PERFEIÇÃO/              CAPÍTULO 010                   PÁGINA 01Recanto das                                          Capít...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010                PÁGINA 02CENA 1.TRÂNSITO DE SÃO PAULO. CARRO DE JECA. INT. DIA..CONTINUIDA...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010                PÁGINA 03IRRITADA, RAQUEL ABRE A PORTA DO CARRO E SAI, JOGANDO ASFOTOS DE ...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010               PÁGINA 04         SECRETÁRIA   —— (desconfia) Sei.Corta imediatamente para:...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010               PÁGINA 05         ALTO-FALANTE —— (off) Doutora Rosana, na sala 8,         ...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010               PÁGINA 06                      dona Ester! Ele veio direto da Paraíba,     ...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010               PÁGINA 07         LENINHA      —— Ô dona Carmélia, cadê seu Bartolomeu     ...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010               PÁGINA 08SONOPLASTIA: Instrumental Baque de Revelação.         CLEITON     ...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010               PÁGINA 09         JECA         —— Tudo bem, o casamento é seu.             ...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010               PÁGINA 010         CARMÉLIA     —— jantar, Maria Helena?         LENINHA   ...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010               PÁGINA 011LENINHA RI INTENSAMENTE ALTAMENTE.Corta para:CENA 11. APARTAMENTO...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010               PÁGINA 012                      agora?         LISA         —— Eu vou tenta...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010               PÁGINA 013                      mas é amizade.         LEANDRO      —— Não ...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010                PÁGINA 014                      joias que ela tanto amava!BAQUE PRA LEANDR...
PERFEIÇÃO/          CAPÍTULO 010               PÁGINA 015                      acaba de constatar que sumiu!NÉIA FICA SEM ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Perfeição, 10º capítulo

171 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
171
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perfeição, 10º capítulo

  1. 1. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 01Recanto das Capítulo 010Letras PERFEIÇÃO novela de: LUCAS VINÍCIUS escrita por: LUCAS VINÍCIUS colaboração: RENAN FERNANDES PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO: Jeca Ester Raquel Bartolomeu Cândida Leninha Lisa Carmélia Astolfo Joana Júlio Cleiton Rosana Mirela Néia PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS: Secretária do Júlio
  2. 2. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 02CENA 1.TRÂNSITO DE SÃO PAULO. CARRO DE JECA. INT. DIA..CONTINUIDADE.Continuidade da última cena do capítulo Anterior. JECA ERAQUEL DENTRO DO CARRO, NO TRÂNSITO. RAQUEL VÊ FOTOS DELEANDRO E LISA AOS BEIJOS. JECA —— Olha só, Raquel... eu mal te conheço, entendeu, sei pouco de você. Mas que você é uma tremenda duma interesseira, isso é! RAQUEL —— Ah, então você me chama aqui pra me ofender, é isso?! E daí que o Leandro e a professorinha tão ficando? Isso é problemas deles. Dele, da professora e da Ester! JECA —— E como você conhece a Ester?RAQUEL DISFARÇA. RAQUEL —— Ih, João! Quer saber de tudo, é? Ó, se tu quiser vai desmascarar Leandro e a professora sozinho. Não conte comigo! JECA —— Nossa! Quem tá impressionado sou eu. Você recusando chantagear Ester em troca de dinheiro? Vai chover/ RAQUEL —— (séria) Vai chover tapa na cara, se você não calar essa boca! JECA —— Ih... tá nervosinha, é? Você tem andado muito nervosinha esses últimos dias, sabia? RAQUEL —— (séria) Vem cá! Eu não te devo satisfações! Eu mal te conheço, playboy marrento, filhinho de papai. E que ainda por cima, não tem caráter algum! JECA —— E você tem? (ri) Não, porque uma prostituta não tem caráter, não tem dignidade, honestidade... RAQUEL —— Sabe o que eu vou fazer? Vou sair daqui, pra não te enfiar a mão na cara. Fica com as fotinhas xulas que você tirou, tá? Faça bom proveito! Cachorro!
