Nuno Ramos
O artista, o filósofo e o poeta
Rose Silva
Disciplina Arte e Contemporaneidade
Docente: Amanda Saba Ruggiero
Ar...
Quem é Nuno Ramos?
Nuno Ramos nasceu em 1960, em São Paulo,
onde vive e trabalha.
Filósofo
pintor
Desenhista
Escultor
Escr...
Ateliê casa 7
Componentes:
Carlito Carvalhosa
Fábio Miguez
Paulo Monteiro
Rodrigo Andrade
Sérgio Fingermann
*Nuno Ramos (f...
Participações em Bienais
- Bienais Internacionais de São Paulo de 1985
- Bienais Internacionais de São Paulo de 1989
- Bie...
Vida artística
*1960
São Paulo, São Paulo
*1983
sesc Vila Nova, São Paulo
Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba
*1984
...
“Eu acho que as minhas coisas
lidam com uma espécie de
tentativa de achar uma
continuidade entre coisas um
pouco heterogên...
Nuno Ramos na 18ª Bienal de Arte de SP -1985
Série sem título. 1985
Sem título. 1989
materiais diversos em tela metálica sobre madeira, 260 X 402 X 40
Acervo atual: Pinacoteca de SP . Data d...
Exposições individuais
Série Vaso ruim, cerâmica com parafina.1999
Exposições individuais
Craca, alumínio fundido, 1995.Bienal de Veneza
sem titulo, areia e silicato, 1995.Bienal de
Veneza
Sem Título - Espelho,
tecidos, plásticos,
metal, tinta, folhas e
outros materiais sobre
madeira. 260 X 580 X
250 cm.
Quadr...
Morte das casas
CCBB de São Paulo 2004
Uma chuva contínua atravessa os três andares do saguão do prédio do
CCBB de São Pau...
Sobre o tempo, sobre a taipa,
a chuva escorre.
As paredes
que viram morrer os homens,
que viram fugir o ouro,
que viram fi...
Chove dentro do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), mas a água que escorre da
claraboia em uma queda de 20 metros no v...
CracaCasco -
2008
CracaCasco -
Alumínio fundido,
detritos de ossos e
conchas. 350 X 600
X 250 cm.
CracaCasco -
2008
CracaCasco -
Alumínio fundido,
detritos de ossos e
conchas. 350 X 600
X 250 cm.
Urubu com
peixe - Carvão
sobre papelão.
80 X 100 cm
Urubu com peixe -
2009
Bandeira Branca - 2010
Bandeira Branca -
Três esculturas de
granito e areia
queimada
comprimida, três
postes de areia
quei...
Ai, pareciam eternas! (3 lamas) - Areia queimada,
mármore, granito e três tipos de lamas. Dimensões
variadas.
2012
Ai, par...
A obra apresenta três grandes esculturas em forma de casas que
parecem naufragar em barro, leite e um líquido preto, pouco...
Reprodução em escala real de três casas em que o artista viveu durante a infância e juventude, mergulhadas em três tanques...
Globos da morte, estantes de
aço, cerveja, porcelana
líquida, nanquim, barro
diluído e mais de 1.500
objetos diversos.
201...
“O globo da morte de tudo”
A obra surge a partir do ritual da dádiva, da oferenda, existente em sociedades primitivas.
O g...
Madeira e areia
calcinada.
Medidas aproximadas:
4,80 X 10 "
2012
Solidão, Palavra
Série Anjo e Boneco - Guache, pastel seco e carvão sobre papel. / Dimensões aproximadas: 160 X 220 cm / As imagens são uma...
Quadros - Sem título 2, 2013. Espelho, tinta à óleo, metais e tecidos sobre madeira. Medidas aproximadas: 250 X 700 X 140 ...
Anjo e Boneco e Quadros / Inspiração : Elegias de Duíno
PRIMEIRA ELEGIA
Quem se eu gritasse, me ouviria pois entre as orde...
Série Munch - Folhas de ouro, folhas de prata, tinta a óleo e carvão sobre papel. Dimensões sem moldura: 56,5 X 76,5 cm
20...
Hora da razão (Choro Negro 3) - Vidro, aço, breu, resistência elétrica e monitor de tela plana.2014
Ao reunir materiais
co...
Hora da razão (Choro Negro 3) - Vidro, aço, breu, resistência elétrica e monitor de tela plana.
