PERFEIÇÃO/            CAPÍTULO 017                        PÁGINA 01Recanto das                                          Ca...
PERFEIÇÃO/             CAPÍTULO 017                PÁGINA 02     CENA 1. ESCOLA PÚBLICA DE SP. EXT. FACHADA. NOITE.       ...
PERFEIÇÃO/             CAPÍTULO 017                PÁGINA 03CALÇADA, SEM VER NADA, FEITO DOIS CÃES VELHOS. OUVE-SEGRITINHO...
PERFEIÇÃO/             CAPÍTULO 017                PÁGINA 04         JUREMA        —— Que bonito, os dois. No meio da rua,...
PERFEIÇÃO/             CAPÍTULO 017                   PÁGINA 05APENAS MIRELA EM CASA, DEITADA AO SOFÁ, AO CELULAR.        ...
PERFEIÇÃO/             CAPÍTULO 017                  PÁGINA 06         LISA          —— Hum. (se senta no sofá) Bom, agora...
PERFEIÇÃO/            CAPÍTULO 017                 PÁGINA 07         ESTER        —— Tá me chamando de capeta, agora?     ...
PERFEIÇÃO/              CAPÍTULO 017                PÁGINA 08         RAQUEL        —— Uma grana?         JECA          ——...
PERFEIÇÃO/            CAPÍTULO 017                 PÁGINA 09         CENA 10. CASA DE JUREMA. INT. COZINHA. DIA.JUREMA APE...
PERFEIÇÃO/               CAPÍTULO 017                PÁGINA 010                         briguento, chulo, xucro, banal,   ...
PERFEIÇÃO/               CAPÍTULO 017                PÁGINA 011Corta para:      CENA 11. APÊ DE LISA E MIRELA. INT. COZINH...
PERFEIÇÃO/              CAPÍTULO 017                  PÁGINA 012         LEANDRO        —— (off) Vai sair, Ester?ELA PARA ...
PERFEIÇÃO/            CAPÍTULO 017                   PÁGINA 013ESTER PÕE A MÃO NA BOCA TRAUMATIZADA LITERALMENTE.         ...
PERFEIÇÃO/               CAPÍTULO 017                PÁGINA 014         LENINHA         —— (séria) Muito obrigada, Geovane...
PERFEIÇÃO/            CAPÍTULO 017                 PÁGINA 015ESTER TIRA OS ÓCULOS, SEU ROSTO ESTÁ ABALADO.         ESTER  ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Perfeição - cap. 17 - Cai a casa, Ester descobre que Leandro a trai

469 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
469
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
76
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perfeição - cap. 17 - Cai a casa, Ester descobre que Leandro a trai

  1. 1. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 01Recanto das Capítulo 017Letras PERFEIÇÃO novela de: LUCAS VINÍCIUS escrita por: LUCAS VINÍCIUS PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO: CÂNDIDA JÚLIO CARMÉLIA JUREMA CONSTANTINO LEANDRO ERMELITA LENINHA ESTER LISA FÁTIMA MARIA GEOVANE MIRELA JECA PAULO PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS: GAROTO
  2. 2. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 02 CENA 1. ESCOLA PÚBLICA DE SP. EXT. FACHADA. NOITE. CONTINUIDADE DO CAP. ANTEROR.Continuidade da última cena do cap. Anterior. LISA PARA DEBEIJAR LEANDRO, INSATISFEITA. JECA RI, EM SEU CARRO, GRAVANDOTUDO. LISA —— Leandro... LEANDRO —— Tá, eu sei que é errado, Lisa. Mas se eu cancelar o casamento com a Ester imagina o escândalo que não vai ser. LISA —— (insatisfeita) Escândalo? Isso aqui não é uma novela, Leandro. É vida real, as pessoas fazem o que bem entendem. LEANDRO —— Pense você, eu sou o filho do dr. Júlio Almeida. Escândalo na certa! LISA —— Então não tem como a gente ficar junto, Leandro. LEANDRO —— Ah... (animado) mas a gente pode se encontrar