  3. 3. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 03IRRITADA, RAQUEL ABRE A PORTA DO CARRO E SAI, JOGANDO ASFOTOS DE SUA MÃO NA CARA DE JECA, QUE FICA IMPRESSIONADO.EXTERIOR: RAQUEL COMEÇA A ANDAR EM MEIO O CONGESTIONAMENTO ETODOS OS CARROS BUZINAM PARA ELA.Corta para:CENA 2. ESCOLA PÚBLICA DE SÃO PAULO. INT. SALA PROFESSORES.DIA. CONTINUIDADE.Continuação da cena 13 do capítulo anterior. LISA E CÂNDIDA ÀMESA, CONVERSANDO. CÂNDIDA —— Isso é muito grave, Lisa! LISA —— Eu sei. Fiquei chocada quando ouvi da boca dele, dona Cândida.VEM ABRINDO A PORTA E JÁ DIZENDO, ASTOLFO: ASTOLFO —— Com licença. (p/ Cândida) Cândida, meu anjo, tem o pai da aluna Marina, querendo conversar conosco. CÂNDIDA —— (pensativa) Pai da Marina...! Ah! Aquela que trouxe gomas de mascar e comeu na sala. (p/ Lisa) Professora Lisa, pode ir pra sua classe, tá? LISA —— (se levanta) Sim, senhora.CÂNDIDA VAI SE JUNTANDO COM ASTOLFO E SAINDO.Corta para:CENA 3. HOSPITAL JÚLIO. INT. LABORATÓRIO DE PESQUISA. DIA.JÚLIO ESTÁ NA PORTA DO LABORATÓRIO PARADO.PV DELE: ROSANAESTÁ OBSERVANDO UMA GARRAFA COM UM LÍQUIDO ESTRANHO. JÚLIOPARECE HIPNOTIZADO, BABANDO. A SECRETÁRIA DELE VEM CHEGANDO.QUANDO ELA ENTRA, EMPACA NA PORTA JÁ QUE ELE ESTÁ TAPANDOCAMINHO. SECRETÁRIA —— Ah, com licença, doutor Júlio. JÚLIO —— (desperta) Hein!? (vê) Ah! É você, Camila. Eu tava aqui olhando a … o … laboratório!
  4. 4. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 04 SECRETÁRIA —— (desconfia) Sei.Corta imediatamente para:JÚLIO JÁ DE FRENTE PARA ROSANA, NO LOCAL ONDE ELA ESTAVA. JÚLIO —— (surpreso) Você conseguiu?! ROSANA —— (ri) Consegui! Eu tava tentando há anos essa pesquisa, dr. Júlio. JÚLIO —— Doutor? Nada disso... me chame de Júlio, apenas isso! Júlio e mais nada! ROSANA —— É que na verdade, eu não gosto de misturar as coisas. Aqui o senhor é meu patrão, entende? JÚLIO —— (sem graça) Ah, mas... (T) Rosana, eu não sei como te dizer isso. ROSANA —— (sorrindo) Será que... eu já tô demitida? JÚLIO —— (ri) Imagine. Demitir a melhor médica é cafajestice. Não acha? ROSANA —— Assim eu vou me sentir, hein! JÚLIO —— Mas, falando sério... (gagueja) É-é que assim... Rosana, você quer jantar comigo um dia desses?SORRISO SURPRESO DE ROSANA, QUE HESITA. ROSANA —— (surpresa) Nossa... um jantar? Mas um jantar de negócio/ JÚLIO —— Não! De forma alguma! Negócios, plantão só discutimos aqui, no hospital. Fora do ambiente de trabalho eu quero ter amizade com você. ROSANA —— Ai... (indecisa) JÚLIO —— É só um jantar, Rosana. Pra nos conhecermos melhor. O que me diz? ROSANA —— Bom, se é meu chefe/ JÚLIO —— (corta corrigindo) Amigo! ROSANA —— (sorri) Isso... se é meu AMIGO que tá pedindo, quem sou eu pra recusar? JÚLIO —— Ah, que ótimo!O CLIMA ROMÂNTICO É INTERROMPIDO PELO ALTO-FANTE EM “OFF”DUMA MULHER:
