Apresentação GHS

629 visualizações

Publicada em

GHS – Sistema Mundial Harmonizado para Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
629
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação GHS

  1. 1. O que é o GHS?  GHS é o acrônimo para The Globally Harmonized System of Classification and Labelling of Chemicals - Sistema Mundial Harmonizado para a Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos.
  2. 2. GHS – Sistema Mundial Harmonizado para Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos  Objetivo: Um produto químico, uma única etiqueta - em todo o mundo. Foram propostos novos símbolos para "corrosivo" ; "inflamável" ; "tóxico" e uma nova proposta para o símbolo de "cautela"
  3. 3. GHS – Sistema Mundial Harmonizado para Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos  Trata-se de uma abordagem lógica e abrangente para: – Definição dos perigos dos produtos químicos; – Criação de processos de classificação que usem os dados disponíveis sobre os produtos químicos que são comparados a critérios de perigo já definidos, e – A comunicação da informação de perigo em rótulos e FISPQ (Fichas de Informação de Segurança para Produtos Químicos).
  4. 4. GHS – Sistema Mundial Harmonizado para Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos  Em todo o mundo existem leis diferentes sobre a forma de identificar as propriedades perigosas das substâncias químicas (chamada "classificação") e como as informações sobre esses riscos são então passadas para os usuários (por meio de etiquetas e fichas de segurança para os trabalhadores).  Isso pode ser confuso porque o mesmo produto químico pode ter diferentes descrições de perigo em diferentes países. Por exemplo, um produto químico pode ser rotulado como "tóxico" em um país, mas não em outro.
  5. 5. GHS – Sistema Mundial Harmonizado para Classificação e Etiquetagem de Produtos Químicos  A ONU reuniu especialistas de diferentes países para criar o Sistema Mundial Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS). O objetivo do GHS é ter, em todo o mundo, o mesmo: – Critérios para a classificação de produtos químicos de acordo com a sua saúde, ambientais e riscos físicos e – Requisitos de perigo de comunicação para as fichas de rotulagem e segurança.  O sistema GHS da ONU não é um tratado formal, mas é um acordo não- juridico internacional vinculativo. Portanto, os países (ou blocos comerciais) devem criar uma legislação local ou nacional, para implementar o GHS
  6. 6. GHS – Sistema Mundial Harmonizado para Classificação e Etiquetagem de Produtos Químicos  O GHS não é uma regulamentação. As instruções apresentadas fornecem um mecanismo para atender à exigência básica de qualquer sistema de comunicação de perigos, que é decidir se o produto químico fabricado ou fornecido é perigoso e preparar um rótulo e/ou uma FISPQ apropriada.  O documento do GHS, também conhecido como “Purple Book”, é composto por requisitos técnicos de classificação e de comunicação de perigos, com informações explicativas sobre como aplicar o sistema. O documento GHS integra o trabalho técnico de três organizações: OIT, OECD e UNCETDG, com informações explicativas. Ele fornece blocos para construção ou módulos de implantação para os órgãos reguladores desenvolverem ou modificarem programas nacionais existentes que garantam o uso seguro de produtos químicos ao longo de todo o seu ciclo de vida.
  7. 7. GHS – Sistema Mundial Harmonizado para Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos  O sistema GHS endereça a classificação de produtos químicos por tipos de risco e propõe elementos harmonizados de comunicação de risco, incluindo etiquetas e fichas de segurança (SDS). O GHS tem por objetivo garantir que as informações sobre a saúde e riscos ambientais conhecidas dos produtos químicos, a fim de reforçar a proteção da saúde humana e ao meio ambiente durante a manipulação (local de trabalho), transporte (via de transporte), resposta de emergência e utilização (consumo) desses produtos químicos.
  8. 8. GHS – Sistema Mundial Harmonizado para Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos  O controle de produtos químicos disponíveis ao longo de seu ciclo de vida permite que a produção, transporte, uso e disposição sejam gerenciados adequadamente, como forma de proteger a saúde humana e o meio ambiente.  A gestão segura de produtos químicos inclui sistemas pelos quais os perigos químicos são comunicados a todos aqueles potencialmente expostos, incluindo trabalhadores, consumidores, equipes de resposta a emergências e o público. É importante saber quais produtos químicos estão presentes e/ou são usados, seus perigos à saúde humana e ao ambiente e os meios para controlá-los. Existem sistemas de classificação e rotulagem em níveis nacional, regional e internacional, cada um dos quais definindo padrões específicos para grupos de produtos químicos. Os sistemas de rotulagem e classificação existentes definem os potenciais perigos dos produtos químicos para os diferentes grupos de pessoas citados acima.