sempre, o que acha?LISA FICA INDIGNADA. LISA —— O quê? Eu entendi bem?! Você tá propondo que a gente seja amante, Leandro?! LEANDRO —— Não exatamente. Mas eu não quero ficar longe de você. LISA —— Então cancela o casamento com a sua noiva. Do contrário, não me procure!LISA SAI APRESSADA, DEIXANDO LEANDRO SEM PALAVRAS. Corta proCARRO DE JECA. JECA —— (ri, desliga cam) Ai, que maravilha! Ainda sai até umas briguinhas, que ótimo. (T) Mas... antes de pedir muita grana pra Ester, eu vou matar a curiosidade dela. Ah, vou. (sorri)Corta para: CENA 2. CASA DE JUREMA. EXT. FACHADA. NOITE. CALÇADA.ERMELITA E CONSTANTINO SE BEIJANDO COM FOGO EM CIMA DA
  3. 3. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 03CALÇADA, SEM VER NADA, FEITO DOIS CÃES VELHOS. OUVE-SEGRITINHOS DE ERMELITA. CAM GIRA: FIFI E BALDUCO SE LAMBEM NUMCANTINHO. ERMELITA —— (beijando-o) Upa, upa, upa, upa! CONSTANTINO —— Vai, vai, vai muvuca!Corta para: CENA 3. CASA DE JUREMA. INT. QUARTO JUREMA. NOITE.JUREMA ACORDADA, MAS DEITADA. OS GRITINHOS DE ERMELITA VINDOSLÁ DE FORA, ESTÁ ENCAFIFANDO JUREMA. JUREMA —— Mas o que será isso?Corta para: CENA 4. CASA DE JUREMA. EXT, CALÇADA. NOITE. CONTINUIDADE.ERMELITA NÃO DESGRUDA DE CONSTANTINO E QUASE O SUFOCABEIJANDO. JUREMA ABRE A PORTA E VEM CHEGANDO. QUANDO ELA VÊERMELITA DE COSTAS E CONSTANTINO A BEIJANDO TEM UM FANIQUITO. JUREMA —— (esbraveja) O quê que é isso?!CONSTANTINO E ERMELITA TRAVAM. FICAM SEM REAÇÃO. JUREMA —— Santo Cristo... (vê Fifi, se desespera) Ai, meu Deus! Fifi, minha cadela, com esse vira-lata com nome de biscoito! CONSTANTINO —— Balduco é um cachorro que tem pedigree. Não é essa cachorra feia e maltratada sua, não. JUREMA —— Olha, cê dobra a língua pra falar da minha cadela, seu velho-gordo galinha! CONSTANTINO —— (ri) Ah, é? Sou gordo... e a senhora é uma muvuca, sabe o que é isso? JUREMA —— Sei, sei, sim. Mas hoje a muvuca aqui não sou eu. (p/ Ermelita) Não é, Ermes?ERMELITA SE VIRA CONSTRAGIDA.
  4. 4. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 04 JUREMA —— Que bonito, os dois. No meio da rua, fazendo safadeza! CONSTANTINO —— Eu tenho culpa se a sua irmã me seduz? ERMELITA —— (indignada) Eu te seduzo?! Seu imbecil, você quem me convidou pra … enfim. JUREMA —— São dois safados, isso sim! Sabe o que eu devia? ERMELITA —— Hã? JUREMA —— Devia mandar Fifi morder vocês dois, que aqui não é o bataclã, não! CONSTANTINO —— (sensual) Ui, o bataclã tá cheio de mulheres gostosas! ERMELITA —— Tipo eu! CONSTANTINO —— (desanima) Credo! Vira essa boca pra lá. JUREMA —— Entra, Ermelita. Eu quero conversar com você, você já me tirou do sério. ERMELITA —— (se fazendo de vítima) Eu? Mas eu fui uma santa. Limpei, passei, arrumei, repassei, desarrumei, limpei de novo. JUREMA —— Entra agora! ERMELITA —— (chateada) Ah... que pena. (p/ Constantino) Tchau, meu Nhonho gostoso! Volto outro dia!ERMELITA MANDA BEIJO E CONSTANTINO COM RECEIO ESQUIVA-SE.ERMELITA VAI ENTRANDO, ENQUANTO JUREMA ENCARA CONSTANTINO. JUREMA —— (p/ ele) E você, hein... francamente. Papa-velhas, mesmo. CONSTANTINO —— Sua irmã quem começou, eu juro! JUREMA —— Você já vinha me chateando, isso era óbvio, mas agora me traiu. Seu idiota.JUREMA PEGA SUA CADELA FIFI E ENTRA PRA DENTRO DA CASA.CONSTANTINO FICA CHATEADO. CONSTANTINO —— (p/ si) Eu traí ela, como assim?Corta para: CENA 5. APART. DE LISA E MIRELA. INT. SALA. NOITE.