  5. 5. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 05 ALTO-FALANTE —— (off) Doutora Rosana, na sala 8, cirurgia. (repete) ROSANA —— (sem graça) Ah... então eu vou indo pra mais uma cirurgia, doutor Júlio. JÚLIO —— Vá, vá, sim. ROSANA —— Então... até!SEM GRAÇA, ROSANA VAI SAINDO DA SALA. O OLHAR BALANÇADO DEJÚLIO, PENSATIVO.CENA 4. MANSÃO DE JÚLIO. INT. SALA. DIA. CONTINUIDADE.ESTER APENAS, SENTADA AO SOFÁ, LENDO UM LIVRO DE“ASSASSINATO”. É INTERROMPIDA PELA CAMPAINHA, QUE COMEÇA ATOCAR. BUFA E SE LEVANTA. ESTER —— Por que batem quando tô prestes a descobrir o assassino da Generosa?ESTER CAMINHA ATÉ A PORTA E QUANDO ABRE DÁ DE CARA COM NÉIA,SORRINDO, POR ENQUANTO SOZINHA. NÉIA —— Dona Ester, eu vim pra/ ESTER —— É melhor que tenha trazido o tal detetive, se não... NÉIA —— (empolgada) Ah, mas claro que trouxe! Ó ele aqui... (alto) Venha, Tiburgo!BARTOLOMEU, DAQUELE JEITO, TODO TRANSVESTIDO DE DETETIVE, BEMMASCARADO VEM CHEGANDO. SUA BARBA TAPA META DE SEU ROSTO,BIZARRAMENTE. ESTER FICA COM NOJO QUANDO VÊ. BARTOLOMEU —— (sotaque paraibano) Oxe... que dama mais bela, ave maria! ESTER —— (com receio) É isso que você trouxe, empregadinha? BARTOLOMEU —— (sotaque) Tiburgo, a seu dispor!BARTOLOMEU PEGA E DÁ UM BEIJO NA MÃO DE ESTER, QUE DESCONFIAQUANDO O VÊ. ESTER —— Espera... eu tenho a impressão de tê-lo visto já, em minha vida. NÉIA —— (apavorada) Ah! Provável que não,
  6. 6. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 06 dona Ester! Ele veio direto da Paraíba, só pra ajudar a gente nessa investigação! BARTOLOMEU —— (sotaque) Oxe, se não é verdade! Vim “tumém” por conta do salário. Essa “boneca” me oferecesse um bom de um gordo salário! ESTER —— Hum... é bom trabalhar bem, se quiser ver a cor desse dinheiro. BARTOLOMEU —— (sotaque) Oxe... pelo avisto a senhora não me conhecesse... Tiburgo Alves Cunha Mende... inté apareci na Avenida Brasil e no Jurnal Nacional. “Prucê” vê que eu tô ficando chicozo, importante!ESTER COM RECEIO, OLHA PRA NÉIA. ESTER —— Na “Avenida Brasil”? É? Na novela, ou na avenida mesmo? NÉIA —— Foi na novela, dona Ester! Eu que sou fã acompanhei. Foi figurante. (começa a rir) Só apareceu as mãos dele no vídeo. BARTOLOMEU —— (sotaque) Oxe... abestalhada, tu, hein, Valdinéia! NÉIA —— (desanima) Para de falar meu nome que eu tenho vergonha! ESTER —— Vamos parar de palhaçada na porta? Néia, você volta pro seu serviço. E você, seu Tiburgo, vai lá na ssala e trate de descobrir o que houve com o meu dinheiro.BARTOLOMEU OLHA PRA NÉIA, PISCA E VAI ENTRANDO. NÉIA TAMBÉMENTRA. ESTER FECHA A PORTA.Corta para:CENA 5. CASA DE CARMÉLIA. INT. SALA. DIA.CARMÉLIA ESTÁ SOZINHA.NO CENTRO DA SALA, SENTADA AO CHÃO,BRINCA NUM TABULEIRO DE DAMAS EM CIMA DA MESA DE CENTRO,RINDO À TOA. LENINHA VEM DA COZINHA E QUANDO VÊ ESTRANHA.
