ECTOPARASITOS DE INTERESSE 
MÉDIO – HEMÍPTERA (TRIATOMÍNEOS) 
Grupo: 
Annely Penélope 
Beatriz Vanessa 
Izabel Viana 
Lili...
DOENÇA DE CHAGAS 
 Uma das doenças mais importantes no Brasil, a Doença de Chagas 
atinge principalmente populações pobre...
TRIATOMÍNEOS 
 Triatomíneos são insetos da mesma família dos percevejos e 
se diferenciam destes por serem hematófagos (s...
 Esses insetos tem hábitos noturnos, ficando escondidos em suas casas 
durante o dia e saindo durante a noite para pratic...
TRANSMISSÃO DO TRYPANOSSOMA CRUZI POR 
TRIATOMÍNEAS 
 Em ordem de importância para a transmissão do T. Cruzi as 
espécies...
 Panstrongylus megistus: 
- Possui coloração negra com manchas vermelhas 
- Está presente em todas as regiões do Brasil, ...
 Triatoma Brasiliensis: 
- Possuem coloração predominantemente marrom-escuro 
a negro com manchas marrom e amarelo-pálido...
 Rhodnius Neglectus: 
- Apresentam coloração marrom claro com áreas amareladas 
no conexivo, cabeça extremamente alongada...
Agente Etiológico: da doença de 
Chagas, o Trypanosoma cruzi, é um 
protozoário flagelado. 
Período de Incubação: Quando 
...
Ciclo Biológico:
•Exame a fresco 
•Gota espessa 
•Esfregaço corado 
•Creme leucocitário 
•Xenodiagnóstico 
•Métodos Imunológicos: 
•Hemaglu...
Sintomas:
Tratamento: identificar a 
fase da doença para 
definição do tratamento 
adequado. O manejo 
clínico do paciente 
chagásic...
REFERÊNCIAS 
 DOENÇA DE CHAGAS 
- REVISÃO DE LITERATURA -Vol.4,n.3,pp.49-52 (Set-Nov 
2013) YORIKO BACELAR KASHIWABARA 
...
OBRIGADA!!!!
Ectoparasitos de interesse médico e Doença de Chagas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ectoparasitos de interesse médico e Doença de Chagas

1.299 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.299
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ectoparasitos de interesse médico e Doença de Chagas

  1. 1. ECTOPARASITOS DE INTERESSE MÉDIO – HEMÍPTERA (TRIATOMÍNEOS) Grupo: Annely Penélope Beatriz Vanessa Izabel Viana Lilian Batista Luísa Gonçalves Juliane Alves Marciane Ivonete
  2. 2. DOENÇA DE CHAGAS  Uma das doenças mais importantes no Brasil, a Doença de Chagas atinge principalmente populações pobres que residem em condições precárias. É causada por um protozoário flagelado (Trypanossoma Cruzi) e transmitida pelos triatomíneos (Barbeiros). É uma doença grave e ainda não tem cura quando diagnosticada na fase crônica. Uma vez na corrente sanguínea, o Trypanosoma Cruzi instala-se em órgãos musculares Demonstração do aumento do coração atingido pela doença de Chagas em relação a um normal
  3. 3. TRIATOMÍNEOS  Triatomíneos são insetos da mesma família dos percevejos e se diferenciam destes por serem hematófagos (se alimentarem de sangue). Existem vários gêneros da subfamília Triatominae, porém 3 são mais facilmente encontrados:  Triatoma: Antenas localizadas num ponto médio entre os olhos e o clípeo, parte anterior da cabeça.  Panstrogylus: Antenas posicionadas próximas aos olhos  Rodhnius: Antenas posicionadas próximas ao clípeo
  4. 4.  Esses insetos tem hábitos noturnos, ficando escondidos em suas casas durante o dia e saindo durante a noite para praticar o hematofagismo em animais ou no homem. Curiosamente alguns insetos são atraídos pela luz saindo do seu habitat na floresta e adentrando as casas, porém ao entrarem nos domicílios eles procuram se esconder em frestas da parede ou atrás dos quadros.
  5. 5. TRANSMISSÃO DO TRYPANOSSOMA CRUZI POR TRIATOMÍNEAS  Em ordem de importância para a transmissão do T. Cruzi as espécies triatomíneas mais importantes no Brasil são:  Triatoma Infestans: - Apresenta coloração negra com manchas e nas patas coloração amarelo-pálido. - É espécie predominantemente domiciliar. - Originada na Bolívia - Encontrado em: ALAGOAS, PERNAMBUCO, PARAÍBA E PIAUÍ.
  6. 6.  Panstrongylus megistus: - Possui coloração negra com manchas vermelhas - Está presente em todas as regiões do Brasil, porém a partir de São Paulo migrando para o sul.
  7. 7.  Triatoma Brasiliensis: - Possuem coloração predominantemente marrom-escuro a negro com manchas marrom e amarelo-pálido. - É a principal espécie vetora do T. Cruzi no Nordeste Brasileiro. - É extremamente voraz, atacando os animais e o homem mesmo durante o dia.
  8. 8.  Rhodnius Neglectus: - Apresentam coloração marrom claro com áreas amareladas no conexivo, cabeça extremamente alongada. - É uma espécie silvestre que habita diversos ninhos de animais em palmeiras. - Ultimamente tem sido encontrada habitando galinheiros, pombais e eventualmente residências. (O que demonstra uma crescente adaptação ao meio urbano. - É encontrado no estado de: MINAS GERAIS, BAHIA, GOIÁS, MATO GROSSO, SÃO PAULO.
  9. 9. Agente Etiológico: da doença de Chagas, o Trypanosoma cruzi, é um protozoário flagelado. Período de Incubação: Quando existe sintomatologia na fase aguda, esta costuma aparecer 5 a 14 dias após a picada do inseto vetor. Quando adquirida por transfusão de sangue, o período de incubação varia de 30 a 40 dias. As formas crônicas da doença se manifestam mais de 10 anos após a infecção inicial. Doença de Chagas:
  10. 10. Ciclo Biológico:
  11. 11. •Exame a fresco •Gota espessa •Esfregaço corado •Creme leucocitário •Xenodiagnóstico •Métodos Imunológicos: •Hemaglutinação indireta •Imunofluorescência •ELISA Diagnóstico Laboratorial Parasitológico:
  12. 12. Sintomas:
  13. 13. Tratamento: identificar a fase da doença para definição do tratamento adequado. O manejo clínico do paciente chagásico, particularmente das formas cardíacas, é importante, pois quando bem conduzido e iniciado precocemente pode resultar na elevação da expectativa de sobrevivência.
  14. 14. REFERÊNCIAS  DOENÇA DE CHAGAS - REVISÃO DE LITERATURA -Vol.4,n.3,pp.49-52 (Set-Nov 2013) YORIKO BACELAR KASHIWABARA  AMATO-NETO, V. ; AMATO, V. S. ; GRYSCHEK, R. C. ; TUON FF . Parasitologia - Uma abordagem clínica. 1. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008. 400 p.  Ebah Comunidade Acadêmica: Hemíptera e Doença de Chagas, Visitado em 16/11/2014  Ebah Comunidade Acadêmica: Parasitologia – Doença de Chagas, Visitado em 16/11/2014  Imagens: Google/Doençadechagas
  15. 15. OBRIGADA!!!!

×