Perfeição - 31º cap. - Bianca desmascara Marizete no fórum!

551 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
551
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
63
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perfeição - 31º cap. - Bianca desmascara Marizete no fórum!

  1. 1. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 01Recanto das Capítulo 031Letras PERFEIÇÃO novela de: LUCAS VINÍCIUS escrita por: LUCAS VINÍCIUS Participaram deste Capítulo: ADV. CASTANHA JÚLIO ASTOLFO JUREMA BARTOLOMEU LEANDRO BIANCA LEILA CÂNDIDA LENINHA CARMÉLIA LISA CLÁUDIO MARIA DESIRRÉ MARIZETE ERMELITA PEDRO JÚNIOR ESTER RAQUEL GEOVANE SIMONE(Os personagens grifados em Azul podem ser NOVOS PERSONAGENS ou integrarem o ELENCO DE APOIO) Participações Especiais: Dona do Hotel, Juíza, Promotores, Repórter
  2. 2. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 02 CENA 01/ FÓRUM JUDICIÁRIO/ INT/ SALA AUDIÊNCIA/ DIA/Continuidade do cap. Anterior. MARIZETE, ADV. CASTANHA, ECLÁUDIO SENTADOS NUMA MESA. MARIA E GEOVANE NUMA OUTRA MESA,NO CENTRO. A MESA DA JUÍZA AINDA VAZIA. TODOS ESPERAM PORELA. MARIA —— (p/ Geovane) Ai, doutor, se essa juíza demorar mais eu me arrebento! GEOVANE —— Fica tranquila, Maria. (T)Não fique nervosa, tente ser natural, e não dê má à juíza. Não gagueje, eles podem pensar que você tá inventando. MARIA —— Tudo isso? GEOVANE —— Sim. MARIA —— Doutor, eu tô preocupado com uma coisa. Será que a gente ganha essa audiência? GEOVANE —— Eu tô bem confiante, Maria, mas não vou negar. O advogado Castanha ganha todas as causas que pega. Talvez essa não ganhe, claro, mas... MARIA —— (apreensiva) Ai... e por que tiraram o Pedro Júnior aqui dessa sala? GEOVANE —— Ele vai entrar quando o resultado for dado.Corta para MESA DE MARIZETE, CLÁUDIO E ADVOGADO: MARIZETE —— Hum, olhem lá Maria. Tá confiante de que vai ganhar. ADV. CASTANHA —— Dona Marizete, vou ser sincero... nada tá ganho ainda. A juíza nem se manifestou no caso. CLÁUDIO —— Tudo pode acontecer, Marizete. E caso perdemos essa audiência, Maria fica com a guarda do menino, e nunca mais teremos nosso perdão. MARIZETE —— Eu lá quero perdão de filha ingrata? Se eu perder essa audiência, quem não vai querer olhar mais pra cara dela sou eu!TENSÃO. MARIZETE ENCARA MARIA COM RANCOR. A JUÍZA VEMENTRANDO NA SALA. COM UM PAPEL ÀS MÃOS, ELA CAMINHA E SE
  3. 3. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 03SENTA à SUA MESA. TODOS ALI SE VOLTAM PRA ELA E FICA AOBSERVAR. JUÍZA —— Vamos dar início a audiência de guarda de Pedro Júnior de Pádua. Aqui presente, os avós maternos Marizete Dias de Pádua e Cláudio Dias Pádua. Do outro lado temos Maria de Pádua, mãe do garoto.A JUÍZA CONTINUA: JUÍZA —— Os advogados de defesa Castanha Cerqueira Neto e Geovane Carlos Amânsio podem explicar a situação de cada um dos interessados na guarda do garoto.O ADVOGADO CASTANHA SE LEVANTA PARA COMEÇAR A FALAR. MARIZETEDÁ UMA OLHADA PRA MARIA, COM MUITO RANCOR. MARIA SE ESQUIVA.Corta para: CENA 02/ MANSÃO DE JULIO/ INT/ SALA/ DIA/ CONTINUIDADE/ESTER ENCARA RAQUEL, DISFARÇADAMENTE. JÚLIO —— Bom, vou levar as malas lá pra cima. Leandro, venha comigo, vamos pôr em dia as novidades! LEANDRO —— Opa, pode deixar!RINDO, LEANDRO PEGA UMA MALA. AMBOS, LEANDRO E JÚLIO VÃOSUBINDO AS ESCADAS AOS RISOS. ESTER PARA RAQUEL: ESTER —— (histérica) Você ficou doida?! Que história é essa de trabalhar aqui, garota?! RAQUEL —— (rindo) Sabia que você ia pirar. Mas... se você me ajudou a conquistar meu Julinho, tinha que saber que as consequências seriam: eu e você convivermos juntas. ESTER —— Não pode ser possível! Eu não aguento olhar pra sua cara! Te aturo porque você me ameaça!
