ESPECIAL
EMPRESA SUSTENTÁVEL
ENTREVISTA
ELSON DI CÉLIO, CEO DA DELLO:
GESTÃO SUSTENTÁVEL
A SUSTENTABILIDADE
ALÉM DO VERDE
...
MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
Organize-se com Estilo e Praticidade.
ENTRE AS EMPRESAS
QUE MAIS CRESCEM
NO BRASIL
A ...
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 3
MKTDELLO2478IMAGENSMERAMENTEILUSTRATIVAS
PASTA SUSPENSA
MARMODELLO ECOLÓGICA
“A Del...
4 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
ÍNDICE
EDITORIAL 5
Escolhas sustentáveis
NEGÓCIOS 14
Negócios Sustentáveis: Mais do...
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 5
EDITORIAL
ESCOLHAS SUSTENTÁVEIS
SONIA R. RIBEIRO
COLABORADORES
Especialista em Gest...
6 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 7
8 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
PRÊMIOS DE SUSTENTABILIDADE
ATUALIZE-SE
Fique por dentro dos principais Prêmios de ...
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 9
10 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
TENDÊNCIA
A SUSTENTABILIDADE
ALÉM DO VERDE
A SUSTENTABILIDADE
ALÉM DO VERDE
C
onsu...
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 11
TENDÊNCIA
ECO SUSTENTABILIDADE VAI DITAR O SUCESSO
DAS EMPRESAS
A
s empresas estão...
12 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
Podemos olhar os mapas de projeção (mapas de predições)
para os próximos anos e dé...
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 13
SUSTENTABILIDADE
INFORSHOP: UMA EMPRESA SUSTENTÁVEL
O ano de 2014 está sendo espec...
14 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
NEGÓCIOS
NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS: MAIS DO QUE
APENAS SER VERDE
Converse com qualquer...
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 15
NEGÓCIOS
Quando você está em um negócio que serve a co-
munidade e apoia a sua sub...
16 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
ENTREVISTA
DELLO: EXEMPLO DE GESTÃO SUSTENTÁVEL
-
CRÉDITO:REVISTAUC
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 17
ENTREVISTA
ENTREVISTA COM ELSON DI CÉLIO
Revista UC - Como foi o início da sua
ges...
18 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
ENTREVISTA
O pensamento
de gestão
sempre foi
baseado na
sustentabilidade,
inicialm...
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 19
20 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
O MARKETING E O CONSUMO CONSCIENTE
MARKETING
A
humanidade é essencialmente heterog...
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 21
SUSTENTABILIDADE
FÁBIO TRIGO
É professor das disciplinas de
Marketing e Vendas dos...
22 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
EVENTOS
10 UP DATE INFORSHOPo
N
o último dia 05 de junho, a Revista Universo
Corpo...
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 23
24 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
PLANETA LEXMARK: PLANTANDO ATITUDE,
COLHENDO BENEFÍCIOS
VALOR ORGANIZACIONAL
Progr...
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 25
26 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 27
Contato:
São Paulo: (11) 5682-2525
Itú: (11) 4024-882
Contato:
São Paulo: (11) 568...
28 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revista Universo Corporativo Jul14 - Sustentabilidade. Artigo Capa AYWW

668 visualizações

Publicada em

AYRWW na capa da Edição sobre Sustentabilidade da Revista Universo Corporativo

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
668
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista Universo Corporativo Jul14 - Sustentabilidade. Artigo Capa AYWW

  1. 1. ESPECIAL EMPRESA SUSTENTÁVEL ENTREVISTA ELSON DI CÉLIO, CEO DA DELLO: GESTÃO SUSTENTÁVEL A SUSTENTABILIDADE ALÉM DO VERDE EDIÇÃO 11 ANO 02 MAIO/JUNHO 2014| DISTRIBUIÇÃO GRATUITA INFORSHOP: A SUSTENTABILIDADE EM SEUS TRÊS PILARES ESPECIAL 2ºANO Sustentabilidade