  5. 5. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 05APENAS MIRELA EM CASA, DEITADA AO SOFÁ, AO CELULAR. MIRELA —— (ao cel, assusta-se) O quê?MIRELA SE LEVANTA ASSUSTADA. MIRELA —— (ao cel) Paulo, o que você tá me dizendo? PAULO —— (OFF, ao cel) Abre teu jornal, se você tiver, e veja a manchete! MIRELA —— (ao cel) Tá, pera. Vou ver se tenho um jornal.MIRELA CAMINHA ATÉ A MESA DE CENTRO E PEGA O JORNAL QUE ALIESTÁ. ELA VIRA E QUANDO DÁ DE CARA COM A SEGUINTE MANCHETE“FILHO ADOTIVO QUE MATOU O PADRASTO É PROCURADO NO ESTADOINTEIRO DO PARANÁ”. MIRELA SE ASSUSTA. MIRELA —— (assustada, ao cel) Ai, meu Deus. E agora, Paulo? PAULO —— (off, ao cel) De um jeito ou de outro, eles vão me pegar, Mirela. MIRELA —— (ao cel) Ai, Paulo! Que burrada que você fez na sua vida, também. PAULO —— (ao cel, off) Eu tenho certeza que logo eles desistem de me procurar. (T) Mas e a Lisa, te bateu por causa do beijo? MIRELA —— (ao cel) Não porque eu não contei que eu beijei você, né, Paulo.NESSE INSTANTE, LISA VEM ABRINDO A PORTA E ENTRANDO. MIRELAESCUTA E COMEÇA A DISFARÇAR AO CELULAR. MIRELA —— (disfarça ao cel) Ah... eu tenho que desligar, Gorete, vou dormir. Tchau! (desliga) LISA —— (se aproxima) E aí, mana. MIRELA —— (vira-se) Oi. LISA —— Quem era? MIRELA —— A Gorete. LISA —— A Gorete? Filha da Miranda e do Castelamari? O que ela queria? MIRELA —— Nada, não. Só sobre a matéria, ou melhor, a prova de ciências que vai ter depois de amanhã.
  6. 6. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 06 LISA —— Hum. (se senta no sofá) Bom, agora, mocinha, já pra cama! MIRELA —— Ah, não precisa dizer duas vezes, tô indo! LISA —— Espera, Mirela, antes de você ir, me responde. MIRELA —— (distraída) Sim? LISA —— Você ainda tá chateada comigo?MIRELA OLHA COM MÁGOA, MAS DIZ: MIRELA —— Por que eu ficaria? Se você é tudo que eu mais amo! LISA —— Oh...LISA SE LEVANTA E DÁ UM ABRAÇO E UM BEIJO NA IRMÃ. MIRELA —— Agora eu vou indo. LISA —— Isso, vai, sim. Boa noite! MIRELA —— Boa.MIRELA SAI. LISA TORNA A SENTAR NO SOFÁ, E FICA PENSATIVA.LEMBRANDO NA PROPOSTA INDECENTE DE LEANDRO.Corta para: CENA 6. MANSÃO DE JÚLIO. INT. QUARTO LEANDRO. NOITE.ENQUANTO LEANDRO ESTÁ TRISTE E CABISBAIXO, ESTER FALADISPARADAMENTE EM FRENTE AO ESPELHO. ESTER —— É tanta coisa pra arrumar, meu amor! LEANDRO —— (distraído) Hum! ESTER —— Sabe o que eu quero? (vira-se) Me casar de preto! LEANDRO —— (nem tchum) De preto, é? ESTER —— (empolgada) É, de preto! Sabe, essa cor me traz tantas coisas boas, Leandro. Que... (percebe) Leandro! LEANDRO —— (acorda p/ vida) Hã?! ESTER —— “Hã”, não, você tá viajando! Eu aqui, animada com nosso casamento, sugerindo o preto como cor do meu vestido, e você aí, nem dando bola. LEANDRO —— Preto?! Você ficou louca, Ester? Bateu com a cabeça? Eu não quero me casar com o capeta!
