Projeto Niemeyer

8.585 visualizações

Publicada em

2 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Mestre! ótimo!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • That was an important event in Brazil, I have no words to the capacity and historic mark as Oscar Niemeyer,about design and arts,.... Tomie Ohtake....Institute.....I was been working with Ruy Ohtake architect, to take photos for the projects! Thanks!Congratulations, Montreal 2009
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.585
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
42
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
241
Comentários
2
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Niemeyer

  1. 1. Mostra comemorativa de seus 100 anos OSCAR NIEMEYER ARQUITETO, BRASILEIRO, CIDADÃO
  2. 2. Objetivo: Realizar uma Mostra ampla com as diversas facetas desse grande artista e personalidade, incluindo seus desenhos arquitetônicos, seu lado intelectual e pessoal, seus projetos gráficos, cenários, móveis e objetos. Oscar Niemeyer: Arquiteto, Brasileiro, Cidadão será o mais completo panorama já realizado sobre o mais importante artista e intelectual do país. O Instituto Tomie Ohtake e o Instituto de Arquitetos do Brasil – Diretório Nacional têm uma parceria neste projeto; o IAB será também o organizador do seminário que acompanhará a exposição.
  3. 3. REALIZAÇÃO O Instituto Tomie Ohtake, entidade sem fins lucrativos inaugurado em SP em novembro de 2001, será responsável pela execução das exposições deste projeto. O Instituto dedica-se às artes visuais, design e arquitetura, realizadas a partir dos anos 50, coincidindo com o período de trabalho da artista que lhe dá o nome e época de grande produtividade da arte brasileira. Já se firmou como um dos mais modernos e respeitáveis espaços culturais da cidade de São Paulo. Em cinco anos de existência, o Instituto recebeu cerca de 1 milhão de visitantes e pode ser visualizado no endereço www.institutotomieohtake.org.br. Premiações Prêmio APCA - Melhor obra gráfica 2006 – “Lívio Abramo”. Revista Bravo – A melhor exposição de 2006 - Prime de Cultura com a exposição “Nuno Ramos”. Guia da Folha - Entre as 10 melhores exposições do ano de 2005 - Nobuo Mitsunashi, com a exposição “Hanazumi”, Jesus Rafael Soto, com a exposição “A Construção da Imaterialidade” e Roy Lichtenstein, “Vida Animada”. Isto É Gente - Entre as 3 melhores exposições de 2005 - Roy Lichtenstein, “Vida Animada” Premio ABCA - Melhor Exposição do 2004 com a mostra Sonhando de Olhos Abertos - Dadá e Surrealismo.
  4. 4. A EXPOSIÇÃO
  5. 5. A EXPOSIÇÃO Em São Paulo, a exposição está agendada para o último trimestre de 2007, ano do centenário de nascimento do arquiteto, na OCA, espaço com belas rampas, um sistema de ar condicionado especial, responsável pela manutenção da temperatura ambiente em níveis adequados às telas, maquetes e esculturas, sem umidade. Com cerca de 10 mil m2 de área construída e totalmente restaurada, a Oca faz parte do conjunto arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer para o maior parque da cidade de São Paulo: o Parque Ibirapuera. O projeto está aprovado na Lei Rouanet. Sua empresa terá isenção de 100% sobre o investimento, o que significa o retorno total do valor investido.
  6. 6. SOBRE A OCA Nome: Pavilhão Lucas Nogueira Garcez Localização: Conjunto Arquitetônico do Parque Ibirapuera Extensão: 10 mil metros2 de área construída Restaurado em 2000, voltando ao projeto inicial de Niemeyer Diferencial: sistema de ar condicionado especial, c/ manutenção da temperatura ambiente em níveis adequados, sem umidade, transformou a Oca “no maior museu climatizado do mundo”
  7. 7. SOBRE A EXPOSIÇÃO EM SÃO PAULO Local: OCA – Parque Ibirapuera Período: 15 de outubro a 15 de dezembro 2007 Horário de funcionamento: 9h as 22h (a confirmar) Ingresso Normal: R$10,00 Meia entrada: R$5,00 Grupos escolares/ONG e entidades sócio culturais terão valores diferenciados. Terão visitas monitoradas com guias
  8. 8. A EXPOSIÇÃO ITINERANTE A Itinerância será feita a partir do final de 2007. A proposta é que a exposição seja realizada em espaços projetados por Oscar Niemeyer. As cidades selecionadas para receberam a exposição itinerante são: Belo Horizonte Museu de Arte de Pampulha e Palácio das Artes Curitiba Museu Oscar Niemeyer, o Olho. Brasília Museu Nacional de Brasília Niterói Museu de Arte Contemporânea de Niterói
  9. 9. DESCRITIVO DA EXPOSIÇÃO Todo o projeto da exposição foi dividido em 4 grandes momentos onde o visitante poderá imergir na obra e vida do Arquiteto acompanhando sua evolução e influência no Brasil e no mundo.