  2. 2. MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO Organize-se com Estilo e Praticidade. ENTRE AS EMPRESAS QUE MAIS CRESCEM NO BRASIL A Dello, há 41 anos, oferece uma linha completa de produtos práticos e inovadores que facilitam a evolução de pessoas que buscam organização. Ampla linha de pastas suspensas, pastas para documentos em geral, organizadores de mesa, maletas, arquivos, porta canetas e acessórios. MKTDELLO2478IMAGENSMERAMENTEILUSTRATIVAS INFORSHOP ITÚ / Televendas: (11) 4024-8822 www.inforshop.com.br ENCONTRE PRODUTOS DELLO NA
  3. 3. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 3 MKTDELLO2478IMAGENSMERAMENTEILUSTRATIVAS PASTA SUSPENSA MARMODELLO ECOLÓGICA “A Dello proteje o meio ambiente reciclando 90 toneladas de plásticos e papéis por mês.” ORGANIZADORES DELLOCOLOR C/ 6 PASTAS SUSPENSAS ECOLÓGICAS ELLO2478IMAGENSMERAMENTEILUSTRATIVAS 6 PASTAS SUSPENSAS www.dello.com.br papéis por mês.”papéis por mês.” /novidadesdello
  4. 4. 4 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO ÍNDICE EDITORIAL 5 Escolhas sustentáveis NEGÓCIOS 14 Negócios Sustentáveis: Mais do que apenas ser verde ATUALIZE-SE 8 Conheça os principais prêmios de Sustentabilidade TENDÊNCIA 10 Especialista fala sobre a Sustentabilidade além do verde ENTREVISTA 16 SUSTENTABILIDADE 13 TENDÊNCIA 10 ENTREVISTA 16 Elson Di Célio fala sobre sua gestão a frente da Dello Marketing e o consumo consciente MARKETING 20 EVENTOS 22 10º UPDATE da Inforshop reúne clientes e parceiros VALOR ORGANIZACIONAL 24 SUSTENTABILIDADE 13 Inforshop: Empresa Sustentável Agradecimentos: Modelo Capa: Luis Rasquilha, Ceo da AYR Consulting Worldwide, Inforshop, Lexmark, 3M, Dello, Suzano, Pentel e suas respectivas assessorias de imprensa. Planeta Lexmark: Plantando atitude, colhendo benefícios
  5. 5. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 5 EDITORIAL ESCOLHAS SUSTENTÁVEIS SONIA R. RIBEIRO COLABORADORES Especialista em Gestão de Pessoas e Transformação Cultural. Formado pela UNESP com es- tudos de pós-graduação e mestrado pelo CENTRO PAULA SOUZA. É autor de diversos títulos, incluindo o livro Insight com mais de 600 mil cópias vendidas.É professor de cursos de pós- graduação em diversas instituições de ensino, entre elas o CENTRO PAULA SOUZA e a FAAP. É vencedor de quatro prêmios TOP RH promovidos pela ADVB e do prêmio Destaque RH promovido pela editora Gestão & RH, entre outros. DANIEL DE C. LUZ É engenheiro pela USP e possui especialização em Administração de Empresas pela Escola de Marketing Industrial e pela Fundação Dom Cabral. É professor de disciplinas de Marketing e Vendas dos programas de MBA do Centro Paula Souza. Gestor dinâmico, possui experiên- cia executiva abrangente nos segmentos Automotivo, Industrial e de Produtos de Consumo adquirida em corporações como Johnson Controls, Faurecia, Otis e Procter & Gamble. FÁBIO TRIGO CEO da AYR Consulting Worldwide e CEO da Inova Business School. Palestrante e autor/co- autor de 18 livros técnicos sobre marketing, comunicação, tendências e inovação. Especialista em Prospectiva, Foresight e Futuro; Tendências; Inovação Estratégica; Estratégia, Marketing; Branding e Comunicação. Formação em Criatividade e Design Thinking, Empreendedorismo e Gestão da Inovação, Marketing, Administração e Comunicação. LUÍS RASQUILHA DIRETORA S e usarmos como base para as nossas ações a definição mais clara que temos sobre desenvolvimento sustentável, que nada mais é do que o simples ato de satisfazer as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satis- fazerem as suas próprias necessidades, teremos uma teoria aparente- mente simples sobre a sustentabilidade. Mas, se por um lado as nossas ações individuais se tornaram pequenas diante da complexidade do assunto, por outro temos um cenário favorável: As empresas, marcas e negócios verdes. Temos bons exemplos de organizações que realmente estão fazendo a sua parte. Não seria o momento de entrarmos para esse time? Somos consumidores desses produtos e serviços, podemos e devemos iniciar um movimento de “escolhas sustentáveis”.