  7. 7. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 07 ESTER —— Tá me chamando de capeta, agora? LEANDRO —— Não, mude a cor que eu caso com a Ester. Branco é branco. Toda mulher tem o sonho de entrar na igreja de branco, e você me vem com preto? ESTER —— É você que vai usar o vestido? LEANDRO —— Graças a Deus, não! ESTER —— Então pra que palpitar? LEANDRO —— (irritado) Porque eu vou pagar!LEANDRO DEIXA ESTER TOTALMENTE SEM GRAÇA COM ESSA. ELE VAISAINDO DO QUARTO E A DEIXA. ESTER —— (p/ si) Ai, doeu! (séria) Mas ele tá me escondendo alguma coisa, não é de hoje.Corta para: CENA 7. FAVELA. CASA DE RAQUEL. INT. SALA. NOITE.JECA SENTADO AO SOFÁ, TOMANDO ALGO NA TAÇA, ENQUANTO RAQUELVÊ AS FOTOS QUE JECA TIROU DE LISA E LEANDRO. RAQUEL —— Não! Você não pode mostrar essas fotos pra Ester agora, Jeca! JECA —— E por que não? RAQUEL —— Por quê? Porque você vai acabar com o casamento dela, do Leandro. JECA —— (irônico) E você é uma moça boazinha, que quer ajudar? É isso! RAQUEL —— Não quero ajudar. Mas também não quero atrapalhar.JECA SE APROXIMA FORÇANDO A BARRA. JECA —— Vem cá! Eu queria saber tudo, o que você tem com a Ester, e como se conheceram. RAQUEL —— (disfarça) Ah, eu... não devo satisfações da minha vida a você. JECA —— Sabe que eu tava pensando em pedir uma grana em troca dessas fotos pra Ester.RAQUEL VIRA-SE INTERESSADA.
  8. 8. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 08 RAQUEL —— Uma grana? JECA —— Uma grana. 3 milhões!RAQUEL QUASE TEM UM FANIQUITO NA HORA. RAQUEL —— Três?! JECA —— Três milhões. RAQUEL —— Mas de onde a Ester vai tirar tudo isso? JECA —— Eu sei de onde. Ela é que não sabe. Seguinte: hoje mesmo, ou talvez amanhã de manhã Ester vai ter uma surpresa. RAQUEL —— Hum. Não conta muito comigo nessa, não. Porque não sou aliada de gente como você, tá, seu João! JECA —— Tudo bem. Mas ó, pensa com carinho, afinal, são três milhões. Na certa, na curiosidade de saber quem tá botando o par de chifres nela, a Ester dá 200 milhões caso pedíssemos. Tchau!JECA SAI, DEIXANDO RAQUEL COM A PULGA ATRÁS DA ORELHA.INDECISA. SENTA. LEVANTA. SENTA, LEVANTA E POR FIM ROE ASUNHAS. RAQUEL —— Será?Corta para:CENA 8. CASA DOS FUNDOS DE LENINHA. INT. SALA/COZINHA. NOITE. CONTINUIDADE.TANTA PRODUÇÃO PRA NADA! LENINHA DORME À ESPERA DE GEOVANE,QUE NÃO VEIO, DEBRUÇADA EM CIMA DO PRATO DE ESPAGUETE, TODALINDA DE MORRER. ABRE-SE DE FININHO A PORTA CARMÉLIA, QUEESPIA A CENA COM UM TOM DE GOZO. CARMÉLIA —— (baixinho, p/ si) Então ela levou um bolo? Ó céus! Amanhã é o dia dela. Eu preciso favorecê-la pra me favorecer, afinal de contas.CARMÉLIA SAI E FECHA.Corta para: Dia Seguinte!!!!!