  4. 4. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 04 RAQUEL —— Bom saber que você tem medo de minha pessoa. Fica com o rabinho entre as pernas. ESTER —— (séria) Você tá querendo me afrontar, não é Raquel? RAQUEL —— Longe de mim. Sou bem “Paz e Amor”. ESTER —— Não cola comigo, ô, sua falsa! RAQUEL —— Tá bom. Que bom, então. Só que você vai ter que me aturar aqui, sendo a governanta dessa imensidão de casa. (rindo) Segura teu noivo, querida, porque nós... eu e você, prostituas no passado, ainda temos o hábito de roubar o namorado dos outros só por uma noite.ESTER POSSESSA. RAQUEL SAI, INDO PRA COZINHA. ESTER FICA SEMCHÃO. ESTER —— (séria, p/ si) Cadela... mas não vai durar muito tempo. Ela vai ser “demitida” logo, logo.Corta para: CENA 03/ CASA DE MOURÃO/ INT/ SALA/ DIA/ERMELITA APENAS, SENTADA AO SOFÁ, ENCHENDO A BOCA DE PIPOCA,NA FOLGA, ASSISTINDO À MALHAÇÃO, NA TV. ERMELITA —— (p/ TV) Aléxia, sua burra! Pega logo o Gabriel... (p/ si) Novela é fogo... uma gravidez impede de um cabeludo namorar uma bonitinha. (bufa) Aqui prucê!ELA JOGA UM PORRE DE PIPOCA NA TELEVISÃO, ENRAIVADA. ERMELITACOMEÇA A FICAR PENSATIVA, SE LEMBRA DE ALGO: ERMELITA —— Hoje tem o Festival de comidas, aqui em São Paulo. (T) Eu bem que queria ir, mas o dinheiro me falta.Corta VELOZMENTE para: CENA 04/ CASA DE MOURÃO/ INT/ BANHEIRO/ DIA/
  5. 5. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 05AOS RISINHOS SAPECAS, ERMELITA ENTRA NO BANHEIRO. FECHA APORTA CUIDADOSAMENTE. CAMINHA ATÉ O BOX. LÁ, NO CABIDE, ESTÁUMA CALÇA, QUE SERIA DE MOURÃO. ERMELITA —— Eta nós! Tomara que ele esqueceu a carteira aqui.ELA ENFIA A MÃO NO BOLSO DA CALÇA. FUÇA, E TIRA UMA NOTA DE20 REAIS. SURPRESA. ERMELITA —— Sabia que ele guardava... (vê) Só vinte reais? O que dá pra comprar com vinte reais, meu pai? (pensativa) Ah, mas aquele dia eu já bati umas notas de cem reais. (empolgada) Mourão, Mourão... minha fonte de renda!ELA RI.Corta para: CENA 05/ CASA DE CARMÉLIA E BARTOLOMEU/ INT/ SALA/ DIA/CLOSE NA SALA TODA: A CASA ESTÁ COM PINTURA NOVA. TODAARRUMADA E IMPECÁVEL. CARMÉLIA VEM DESCENDO AS ESCADAS, AINDADE CAMISOLA, A SORRIR FELIZMENTE: CARMÉLIA —— Bartolomeu, meu gogoboy... é hoje!PERCEBE A AUSÊNCIA DE BARTOLOMEU. CARMÉLIA —— Ué... Bartolomeu? Bartô!Corta para COZINHA. CARMÉLIA CHEGA DE FININHO NA COZINHA. ÉQUANDO VÊ BARTOLOMEU ENFIANDO A COLHER NA PANELA EM CIMA DAMESA, REPLETA DE DOCE DE ABÓBORA. A MESA TODA REPLETA DECOMIDAS, SOBREMESAS... ELA FICA A ESPIAR: BARTOLOMEU —— (enfia na boca) Nossa... quem será que fez esses doces? Maria Helena que não... então quem?CARMÉLIA O SURPREENDE DIZENDO: CARMÉLIA —— Fui eu quem fez, Bartô!