  6. 6. 6 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
  7. 7. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 7
  8. 8. 8 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO PRÊMIOS DE SUSTENTABILIDADE ATUALIZE-SE Fique por dentro dos principais Prêmios de Sustentabilidade. Envolva a sua empresa em ações sustentáveis e participe! O Guia nasceu em 2000 para destacar as melhores práticas de responsabilidade cor- porativa do país. Desde 2007, a metodologia usada por EXAME para avaliar as em- presas que voluntariamente decidem participar da pesquisa é elaborada pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getulio Vargas (GVces), instituição que é referência no tema no país. Em 2012, o Guia contou com a participação de cerca de 150 companhias. O processo começa em meados de maio, quando as companhias se inscrevem para responder à pesquisa, e termina em novembro, quando são divulgadas a lista das empresas- modelo e a Empresa Sustentável do Ano. Mais informações pelo site Exame ou e- mail: sustentabilidade@abril.com.br O prêmio: O Prêmio ECO®, que atinge sua 32ª edição, visa a distinguir e reconhe- cer as melhores empresas e práticas de gestão empresarial para a sustentabilidade no Brasil que contribuam de forma exem- plar, e simultaneamente, para o sucesso econômico da empresa, para a construção de uma sociedade mais justa e próspera e para a preservação do meio ambiente em nosso país. Poderão candidatar-se ao Prê- mio ECO® todas as empresas que atuam no Brasil, tanto as de iniciativa privada, quanto as públicas e as de economia mista. Inscrições: Aberta (Até 15/08/2014). Saiba mais: http://www.premioeco.com.br/ PRÊMIO ECO BRASIL O prêmio Greenbest, criado pelo Greenvana, companhia líder em sustentabilidade para o mercado de consumo no país, tem como objetivo apontar empresas, projetos, produtos, profis- sionais e campanhas sustentáveis de destaque no Brasil. Os principais expoentes em 19 categorias serão escolhidos por meio de votação popular e da Academia Greenbest, composta por profissionais e personalidades influentes do setor. Saiba mais: www.greevana.com.br GUIA EXAME DE SUSTENTABILIDADE PRÊMIO GREENBEST
  9. 9. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 9
  10. 10. 10 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO TENDÊNCIA A SUSTENTABILIDADE ALÉM DO VERDE A SUSTENTABILIDADE ALÉM DO VERDE C onsumidores relacionam, cada vez mais, suas decisões de compra à empresas com práticas sustentáveis. O conceito de sustentabilidade precisa ser encarado como um fator estraté- gico. Ou seja, a empresa precisa ter a percepção de que está inserida e integrada a um ecossistema e sua atuação tem impacto direto na sociedade, no meio ambiente e nos negócios. Falta a percepção de que tudo é integrado e que somos responsáveis. A maioria das empresas tem um caminho longo a percorrer e entre os cidadãos o caminho é ainda mais árduo. Convidamos Luis Rasquilhas, CEO da AYR Consulting Worldwide, especialista em prospectivas, inovações e tendências a mapear as principais mudanças, os impactos da sustentabilidade nas organizações e nas nossas vidas para as próximas décadas. CRÉDITO:REVISTAUC
  11. 11. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 11 TENDÊNCIA ECO SUSTENTABILIDADE VAI DITAR O SUCESSO DAS EMPRESAS A s empresas estão cada vez mais aten- tas e acordando para a importância de adotar práticas e políticas sustentáveis que permitam cuidar do planeta e do ambi- ente. Temos assistidos a enormes avanços nos últimos anos – em termos tecnológicos e de práticas de gestão – mas o caminho ainda é longo. Resultado do Trabalho do Trends Research Center (a unidade acadêmica de validação de Tendências da AYR Consulting World- wide) foi identificado no World Trend Report 2013/2014 a tendência EcoSustentabilidade como uma das mais fortes tendências com- portamentais. Ela se refere à EcoSustentabi- lidade como uma necessidade para o cresci- mento social, económico, cultural e ambiental através da junção da consciência ecológica com o comportamento sustentável, conforme o demonstra o triângulo ao lado: AS ONDAS DA INOVAÇÃO A questão hoje está mais além da mera prática susten- tável. Muitas empresas se afirmam sustentáveis mas apenas adotaram algumas práticas que visam proteger o meio ambiente. O mundo vai entrar em uma onda de inovação suportada e motivada pela sustentabilidade como base e as empresas que não a incorporar- em em seu DNA estarão enfrentan- do problemas graves em termos de mercado – não só pela maior regu- lamentação e supervisão mas prin- cipalmente pelo crescente poder do consumidor em castigar as em- presas que não são sustentáveis. O gráfico ao lado mostra a evolução das ondas da inovação na socie- dade e apresenta a importância da ecosustentabilidade para o futuro. Fonte: The Natural Edge Project Adaptação: AYR WORLDWIDE