2014
Referências
Nuno Ramos: arte sem limites / Instituto Arte na Escola ; autoria de Christiane
Coutinho e Erick Orloski ; coo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nuno ramos

533 visualizações

Publicada em

Resgate da obra de Nuno Ramos

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
533
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
51
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nuno ramos

  1. 1. Nuno Ramos O artista, o filósofo e o poeta Rose Silva Disciplina Arte e Contemporaneidade Docente: Amanda Saba Ruggiero Artes Visuais UNESP / FAAC
  2. 2. Quem é Nuno Ramos? Nuno Ramos nasceu em 1960, em São Paulo, onde vive e trabalha. Filósofo pintor Desenhista Escultor Escritor Cineasta Cenógrafo compositor. Imagem 1 : Print de vídeo do documentário “Nuno Ramos Arte sem Limites – Instituto Arte na Escola”
  3. 3. Ateliê casa 7 Componentes: Carlito Carvalhosa Fábio Miguez Paulo Monteiro Rodrigo Andrade Sérgio Fingermann *Nuno Ramos (formação ligada à filosofia e à literatura) Inspiração: Neo expressionismo e absoluta liberdade ao criar. Imagem 2 : Print de vídeo do documentário “Nuno Ramos Arte sem Limites – Instituto Arte na Escola”
  4. 4. Participações em Bienais - Bienais Internacionais de São Paulo de 1985 - Bienais Internacionais de São Paulo de 1989 - Bienal Internacional de Cuenca, Equador, 1991 - Bienais Internacionais de São Paulo de 1994 - Bienal de Veneza de 1995, onde foi o artista representante do pavilhão brasileiro; - 5ª Bienal do Mercosul, Porto Alegre, 2006 - XXIX Bienal Internacional de São Paulo. 2010
  5. 5. Vida artística *1960 São Paulo, São Paulo *1983 sesc Vila Nova, São Paulo Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba *1984 Prêmio Aquisição, Salão de Arte Contemporânea, São Paulo Prêmio, Salão Nacional de Arte, Rio de Janeiro *1985 "Casa 7", Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro *87 e 92 Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo "12 Artistas em São Paulo", subdistrito de Arte, São Paulo *89 e 94 Bienal Internacional de São Paulo *1986 Trienal de Nova Delhi, índia e Bienal de Havana, Cuba Biennial of Art on Paper; Buenos Aires, Argentina * 1987 "Brasil Já", Museu Morsbroich, Leverkusen; Galeria Landergirokasse, Stuttgart e Sprengel Museum Hannover; Alemanha "Modernidade", Musée d' Art de Ia Ville de Paris, França; e Museu de Arte Moderna, São Paulo "Anos 80", Galeria São Paulo* 1990 Centro Cultural São Paulo, São Paulo *91 e 93 Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo Pulitzer Art Gallery,Amsternã. Holanda *1991 Galeria Gesto Gráfico, Belo Horizonte "Brasil: Ia Nueva Generación", Museo de Bellas Artes, Caracas, Venezuela / Bienal Internacional de Cuenca, Equador *1992 Centro de Estudos Brasileiros, Assunção, Paraguai "Latin American Artists of the Twentieth Century", Sevilha, Espanha; Centre George Pompidou, Paris, França; Museu Ludwig. ColÔnia, Alemanha; e The Museum of Modern Art. Nova York, EUA *1995 Brooke Alexander Art Gallery, Nova york, EUA Bienal de Veneza, ttáia e Bienal de Gravura de Curitiba *1996 e 98 Galeria Calnargo Vilaça, São Paulo *1997 e 2000 Museu de Arte Moderna, São Paulo "Asf Está Ia Cosa", Centro Cultural, México *1998 Paço Imperial, Rio de Janeiro * 1999 Centro de Arte Hélio Oiticica, Rio de Janeiro "Por que Duchamp?", Paço das Artes e Instituto Cultural Itaú, São Paulo * 2000 "Ultrabaroque", Museum of Contemporary Art, Museum of Comtemporary Art, San Diego, EUA/Museu de Arte de Porto Rico, Porto Rico/Chicago Cultural Center, Chicago, EUA/Atarazanas, Valência, Espanha/Forth Worth Museum of Modern Art, São Francisco, EUA/Museum of Modern Art, Walker Art Center, Mineápolis, EUA 2003 – Coleção Gilberto Chateubriand, MAM, Rio de Janeiro, e Marcantonio Vilaça - Passaporte contemporâneo, MAC/USP - Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo 2004 Afinidades e diversidades, Projeto Carlton Encontro com Arte, São Paulo 2005 5ª Bienal do Mercosul, Porto Alegre, 29º Panorama de arte brasileira, MAM, São Paulo. 2008 De perto e de longe - Paralela 08, Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo; e God Is Design, Galpão Fortes Vilaça. 2010 XXIX Bienal Internacional de São Paulo. Exposições individualis na Gallery 32, em Londres, Inglaterra; nGalpão Fortes Vilaça, SP e no MAM – RJ