  9. 9. Como o GHS foi desenvolvido  A Organização Internacional do Trabalho (OIT) estudou o esforço necessário para a harmonização e concluiu que havia quatro grandes sistemas que deveriam ser avaliados para que se conseguisse uma abordagem global.  Nenhum dos sistemas cobria todos os aspectos necessários para a classificação e rotulagem de produtos químicos. Um amplo escopo, competências e recursos extensivos seriam necessários para desenvolver o novo sistema, tendo como base definições sobre: a) Que sistemas seriam considerados os “principais” e, portanto, seriam as bases da harmonização, e b) Como o trabalho poderia ser dividido para que se obtivesse a melhor competência em relação aos diferentes aspectos.
  10. 10. Como o GHS foi desenvolvido  Quatro sistemas existentes foram considerados principais e formaram as bases primárias para o GHS: – Recomendações ONU para o Transporte de Produtos Perigosos; – Requisitos para Local de Trabalho, Consumidores e Pesticidas (USA); – Diretivas da União Européia para Substâncias e Preparados Perigosos e – Requisitos para Local de Trabalho, Consumidores e Pesticidas (Canadá). Apesar de não serem considerados principais, requisitos de outros sistemas foram examinados e levados em conta, quando apropriado, na medida em que as propostas foram desenvolvidas.
  11. 11. Como o GHS foi desenvolvido  Princípios diretivos do processo de harmonização – a proteção não deve ser reduzida; – será baseada nas propriedades intrínsecas (perigos) dos produtos químicos; – todos os tipos de produtos químicos serão cobertos; – todos os sistemas deverão ser modificados; – o envolvimento de todas as partes interessadas deverá ser garantido e, – O sistema deve ser facilmente compreensível
  12. 12. Quando o GHS será implementado? Datas das principais fases Fase Data Indústria alvo Requerimentos 1A 2010 Produtores de Químicos e Fornecedores SDS e TDS para substâncias simples 2A 2011 Usuários de Químicos Rotulagem de reservatórios com substâncias simples 1B 2012 Produtores de Químicos e Fornecedores SDS e TDS para misturas 2B 2013 Usuários de Químicos Rotulagem de reservatórios para misturas
  13. 13. Implementação do GHS  Espera-se que a aplicação do GHS: – Aumente a proteção da saúde humana e do ambiente fornecendo um sistema internacionalmente compreensível; – Forneça uma base de trabalho reconhecida para o desenvolvimento de regulamentações para os países que ainda não tenham sistemas; – Facilite o comércio internacional de produtos químicos cujos perigos tenham sido internacionalmente reconhecidos; – Reduza a necessidade de testes e avaliações em função dos múltiplos sistemas de classificação.
  14. 14. Implementação do GHS  Os benefícios tangíveis para os governos são: – Menos incidentes e acidentes com produtos químicos; – Diminuição dos gastos com a saúde pública; – Maior proteção aos trabalhadores e ao público em relação aos perigos químicos; – Evitar esforços duplicados com a criação de sistemas nacionais; – Redução dos custos de aplicação das regulamentações; – Melhoria do julgamento nas decisões sobre produtos químicos, local e internacionalmente.
  15. 15. Implementação do GHS  Os benefícios para as empresas incluem: – Um ambiente de trabalho mais seguro e melhoria nas relações com os funcionários; – Redução de custos e melhoria da eficiência em conformidade com as regulamentações de comunicação de perigos; – Aplicação de sistemas desenvolvidos por especialistas resultando em maximização dos recursos especializados e minimização de trabalho e de custos; – Facilitação de transmissão eletrônica; – Expansão de programas de treinamento em saúde e segurança; – Redução de custos em função da diminuição de acidentes e doenças; • Melhoria da imagem e credibilidade da corporação.
  16. 16. Implementação do GHS  Os benefícios para os trabalhadores e para o público incluem: – Melhoria da segurança por meio de comunicação consistente e simplificada sobre os perigos químicos e práticas seguras para o uso e o manuseio dos produtos. – Aumento da consciência sobre os perigos, resultando no uso seguro de produtos químicos no local de trabalho e no lar. .