  9. 9. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 09 CENA 10. CASA DE JUREMA. INT. COZINHA. DIA.JUREMA APENAS À MESA, DE CARA AMARRADA, COMENDO ALGO DE CAFÉDA MANHÃ. ERMELITA VEM CHEGANDO E BOCEJANDO. ERMELITA —— Bom dia!JUREMA NÃO RESPONDE, CHATEADA. ERMELITA SACA; ERMELITA —— Já sei. Tá chateada por causa de ontem? JUREMA —— (se levanta irritada) Quer saber, tô! Você me traiu! Você e ele, aquele galinha gordo! ERMELITA —— Mas por que te traímos, minha irmã? Estávamos, digamos, nos comunicando. JUREMA —— (indignada) Aos beijos no meio da calçada?! É?! É assim que se comunicam? Cueca com calcinha, hoje em dia. E botou a Fifizinha no meio da história.JUREMA OLHA PRA CÃO FIFI, DEITADA E TRISTINHA. JUREMA —— (irritada) Botou a Fifi pra beijar aquele cachorro velho! ERMELITA —— E pra que tanta histeria, nervosismo? O homem é livre, galinha mas é livre. (senta-se, pega e come o pão) JUREMA —— Você quer realmente saber? ERMELITA —— (de boca cheia) Ué, claro! JUREMA —— (ressentida) Porque eu amo aquele desgraçado!POR UM INSTANTE, ERMELITA SE CALA, IMPRESSIONADA COM O QUEOUVE. ERMELITA —— (boquiaberta) Ah... JUREMA —— E você... mais uma vez, me tomando tudo que é meu! ERMELITA —— (se levanta) Mas Jurema, eu não sabia que você e o Constantino se gostavam. Eu e ele, nós marcamos pra uma happy-hour ao ar livre. JUREMA —— Ele pode ser gordo, resmungão,
  10. 10. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 010 briguento, chulo, xucro, banal, daltônico, mas é a pessoa que amo. Amo não, né, porque o desgraçado nem pensa em mim. ERMELITA —— Ah, meu bem, achado não é roubado! Livre e desimpedido, qualquer sirigaita o quer! JUREMA —— (grita) Sirigaita é você! Lembra do Mourão? Hã?! Aquele que eu encontrei na feira?! Pois é! Você não soube dar valor e perdeu ele, até hoje não sei porquê! ERMELITA —— E não vai saber! Não é da sua conta. Acho que a invejosa aqui é você, que me viu com o Constantino e agora quer tomá-lo de minha pessoa. JUREMA —— (irônica) Tomar! Com coisa que ele fosse seu, uma propriedade particular! ERMELITA —— Não é. Pois então, vamos tirar par ou ímpar, quem ganhar fica com ele! JUREMA —— Não gostei. Par ou ímpar, não gostei. Vamos no baralho! No porco! ERMELITA —— No bilhar e pronto tá acabado! Eu jogo primeiro! JUREMA —— Por que você primeiro? Eu vi ele primeiro! ERMELITA —— Nada disso! JUREMA —— Ah, é? (p/ a cão) Fifi! Atacar! Usa seus dotes caninos na perna dessa minha ex-irmã!A CACHORRA COMEÇA ROSNAR. ERMELITA DÁ PASSOS PRA TRÁS, MAS OCÃO INSISTE. EIS QUE...ERMELITA ACORDA NA SUA CAMA, NA VIDA REAL, POIS TUDO NÃOPASSARA DE UM SONHO. ACORDA ASSUSTADA. ERMELITA —— (p/ si) Ai, que susto! Achava que já ia perder a perna pra quela vira-lata. Um dia hei de fazer umas barras de sabão com a Fifi, ah, se irei! (se levanta) Água! Que susto, meu senhor!ELA VAI CAMINHANDO ATÉ A SAÍDA DO QUARTO.