  6. 6. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 06ELE SE ASSUSTA E ACABA SE AFOGANDO COM O DOCE NA BOCA. COMEÇAA TOSSIR, SURPRESO: CARMÉLIA —— Assaltando a mesa, seu gordo! Essa comida é pra Úrsula. Nossa esperança! BARTOLOMEU —— Me desculpa, Carmélia... tô arreado de fome! Essa mulher não chega também, tô agoniado! CARMÉLIA —— Saiba esperar, seu gordo infeliz! BARTOLOMEU —— Ah, mas quando essa mulher chega? CARMÉLIA —— De tardezinha... e saia daí!CARMÉLIA EMPURRA BARTOLOMEU. COM TODA CARA DE PAU, ELA MESMAENFIA A COLHER NO DOCE E LEVA A BOCA COM TUDO. BARTOLOMEUIDIGNADO.Corta para: CENA 06/ CASA DOS FUNDOS DE LENINHA/ INT/ QUARTO-SALA/ DIA/LENINHA DESPREGUIÇA SENTADA AO SOFÁ: LENINHA —— Gardênia! Hoje acordei feliz da vida igual purpurina! Agora, vou banhar-me na água doce de meu chuveiro.Corta para BANHEIRO DE LENINHA. LENINHA VEM ENTRANDO NOBANHEIRO, JÁ DE TOALHA, TODA PELADA ENROLADA NA MESMA.CAMINHA ATÉ O BOX. LÁ, ABRE O CHUVEIRO... É QUANDO PARA EFICA PENSATIVA: LENINHA —— Meu Pai, tive uma ideia! (olha p/ chuveiro) Você vai quebrar, seu desgraçado! E vai me ajudar! Ah, vai! E adivinha, adivinha? Quem vai consertar? (empolgada) Ah, preciso nem falar! (T) Que ideia boa, funciona nas novelas! Geovane conserta meu chuveiro e a gente se enrola todo, cai aqui no chão mesmo, e o resto só Deus sabe! (ri) Ah, um momento!LENINHA SAI DO BANHEIRO A PRESSAS. CAM FICA. ELA VEM SEGUNDOS
  7. 7. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 07DEPOIS COM UMA ESCADA. CAMINHA ATÉ O BOX, ABRE A ESCADA EPOSICIONA-A EM RETA DO CHUVEIRO. TIRA UM ALICATE DAS MÃOS QUEESCONDIA. LENINHA —— Ih... me esqueci que divido o chuveiro com a dona Carmélia... (T) Ah, dane-se!ELA ARREBENTA O FIO DO CHUVEIRO COM O ALICATE, ATÉ DÁ UMAQUEDA NA ENERGIA.Corta para: CENA 07/ HOTEL DE SÃO PAULO/ INT/ RECEPÇÃO/ DIA/APENAS A DONA DO HOTEL ATRÁS DO BALCÃO. COM ELA, CONVERSADESIRRÉ: DESIRRÉ —— Verdade? DONA DO HOTEL —— Verdade! Saíram hoje. Dr. Leandro é tão gentil! Deixou três meses adiantados e ficou 1 mês. DESIRRÉ —— Deve ser as brigas constantes.SIMONE VEM ENTRANDO NO HOTEL AOS GRITOS, COM UM PÃFLETO ÀSMÃOS, GRITANDO: SIMONE —— Desi, Desi, Desi! DESIRRÉ —— (se vira assustada) Simone! O que foi, tá acuada? SIMONE —— (se aproxima) Acuada não, animada! Veja isso!ELA ENTREGA O PLÃFETO NAS MÃOS DE DESIRRÉ. APÓS LÊ-LO,DESIRRÉ PÕE AS MÃOS NA BOCA, MEIO QUE ESPANTADA: DESIRRÉ —— Meu Deus... SIMONE —— Não tô dizendo?! Minha amiga, se tudo der certo, esse padre abre o bico e você encontra a sua filha.DESIRRÉ COMEÇA A SE EMOCIONAR. DONA DO HOTEL ENCAFIFADA: DONA DO HOTEL —— Mas o que é isso, hein? SIMONE —— Então, menina, lá estava eu, dando mole pro engenheiro duma construção,