  17. 17. O GHS no Brasil  O Brasil emitiu em 2009 uma norma sobre o tema (ABNT NBR 14725) e corrigiu parte da mesma em 2010.  A norma é dividida em 4 partes: – ABNT NBR14725-1 – Produtos Químicos – informações sobre segurança, saúde e meio ambiente - Parte 1: Terminologia – ABNT NBR14725-2 - Produtos Químicos – informações sobre segurança, saúde e meio ambiente – Parte 2: Sistema de classificação do perigo – ABNT NBR14725-3 - Produtos Químicos – informações sobre segurança, saúde e meio ambiente – Parte 3: Rotulagem – ABNT NBR14725-4 - Produtos Químicos – informações sobre segurança, saúde e meio ambiente – Parte 4: Ficha de informações de segurança de produtos químicos (FISPQ)
  18. 18. Onde aplica-se o GHS  A necessidade de rótulos e/ou FISPQs de acordo com o GHS deverá variar por categoria de produto ou estágio do ciclo de vida do produto químico, da pesquisa e produção ao uso final. Medicamentos, aditivos alimentares, cosméticos e resíduos de pesticidas em alimentos, por exemplo, não serão cobertos pelo GHS para as finalidades a que se destinam, mas serão cobertos em situações em que os trabalhadores possam ser expostos, como nos locais de trabalho e no transporte. Além disso, o uso medicinal humano ou veterinário de produtos farmacêuticos não constitui parte dos sistemas existentes de comunicação de perigos e é geralmente endereçado às bulas internas. Similarmente, os alimentos não são rotulados de acordo com os sistemas de comunicação de perigos existentes. Os requisitos para rotulagem e FISPQs continuarão a ser definidos em regulamentações nacionais. No entanto, espera-se que as exigências nacionais sejam consistentes com o escopo detalhado no capítulo 1.1 do GHS.
  19. 19. Onde aplica-se o GHS  O que são perigos físicos do GHS? – Explosivos – Gases inflamáveis – Aerossóis inflamáveis – Gases oxidantes – Gases sob pressão – Líquidos inflamáveis – Sólidos inflamáveis – Substâncias e misturas auto-reativas – Líquidos pirofóricos – Sólidos pirofóricos – Substâncias e misturas auto-aquecíveis – Substâncias e misturas que, em contato com a água, emitem gases inflamáveis – Líquidos oxidantes – Sólidos oxidantes – Peróxidos orgânicos – Substâncias corrosivas aos metais
  20. 20. Onde aplica-se o GHS  Quais são os critérios de perigos ao meio ambiente e à saúde estabelecidos pelo GHS? – Toxicidade aguda – Corrosão da pele – Irritação da pele – Irritação e danos aos olhos – Sensibilização – Mutagenicidade em células germinativas – Carcinogenicidade – Toxicidade à reprodução – Toxicidade sistêmica para órgãos-alvo específicos: exposição única e exposição repetida – Perigoso por aspiração
  21. 21. FISPQ  1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA  2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÃO SOBRE OS INGREDIENTES  3. IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS  4. MEDIDAS DE PRIMEIROS SOCORROS  5. MEDIDAS DE COMBATE AO INCÊNDIO  6. MEDIDAS DE CONTROLE PARA DERRAMAMENTO OU VAZAMENTO  7. MANUSEIO E ARMAZENAMENTO  8. CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL  9. PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS  10. ESTABILIDADE E REATIVIDADE  11. INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS  12. INFORMAÇÕES ECOLÓGICAS  13. CONSIDERAÇÕES SOBRE TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO  14. INFORMAÇÕES SOBRE TRANSPORTE  15. REGULAMENTAÇÕES  16. OUTRAS INFORMAÇÕES
  22. 22. Hazardous composition: N-1,3-dimethylbutyl-N'-phenyl-p-phenylenediamine: ≥96.0% CAS No.: 793-24-8 EC No.: 212-344-0 HUANGYAN ZHEDONG RUBBER AUXILIARY IMP. & EXP. CO., LTD. 14th Floor General Chamber of Commerce Building, Laodong Beilu, Huangyan, Zhejiang, China Tel: +86 576 8421 5382/5326 Fax: +86 576 8420 0737 Hazard statement: Harmful if swallowed. May cause an allergic skin reaction. Very toxic to aquatic life with long lasting effects. Precautionary statement: Avoid breathing dust/fume/gas/mist/vapours/spray. Wear protective gloves/protective clothing/eye protection/face protection. Avoid release to the environment. IF ON SKIN: Wash with plenty of soap and water. If skin irritation or rash occurs: Get medical advice/attention. IF SWALLOWED: Call a POISON CENTER or doctor/physician if you feel unwell. WarningRubber Antioxidant 4020(6PPD) UN 3077 ENVIRONMENTALLY HAZARDOUS SUBSTANCE, SOLID, N.O.S.(N-1,3-DIMETHYLBUTYL-N'-PHENYL-P- PHENYLENEDIAMINE) G. W.: 25.2Kgs N. W.: 25.0Kgs LOT NO.: XXXXXX MADE IN CHINA