  7. 7. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 07 LENINHA —— Ô dona Carmélia, cadê seu Bartolomeu mesmo? CARMÉLIA —— (distraída) Ele tá/ (se dá conta) Ah, quero dizer... Não é da sua conta! LENINHA —— Ah, tá, é? (pensativa) Espera...LENINHA COMEÇA A SE LEMBRAR NO DIA QUE VIU ESCONDIDA,BARTOLOMEU VESTIDO DE DETETIVE. CORTA PARA PRESENTE. LENINHAAPERREADA, CORRE PRA COZINHA.Corta PARA COZINHA:LENINHA CHEGA NUM VAP-VUPT, DISPARADA. ELA SE APROXIMA DAPIA, E DIZ A SI: LENINHA —— É mesmo! Eles roubaram a Ester, e agora, tão querendo se dar bem! (maliciosa) Pois vão se ver comigo! Eu vou armar é uma arapuca!LENINHA PUXA DO SUTIÃ UM CELULAR E COMEÇA A DISCAR UM NÚMERO.Corta para:CENA 7. ZONA NORTE. CASA PAIS DE LISA. INT. SALA. DIA.CLEITON SENTADO AO SOFÁ, LENDO UM JORNAL SOZINHO. JOANA VEMCORRENDO PRA DENTRO, ASSUSTADA, AFLITA COM UM ENVELOPE ÀSMÃOS. JOANA —— (aflita) Cleiton! Cleiton, vem ver! CLEITON —— (se levanta) Vem ver o quê, Joana? JOANA —— (entristece) Chegou... (se aproxima) isso aqui, pra nós. CLEITON —— Isso aqui, o quê?JOANA ABAIXA A CABEÇA TRISTE E ESTENDE AS MÃOS COM OENVELOPE. CLEITON PEGA, DESCONFIADO. ELE LÊ UNS INSTANTES ELOGO DIZ ASSUSTADO: CLEITON —— Então é verdade? JOANA —— (chorando) Verdade, Cleiton. A prefeitura está nos pondo na rua! Jogando nós fora, como se fôssemos dois cachorros vira-lata!
  8. 8. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 08SONOPLASTIA: Instrumental Baque de Revelação. CLEITON —— Joana, você tá dizendo então... que... JOANA —— (chorando) Se não arranjarmos uma casa em 48 horas, estamos na rua, Cleiton! Na rua!Corta para:CENA 8. FACULDADE DE SP. CAMPUS. EXT. DIA.LEANDRO SAINDO DO CAMPUS. APRESSADO, E FALANDO AO TELEFONE ECOM LIVROS ÀS MÃOS, ELE SAI EM DIREÇÃO A UMA ÁRVORE BEMESCONDIDA. LÁ, ELE SE ISOLA DE TODOS OS QUE ESTÃO SAEM DAFACULDADE. Corta para PORTA: JECA VEM SAINDO APREENSIVO ESÉRIO. ELE PARA NA PORTA: JECA —— Onde será que o “mauriçola” do Leandro se meteu? Será que tá vendo fotos da professorinha, de novo? Aí sim seria prato cheio pro meu plano.corta para DETRÁS DA ÁRVORE. LEANDRO FALA AO CELULAR COMESTER. LEANDRO —— (ao cel) Fala meu amor. (T) Sim, eu tô no campus ainda, por quê? (T) Sim, depois eu passo aí/ Ester, fica tranquila, hoje eu volto na hora de sempre. Sem sustos, tá? (T) Tá, beijo.DESLIGA O CELULAR. QUANDO SE VIRA, DÁ DE CARA COM JECA, QUEESTAVA ALI DE BRAÇOS CRUZADOS, VENDO TUDO. LEANDRO FICA SÉRIONA HORA. JECA —— Opa, assustou? LEANDRO —— (irritado) Sempre alguém estraga o que já tá um lixo. JECA —— Se você acha a tua vida um lixo, quem sou eu pra discordar? (T) Aliás, quando é seu casamento, hein? LEANDRO —— Não marcamos a data! E não é da sua conta. Eu não te convidei.