  12. 12. 12 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO Podemos olhar os mapas de projeção (mapas de predições) para os próximos anos e décadas e analisar em detalhe o que está chegando, deixando até aos leitores a provocação de encontrarem oportunidades de negócios que resultem em um novo mundo onde ser sustentável já não é apenas cuidar do ambiente, mas sim da sociedade e das pessoas para melhorar a economia. TENDÊNCIA TIMELINE SUSTENTABILIDADE 2020-2050 CRÉDITO: REVISTA UC
  13. 13. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 13 SUSTENTABILIDADE INFORSHOP: UMA EMPRESA SUSTENTÁVEL O ano de 2014 está sendo especial para a equipe da Inforshop. A empresa comemora 28 anos de mercado tendo como característica o atendimento diferenciado e ações estratégicas de sustentabilidade C onsolidada no segmento de suprimentos de escritório para setores corporativos e governamentais, a empresa firmou, em 2012, uma parceria com a francesa Lyreco – presente nos cinco continentes e líder no segmento na Europa – gerando oportunidade de crescimento a empresa e dando continuidade a uma trajetória de sucesso. O segredo do sucesso da em- presa está ligado diretamente a ações de sustentabilidade, ga- rante o gerente de Marketing, João Luiz Gabassi. “Quando fala- mos de sustentabilidade, estamos nosreferindo aosseustrêspilares: Econômico, Social e Ambiental. A Inforshop se mostra sólida e tem por missão prover o mercado com produtos de primeira qualidade, honrando a confiança dos clientes e buscando a melhoria contínua dos serviços prestados e da gestão dos processos. Tudo isso certificado pela ISO 9001.” A Inforshop conta com dois Cen- tros de Distribuição próprios, em Itu e São Paulo, que totalizam uma área de 13.000 m². As filiais estão localizadas na Bahia e no Distrito Federal. Com atendimento personali- zado e alta tecnologia em todos os seus processos, a Inforshop atende contratos com empresas de grande porte e possui acordos de forne- cimento para o mercado de peque- nas e médias empresas. A Inforshop é parceira dos prin- cipais fornecedores do mercado. Ao lado de grandes marcas, como Dello, Lexmark, Suzano Report, Pentel e 3M têm realizado diversas ações sociais e ambientais. “Essa parceria nos possibilitam atuar jun- to aos órgãos competentes no com- bate a poluição do meio ambiente e a pirataria de produtos. Além disso, nos garantem desenvolver as ações sociais e educacionais, como o Pro- jeto Guri e Criança Feliz, ambos em parceria com a Prefeitura de itu.” Completa Gabassi. No que se diz respeito à respon- sabilidade ambiental, a Inforshop conquistou o selo verde FSC que permite que os consumidores e as empresas tomem decisões consci- entes e seguras de compra. Para obter o certificado, a Inforshop ga- rantiu a rastreabilidade de toda a cadeia produtiva. CRÉDITO:REVISTAUC
  14. 14. 14 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO NEGÓCIOS NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS: MAIS DO QUE APENAS SER VERDE Converse com qualquer empresário de sucesso em negócios sustentáveis, e eles vão te dizer: não é apenas ser verde É claro que os esforços de conservação, o moni- toramento do impacto ambiental e encontrar formas de beneficiar os serviços ecossistêmicos estão todos no caminho certo. No entanto, existem alguns aspectos menos conhecidos e que devem ser explorados, a fim de realmente implementar, ou ser, um negócio sustentável. Negócios Sustentáveis Protegem os Lucros É importante ver os serviços do ecossistema como algo a considerar economicamente. Qualquer despesa assumida com a natureza na operação da empresa pode ser pensada como um tipo de investimento para o seu negócio - mesmo se não é tangível, como, por exemplo, quando você está usando matérias-primas da natureza. As despesas com os serviços de ecos- sistemas saudáveis disponíveis (como a decomposição de resíduos e o fornecimento de matérias-primas al- ternativas) asseguram a perpetuação do negócio e os lucros futuros, de modo que vale a pena considerar. O crescimento das empresas que se aproveitam dos ecossistemas, a ponto de prejudicá-los e leva a uma diminuição da qualidade de vida tem sido refe- rido como “crescimento antieconômico”. Pense nisso desta maneira: “Um ambiente saudável leva a uma melhor produção”. O mesmo se aplica ao tratamento dos funcionários de uma empresa: Cuidar de pessoas, proporcionar um ambiente interno saudável tem impactos e reflexos positivos na comunidade onde a empresa está inseri- da, o que leva a um dos aspecto muitas vezes esque- cido de sustentabilidade. Pessoas, relações e a sustentabilidade dentro da empresa O aspecto menos conhecido de um negócio sus- tentável e mais importante, não é verde, e está rela- cionado à forma como uma empresa trata as pessoas (incluindo os seus próprios funcionários e membros da comunidade ). Você já ouviu falar de empresas apoi- ando os sindicatos, adotando de políticas de comércio justo, e realizando contatos com a comunidade, mas você sabia que tudo isso é parte do aspecto social da sustentabilidade, sabia?
