OBSERVACAO, SENSACAO TRANSCRICaO
Lucas Prisco Puga
ADVERTENCIAS
As referencias sao o acaso I reuniao do improvavel

A intencao sao duvidas I questionamentos
As imagens I SOn...
Momento um

observacao
“Atribuição de existência aos espaços e às coisas”
(e sobre nós mesmos)
O sentido do espaço. Em que sentido, em que sentid...
“Quanto mais eu acentuar a
objetividade das coisas, cortando o
cordão umbilical que liga à minha
existência, mais converte...
Julien Pacaud

Somos aquilo que aprendemos ser.
“Quem não sabe povoar sua solidão,
tampouco sabe estar só em meio a
uma ma...
“Não vemos as coisas
como elas são, mas como
nós somos.” Anaïs Nin
O que é o sentido?
Os sentidos são estáticos?
Qual o limite do sentido?
Momento dois

Sensacao
transcricao
“ A coisa fenomenológica”
A casa fenomenológica
Iñaki Ábalos
A boa-vida

Es la casa un palomar
y la cama un jazminero.
Las...
Intuito: adaptar e estimular
a aplicação da ‘metodologia’
da casa fenomenológica para
o uso na criação de objetos
de arte ...
OLHAR fenomenológico
PERCEPÇãO fenomenológica
HABITANTE fenomenológico
SUJEITO fenomenológico

Seungchun Lim
“O
habitante
fenomenológico
buscará o bem-estar através de
relações essencialmente afetivas
com os objetos, recriando, atr...
O que são além de supridores de necessidades?
Transmissores de sentidos?
Tim Flach
A DIÑâMICA:
Contato
Experiência sensível
Extração
Resultado

Ben Giles
PASSO 5 – O SENTIDO, A SENSAçãO, O
SENTIMENTO
Uma cor. Expande? Retrai? Colore? Esquenta? Conforta?
Um cheiro. Fede? Forte...
PASSO 7 – A TRANSCRIÇãO

A elaboração de um objeto com
olhar crítico através
dos
sentidos,
sensações
e
sentimentos captado...
David lyle

A COISA FENOMENOLóGICA
“ Se houvesse apenas uma
única verdade, não seria
possível
pintar
cem
pinturas do mesmo...
Nós, “observadores”,
criamos/ cultivamos/
produzimos/ reproduzimos
uma realidade baseada em
valores/ costumes/ experiência...
REFERêNCIAS
BARON-COHEN, Simon; HARRISON, John E. Synaesthesia.
SANTAELLA, Lucia. Percepção. Fenomenologia, ecologia, semi...
Observação, sensação, transcrição prévia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Observação, sensação, transcrição prévia

551 visualizações

Publicada em

Observação Sensação Transcrição Prévia

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
551
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Observação, sensação, transcrição prévia

  1. 1. OBSERVACAO, SENSACAO TRANSCRICaO Lucas Prisco Puga
  2. 2. ADVERTENCIAS As referencias sao o acaso I reuniao do improvavel A intencao sao duvidas I questionamentos As imagens I SOnS I RUIDOS I TEXTURAS I ODORES I NERVURAS todos sao fatores consideraveis As co relacoes I difamacoes I contradicoes momentaneas sao igualmente consideraveis A apresentacao esta I e fase de construcao Assim como as possibilidades aqui formadas Assim como as ideias aqui baseadas Assim como nos
  3. 3. Momento um observacao
  4. 4. “Atribuição de existência aos espaços e às coisas” (e sobre nós mesmos) O sentido do espaço. Em que sentido, em que sentido? Fernando Freitas Fuão Monty Python
  5. 5. “Quanto mais eu acentuar a objetividade das coisas, cortando o cordão umbilical que liga à minha existência, mais converterei este mundo num espetáculo sentido como ilusório.” Gabriel Marcel Jeremy Enecio
  6. 6. Julien Pacaud Somos aquilo que aprendemos ser. “Quem não sabe povoar sua solidão, tampouco sabe estar só em meio a uma massa atarefada.” Baudelaire
  7. 7. “Não vemos as coisas como elas são, mas como nós somos.” Anaïs Nin
  8. 8. O que é o sentido? Os sentidos são estáticos? Qual o limite do sentido?
  9. 9. Momento dois Sensacao transcricao
  10. 10. “ A coisa fenomenológica” A casa fenomenológica Iñaki Ábalos A boa-vida Es la casa un palomar y la cama un jazminero. Las puertas de par en par y en el fondo el mundo entero dalí MIGUEL HERNANDEZ
  11. 11. Intuito: adaptar e estimular a aplicação da ‘metodologia’ da casa fenomenológica para o uso na criação de objetos de arte e produtos de design.
  12. 12. OLHAR fenomenológico PERCEPÇãO fenomenológica HABITANTE fenomenológico SUJEITO fenomenológico Seungchun Lim
  13. 13. “O habitante fenomenológico buscará o bem-estar através de relações essencialmente afetivas com os objetos, recriando, através deles, um mundo miniaturizado.” dalí María Puentes
  14. 14. O que são além de supridores de necessidades? Transmissores de sentidos? Tim Flach
  15. 15. A DIÑâMICA: Contato Experiência sensível Extração Resultado Ben Giles
  16. 16. PASSO 5 – O SENTIDO, A SENSAçãO, O SENTIMENTO Uma cor. Expande? Retrai? Colore? Esquenta? Conforta? Um cheiro. Fede? Forte? Fraco? Frágil? Um som. Estridente? Acalma? Distrai? Uma textura. Raspa? Alisa? Corta? Acaricia? Um gosto. Ácido? Salgado? Doce? Amargo? UM INCôMODO? Queima? Abafa? Coça? Machuca? OS OBJETOS? Ocupam? Atrapalham? Otimizam? Robert Carter http://vimeo.com/21154287
  17. 17. PASSO 7 – A TRANSCRIÇãO A elaboração de um objeto com olhar crítico através dos sentidos, sensações e sentimentos captados por meio de um olhar fenomenológico. Um objeto que transmita uma razão de ser, um porque do ser. Que englobe o espaço sensível, representável. Que fale sem falar, que talvez critique sem indagar. Salvador dalí
  18. 18. David lyle A COISA FENOMENOLóGICA “ Se houvesse apenas uma única verdade, não seria possível pintar cem pinturas do mesmo tema.” Picasso
  19. 19. Nós, “observadores”, criamos/ cultivamos/ produzimos/ reproduzimos uma realidade baseada em valores/ costumes/ experiências sensoriais/ emocionais, baseadas em um acervo individual daquilo que optamos/ escolhemos/ preferimos dentro de um leque infinito de opções/ consequências – nossa essência/ vontade/ vícios. Seungyea park
  20. 20. REFERêNCIAS BARON-COHEN, Simon; HARRISON, John E. Synaesthesia. SANTAELLA, Lucia. Percepção. Fenomenologia, ecologia, semiótica. BASBAUM, Sérgio Roclaw. Sinestesia, arte e tecnologia. PLAZA, Julio. Tradução intersemiótica. CAMPOS, Augusto de. Reduchamp.

×