  9. 9. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 09 JECA —— Tudo bem, o casamento é seu. (provocando) Mas me diga... aquela professora suburbana vai tá lá?LEANDRO NÃO SEGURA A RAIVA NO OLHAR AO ESCUTAR ISSO. LEANDRO —— (sério) Cara, eu não sei onde eu tô com a cabeça que não te dou uma surra! JECA —— (irônico) Uma surra! Uma ótima ideia. Pena que seu pai, o dr. Júlio Almeida Júnior é um dos médicos mais conceituadinhos dessa cidade. E você sabe, prato cheio pra revista escandalosa. Vai fundo. LEANDRO —— Pra quê? Seria uma perda de tempo bater nesse seu rosto fedido! JECA —— Ah, Leandro Almeida! Faça-me o favor. LEANDRO —— Dá licença, que eu tenho mais do que fazer ao ficar conversando com um playboy feito você.LEANDRO DÁ PASSOS A FRENTE, MAS SEGURA NO SEU BRAÇO SÉRIO.LEANDRO VIRA-SE COM UM OLHAR PERPLEXO. AMBOS SE ENCARAM. JECA —— Guarda isso na tua cabecinha... teu casamento vai entrar pra história! Ah, se vai!JECA SOLTA O BRAÇO DE LEANDRO E SAI ANDANDO. LEANDRO, QUEFICA CURIOSO E SÉRIO COM O QUE JECA DISSE. LEANDRO —— Será que ele quer aprontar no meu casamento? Impossível! Lá ele não entra.Corta para: NOITE...CENA 10. CASA DE CARMÉLIA E BARTOLOMEU. INT. COZINHA. NOITE.ENQUANTO LENINHA LAVA UM PRATO NA PIA, CARMÉLIA ESTÁ SENTADAÀ MESA, OUVINDO O QUE A PERIGUETE TEM A DIZER.
  10. 10. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 010 CARMÉLIA —— jantar, Maria Helena? LENINHA —— (empolgada, fecha torneira) É! Sabe o que é, dona Carmélia, é que eu fiz promessa ao santo, sabe? Se não for dessa vez, não será mais! CARMÉLIA —— Não entendi, não ficou claro. Explique! Que eu saiba, você fica de trelelê com aquele advogado loiro, dos dentes brancos? Né? LENINHA —— (vira-se empolgada) Ui! A senhora fala assim, me sobe um fogo, dona Carmélia! CARMÉLIA —— Contenha-se! Hum! Empregada apimentada, é o que menos quero! LENINHA —— Então... a senhora vai “feder” a casa pra eu? CARMÉLIA —— (corrige) “Ceder”, Maria Helena. E não é “pra eu”, é “para mim”. LENINHA —— (confuso) Espera, fui eu quem pediu, a senhora “tomém” quer a casa? CARMÉLIA —— Empregada burra sempre tem aos montes! (se levanta) Enfim... vou pensar, Maria Helena! Apronte o jantar e... sirva. LENINHA —— (empolgada) Pode deixar... mas é certo de que a senhora vai me deixar usar a casa pra agarrar o Gêzinho, né? CARMÉLIA —— Tenho que pensar! Pensar, Maria Helena! Talvez não... E sirva isto logo que a minha barriga pede “arrego” logo, logo!CARMÉLIA SAI DA COZINHA. LENINHA ENTORTA A BOCA ABORRECIDA. LENINHA —— (emburrada) Baleia chorona! (vingativa) Ah, mas ela me paga!LENINHA OLHA DUM LADO PRO OUTRO, EIS QUE VÊ UM VIDRINHO AZULDECIMA DA PIA. PARA TUDO. SORRIA MALICIOSA. LENINHA —— Pois bem. Ela recusou me emprestar a casa, pois vai ficar com fogo na “labareda”. (ri)