  15. 15. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 15 NEGÓCIOS Quando você está em um negócio que serve a co- munidade e apoia a sua subsistência, oferecendo seus produtos e serviços, você é uma parte importante e potencialmente influente da comunidade. Por esta razão, você pode usar a sua posição para apoiar e sen- sibilizar a comunidade na busca de um ambiente sau- dável e feliz, bem como de uma força de trabalho mais produtiva. A sensibilização da comunidade implica em coisas como apoio à educação, falar de justiça social dentro do sistema político, a luta contra a pobreza e ajudar a criar um ambiente de paz em vez de conflitos. Há correntes teóricas que afirmam que certos siste- mas econômicos contribuem para práticas empresari- ais que tratam as pessoas e/ou natureza como mer- cadoria a ser explorada. Se elas são explorados, não funcionará no longo prazo. Uma empresa sustentável não apoiará este tipo de prática em seu negócio e fará esforços para erradicar tais praticas e transformar o ambiente de negócios que exploram a sociedade e seus recursos. Recentemente quando dava uma palestra sobre sustentabilidade um empresário me perguntou: Eu sou favorável à ideia de sustentabilidade, conservação e preservação ambiental, mas eu não tenho certeza de como uma empresa de software com 30 funcionários pode contribuir com a sustentabilidade. Podemos ren- ovar os computadores para reduzir o consumo de ener- gia, monitorar o uso da água para lavar os pratos, moni- torar o consumo de energia elétrica, entre outros, mas eu vejo isso como pequenas contribuições. Existem comportamentos mais impactantes que podemos ad- otar? Aminha respostafoi: Sim, há muitascoisas que você pode fazer. Não é só a questão do que você como uma empresa, pode fazer dentro do seu "escritório". Pense como isso afeta todos os fornecedores e como isso afeta cada cliente. Pense em como você pode ajudar seus fornecedores e seus clientes abraçar questões cruciais sobre a sustentabilidade, como a redução de água, redução de energia, etc. Se o seu software reside na "nuvem”, você deve entender completamente como o provedor de nu- vem está abraçando a sustentabilidade: Onde estão localizados os servidores? Como é que é a energia fornecida para alimentar os servidores? A política da empresa os trabalhadores é justa e equitativa? Só porque é uma empresa de serviços na "nuvem" não elimina sua responsabilidade com a sustentabilidade. Quando você está em um negócio que serve a comunidade e apoia a sua subsistência, oferecendo seus produtos e serviços, você é uma parte impor- tante e potencialmente influente da comunidade. Por esta razão, você pode usar a sua posição para apoiar e sensibilizar a comunidade na busca de um ambiente saudável e feliz” “ DANIEL C. DE CARVALHO Especialista em Gestão de Pessoas e Transformação Cultural, professor de cursos de pós-graduação em diversas instituições de ensino entre elas o Centro Paula Souza e FAAP
  16. 16. 16 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO ENTREVISTA DELLO: EXEMPLO DE GESTÃO SUSTENTÁVEL - CRÉDITO:REVISTAUC