  10. 10. 1. ENCANTAMENTO DA FORMA A mostra reunirá desenhos arquitetônicos, maquetes, croquis, plantas, fotografias e elementos escultóricos extraídos das formas criadas por Niemeyer. O objetivo é apresentar um amplo painel da produção do artista, subdivido em 8 módulos:
  11. 11. 1.1 Projetos Iniciais Os primeiros trabalhos na década de 30, a participação na equipe de Le Corbusier e o projeto do Ministério da Educação. A concepção poética em seu nascimento, a “Obra do Berço” nome evocativo e premonitório do surgimento de uma linguagem modernista peculiar. 1.2 Conjunto da Pampulha- MG A afirmação de uma linguagem poética moderna, com técnicas, elementos estruturais e sensibilidade brasileira. Uma nova etapa do modernismo internacional, menos rígida, de influência barroca, valorizando curvas, movimento e sensualidade.
  12. 12. 1.3 Brasília A apoteose modernista. O desafio na construção de uma nova cidade: a capital brasileira no interior do país, em pleno Planalto Central. A arquitetura-espetáculo, a elaboração de uma iconografia que une e identifica um país. A consagração. 1.4 Arquitetura jardim: O Parque do Ibirapuera Eleito pelos paulistanos o principal espaço de lazer da cidade, abriga um importante conjunto arquitetônico formado pela Bienal, Oca, Detran, MAM, pavilhões que já sediaram Prefeitura e Prodam, além de um Teatro, inaugurado em 2005.
  13. 13. 1.6 Retorno ao Brasil Os anos 80. Sambódromo e CIEPs. Novos projetos para Brasília, a afirmação de uma cidade e seu reencontro com a democracia. Novos projetos para São Paulo, a integração da comunidade com a arte de cimento, O Memorial da América Latina. 1.5 Projetos no Exterior As viagens a partir de 1963. O exílio. A maturidade artística e profissional de Niemeyer. A curva como elemento estruturador. A poesia e a leveza do concreto armado. Prédio do Partido Comunista Francês e a Bolsa de Trabalho de Bobigny, na França. As Universidades de Constantine e Argel, na Argélia.
  14. 14. 1.7 Arte Contemporânea Os anos 90. Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, um redesenho de suas curvas e conceitos, agora suspensos. O Caminho de Niemeyer (teatro,cinema, memorial, igreja), em Niterói. 1.8 Novo milênio Em plena atividade criativa, Niemeyer realiza projetos para Brasília (Museu de Arte do Brasil); Londres (Serpentine Gallery); Paris (Monumento a Santos Dumont); Espanha (Museu Príncipe de Astúrias); Brasil e Paraguai (Usinas de Itaipu); Alemanha (Parque Aquático de Potsdam).
  15. 15. 2. NIEMEYER E A ARTE MODERNA NO BRASIL A mostra reunirá obras de artistas plásticos brasileiros cujas produções se integram com a proposta estética elaborada por Niemeyer. As tentativas de diálogo entre o modernismo internacional e a tradição cultural brasileira sempre foi um desafio maior para os agentes e produtores culturais. Ressalve-se que entre as principais características da obra de Niemeyer está a permanente colaboração de artistas plásticos em seus projetos.
  16. 16. Tarsila do Amaral Candido Portinari Ismael Nery Di Cavalcanti Celso Antonio Paulo Werneck Alfredo Ceschiatti Mary Vieira Athos Bulcão Lygia Clark Bruno Giorgi Franz Weissmann Alfredo Volpi Tomie Ohtake Carlos Scliar João Câmara Marianne Peretti Waltércio Caldas Beatriz Milhazes Ernesto Neto
  17. 17. 3. UM HOMEM DE SEU TEMPO Ao longo de sua vida, Niemeyer não se limitou às atividades da prancheta. Atuando em diversas áreas, é considerado o mais importante artista e intelectual de nosso país. Participou intensamente da vida política brasileira, sempre em defesa da justiça social e dos menos favorecidos.
