Pesquisa08 02

837 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
837
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
131
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pesquisa08 02

  1. 1. Pesquisa na Internet Como pesquisar a avaliar a credibilidade das informações disponíveis na internet
  2. 2. Avaliando informações da internet Crebilidade da notícia online “ Antes demais nada, utilize seu instinto” Margot Williams, Washington Post
  3. 3. Credibilidade Escala Midis (Miller Internet Data Integrity Scale)
  4. 4. Escala Midis (Miller Internet Data Integrity Scale) de credibilidade <ul><li>Fontes mais confiáveis: </li></ul><ul><ul><li>Governo: federal, estadual, local </li></ul></ul><ul><ul><li>Milles: </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Você pode discordar ou questionar os dados, mas estará garantido ao citar a fonte” </li></ul></ul>
  5. 5. Escala Midis (Miller Internet Data Integrity Scale) de credibilidade <ul><li>Em seguida: </li></ul><ul><ul><li>Pesquisas científicas de universidades </li></ul></ul><ul><ul><li>Milles: “Muitos estudos podem ainda não ter sido defendidos publicamente. Mas são também fontes confiáveis” </li></ul></ul>
  6. 6. Escala Midis (Miller Internet Data Integrity Scale) de credibilidade <ul><li>Na seqüência: </li></ul><ul><ul><li>Grupos de interesse e ongs </li></ul></ul><ul><ul><li>Milles: </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Mesmo que estes grupos estejam politicamente engajados em uma causa, não há risco em dar a notícia citando a fonte. Mas sempre ouvir o outro lado” </li></ul></ul>
  7. 7. Escala Midis (Miller Internet Data Integrity Scale) de credibilidade <ul><li>Por último </li></ul><ul><ul><li>Sites pessoais </li></ul></ul><ul><ul><li>Milles: </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Quem é a pessoa e porque publica aquela informação ? Checar sempre !” </li></ul></ul>
  8. 8. Importante! <ul><li>Buscar sempre fontes primárias; </li></ul><ul><li>Desconfiar sempre de fontes terciárias ou secundárias (jornais, rádios, tvs, blogs) </li></ul>
  9. 9. Ferramentas de busca Quais são as mais utilizadas e como funcionam
  10. 10. Diretórios da Web Autor da página sugere site Editor da pg avalia Alguns sites são recusados Sites vão Para banco dados
  11. 12. Sites de Busca Autor sugere Ou a página entra na net Spiders visitam páginas indicadas E visitam páginas 24h/dia Banco de dados arquiva informações Usuário utiliza banco de dados
  12. 13. http://www.langreiter.com/exec/yahoo-vs-google.html?q=jornalismo+online
  13. 14. Outras ferramentas de busca interessantes
  14. 15. Diretórios compartilhados
  15. 16. Programas de Metabusca http://us.ixquick.com/por/
  16. 17. Brasileiro por estado: <ul><li>www.todobr.com.br </li></ul><ul><li>Até 2000 restrita UFMG </li></ul><ul><li>Hoje pertence ao Google </li></ul>
  17. 19. Ranking de experts <ul><li>www.teoma.com - também trabalha medindo popularidade do site. Garante ser mais sofisticado que o Google.Mostra ranking de popularidade e de “experts” </li></ul><ul><li>Agora faz parte do Ask.com </li></ul>
  18. 20. Altavista
  19. 21. www.buscape.com.br
  20. 22. http://a9.com
  21. 23. http://www.ujiko.com
  22. 24. http://www.insuggest.com/
  23. 25. http://www.mnemo.org/
  24. 26. http://www.similicio.us
  25. 27. http://www.silobreaker.com/
  26. 28. http://www.eco-find.com
  27. 29. Programas de busca Standalone <ul><li>Tendem a se popularizar; </li></ul><ul><li>Programas baixados da internet </li></ul><ul><li>Parece uma metabusca </li></ul><ul><li>Vantagens: trabalham off-line, permitem conectar diretamente a diversas fontes de informação </li></ul><ul><li>Ex: </li></ul>                     
  28. 30. http://www.langreiter.com/exec/yahoo-vs-google.html?q=jornalismo+online
  29. 31. Buscas no Google
  30. 32. Trafego no Google <ul><li>http://labs.google.com/papers/sawzall-20030814.gif </li></ul><ul><li>De madrugada, as luzes diminuem. Em alguns lugares, parecem não diminuir nem de madrugada. Na Europa, Alemanha e Reino Unido são os maiores usuários, mas a parte oriental está bem cotada, mostrando ter superado bem a cortina de ferro. Do grupo BRIC, Brasil, Rússia e índia parecem ter uso idêntico. A China mandarim usa muito mais que os outros três. A África é uma tristeza. Os maiores usuários são África do Sul (bastante) e Nigéria. O mundo árabe é apagado. Austrália e, claro, Japão, são os maiores usuários no pacífico. </li></ul>
  31. 34. Pesquisa Eficaz
  32. 35. Dicas de busca <ul><li>Use define: seguido do termo que você pesquisa </li></ul><ul><li>No navegador, digite g seguido da palavra de busca </li></ul><ul><li>Insira ~palavra~ para encontrar também os sinônimos </li></ul><ul><li>Numrange – dados numéricos (Ex: DVD player $50..$100 ou presidente Lula R$50..R$100 </li></ul><ul><li>Site: digg.com – para restringir busca </li></ul><ul><li>&imgtype=face ao final da url de imagens (+ enter) </li></ul>
  33. 36. Sites importantes para pesquisa <ul><li>http://www2.camara.gov.br/transparencia </li></ul><ul><li>www.protocolo.redegoverno.gov.br </li></ul><ul><li>http://www.previdencia.gov.br/ (dívida ativa) </li></ul><ul><li>www.receita.fazenda.gov.br </li></ul><ul><li>www.tse.gov.br (prestação de contas) </li></ul><ul><li>www.politicosdobrasil.com.br (candidatos) </li></ul><ul><li>www.registro.br (domínios de internet) </li></ul><ul><li>http://aliceweb.desenvolvimento.gov.br/ (exportadores) </li></ul><ul><li>www.transparencia.gov.br/portal.asp?Tipo=1 (fornecedores e beneficiários do gov federal) </li></ul><ul><li>http://www.transparencia.org.br/PortalTransparenciaConsultaGastos.asp </li></ul><ul><li>www.datasus.gov.br </li></ul><ul><li>www.tre-mg.gov.br </li></ul>

×