  17. 17. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 17 ENTREVISTA ENTREVISTA COM ELSON DI CÉLIO Revista UC - Como foi o início da sua gestão na Dello, quais eram os prin- cipais problemas da empresa? Elson di Célio - O mix de produtos restrito e a falta de automação foi meu primeiro desafio quando as- sumi a empresa, outro ponto de desafio foi conseguir atender com excelência um mercado de extensão territorial como o é o Brasil. Hoje, ul- trapassamos todos estes obstáculos, mas ainda enfrentamos pontos como abuscaconstantedemãodeobraes- pecializada e recursos. RUC - Qual foi a principal estratégia para conquistar a credibilidade dos fornecedores, ganhar mercado e alavancar as vendas conquistando novos clientes? EdC - Transparência e comprome- timento junto aos fornecedores sempre guiaram nossas relações comerciais. Pagamentos em dia e an- tecipados foram cruciais para que a empresa mantivesse credibilidade e pudesse manter recursos materiais para conquistar novos clientes. RUC - Alguns especialistas costu- mam afirmar que ninguém faz su- cesso sozinho, a quem você atribui o seu sucesso e consequentemente o sucesso da sua empresa? EdC - Da mesma forma que sempre prezei por uma postural transpa- rente, próxima e responsável junto a fornecedores e clientes, sempre me preocupei em manter essa mesma postura com colaboradores. Essa ati- tude fez e faz com que a Dello tenha apoio e comprometimento de toda equipe, de modo geral, e mantenha o clima empresarial saudável. RUC - É possível notar que a Dello possui uma gestão sustentável, que está totalmente ligada ao desen- volvimento de um trabalho social e econômico, na preocupação com seus colaboradores, fornecedores, clientes e com a comunidade local. A Dello continuará seguindo esse padrão de gestão? Quais são os próximos desafio e planos de cresci- mentos da empresa? EdC - O pensamento de gestão foi sempre baseado na sustentabilidade, inicialmente no que diz respeito á sustentabilidade do negócio, colabo- radores, fornecedores e clientes. E, atualmente, após a implantação do sistema de gestão ISO9001, a sus- tentabilidade passa a ser natural e estratégica, tomamos um rumo saudável e já caminhamos rumo á ISO14001. RUC - Um dos maiores desafios do empresariado na questão da sus- tentabilidade empresarial é o de atender simultaneamente aos crité- rios de relevância social, eficiência econômica e prudência ecológica. A Dello,aolongodosanos,vemdesen- volvendo ações que a colocam den- tro de uma gestão sustentável, mas ainda não temos conhecimento so- bre ações ligadas ao meio ambiente. Existe algum projeto para que a em- presa tenha uma produção mais lim- pa e matérias-primas menos tóxicas, a fim de reduzir o impacto de seus processos ao meio ambiente? EdC - Sim, a Dello atua hoje com toda premissa da ISO14001, onde todos os aspectos e impactos ambientais são identificados, se transformam em um plano de ação para que nada A pós enfrentar uma década de turbulência, ElsonDiCéliocon- quistou o sucesso através de uma gestão transpa- rente, buscando o equilíbrio e a sustentabilidade finan- ceira da sua empresa. A Dello está entre as me-lhores empresas do segmento, ocupa uma área própria de 10.000m², pos- sui mais de 500 funcionári- os, conta com represen- tantes em todos os estados brasileiros e comercializa uma linha com cerca de 2500 produtos. Com qualidade certificada pela ISO 9001, a Dello foi vencedora do Prêmio Me- lhores Marcas por 12 anos consecutivos. Para colabo- rar com o desenvolvimento social, a Dello desenvolve diversas ações em benefício de instituições de Extrema, MG, colaborando com o desenvolvimento da comu- nidade local. Elson falou com exclusivi- dade a Revista UC sobre os desafios para alcançar o sucesso e sobre os planos de crescimento da Dello.