  18. 18. Elaboração de cartazes, folhetos e capas de livros ; Editor geral da revista Módulo; Idealização de cenários, móveis e objetos; Composição de sambas, tocando cavaquinho; Esculturas de caráter figurativo e abstrato; Criação de painéis cerâmicos. A mostra reunirá esse material, mostrando as faces criativas do arquiteto.
  19. 19. 4. FOTOBIOGRAFIA A infância do arquiteto no bairro de Laranjeiras, Rio de Janeiro, onde nasceu em 1907. As diversas fases de sua vida pessoal e profissional. Seu contato próximo com personalidades que desenharam a história do século passado e do que estamos vivendo tais como: Di Cavalcanti, Picasso, Calder, Henry Moore, Juscelino Kubitschek, George Pompidou, Fidel Castro, Ben Gurion, Boumedienne, Leonel Brizola, Jean Paul Sartre, André Malraux, Grahan Greene, José Saramago, Jorge Amado, Darcy Ribeiro, entre tantos outros.
  20. 20. EXTRA - MATERIAL GRÁFICO Durante a exposição, programa-se o lançamento de um catálogo sobre a trajetória do Arquiteto, totalmente inovador quanto ao conteúdo e plasticamente realizado sob o mesmo padrão de excelência que se verifica em todas as publicações produzidas pelo Instituto Tomie Ohtake.
  21. 21. Curador e Autor da Publicação Marcus de Lontra Costa, Rio de Janeiro, 1954 Formação Estudos no Colégio Estácio de Sá, Colégio André Mauro, Santo Agostinho e Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Experiência Profissional Secretário Municipal de Cultura de Nova Iguaçu, RJ 2006 Sócio Diretor da LONTRA Produções Culturais 1998 até o presente Diretor do Museu de Arte Moderna Recife, Pe 1997/2000 Curador Chefe do Museu de Arte Moderna, RJ 1990/97 Diretor do Museu de Arte Moderna de Brasília 1990 Atividades Paralelas Professor convidado pela Universidade Federal de Brasília, Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Federal de Alagoas, Universidade de Goiás. Ministrou cursos sobre arte moderna em diversas capitais e palestras sobre Arte Moderna Brasileira em vários países. Convidado pelo governo da França, trabalhou na equipe de curadores do Centro Georges Pompidou e na Fundação Cartier, em Paris. Recebeu o Prêmio Estácio de Sá, Governo do Estado do Rio de Janeiro (1993).
  22. 22. IMPRESSOS Oscar Niemeyer, além de ampla atuação no Brasil, tem também destacada atuação no mundo, representando o país em sua magnitude e criatividade. Características técnicas do Catálogo: Número de páginas: 200 aproximadamente Convites Formato fechado: 20x20cm Formato fechado: 22,5 x 15 cm Formato aberto: 20x40cm Formato aberto: 31 x 22,5 cm Impresso a cores Impresso às cores, 4 x 4 Papel couchê fosco: 150 gramas Papel couchê fosco Aproximadamente 200 imagens Tiragem: 4.000 unidades (por local) Tiragem: 3.000 exemplares Flyers Formato fechado: 22,5 x 7,8 cm Formato aberto: 31 x 22,5 cm Impresso a cores, 4 x 4, 4 lâminas Papel couchê fosco Tiragem: 5.000 unidades (por local)
  23. 23. COTAS DE INVESTIMENTO – SÃO PAULO O projeto apresenta 2 formatos de captação (patrocínio e apoio) e está aprovado na Lei Rouanet e sua empresa terá isenção de 100% sobre o investimento, o que significa o retorno total do valor investido
  24. 24. 1. PLATINUM - COTA ÚNICA -Logomarca da empresa, em todo o material de divulgação do evento, como: outdoors, cartazes, convites, flyers, TV, rádio, jornais, revistas e Internet. - Aplicação com destaque da logomarca e da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, na 4ª capa do catálogo da exposição. - Inserção de texto institucional do patrocinador nas páginas iniciais do catálogo da exposição. -A logomarca da empresa, como patrocinadora do evento, será incluída em banner no local da exposição. -Stand com metragem padrão para divulgação de seus produtos e/ou serviços -Logomarca em destaque no site do Instituto Tomie Othake durante a exposição -Direito de uso de imagens relativas a exposição em mídias on e offline. Geração de conteúdo para uso posterior. -Citação obrigatória em todas as entrevistas e releases passados para a mídia