  8. 8. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 08 eis que encontro esse folheto no meio dos jornais que eles usam pra tinta não escorrer pelo chão. DESIRRÉ —— (emocionada) Meu Deus... (abraça o folheto) Achei! Achei a instituição que... que deixei a minha filha. DONA DO HOTEL —— (surpresa) Verdade?! Eita, que maravilha! E agora, como vocês vão lá? Claro, também tem um porém: e se sua filha não estiver mais nesse orfanato? Qual a idade dela agora? DESIRRÉ —— Minha filhinha ia ter 22 anos agora. SIMONE —— (p/ Dona do Hotel) Dona Julieta,o hotel tem carro? DONA DO HOTEL —— Temos, temos sim. Mas é pra emergências, e sai mais caro na mensalidade. SIMONE —— Desirré é rica! (ri) DESIRRÉ —— (vira-se, enxuga lágrima) Não importa, dona Julieta, eu pago. Não viemos com o carro de minha casa, viemos de avião. Então, não me importo com quanto vou pagar. (esperançosa) Prepare o carro!A DONA DO HOTEL SORRIA. DESIRRÉ VIRA-SE SORRINDO AINDAEMOCIONADA PARA SIMONE. AS DUAS SE ABRAÇAM:Corta para: CENA 08/ SÃO PAULO/ PLANOS GERAIS/ TARDECER/Sonoplastia: MÚSICA ANIMADA, SOB IMAGENS, DA METRÓPOLELINDÍSSIMA SÃO PAULO, AO PÔR DO SOL. À TARDE:Corta para:CENA 09/ MANSÃO DE JÚLIO/ INT/ QUARTO ESTER E LEANDRO/ TARDE/ESTER ESTÁ EM FRENTE AO ESPELHO, RETOCANDO A MAQUIAGEM, TODALINDA. RAQUEL VEM ENTRANDO, SEM BATER, COM UMA TROUXA DEROUPAS LIMPAS. ESTER VÊ PELO ESPELHO: ESTER —— Cadê a educação? RAQUEL —— (debochando) Ui!
  9. 9. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 09 ESTER —— O que quer, hã? RAQUEL —— Se esqueceu que sou governanta na casa agora. Pra ver como sou preferida do Júlio. A Rosaninha, pobrezinha, foi jogada pra escanteio! ESTER —— (vira-se) Bom pra você. Mas não devia me atrapalhar aqui. Sua missão era, depois de eu ajudá-la a conquistar o sogrão, você ir morar com ele nos canfundós do Judas! RAQUEL —— Parece que deu errado! Loira de botequim!RAQUEL PÕE A TROUXA DE ROUPAS NA CAMA, MANDA BEIJINHO EQUANDO ABRE A PORTA PRA SAIR, DÁ DE CARA COM LENINHA, QUEVINHA CHEGANDO: RAQUEL —— Qual é a tua? LENINHA —— A minha? Nenhuma! Vim pra prosear mais minha amiga. RAQUEL —— (ri) Tua amiga. Vai!RAQUEL SAI, LENINHA ENTRA E FECHA A PORTA. ESTER A VÊ.DESANIMA. LENINHA —— (se aproxima) E aí, miga? ESTER —— O que foi, hein? LENINHA —— Vim botar o papo em dia. É que fui te procurar no hotel por esses dias e você não tava. Uma mulher doida, pirada, achou que eu fosse filha dela. Imagina só! ESTER —— (estranha) Achou que fosse fi... bom, paranoia dela, ou sua! LENINHA —— Então... preciso falar logo, que quando terminar a audiência de guarda lá do pirralho que o Geovane foi defender, meu chuveiro vai quebrar. ESTER —— Chuveiro quebrar? Como assim? LENINHA —— É que eu cortei um fio do chuveiro, pra assim, Geovane ir consertar pra mim e... o resto vai acontecer ali, no calor do momento! ESTER —— Geovane era aquele que te acompanhou no meu casamento, não é? Achei ele