  23. 23. Hazardous composition: Zinc bis(dibutyldithiocarbamate): ≥97.0% CAS No.: 136-23-2 EC No.: 205-232-8 HUANGYAN ZHEDONG RUBBER AUXILIARY IMP. & EXP. CO., LTD. 14th Floor General Chamber of Commerce Building, Laodong Beilu, Huangyan, Zhejiang, China Tel: +86 576 8421 5382/5326 Fax: +86 576 8420 0737 Hazard statement: Causes serious eye irritation. May cause respiratory irritation. Causes skin irritation. May cause an allergic skin reaction. Very toxic to aquatic life with long lasting effects Precautionary statement: Avoid release to the environment. Avoid breathing dust/fume/gas/mist/vapours/spray Wear protective gloves/protective clothing/eye protection/face protection. IF IN EYES: Rinse cautiously with water for several minutes. Remove contact lenses, if present and easy to do. Continue rinsing. IF INHALED: Remove victim to fresh air and keep at rest in a position comfortable for breathing. IF ON SKIN: Wash with plenty of soap and water. Warning Rubber Accelerator ZDBC UN 3077 ENVIRONMENTALLY HAZARDOUS SUBSTANCE, SOLID, N.O.S. (ZINC BIS(DIBUTYLDITHIOCARBAMATE)) G. W.: 25.2Kgs N. W.: 25.0Kgs LOT NO.: XXXXXX MADE IN CHINA
  24. 24. Hazardous composition: Benzothiazole-2-thiol: >96.0% CAS No.: 149-30-4 EC No.: 205-736-8 HUANGYAN ZHEDONG RUBBER AUXILIARY IMP. & EXP. CO., LTD. 14th Floor General Chamber of Commerce Building, Laodong Beilu, Huangyan, Zhejiang, China Tel: +86 576 8421 5382/5326 Fax: +86 576 8420 0737 Hazard statement: May cause an allergic skin reaction. Very toxic to aquatic life with long lasting effects. Precautionary statement: Avoid breathing dust/fume/gas/mist/vapours/spray. Contaminated work clothing should not be allowed out of the workplace. Avoid release to the environment. Wear protective gloves/protective clothing/eye protection/face protection. IF ON SKIN: Wash with plenty of soap and water. If skin irritation or rash occurs: Get medical advice/attention. Warning Rubber Accelerator MBT (M) UN 3077 ENVIRONMENTALLY HAZARDOUS SUBSTANCE, SOLID, N.O.S.(BENZOTHIAZOLE-2-THIOL) G. W.: 25.2Kgs N. W.: 25.0Kgs LOT NO.: XXXXXX MADE IN CHINA
  25. 25. Hazardous composition: Thiram: ≥ 98% CAS No.: 137-26-8 EC No.: 205-286-2 HUANGYAN ZHEDONG RUBBER AUXILIARY IMP. & EXP. CO., LTD. 14th Floor General Chamber of Commerce Building, Laodong Beilu, Huangyan, Zhejiang, China Tel: +86 576 8421 5382/5326 Fax: +86 576 8420 0737 Hazard statement: Harmful if inhaled. Harmful if swallowed. May cause damage to organs through prolonged or repeated exposure. Causes serious eye irritation. Causes skin irritation. May cause an allergic skin reaction. Very toxic to aquatic life with long lasting effects. Precautionary statement: Wear protective gloves/protective clothing/eye protection/face protection. Avoid release to the environment. IF SWALLOWED: Call a POISON CENTER or doctor/physician if you feel unwell. IF INHALED: Remove victim to fresh air and keep at rest in a position comfortable for breathing. IF ON SKIN: Wash with plenty of soap and water. IF IN EYES: Rinse cautiously with water for several minutes. Remove contact lenses, if present and easy to do. Continue rinsing. WarningRubber Accelerator TMTD G. W.: 25.2Kgs N. W.: 25.0Kgs LOT NO.: XXXXXX MADE IN CHINA UN 3077 ENVIRONMENTALLY HAZARDOUS SUBSTANCE, SOLID, N.O.S. (THIRAM)
  26. 26. Datas das principais fases Fase Data Indústria alvo Requerimentos 1A 2010 Produtores de Químicos e Fornecedores SDS e TDS para substâncias simples 2A 2011 Usuários de Químicos Rotulagem de reservatórios com substâncias simples 1B 2012 Produtores de Químicos e Fornecedores SDS e TDS para misturas 2B 2013 Usuários de Químicos Rotulagem de reservatórios para misturas
  27. 27. Obrigado

×