  6. 6. “Eu acho que as minhas coisas lidam com uma espécie de tentativa de achar uma continuidade entre coisas um pouco heterogêneas, um pouco interrompidas, sem passagem. De algum modo, eu faço, eu cavo canais, caminhos, entre materiais diversos, entre memórias estilísticas muitas vezes muito diferentes. Essa continuidade, numa situação heterogênea, é uma espécie de coração poético das minhas coisas.” Trecho de fala – DVD Nuno Ramos- Arte sem Limites – Instituto Arte na Escola Vaso Ruim - 1998
  7. 7. Nuno Ramos na 18ª Bienal de Arte de SP -1985 Série sem título. 1985
  8. 8. Sem título. 1989 materiais diversos em tela metálica sobre madeira, 260 X 402 X 40 Acervo atual: Pinacoteca de SP . Data de aquisição 2002 Bienal de Arte de SP 1989
  9. 9. Exposições individuais Série Vaso ruim, cerâmica com parafina.1999
  10. 10. Exposições individuais Craca, alumínio fundido, 1995.Bienal de Veneza sem titulo, areia e silicato, 1995.Bienal de Veneza
  11. 11. Sem Título - Espelho, tecidos, plásticos, metal, tinta, folhas e outros materiais sobre madeira. 260 X 580 X 250 cm. Quadros - 1999
  12. 12. Morte das casas CCBB de São Paulo 2004 Uma chuva contínua atravessa os três andares do saguão do prédio do CCBB de São Paulo. Nove pares de caixas de som colocadas no teto e no chão reproduzem um trecho do poema “Morte das casas de Ouro Preto”, de Carlos Drummond de Andrade, recitado por atores em um coro
  13. 13. Sobre o tempo, sobre a taipa, a chuva escorre. As paredes que viram morrer os homens, que viram fugir o ouro, que viram finar-se o reino, que viram, reviram, viram, já não vêem. Também morrem... Carlos Drummond de Andrade Morte das casas de Ouro Preto
  14. 14. Chove dentro do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), mas a água que escorre da claraboia em uma queda de 20 metros no vão central do local não é fruto de vazamento, e sim uma das quatro instalações, a mais impactante, como parte integrante das comemorações de três anos da instituição. A água, no caso, ganha um caráter purificador: "Esse espaço merece uma lavada, é preciso vencer seu caráter institucional", afirma Ramos, 44. Não se trata de uma crítica direta ao CCBB, mas a uma relação perversa que, segundo constata o artista, se desenhou recentemente: "A arte vem sofrendo um processo de institucionalização muito forte. Há um lado positivo, com recursos generosos, que criam um artista vitaminado, mas há também uma falta de conflito perigosa" Morte das casas CCBB de São Paulo 2004
  15. 15. CracaCasco - 2008 CracaCasco - Alumínio fundido, detritos de ossos e conchas. 350 X 600 X 250 cm.
  16. 16. CracaCasco - 2008 CracaCasco - Alumínio fundido, detritos de ossos e conchas. 350 X 600 X 250 cm.
  17. 17. Urubu com peixe - Carvão sobre papelão. 80 X 100 cm Urubu com peixe - 2009
  18. 18. Bandeira Branca - 2010 Bandeira Branca - Três esculturas de granito e areia queimada comprimida, três postes de areia queimada comprimida, três urubus e três caixas de som de vidro. Grade de isolamento.
  19. 19. Ai, pareciam eternas! (3 lamas) - Areia queimada, mármore, granito e três tipos de lamas. Dimensões variadas. 2012 Ai, pareciam eternas! (3 lamas)
  20. 20. A obra apresenta três grandes esculturas em forma de casas que parecem naufragar em barro, leite e um líquido preto, pouco viscoso para ser piche, muito volumoso para ser nanquim. Afundando em seu último respiro antes de ser totalmente encobertas por poças que desenham seus próprios perfis-elevações arquitetônicas, as casas de seus pais, avós e sua primeira residência, casas de extremo valor simbólico para o artista, são absorvidas pelo chão da galeria: o grande espaço expositivo estaria ingerindo de modo a se utilizar daquelas casas onde Ramos teve sua infância e adolescência, utilizando delas como estrutura para se sustentar? Ou tomando o papel destes lugares de experiências primeiras, enquanto Ramos tem de se desvencilhar de afetos tão profundos para se colocar em uma economia – da arte, do adulto, do artista maduro? 2012 Ai, pareciam eternas!
