Apresentação

866 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
866
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação

  1. 1. Instituto Federal de Educação Ciências e Tecnologia Campus Maceió Coordenadoria de eletrônica Autor: Luan dos Santos Oliveira Turma: 324 “CDiagrama de Constelação e Olho
  2. 2. Conteúdo• Introdução• Modulação QAM• Modulação PSK• Diagrama de Constelação• Diagrama de Olho
  3. 3. Introdução• o volume de informação que trafega nos canais de comunicações crescem a cada dia.• grande necessidade de se transmitir informações a uma elevada taxa de bits por um meio limitado e extremamente concorrido, que é o ar.• A busca por novos métodos de modulação nos leva cada vez mais próximo do limite teórico de eficiência de largura de faixa imposto por Shannon na década de 40.• modulação de maior eficiência é a modulação QAM.• A modulação QAM é mais complexa que a PSK (“Phase Shifting Keying”) e ASK (“Amplitude Shifting Keying”)
  4. 4. Modulação QAMA modulação QAM combina a modulação PSK, onde ainformação digital é transmitida através da variação de fase daportadora analógica e da modulação ASK, onde a informaçãodigital é transmitida através da variação de amplitude daportadora analógica. Desta forma, na modulação QAM, tanto afase como a amplitude da portadora variam de acordo com ainformação digital a ser transmitida.
  5. 5. Modulação QAMAlguns exemplos para o QAM são os enlaces de rádio digital emicroondas, transmissões em altas taxas de transferência,televisão digital de alta definição, em modem, cable modens,ADSL.
  6. 6. Modulação QAMA modulação QAM pode ser: 16 QAM, 32 QAM, 64 QAM, 128 QAM, 256QAM, 512 QAM, 1024 QAM e 2048
  7. 7. Modulação PSKO Phase Shift Keying (PSK) é um esquema de modulação digitalonde a fase da portadora é variada de modo a representar os níveis 0 e1, sendo que durante cada intervalo de bit esta permanece constante.A amplitude e a freqüência permanecem sempre inalteradas.Da mesma forma que na modulação ASK, a primeira coisa a ser feita éo estabelecimento de um padrão entre transmissor e receptor, para quea comunicação possa ser efetuada e haja entendimento entre eles.
  8. 8. Modulação PSK• A modulação PSK varia a fase da portadora de acordo com os dados a serem transmitidos. Ao bit "0" corresponde a fase 0º e ao bit "1" corresponde a fase 180º da portadora.
  9. 9. Diagrama de Constelação• Um diagrama de constelação é a representação de um sinal modulado por um sistema demodulação digital, como a modulação QAM ou PSK. Ele mostra o sinal como um diagrama de dispersão bidimensional no plano complexo de amostragem em símbolo instantes.
  10. 10. Diagrama de Constelação• Como os símbolos são representados como números complexos, podem ser visualizadas como pontos no plano complexo. Os eixos real e imaginário são frequentemente chamados a em fase, ou I- eixo e de quadratura, ou Q-eixo. Os pontos em um diagrama de constelação são chamados pontos de constelação.
  11. 11. Diagrama de Constelação• Para se obter uma modulação eficiente, é importante distribuir os pontos da constelação de uma maneira adequada. As constelações mais utilizadas são as constelações retangulares , pois este tipo de constelação apresenta uma boa relação entre energia média de símbolo e a complexidade de formação da constelação.
  12. 12. Diagrama de Constelação • É importante citar que há estudos e propostas de constelações que possuem geometrias não retangulares que otimizam a energia média de símbolo, porém a complexidade destas constelações não justificam os ganhos obtidos com relação as constelações retangulares.
  13. 13. Diagrama de Constelação:Alguns exemplos em Modulação QAM
  14. 14. 16-QAM
  15. 15. 32-QAM
  16. 16. 64-QAM
  17. 17. Diagrama de OlhoUm diagrama de olho é uma ferramenta simples e conveniente paraestudar os efeitos de interferência entre símbolos (ISI) e prejuízosem outro canal de transmissão digital.
  18. 18. Diagrama de OlhoUma forma de utilizar um diagrama de olho está a olhar para o lugaronde o "olho" é o mais amplamente aberto, e usar esse ponto comoo ponto de decisão para recuperar uma mensagem digital. Como osinal recebido é atenuado (arredondado) pelo elemento detransmissão (por ex. a fibra óptica), o sinal fica com o aspecto deum "olho".
  19. 19. Diagrama de OlhoVárias medidas de desempenho do sistema podem ser obtidas por meioda análise do diagrama. Se os sinais são muito longos, muito curtos, malsincronizados com o relógio do sistema, muito alto, muito baixo, muitobarulhento lento demais para mudar, ou que tenham undershoot demaisou ultrapassagem, isso pode ser observado a partir do diagrama de olho.
  20. 20. Diagrama de Olho
  21. 21. Diagrama de Olho Análise no osciloscópio
  22. 22. Diagrama de OlhoAplicações do Diagrama de Olho• É a figura obtida em um osciloscópio pela superposição dos sinais analógicos(no domínio do tempo) na recepção após terem sido demodulados eformatados pelo filtro de Nyquist.• Indica a qualidade e o desempenho do sistema• Várias informações qualitativas podem ser retiradas dasaberturas do Diagrama de Olho, tais como distorção deamplitude e jitter (distorção de fase).• O ponto em que a abertura vertical é máxima é o melhor instante deamostragem.• Quanto mais fechado o olho se tornar, mais difícil é a detecção do sinal.
  23. 23. Obrigado pela atenção!

×