Arquétipo Governante - Sombra

1.169 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.169
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
205
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arquétipo Governante - Sombra

  1. 1. O GOVERNANTE SOMBRA: +TIRANO / - COVARDE Arquétipos da alma
  2. 2. "O poder corrompe; o poder absoluto corrompe absolutamente"
  3. 3. Sempre que o novo nasce dentro de nós, o nosso Herodes interno (e o de nossa vida exterior) ataca. O Tirano odeia, teme e inveja a nova vida, porque esta, ele sente, é uma ameaça ao pouco controle que tem do seu próprio reinado.
  4. 4. É conhecida a história do líder promissor, do presidente de uma empresa ou candidato a presidente, que começa a ganhar muita importância e então dá um tiro no pé. Ele sabota o próprio sucesso, e perde a notoriedade.
  5. 5. O rei na sombra não está no Centro e não se sente tranquilo e produtivo. Não é criativo, apenas destrói. Age assim, como dissemos, porque lhe falta estrutura interior e porque tem medo –terror, realmente –da sua própria fraqueza oculta e da sua impotência latente.
  6. 6. Ele manifesta-se em todos nós uma vez ou outra, quando nos sentimos pressionados até o limite, quando estamos exaustos, quando estamos ficando inflados.
  7. 7. Essas pessoas realmente acham que são o centro do universo (embora elas mesmas não estejam centradas) e que os outros existem para servi-las. Em vez de espelhar os outros, elas querem que os outros as espelhem. Em vez de ver, querem ser vistas.
  8. 8. O homem possuído pelo Tirano é muito sensível às críticas e, mesmo armando-se de uma aparência ameaçadora, diante da menor observação sente-se fraco e esvaziado. Mas não demonstra.
  9. 9. Existe um sentimento de insignificância, de vulnerabilidade e fragilidade, pois atrás do Tirano está o outro pólo do sistema bipolar da sombra do Rei, o Covarde.
  10. 10. Falta ao homem possuído pelo Covarde a centralização, a calma e a segurança interior, o que também o leva à paranóia.
  11. 11. Quando alguém teme representar o papel de rei devido ao poder que ele tem ou ao desejo de liderar, facilmente cairá na tentação de transformar a autoridade em tirania.
  12. 12. Seu medo o faz fingir que está agindo corretamente em qualquer circunstância, e esse medo impede-o de ouvir os argumentos dos outros ou de levar as necessidades deles em consideração.
  13. 13. Ele se vangloria e se exibe diante da sua ―corte‖ rebelde, sem perceber que perdeu contato interior com ela.
  14. 14. Em seu isolamento ele se envaidece como se fosse o rei-sol, toma as decisões sem consultar os conselheiros, evita qualquer comunicação com as pessoas que possam contestar a sua autoridade, só para não cair do seu trono de despotismo.
  15. 15. As características do Tirano abrangem a arrogância (que os gregos chamavam de hubris, ou o orgulho desmedido), a infantilidade (no sentido negativo) e a irresponsabilidade, até em relação a si mesmo.
  16. 16. O Tirano magoa a si mesmo com a sua grandiosidade — suas exigências sem limites — porque rejeita exatamente aquilo que ele precisa para viver: alimento e amor.
  17. 17. Bibliografia  HASSELMANN, Varda; SCHMOLKE, Frank. Arquétipos da Alma: Um guia para se reconhecer a matriz dos padrões anímicos. Editora Pensamento. São Paulo, 2004.  PEARSON, Carol S. O despertar do herói interior: A presença do doze arquétipos nos processos de autodescoberta e de transformação do mundo. Editora Pensamento. São Paulo, 1998.  MARK, Margaret; PEARSON, Carol S. O herói e o fora-da-lei: Como construir marcas extraordinárias usando o poder dos arquétipos. Editora Cultrix. São Paulo, 2011.  GILLETE, David; MOORE, Robert. Rei Guerreiro Mago Amante. A redescoberta dos arquétipos do masculino. Editora Campus, 1993.
  18. 18. Apresentação sobre o Arquétipo do Governante - Sombra criada por Lorena Souza, Fábio Espiga, Raiana Márcia, Madana Ribas, Ricardo Pinto, Laércio Santos, Sol Mascarenhas e Tamara Novais. Ao utilizar a apresentação, favor inserir os devidos créditos bibliográficos e de criação. http://www.enthusiasmus.qlix.com.br/

×