVIRA-SE, PRA SAIR COM ELE. ELE DISFARÇA.Corta pra EXTERIOR/FACHADA da igreja:CLIMA TENSO. OS CONVIDADOS TODOS JOGANDO ARROZ EM ESTER ELEANDRO, QUE SAEM DA IGREJA APENAS DE MÃOS DADAS, NEM UMPOUCO SORRIDENTES. ELES DÃO-SE AS MÃOS E SE APROXIMAM DOCARRO QUE HÁ ESCRITO “Recém-casados”. OS CONVIDADOS TODOSSAEM PRA VÊ-LOS. Close em JECA, QUE SE ENCONTRA ESPIANDOPERTO DO CANTO DA IGREJA. LENINHA —— (alto, lá no meio) isso aí, Ester! Aproveita teu homi! Que eu...LENINHA TENTA DAR UM BEIJO EM GEOVANE, QUE A EMPURRADISCRETAMENTE. ESTER ABRE A PORTA DO CARRO E ENTRA PRIMEIRO.DEPOIS, LEANDRO ENTRA. JÚLIO, ENTRE OS CONVIDADOS, NO MEIO DEROSANA E RAQUEL, PERCEBE O CLIMÃO.
  14. 14. Perfeição/ Capítulo 023 PÁG.: 014 JÚLIO —— (p/ Raquel e Rosana) Que casamento foi esse? RAQUEL —— Já vi piores, dr. Júlio. O da minha tia lá do Sertão, a Martinha, acabou em facada. Ou melhor, facão! O noivo matou a noiva e todos os padrinhos! JÚLIO —— Credo! ROSANA —— Como cê é falsa, Raquel! RAQUEL —— Falsa é você, ô, papa velho! (corta- se, disfarça) Opa, desculpa!LEANDRO DÁ PARTIDA E O CARRO DE “RECÉM-CASADOS” SAI, SOBAPLAUSOS DE TODOS. Corta para JECA, que está irritado: JECA —— (brabo) Eles casaram mesmo... infelizes!Corta para: FIM DO CAPÍTULO.

×