  10. 10. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 010 meio... LENINHA —— Meio? ESTER —— Esquece!ESTER VIRA-SE E CONTINUA. LENINHA PARA, ESTRANHA.Corta para: CENA 10/ ESCOLA PÚBLICA DE SÃO PAULO/ INT/ REFEITÓRIO/ DIA/NUMA MESA, MARIANA E LILICA COMEM, CONVERSANDO AOS RISOS.MIRELA VEM CHEGANDO, ENTRANDO NO REFEITÓRIO ACOMPANHADA DECARLA. ELAS VÊEM MARIANA E LILICA: MIRELA —— Você acha que eu deva ir lá, conversar com ela, Carla? CARLA —— Não é uma boa ideia, Mirela. Até eu me desentendi com ela, e deu no que deu. Não sou mais A AMIGA dela. MIRELA —— Mas é estranho, sabe, esse silêncio. Ela disse que ia contar tudo pra minha irmã Lisa... até agora, não moveu um dedo. Será pena? CARLA —— A Mariana? Pena? (ri) MIRELA —— Espera, eu vou lá falar com ela.MIRELA FAZ SINAL PRA CARLA ESPERÁ-LA. MIRELA SE APROXIMA COMRECEIO E LENTAMENTE. AO CHEGAR LÁ, DIZ: MIRELA —— Mariana.MARIANA SE VIRA E SE SURPREENDE. LILICA TAMBÉM: MARIANA —— Mirela? MIRELA —— É. Eu queria conversar com você. Posso? MARIANA —— Pode. Senta aí.MIRELA VAI SE SENTAR. AO SORRIR PRA LILICA, MARIANA SE MOSTRACOBRONA. MARIANA —— Diz. MIRELA —— Eu sei que você não gosta de mim... e mais um motivo pra você acabar comigo, quando teve a oportunidade.
  11. 11. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 011 MARIANA —— Do que você tá falando? MIRELA —— Por que você não contou, como prometeu, pra minha irmã sobre o menino que eu beijei? MARIANA —— (falsa) Por quê? Porque não é um problema meu. E não faço questão de acabar com você, porque éramos amigas. LILICA —— De acordo. MIRELA —— Você ainda é minha amiga? MARIANA —— (falsa) Claro! Refleti sobre tudo, Mirelinha e... você é a melhor amizade que alguém pode ter! Me dá um abraço. Vem!MIRELA, HESITA, PENSA, PARA E COMOVIDA, DÁ UM ABRAÇO EMMARIANA. AO ABRAÇAR MIRELA, MARIANA SORRI MAQUIAVELICAMENTEPARA LILICA, QUE DISFARÇA.Corta para: CENA 11/ FÓRUM JUDICIÁRIO/ INT/ SALA AUDIÊNCIA/ DIA/ CONTINUIDADE/NUMA MESA, MARIZETE, CLÁUDIO E ADV. CASTANHA. NA OUTRA, MARIAE GEOVANE. EM SUA MESA, A JUÍZA. JUREMA DEPÕE, SENTADA À UMACADEIRA, NO CENTRO DA SALA. JUREMA —— Dra. Juíza, desde que/ JUÍZA —— Meritíssima. JUREMA —— Meritíssima. Olha, desde que a minha amiga Maria veio morar no bairro onde habito, sempre foi uma mãe zelosa, responsável. Na época, o menino tinha dois meses. Quando ela me contou a história, doutora/ (corta-se) Meritíssima... eu fiquei assim, estado: Emocionadíssima. JUÍZA —— História? Seria uma história de vida. JUREMA —— Sim, uma história de vida. E tão triste.MARIZETE COMENTA COM CLÁUDIO: MARIZETE —— (baixinho) A Maria traz cada