  11. 11. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 011Corta para: CENA 11. APÊ DE LISA E MIRELA. INT. COZINHA. DIA.ENQUANTO MIRELA COME CEREAL à MESA, LISA ATENDE SEU CELULARPERTO DA PIA. LISA —— (para o cel) Alô?! (anima-se) Ah oi, dona Cândida! CÂNDIDA —— (off, ao cel) Lisa, sabe por quê que eu tô ligando assim, mais cedo pra você? Preciso falar com você. LISA —— (preocupada, ao cel) Comigo? Aconteceu/ CÂNDIDA —— (OFF, ao cel) Não, não, não. Aconteceu um imprevisto com uma aluna, só isso. Se puder venha o mais depressa. LISA —— (ao cel) Claro, dona Cândida. Só vou levar minha irmã pra escola dela, pode ser? (T) Tá. Tchau.LISA DESLIGA. ENCARA MIRELA. LISA —— E então, mocinha? MIRELA —— Não me diga que já são oito e quinze? LISA —— Não, são sete e quarenta. Hora de irmos! MIRELA —— (confusa) Hã?! Pirou? O sinal é só oito e quin/ LISA —— Psiu! Ordens são ordens, mocinha. Vamos e pronto. Leva uma maça. MIRELA —— (resmunga) Hã? Maça? Deus me livre.RESMUNGANDO, MIRELA PEGA SUA MOCHILA E AOS BURBURINHOS EFALATÓRIOS SAEM AS DUAS.Corta para: CENA 12. MANSÃO DE JÚLIO. INT. SALA. DIA.É VISÍVEL VERMOS JÚLIO E LEANDRO à MESA, LÁ NA COZINHA. MASESTER DESCE A ESCADA CORRENDO E QUANDO TENTA SAIR, LEANDRODIZ:
  12. 12. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 012 LEANDRO —— (off) Vai sair, Ester?ELA PARA DE ANDAR E DIZ: ESTER —— (alto) Vou! Eu vou no shopping! Mais tarde eu volto, tá? Fica com Deus, amore!ESTER SAI. Corta para cozinha. LEANDRO E JÚLIO ESTRANHAM. JÚLIO —— Como mulher adora shopping! LEANDRO —— E gastar também, né, pai!Corta agilmente para: CENA 13. MANSÃO DE JÚLIO. EXT. FACHADA. DIA. GARAGEM.OS PORTÕES DA MANSÃO SE ABREM. ESTER SAI DE LÁ DE DENTRO ECAMINHA ATÉ SEU CARRO ESTACIONADO.SUSPENSE INSERIDO. UMGAROTO DE RUA SEGURA UM ENVELOPE. LOGO ELE SE APROXIMA DEESTER, QUE NÃO SE DÁ CONTA E TOMA UM SUSTO. GAROTO —— Moça/ ESTER —— (irritada) Ai, que susto, moleque! GAROTO —— Desculpa. Ó, é pra senhora. ESTER —— (estranha) Pra mim?O MENINO ENTREGA O ENVELOPE LACRADO. ESTER —— Eu, hein. O que é? GAROTO —— Isso eu não posso dizer. ESTER —— Tá, então some, vai! Outro dia desses te dou um dinheiro pra comprar umas balas. Anda, vai!O GAROTO SAI EM DISPARADA. TENSÃO. ESTER RASGA TODO ENVELOPEE VÊ QUE UMAS FOTOS ESTÃO LÁ. ESTER —— Hum, vamos ver...ELA PEGA A PRIMEIRA FOTO E... BAQUE! FICA SEM CHÃO AO VERLEANDRO (MUITO BEM VISÍVEL) BEIJANDO LISA (PORÉM LISA ESTÁDESFOCADA PROPOSITALMENTE PARA MANTER O MISTÉRIO PARA ESTER) ESTER —— (sem chão) Ma... ma... ma...