  18. 18. 18 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO ENTREVISTA O pensamento de gestão sempre foi baseado na sustentabilidade, inicialmente no que diz respeito à sustentabilidade do negócio, colaboradores, fornecedores e clientes” “ seja enviado ao meio ambiente e através de empresas especializadas em reciclagem, temos essa garantia. RUC - Que dica você daria ao gestor de uma empresa que enfrenta di- ficuldadesparaalavancarseusnegó- cios, principalmente para conseguir um equilíbrio na sua gestão mesmo com a falta de recursos financeiros? EdC - Buscar inovação, o que nem sempre requer investimentos, bons parceiros e principalmente, reinve- stir na própria empresa. Com esta estratégia, conquistamos nosso pátio de injeção plástica e laminação, bem como nossas atividades em expor- tação, pesquisa de mercado e emba- lagem. CRÉDITO:REVISTAUC
  19. 19. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 19
  20. 20. 20 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO O MARKETING E O CONSUMO CONSCIENTE MARKETING A humanidade é essencialmente heterogênea. Culturas, gerações, estilos de vida, níveis sócio- econômicos, educação, estrutura familiar, cren- ças, preferências, gostos, valores pessoais, ou qualquer que seja o critério, identificaremos uma enorme varie- dade de posturas dos indivíduos face à realidade física e ao meio social em que vivem, e tais posturas se mod- ificam e evoluem ao longo dos tempos. Além de heterogênea, a sociedade como a conhe- cemos é recente. Do ponto de vista histórico, o nível, a complexidade e o potencial criativo das relações entre os seres humanos primeiramente atingiu o estágio que chamamos de “civilização” apenas há cerca de cinco mil anos. E assim mesmo, a humanidade continuou es- sencialmente à mercê da natureza planetária até cerca de 400 anos atrás, menos de um décimo de nosso pe- ríodo de existência civilizada. A partir desse momento, entretanto, “assumimos o controle” e passamos a dominar e a utilizar um patrimônio natural essencialmente finito de maneira intensa e predatória. E há pouquíssimo tempo nos demos conta que tínhamos passado, quase que invo- luntariamente, à condição de “zeladores do planeta”, trabalho que continuamos a desempenhar muito mal. Como a riqueza material e o consumo são distribuí- dos de maneira gritantemente heterogênea, ao mes- mo tempo que uma gigantesca parcela da população do planeta busca realizar sua enorme aspiração ao consumo, a humanidade desenvolve outras preocu- pações com o consumismo desenfreado e sua insus- tentabilidade no longo do tempo. A esta busca do conforto material, em que os bens e serviços consumidos gerem efetivo ganho de bem- estar às pessoas, com menor empenho de recursos ou com sua reutilização, buscando preservar as mesmas possibilidades às gerações futuras denominamos Con- sumo Consciente. Sendo a linha que separa o consumo saudável do consumismo essencialmente subjetiva, ela somente pode ser construída através da conscien- tização, das decisões e da ação individual.
  21. 21. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 21 SUSTENTABILIDADE FÁBIO TRIGO É professor das disciplinas de Marketing e Vendas dos programas de MBA do Centro Paula Souza Porém, uma andorinha não faz verão! A consciên- cia dos individuos somente gera resultados relevantes do ponto de vista social se puder ser reunida, co- ordenada, expandida, alavancada. E são as empresas, muito mais do que as instâncias de governo, que têm condições de promover a difusão e a implementa- ção das práticas de consumo consciente em seus negócios. Não se trata de uma utopia, mas os executivos pre- cisarão ter determinação (fruto de suas consciências individuais) e competência mercadológica. Ao adotar práticas diferenciadas, a vida da empresa se altera: possivelmente seus produtos e serviços utilizarão pro- cessos, materiais, fontes de energia etc. diferentes do normal, “normal” sendo aquelas formas que compro- metem o patrimônio natural. Como ninguém reembol- sa a mãe-natureza pelos danos causados, os métodos “normais” são invariavelmente mais baratos do ponto de vista econômico imediato. Se custos sobem, e consequentemente preços pre- cisam subir para manter a viabilidade do negócio, os produtos e serviços da empresa precisam ser mais desejados e valorizados. A empresa precisa adotar ações, interações e comunicação com seus públicos- interessados que sejam verdadeiras e consistentes com os princípios de Consumo Consciente, gerando ressonância com os valores dos clientes e sendo re- munerados por eles. Nesse processo, influenciarão e conscientizarão novas pessoas, ampliando sua base de apoio em um círculo virtuoso. Em última análise esta é a missão e o papel transformador da atividade de Marketing de nossos tempos. Quer conhecer mais sobre os temas Responsa- bilidade Social Empresarial e Consumo Consciente? Consulte o site do Instituto Ethos (www3.ethos.org. br) e do Instituto Akatu (www.akatu.org.br). Neste último, leia a recente pesquisa sobre a assimilação e as perspectivas do consumo consciente dos brasileiros e mãos à obra! A empresa precisa adotar ações, interações e comunicação com seus públicos-interessados que sejam verdadeiras e consistentes com os princípios de Consumo Consciente” “