  11. 11. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 011LENINHA RI INTENSAMENTE ALTAMENTE.Corta para:CENA 11. APARTAMENTO DE LISA E MIRELA. INT. SALA. NOITE.LISA E MIRELA À SALA. MIRELA NO NOTEBOOK, NO SOFÁ. LISA ACABADE SE LEVANTAR ASSUSTADA, AO CELULAR (DO SOFÁ). LISA —— (assustada, ao cel) Ai meu Deus!TENSO. MIRELA VÊ LISA ASSUSTADA AO CELULAR E SE PREOCUPA. MIRELA —— O que foi, Lisa?LISA FAZ SINAL COM A MÃO PARA MIRELA ESPERAR. LISA —— (ao cel) Ai, mãe... Que notícia triste. Tô arrasada! (T) Mas mãe, não se preocupa! Amanhã eu vou ajudar vocês. Custe o que custar. (T) (emocionada) Mãe... não fica assim, não. Vamos dar um jeito, nem que vocês tenham que morar aqui, com Mirela e eu. (T) Amanhã de manhã eu passo daí pra ver o que fazemos. (T) Tchau, fica com Deus.LISA DESLIGA O CELULAR E SE SENTA AO LADO DE MIRELA,ARRASADA. MIRELA —— Lisa, o que houve? Papai e mamãe morarem aqui, por quê? LISA —— Mirela, é que é o seguinte. Lembra daquele cara que vendeu o terreno junto da casa onde o papai e a mamãe moram? MIRELA —— Claro, lembro sim. Por quê, algum problema? LISA —— Então... esse terreno era todo irregular, minha irmã. E agora, a prefeitura suspeita do papai e da mamãe, sendo os feitores do crime. E estão sendo... despejados, Mirela! MIRELA —— (espanta) Ai, mentira! Lisa, e
  12. 12. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 012 agora? LISA —— Eu vou tentar resolver do jeito que posso. Sem lugar pra morar os nossos pais não vão ficar. MIRELA —— Eu tô com medo por eles, Lisa. LISA —— Não vou negar, eu também tô. Eles podem ir pra cadeia, meu Deus, por um crime que nem sequer sabiam que tinham cometido. A justiça tem que ser feita. Não fica triste. Vamos conseguir, você vai ver.MIRELA ABRAÇA LISA E AS DUAS FICAM AGARRADAS, TRISTES.Corta para:CENA 12. MANSÃO DE JÚLIO. INT. QUARTO JÚLIO. NOITE.JÚLIO DE FRENTE AO ESPELHO, ENQUANTO LEANDRO ESTÁ NA CAMA,SENTADO, CONVERSANDO. LEANDRO —— Rosana, pai? Você marcou um jantar com ela? JÚLIO —— (empolgado) Sim! (vira-se) Não é uma boa oportunidade de eu me ajeitar de vez? LEANDRO —— (sem jeito) Sim, pai... mas e a mamãe? Já a esqueceu? JÚLIO —— Não, filho! (se aproxima) Não diga isso! A Eunice sempre vai ter um lugar especial aqui, no meu coração... LEANDRO —— Então, por que assim, você dá entender que quer desencalhar logo, sabe? JÚLIO —— (disfarça) Eu? Filho! Não tá me reconhecendo? Por mais que a Eunice tenha morrido, ela não ia querer me ver em depressão, jogado num canto. Queria me ver alegre, feliz. LEANDRO —— Não com uma nova família. JÚLIO —— Ah, filho, vai começar o drama de novelas das 7? Que o filho não quero que uma nova mulher tome o espaço da mãe? A Rosana é só uma amiga, por enquanto. Eu vou jantar com ela sim,