  21. 21. Reprodução em escala real de três casas em que o artista viveu durante a infância e juventude, mergulhadas em três tanques de lama recortados no chão. 2012 Ai, pareciam eternas! (3 lamas)
  22. 22. Globos da morte, estantes de aço, cerveja, porcelana líquida, nanquim, barro diluído e mais de 1.500 objetos diversos. 2012 Globo da morte de tudo . Nuno Ramos e Eduardo Climachauska
  23. 23. “O globo da morte de tudo” A obra surge a partir do ritual da dádiva, da oferenda, existente em sociedades primitivas. O grande salão térreo da galeria abrigou dois globos da morte, em aço, comprados de um circo, e colocados de tal forma que ocorreu uma interseção de cerca de 60cm entre eles, “formando um oito tombado, o símbolo do infinito”, como explica Nuno Ramos. Estes globos estão conectados a quatro paredes de prateleiras de aço, com seis metros de altura, onde serão depositados mais de 1.500 objetos Esses objetos serão agrupados em quatro categorias: 1) Cerveja, que conterá objetos da vida mais imediata e cotidiana; 2) Nanquim, objetos associados à morte; 3) Porcelana, objetos ligados ao luxo; e 4) Cerâmica, a coisas arcaicas e ancestrais. Cada um desses grupos será perpassado – “atravessado”, como explica Nuno –, por um líquido próprio de cada categoria: cerveja (vida imediata), tinta nanquim preta (morte), uma mistura de talco branco e água (luxo), e barro diluído (vida arcaica). Estes líquidos e estes objetos estarão empilhados em bandejas de vidros planos, formando um frágil equilíbrio, em um forte contraste com a presença agressiva dos dois globos. Os objetos fazem uma espécie de inventário das coisas que nos cercam, e são tão díspares como um taco de golfe, um baralho, uma cafeteira, livros, fitas cassete, castiçais, celulares, garrafas, muletas, remédios, herbicidas, óculos, vestido de noiva, vaso sanitário, perfumes, colares, ancinhos, chapéus, flautas e flores artificiais.
  24. 24. Madeira e areia calcinada. Medidas aproximadas: 4,80 X 10 " 2012 Solidão, Palavra
  25. 25. Série Anjo e Boneco - Guache, pastel seco e carvão sobre papel. / Dimensões aproximadas: 160 X 220 cm / As imagens são uma cortesia do Museu Oscar Niemeyer / Fotos: Leonardo de Souza 2013 - Anjo e Boneco e Quadros
  26. 26. Quadros - Sem título 2, 2013. Espelho, tinta à óleo, metais e tecidos sobre madeira. Medidas aproximadas: 250 X 700 X 140 cm 2013 - Anjo e Boneco e Quadros
  27. 27. Anjo e Boneco e Quadros / Inspiração : Elegias de Duíno PRIMEIRA ELEGIA Quem se eu gritasse, me ouviria pois entre as ordens Dos anjos? E dado mesmo que me tomasse Um deles de repente em seu coração, eu sucumbiria Ante sua existência mais forte. Pois o belo não é Senão o início do terrível, que já a custo suportamos, E o admiramos tanto porque ele tranquilamente desdenha Destruir-nos. Cada anjo é terrível. E assim me contenho pois, e reprimo o apelo De obscuro soluço. Ah! A quem podemos Recorrer então? Nem aos anjos nem aos homens, E os animais sagazes logo percebem Que não estamos muito seguros ... Elegia – vem do grego e significa “canto triste” Elegia é um tipo de literatura alemã da primeira metade do século XX. As Elegias de Duíno, condensam por assim dizer uma riquíssima experiência poética e existencial, e estão de tal modo ligadas a episódios e experiências da própria vida do poeta que, por vezes, só o conhecimento desses fatos pode lançar luz sobre certas obscuridades
  28. 28. Série Munch - Folhas de ouro, folhas de prata, tinta a óleo e carvão sobre papel. Dimensões sem moldura: 56,5 X 76,5 cm 2014 Hora da Razão (Choro Negro 3) e Série Munch
  29. 29. Hora da razão (Choro Negro 3) - Vidro, aço, breu, resistência elétrica e monitor de tela plana.2014 Ao reunir materiais com características distintas, caso do mármore aquecido que derrete o breu, em "Choro Negro", , o artista se define como uma espécie de pacificador dos conflitos: "Tudo aqui está em suspensão, eu busco a conciliação entre as partes".
  30. 30. Hora da razão (Choro Negro 3) - Vidro, aço, breu, resistência elétrica e monitor de tela plana. 2014
  31. 31. Referências Nuno Ramos: arte sem limites / Instituto Arte na Escola ; autoria de Christiane Coutinho e Erick Orloski ; coordenação de Mirian Celeste Martins e Gisa Picosque. – São Paulo : Instituto Arte na Escola, 2005. (DVDteca Arte na Escola – Material educativo para professor-propositor ; 14) Informações e Imagens do site oficial do artista http://www.nunoramos.com.br/acesso em 08/03/2015 http://www.anitaschwartz.com.br/evento/nuno-ramos-o-globo-da-morte-de-tudo http://atelie397.com/ai-pareciam-eternas-3-lamas/

×