  22. 22. 22 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO EVENTOS 10 UP DATE INFORSHOPo N o último dia 05 de junho, a Revista Universo Corporativo esteve presente no 10º Up Date. O evento realizado anualmente pela Inforshop e oferecido gratuitamente aos seus clientes, teve a sua 10º edição realizada na fábrica da 3M, em Sumaré. Os convidados foram recebidos com um café da manhã e logo em seguida puderam assistir a duas palestras so- bre Sustentabilidade. Ao final do evento, foi oferecido um almoço no restaurante do Clube 3M. Os convida- dos ainda puderam fazer um Tour pela empresa e con- hecer os laboratórios de inovações da 3M. O evento contou com o patrocínio da 3M e apoio da Compactor, Dello, HP e Suzano Report. Confira as fotos do evento. Luis Serafim – Gerente de Marketing Corp. da 3M João Gabassi – Gerente de Marketing da Inforshop Clientes Inforshop Tour Laboratórios de Inovações Tour Laboratórios de Inovações Sorteio de prêmios aos convidados CRÉDITOS: JOÃO PRUDENTE
  23. 23. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 23
  24. 24. 24 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO PLANETA LEXMARK: PLANTANDO ATITUDE, COLHENDO BENEFÍCIOS VALOR ORGANIZACIONAL Programa de logística reversa criado pela empresa aproxima o usuário da preservação do meio ambiente Revista UC – Como você definiria o Programa Planeta Lexmark? Aimberê Maciel – O programa foi criado para conscientizar nossos consumidores sobre o impacto am- biental que um cartucho de toner pode causar ao planeta caso ve- nha a ser descartado de qualquer maneira no ambiente, como por exemplo jogando o cartucho no lixo. RUC – Como os consumidores po- dem participar? AM - É muito simples. Primeiro é preciso ser usuário de uma impres- sora laser Lexmark e utilizar cartu- chos originais. Com isso, quando o cartucho acabar e o cliente tiver que trocá-lo, basta entrar no site www.planeta.lexmark.com.br, fa- zer o cadastro e receber o login e senha. A partir daí é só solicitar a coleta. A Lexmark faz a coleta no lo- cal onde determinarem, sem custo algum para o cliente. RUC – Como este programa pode ajudar na preservação do meio am- biente? AM – Um programa como esse, que recolhe cartuchos usados, evita o acúmulo de mais de 400.000 to- neladas de plástico na superfície do planeta, que levariam mais de 1.000 anos para se decomporem. Além disso, ele também evita o desperdício de petróleo (usado na fabricação dos componentes plásti- O Planeta Lexmark, programa elaborado pela Lexmark, com a finalidade de conscientizar os usuários dos impactos ambientais que um cartucho pode causar no planeta, caso seja simplesmente descartado no lixo, além de consci- entizar, visa conquistar sua adesão. O processo é simples e prático, conversamos com Aimberê Maciel, diretor de Canais da Lexmark, que nos explicou como funciona o programa. cos dos cartuchos), uma vez que os mesmos podem ser transformados e reaproveitados. RUC – Em que local este trabalho é realizado? De que forma? AM – Aqui mesmo, no interior de São Paulo. A Lexmark possui um contrato com uma empresa espe- cializada em gerenciamento ambi- ental que efetua todo o processo. Quando eles recebem um cartucho, eles efetuam a limpeza da carcaça, desmontam, separam e classificam o material conforme padrão SGA- IS0 14001. Após esse processo, fazem a descaracterização do material e dão a destinação fi- nal, enviando o material para reaproveitamento em outras indústrias. RUC – Os usuários podem co- nhecer o local? AM – Sim. Através da In- forshop, nosso distribui- dor oficial, os clientes Inforshop e usuários Lexmark podem en- trar em contato e agendar visitas para conhecerem o proces- so. RUC – Sobre os cartu- chos, existe alguma for- ma de o cliente conseguir comprovar sua originali- dade? AM - Existe sim. Pensando em de- fender nossos clientes, a Lexmark criou o Lexprotect, um canal de co- municação gratuito entre o cliente e a Lexmark, que, através do atendi- mento de uma equipe qualificada, visa orientá-lo e esclarecer dúvidas quanto à autenticidade do produto. Basta o cliente ligar para 0800-702- 5352 para poder se defender dos cartuchos falsificados. Quando o cliente utiliza suprimentos originais Lexmark, ele conta com a garantia do fabricante, a melhor qualidade para os trabalhos e protege seu inves- timento, além de manter a impres- sora funcionando com perfeição por muito mais tempo. CRÉDITOS:DIVULGAÇÃO
  25. 25. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 25
  26. 26. 26 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO
  27. 27. UNIVERSO CORPORATIVO MAIO/JUNHO 2014 27 Contato: São Paulo: (11) 5682-2525 Itú: (11) 4024-882 Contato: São Paulo: (11) 5682-2525 Itú: (11) 4024-882
  28. 28. 28 MAIO/JUNHO 2014 UNIVERSO CORPORATIVO

×