  12. 12. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 012 tranqueira pra testemunhar. Já ganhamos, meu amor! CLÁUDIO —— Eu de você não comemorava antes de saber a decisão da juíza.MARIZETE FICA BALANÇADA COM A FRIEZA DE CLÁUDIO.Corta para: CENA 12/ FÓRUM JUDICIÁRIO/ EXT/ FACHADA/ DIA/RUA DESÉRTICA. PEDRO JÚNIOR, QUE ESTAVA À ESPERA DAAUDIÊNCIA, ABRE A PORTA DE VIDRO, E VEM SAINDO. TRISTE. PEDRO JR. —— Por que será que não me deixam entrar na sala?O MENINO IA ANDAR MAIS, MAS ESBARRA NUMA PESSOA. SUSPENSE. SÓA PERNA DA PESSOA. O MENINO OLHA E SE ASSUSTA. A MULHER ÉLEILA, JOVEM, 35 ANOS, CABELOS PRETOS, SOLTOS E SORRIDENTE. LEILA —— (sorrindo) Ai, desculpa. PEDRO JR. —— Quem é você? LEILA —— Uma princesa! Se eu disser, você acredita?SUSPENSE AUMENTA. O MENINO ESTÁ ASSUSTADO, A MULHER SORRICOMO UMA DÉBIL-MENTAL.Corta para: CENA 13/ ESCOLA PÚBLICA DE SÃO PAULO/ EXT/ FACHADA/ DIA/CÂNDIDA VEM SAINDO DA ESCOLA. NA PORTA, LISA SE DESPEDE DELA,COM SEUS LIVROS ÀS MÃOS. LISA —— Tchau, dona Cândida! CÂNDIDA —— Tchau, minha querida. Não se esqueça: amanhã mais cedo, tem conselho de classe. LISA —— Claro. Pode deixar. Beijo!LISA VEM DESCENDO AS ESCADAS. QUANDO IA ABRIR O PORTÃO, SESURPREENDE COM O QUE VÊ. LEANDRO, À ESPERA DELA, DESSA VEZ ÀPÉ. LISA PARA NO PORTÃO, E NEM O ABRE:
  13. 13. Perfeição/ Capítulo 031 PÁG.: 013 LISA —— Você? O que é, já não basta as confusões? LEANDRO —— Quais confusões? LISA —— (disfarça) Não. Esquece. LEANDRO —— Eu vim porque acho que muita coisa ficou sem ser esclarecida desde aquela vez do nosso encontro. LISA —— É , mas aqui não é lugar. Aliás, você é um homem casado, faz favor. Dá meia-volta, Leandro.O RAPAZ FICA ENCAFIFADO, JÁ QUE ELA ESTÁ O TRATANDO ASSIM.Corta para: CENA 14/ FÓRUM JUDICIÁRIO/ INT/ SALA AUDIÊNCIA/ DIA/ CONTINUIDADE/TODOS JÁ DEPUSERAM. MARIZETE TRANQUILA, JUÍZA LÊ UM PAPEL.MARIA SEGURA. JUÍZA —— Bom. As testemunhas não acabaram, ainda creio que não seria necessário testemunhas. Mas... (lê) a próxima testemunha é Bianca Claro Ribeiro.BIANCA VEM ENTRANDO. BAQUE PARA MARIZETE. TODOS SE ASSUSTAM,MENOS MARIA E GEOVANE, QUE RESERVARAM O MELHOR PARA O FINAL.BIANCA SE DIRIGE AO CENTRO: BIANCA —— Eu vim contar tudo que sei. E como autoridade que também sou, mas não integro a equipe judicial de São Paulo, estou do lado certo. E Marizete Pádua e Cláudio Pádua não tem dado respeito, educação e certos limites pro neto.BAQUE. MARIZETE E CLÁUDIO FICAM PARALISADOS. MARIA SORRI PARAGEOVANE. Closes em todos: MARIA, MARIZETE, CLÁUDIO, GEOVANE,CASTANHA, JUÍZA E BIANCA.Corta para: FIM DO CAPÍTULO.

×