  25. 25. 1. PLATINUM - Evento exclusivo para convidados do patrocinador, em data anterior à inauguração da exposição. - Cessão de 400 convites para o evento de inauguração. - Cessão de 300 exemplares do catálogo da exposição. Obs: o envio ao MinC de 10% da tiragem do catálogo, com custo de entrega a cargo do proponente. (obrigatório) DIFERENCIAL: programação de ateliês e de visitas monitoradas gratuitas semanais para escolas públicas, privadas, ONGs, entidades culturais e educativas que desenvolvam atividades com o Patrocinador, durante o prazo de vigência do contrato . COTA ÚNICA E EXCLUSIVA – R$ 2.194.400,00
  26. 26. 2. GOLD – 2 COTAS - Logomarca da empresa, em todo o material de divulgação do evento, como: outdoors, cartazes, convites, flyers, TV, rádio, jornais, revistas e Internet. - Aplicação com destaque da logomarca e a da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, na 4ª capa do catálogo da exposição e no banner no local. - Logomarca em destaque no site do Instituto Tomie Othake durante a exposição. - Menção como apoiadora do evento, junto a imprensa em entrevistas e releases - Uso da imagens relativas à exposição para geração de conteúdo on e off line. -Stand dentro da OCA em tamanho padrão (50%), para divulgação da marca ESPECIAL - Cessão de 200 convites para o evento de inauguração. - Cessão de 150 exemplares do catálogo da exposição. Obs: o envio ao MinC de 10% da tiragem do catálogo, com custo de entrega a cargo do proponente. (obrigatório) DIFERENCIAL: programação de ateliês e de visitas monitoradas gratuitas para escolas públicas, privadas e ONGs que desenvolvam atividades com o Patrocinador, durante o prazo de vigência do contrato 2 COTAS – R$ 1.097.200,00 CADA
  27. 27. APOIADORES – 6 COTAS ( Apoio Cultural) Grupos de empresas que estarão contribuindo para manutenção e divulgação da exposição. - Logomarca da empresa, como apoio, em todo o material de divulgação do evento, como: outdoors, cartazes, convites, flyers, TV, rádio, jornais, revistas e Internet. - Aplicação como apoio da logomarca e a da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, na 4ª capa do catálogo da exposição e no banner no local. - Menção como apoiadora do evento, junto a imprensa em entrevistas e releases ESPECIAL Cessão de 100 convites para o evento de inauguração. Cessão de 100 exemplares do catálogo da exposição. Obs: o envio ao MinC de 10% da tiragem do catálogo, com custo de entrega a cargo do proponente. (obrigatório) 6 Cotas – RS 250.000,00 CADA
  28. 28. RESUMO DAS FORMAS DE INVESTIMENTO Local – OCA – Parque do Ibirapuera - São Paulo INVESTIMENTO Opção 1 – PLATINUM 1 Cota – R$ 2.194.400,00 Opção 2 – TOP 2 Cotas – R$ 1.097.200,00 Extra – APOIADORES 6 Cotas – RS 250.000,00 Sua empresa terá isenção de 100% sobre o investimento, projeto aprovado pela Lei Rouanet, retorno total do valor investido.
  29. 29. COTAS DE INVESTIMENTO – ITINERANTE O projeto apresenta 2 formatos de captação(patrocínio e apoio) e está aprovado na Lei Rouanet e sua empresa terá isenção de 100% sobre o investimento, o que significa o retorno total do valor investido
  30. 30. EXPOSIÇÃO ITINERANTE - NITERÓI Museu de Arte Contemporânea (Niterói). As formas de investimento se assemelham as propostas para São Paulo porém com os seguintes custos para cada cota: Cotas de Investimento: PLATINUM cota única/exclusiva - R$ 1.000.000,00 GOLD 2 cotas - R$ 500.000,00 cada APOIADORES 5 cotas – R$ 100.000,00 cada
  31. 31. EXPOSIÇÃO ITINERANTE - BRASILIA Museu Nacional de Brasília As formas de investimento se assemelham as propostas para São Paulo porém com os seguintes custos para cada cota: Cotas de Investimento: PLATINUM cota única/exclusiva - R$ 1.000.000,00 GOLD 2 cotas - R$ 500.000,00 cada APOIADORES 6 cotas – R$ 100.000,00 cada
  32. 32. Contato: Daniel Simões daniel@msmidias.com.br (11)83626868

×