Como Jesus Formou Sua Equipe

12.314 visualizações

Publicada em

Jesus é o nosso exemplo em tudo! Aqui pensamos um pouco sobre os Seus métodos no treinamento da sua equipe - os discípulos. De pessoas desequilibradas emocionalmente, com visões deturpadas sobre o próprio Reino e problemas de caráter, Jesus conseguiu uma dúzia de apóstolos amplamente vitoriosos!!

2 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.314
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
274
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
896
Comentários
2
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como Jesus Formou Sua Equipe

  1. 1. Como Jesus formou a sua equipe? Escola de Treinamento Ministério C.R.I.S.TO. Fonte: ICP – Instituto Cristão de Pesquisa
  2. 2. Como Jesus Formou a sua equipe? Como treinar uma boa equipe? O sonho de qualquer líder é ter uma equipe capaz e apaixonada por Deus e por sua obra. Uma equipe visionária e eficiente. Parece utopia, mas não é. Jesus teve uma equipe cheia de falhas, formada por pecadores como nós, mas amplamente vencedora. Para termos uma equipe semelhante, precisamos aprender e conhecer os passos de Jesus ao escolher o seu “time” A seguir veremos 6 princípios da liderança de Jesus.
  3. 3. Como Jesus Formou a sua equipe? Princípio 1 Jesus identificou o perfil dos seus comandados “ Vinde após mim e eu vos farei pescadores de homens” (Mc. 1.17) Jesus buscava ajudadores que tivessem duas características: paixão e competência. As perguntas básicas são: “Onde está o teu coração?” e “Qual a sua competência?” Competência: conjunto de habilidades, unção, conhecimento e experiência. Paixão ou “coração”: é o caráter, a intenção, o compromisso e os valores pessoais
  4. 4. Como Jesus Formou a sua equipe? Princípio 1 Jesus identificou o perfil dos seus comandados Há aqueles que têm paixão por um ministério, mas não têm competência . Solução: Para alguns casos, um bom treinamento resolve. Existem aqueles que têm competência , mas não têm paixão . Solução: Pode-se tentar atrair/conduzir a atenção dessa pessoa para Deus; Caso isso não ocorra, deve-se providenciar uma substituição. Nem sempre competência é o bastante. Por fim, existem aqueles que atuam em uma área onde são incompetentes e não têm nela o seu coração. Geralmente estão lá por determinação de alguém que o “empurra” para lá com a melhor das intenções. Solução: Deve-se retirar imediatamente a pessoa da tal função. Estudar melhor suas competências, avaliar sua paixão e remanejá-la para onde ela possa servir melhor. Estudos de casos: Competência x Paixão
  5. 5. Como Jesus Formou a sua equipe? Princípio 2 Jesus selecionou alguns “ Naqueles dias retirou-se para o monte, a fim de orar, e passou a noite em oração. E quando amanheceu, chamou os seus discípulos e escolheu doze dentre eles” (Lc. 6.12) Jesus buscou direção de Deus na escolha da sua equipe e não há outro meio de sermos bem-sucedidos nessa tarefa. Jesus se dedicou pessoalmente ao processo de escolha. Conviveu com os discípulos, andou com eles, conheceu seus anseios. Jesus escolheu aqueles que tinham uma ocupação. Estar ocupado, significa se Envolver naquilo a que se propõe, ou seja, dedicar o tempo, a vida, a alma.
  6. 6. Como Jesus Formou a sua equipe? Princípio 3 Jesus capacitou os escolhidos “ Deus não escolhe os capacitados, Ele capacita os escolhidos” No reino de Deus, capacitação é primordial. “ Então começou a ensinar os seus discípulos ” Mc. O Espírito Santo foi enviado para “ensinar todas as coisas” A capacitação é o ato intencional de fornecer meios de aprendizagem que, Invariavelmente, produz mudança comportamental. Treinar uma pessoa pode ser trabalhoso e difícil, mas é fundamental para que o ministério não se perca.
  7. 7. Como Jesus Formou a sua equipe? Princípio 4 Jesus deu o direcionamento “ E depois disto designou o Senhor ainda outros setenta, e mandou-os adiante da sua face, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde Ele havia de ir...” (Lc. 10.1) Jesus apresentou a missão aos setenta de modo claro e bem definido. Jesus orientou sobre cada etapa da missão. Desde o que deveriam levar até como deveriam se comportar. É função do líder, esclarecer sobre a visão que Deus deu para o ministério, definir as metas de cada etapa e a função de cada um no processo e acompanhar o andamento da missão, a fim de nada aconteça por “acaso” ou no improviso.
  8. 8. Como Jesus Formou a sua equipe? Princípio 5 Jesus avaliou o trabalho O Feedback – ou a reação dos envolvidos - é fundamental para o sucesso da missão. Sem avaliar os resultados de cada etapa, corre-se o risco de desperdiçar informações Importantes para as próximas execuções. Em duas ocasiões Jesus reagiu diante dos resultados da missão confiada aos discípulos, deixando claro a sua aprovação e os redirecionamentos a serem feitos.
  9. 9. Como Jesus Formou a sua equipe? Princípio 5 Jesus avaliou o trabalho Esses dois momentos se referem a um mesmo assunto: expulsão de demônios. Em um momento, Jesus os repreendeu por não conseguirem expulsar, e no outro eles se surpreenderam pelo fato de os demônios se submeterem. Um dos objetivos de avaliar a equipe é descobrir onde é preciso concentrar os ensinamentos. A avaliação é um meio e não um fim. “ Roguei aos seus discípulos que o expulsassem, e não puderam. Jesus respondeu: Ó geração incrédula e perversa! Até quando estarei ainda convosco e vos sofrerei? Traze o teu filho.” (Lc. 9.40-41) “ Então regressaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam. [...] Naquela hora se alegrou Jesus no Espírito Santo, e Disse: Graças te dou ó Pai” (Lc. 10.17, 21) Avaliar é essencial tanto para reforçar pontos positivos, quando para redirecionar os negativos, resultando em ajustes. É preciso que o líder tenha a capacidade de olhar qualidades e defeitos com a mesma Intensidade.
  10. 10. Como Jesus Formou a sua equipe? Princípio 6 Jesus incentivou sua equipe “ Ninguém há que tenha deixado casa, ou pais, ou irmãos, ou mulher, ou filhos, pelo reino Que não receba muito mais neste mundo, e no porvir, a vida eterna.” (Lc. 18. 29) O maior incentivo de quem serve deve ser agradar a Deus. Incentivar a equipe é estar atento às diferentes necessidades das pessoas. Uma organização não deve pretender suprir todas as necessidades de alguém, mas deve ser sensível para conhecer o estágio em que cada um se encontra e fazer o melhor possível. Incentivar nem sempre quer dizer ter uma palavra afável ou positiva, mas é também dizer a verdade em amor.
  11. 11. Como Jesus Formou a sua equipe? Reflexões Finais Todos têm Paixão e Competência . Quais são suas Competências ? Você está disposto a ofertá-las ao Senhor? Onde está o foco da sua Paixão ? “ Onde estiver o teu tesouro, aí estará também o seu coração.” (Lc. 12. 34) Quanto tempo você está disposto a passar sendo treinado por Deus?

×