  13. 13. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 013ESTER PÕE A MÃO NA BOCA TRAUMATIZADA LITERALMENTE. ESTER —— Então... (horrorizada) era verdade. A minha suspeita era verdade: o Leandro... me trai!COM ÓDIO, ELA FOLHEIA MAIS FOTOS E NÃO DÁ PRA RECONHECER AMULHER DA FOTO TODA DESFOCADA (LISA). ESTER —— (folheia com ódio) Cachorro! Cachorro!!! Cachorra! (T) (inspira e expira) Eu preciso me acalmar, eu preciso pedir a ajuda de alguém, meu Deus. A Leninha, de jeito nenhum. A … Raquel. Raquel!SOBE SUSPENSE. HORRORIZADA, NERVOSA E ESPANTADA, ESTER ENTRAEM SEU CARRO,COM AS FOTOS ÀS MÃOS. DÁ PARTIDA.Corta para: CENA 14. ESCRITÓRIO DE GEOVANE. INT. SALA GEOVANE. DIA.MARIA E GEOVANE, FRENTE A FRENTE, SENTADOS. MARIA —— (animada, se levanta) Ah, não posso crer! Jura?! GEOVANE —— De pés juntos! Breve acontecerá a audiência que você poderá lutar pela guarda do seu filho!MARIA, NÃO CONTÉM A EMOÇÃO. MARIA —— Ai, meu Deus! Eu não posso crer. GEOVANE —— É, e bom, não tô me gabando, mas creio que o advogado de seus pais não teja provas suficientes, assim como temos. MARIA —— (radiante) Isso é verdade, né, doutor!ELES SÃO INTERROMPIDOS POR 3 BATIDAS, EM SEGUIDA LENINHAENTRA FURIOSA, TODA DESCABELADA, AINDA DO DIA ANTERIOR,SÉRIA.
  14. 14. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 014 LENINHA —— (séria) Muito obrigada, Geovane!FÁTIMA VEM ATRÁS ÀS PRESSAS. GEOVANE SE LEVANTA ASSSUSTADO. GEOVANE —— Leninha?! LENINHA —— (desolada) Você mentiu pra mim. Fez eu me arrumar, arrumar minha humilde casinha. Preparar um jantar dos deuses. (chora) Pra depois fazer uma cachorrada dessa? GEOVANE —— (confuso) Que jantar e que cachorrada? LENINHA —— O jantar de ontem que você prometeu e não compareceu!GEOVANE SE DÁ CONTA DA MANCADA E COÇA A CABEÇA ENVERGONHADO,SOB O OLHAR ENCARADO DE LENINHA.Corta para: CENA 15. FAVELA. EXT. CASA DE RAQUEL. FACHADA. DIA.ESTER VEM SAINDO DE SEU CARRO ESTACIONADO. DE ÓCULOS, MASABALADA, ELA AINDA SEGURA O ENVELOPE ÀS MÃOS. CAMINHA ATÉ ACASA DE RAQUEL. BATE NA PORTA. ESPERA. RAQUEL SAI. RAQUEL —— (surpresa) Ester? ESTER —— (abalada) Sou eu. Posso entrar?RAQUEL FICA EM DÚVIDA. RAQUEL —— Eu ia dizer “não”, mas com essa cara de barata morta tua aí, fiquei curiosa. Vamo entrando, comprei até biscoitinho! ESTER —— Não debocha, ô cachorra!ESTER VAI ENTRANDO.Corta rapidamente para:Já no Interior. ESTER DE PÉ, FRENTE A FRENTE COM RAQUEL. ESTER —— Eu hoje, descobri uma coisa muito, mas muito terrível. RAQUEL —— (sem graça) Ah, é? Já posso imaginar! Tá grávida? ESTER —— Antes fosse.
  15. 15. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 017 PÁGINA 015ESTER TIRA OS ÓCULOS, SEU ROSTO ESTÁ ABALADO. ESTER —— Eu descobri que... (estende a mão com o envelope) que o meu noivo tem outra!INSTRUMENTAL BAQUE. RAQUEL SACA QUE FOI JECA, MAS FICASURPRESA AINDA DO MESMO JEITO. RAQUEL —— Como é que é? ESTER —— (sem palavras) Eu não... veja você mesma.RAQUEL PEGA O ENVELOPE. FOLHEIA AS FOTOS E CONSTATA TUDOCERTINHO. RAQUEL —— Ih menina... é o Leandro memo. Tu levou galhada, aí!RAQUEL FICA SERIAMENTE OLHANDO AS FOTOS, ENQUANTO ESTER FICASEM REAÇÃO.Corta para: FIM DO CAPÍTULO.

×