Lilo

204 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lilo

  1. 1. Introdução Neste respectivo trabalho, abordarei acerca de Frei Luca Pacioli, da sua contribuição para as ciências contabeis, através da idealização das chamadas partidas dobradas, segundo as quais para todo debito sempre a um credito correspondente e de igual valor. Falarei também sobre suas obras e a que mais se repercutiu na contabilidade, e também sobre a evolução do método das tais chamadas partidas dobradas.
  2. 2. Desenvolvimento Frei Luca Pacioli foi professor de matemática, teólogo, e contabilista, nasceu na Itália em 1445 e morreu em 1514. Leccionou em Firenza, Milão, Roma e em outras cidades italianas, escreveu “Tratactus de Computis et Scripturis” (Contabilidade por Partidas Dobradas), publicado em 1494, enfatizando que à teoria contábil do débito e do crédito corresponde à teoria dos números positivos e negativos. Deixou muitas obras, destacando-se a “Summa de Aritmética, Geometria, Proportioni et Proporcionalitá”, impressa em Veneza, na qual está inserido o seu tratado sobre Contabilidade e Escrituração. Sabe-se que ele não foi o inventor das partidas dobradas,o metodo já estava em uso na Itália, principalmente na Toscana, desde o Século XIV.Entretanto, a obra de Pacioli foi muito importante para a disseminaçao das partidas dobradas,razao pela qual e considerado o pai da ciencia contabil moderna(Contabilidade). O tratado destacava, inicialmente, o necessário ao bom comerciante. A seguir conceituava inventário e como fazê-lo. Discorria sobre livros mercantis: memorial, diário e razão, e sobre a autenticação deles; sobre registros de operações: aquisições, permutas, sociedades, etc.; sobre contas em geral: como abrir e como encerrar; contas de armazenamento; lucros e perdas, que na época, eram “Pro” e “Dano”; sobre correções de erros; sobre arquivamento de contas e documentos, etc. Sobre o Método das Partidas Dobradas, Frei Luca Pacioli expôs a terminologia adaptada: “Per ” , mediante o qual se reconhece o devedor; “A ” , pelo qual se reconhece o credor. Acrescentou que, primeiro deve vir o devedor, e depois o credor, prática que se usa até hoje. A obra de Frei Luca Pacioli, contemporâneo de Leonardo da Vinci, que viveu na Toscana, no século XV, marca o início da fase moderna da Contabilidade. A sua obra, não só sistematizou a Contabilidade, como também abriu precedente que para novas obras pudessem ser escritas sobre o assunto. É compreensível que a formalização da Contabilidade tenha ocorrido na Itália, afinal, neste período instaurou-se a mercantilização sendo as cidades italianas os principais interpostos do comércio mundial.
  3. 3. Método das Partidas Dobradas A evolução da contabilidade foi lenta, tendo em vista que por milénios a história da contabilidade é a própria história do homem cercada de toda complexidade inerente. Esta teve evolução significativa com o nascimento dos registos em partida dobrada. Este procedimento baseia-se no princípio de que todo crédito sempre corresponde a um débito de igual valor e vice-versa. No entanto, a intensificação da difusão do conhecimento Contábil só efectivou-se com o desenvolvimento dos meios de imprensa, que possibilitou a impressão, em 1494, de um trabalho sobre a partida dobrada, de Luca Pacioli, o mestre do período da Renascença. Nos últimos anos a Contabilidade tem sofrido inúmeras transformações, mudanças estas que buscam aproximarem o seu produto principal, a informação, ao consumidor. Técnicas que avaliam o impacto da informação, utilização crescente de métodos quantitativos, um maior volume de pesquisas práticas etc. Surgiram neste período. Este desenvolvimento técnico, aliado às mudanças ambientais, trouxe um desafio a esta ciência. Este trabalho visa relatar o surgimento das partidas dobradas, evolução e conceitos sobre o tema. A partida dobrada evoluiu na Itália em uma era de início dos chamados “Anos de Ouro”, de fluentes de profundas modificações das estruturas do regime medieval, sob a égide de uma mescla de culturas. Quando a economia monetária substituiu a economia de trocas, a contabilidade tornou-se mais complexa. Ao passo que, anteriormente, um único registo de contabilidade registava apenas dinheiros devidos aos credores e aqueles devidos aos devedores, a nova contabilidade de dupla entrada, descrita pelo italiano Luca Pacioli, registava um “débito” e um “crédito” para cada transacção. Pacioli não foi o inventor da contabilidade de dupla entrada, apenas descreveu o sistema. O sistema de Pacioli passava por manter um Memorando, um Diário e um Livro de Registos. O sistema permitiu aos comerciantes estarem mais alertas sobre os seus stocks, que poderiam ser roubados pelos seus funcionários ou agentes sem que eles soubessem. Apareceram, mais tarde, algumas melhorias como o resumo das contas realizado uma vez por ano sob a forma de um Balanço. O primeiro Balanço semi-público foi alegadamente submetido pela East Índia Company na Assembleia Geral da empresa em 1671. A publicação e a auditoria dos Balanços foram tornadas obrigatórias em Inglaterra em 1844, com a aprovação da Bank Charter Act.
  4. 4. Refinada como é hoje, a contabilidade de dupla entrada regista as entradas e as saídas de um valor envolvido em cada transacção. Por exemplo, recebe uma garrafa de azeite e dá uma determinada quantia de dinheiro. Se mantiver as suas contas pessoais de acordo com as duplas entradas, registará um crédito na conta do azeite e um débito na sua conta de Dinheiro, de acordo com a quantia em questão.

×