  13. 13. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 013 mas é amizade. LEANDRO —— Não é assim que os casamentos começam? Amizade? Ou você e a mamãe começaram tipo cão e gato, os opostos se atraem? JÚLIO —— (ri) Não, filho, é diferente. Agora você me deixou numa saia-justa. Vejamos, você não tem mais 12 anos, nem 10. vai entender o que eu vou dizer. Vou mandar na lata, tá? LEANDRO —— Pois mande! JÚLIO —— Filho... eu só não quero terminar a vida sozinho, feito um velho cri-cri, num asilo! Entende? LEANDRO —— (começa a rir) Ah, pai! Qual foi? Conta outra!LEANDRO E JÚLIO RIEM COM GOSTO.Corta para:CENA 13. MANSÃO DE JÚLIO. INT. SALA. NOITE.ESTER E LEANDRO JÁ SENTADOS AO SOFÁ, OS DOIS FUÇANDO UMAREVISTA DE VESTIDO DE NOIVA, QUE ESTÁ NAS MÃOS DE ESTER. ESTER —— Hum... esse é muito grã-fino! LEANDRO —— (rindo) Ué... você tem que tá linda! ESTER —— (rindo) Então eu sou feia, é, seu Leandro? LEANDRO —— De forma alguma! Você me completa, Maltaroli!LEANDRO E ESTER FAZEM “CUTCH-CUTCH” E SE BEIJAM. Corta para:ESCADA. JÚLIO DESCE ASSUSTADO CORRENDO, DIZENDO. JÚLIO —— Gente, gente! Aconteceu uma desgraça!ESTER E LEANDRO SE LEVANTAM ASSUSTADOS. LEANDRO —— O que foi, pai? JÚLIO —— (assustado, se aproxima) Eu fui dar uma olhada no... no antigo quarto da Eunice e... dei por falta da caixa de
  14. 14. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 014 joias que ela tanto amava!BAQUE PRA LEANDRO, QUE SE CHOCA. ESTER FINGE ESTAR CHOCADA,QUANDO NA VERDADE ELA QUE ROUBOU. LEANDRO —— (horrorizado) O quê? As joias da mamãe? Quem teria coragem de roubar as joias da mamãe? JÚLIO —— Eram as únicas lembranças da Eunice! ESTER —— (firme e forte) Eu sei que não posso dar palpite, porque nem sou da família ainda. Mas... com o perdão de Néia, eu vou dizer. Eu vi a Néia saindo do quarto da falecida Eunice, hoje de manhã, com uma coisa entre os braços.LEANDRO E JÚLIO, QUE SE OLHAM ASSUSTADOS. LEANDRO —— O que você tá dizendo, Ester? JÚLIO —— (boquiaberto) A Néia? ESTER —— (finge arrasar-se) Ai, meu Deus, não devia ter contado. A pobrezinha vai ser demitida. Ai, como sou má! LEANDRO —— Não, a culpa não foi sua, Ester. Você tá nos contando a verdade/ JÚLIO —— E fez muito bem! (esbraveja) NÉIAAAAAAAAA!!!TENSÃO E APAVORO DE LEANDRO E JÚLIO, AOS NERVOS. POR FIM,SORRISO DISCRETO DE ESTER. NÉIA VEM CORRENDO ASSUSTADA DACOZINHA. JULIO A ENCARA. NÉIA —— (assustada) Pois não, doutor Júlio? JÚLIO —— (sério) Néia... eu quero que você me explique o que a Ester acaba de me confirmar.DESENTENDIDA DO ASSUNTO, NÉIA OLHA PRA ESTER, QUE FINGE ESTARTRISTE E CABISBAIXA. NÉIA —— Explicar o quê, exatamente, dr. Júlio? LEANDRO —— (na lata) Néia, vamos ser francos. A Ester te viu saindo do quarto da minha mãe, com uma caixa. Essa caixa, meu pai
  15. 15. PERFEIÇÃO/ CAPÍTULO 010 PÁGINA 015 acaba de constatar que sumiu!NÉIA FICA SEM CHÃO, ACUSADA INJUSTAMENTE. FIM DO CAPÍTULO.

×