http://www.amory.com.br
Amory Management Consulting
Professor Federico Amory
Amory Serviços Ltda. | Confidential
Respostas...
http://www.amory.com.br
Amory Management Consulting
Professor Federico Amory
Amory Serviços Ltda. | Confidential
O reconhe...
http://www.amory.com.br
Amory Management Consulting
Professor Federico Amory
Amory Serviços Ltda. | Confidential
O bom líd...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Qual o gerente mais valorizado nas empresas, o planejador ou o 'apagador de incêndios"??

388 visualizações

Publicada em

Ainda existem empresas, de vários tamanhos, que valorizam mais o gerente que resolve tudo (sem importar como), o famoso "apagador de incêndios", do que o planejador visionário, que se antecipa aos problemas, atua mais proativamente e que por algum motivo, os resultados não aparecem de imediato.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
388
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Qual o gerente mais valorizado nas empresas, o planejador ou o 'apagador de incêndios"??

  1. 1. http://www.amory.com.br Amory Management Consulting Professor Federico Amory Amory Serviços Ltda. | Confidential Respostas a um repórter . . . . Qual é o gerente mais valorizado o Planejador ou o “apagador de incêndio”? 1) Para as empresas, quais as vantagens de evitar o incêndio em vez de sempre apagá-lo? A principal vantagem é a prevenção - todo mundo concorda que prevenir é sempre melhor do que remediar. Existem muitos problemas que podem ser evitados, antes mesmo deles aparecerem, por exemplo: faltou dinheiro para pagar o decimo terceiro dos funcionários? Basta fazer uma previsão do fluxo de caixa da empresa, incluindo uma conta específica chamada “provisão para décimo terceiro “, colocando todo mês o 1/12 do valor total, assim quando chegar a época de pagar, o dinheiro estará disponível. Outro exemplo: existem muitas reclamações de clientes insatisfeitos, os quais se manifestam de diversas formas, basta treinar as pessoas que mantem algum tipo de contato com o cliente, criar os mecanismos, os meios e as estatísticas para conhecer e acompanhar estas reclamações; fazendo inclusive, pesquisas rápidas e periódicas de satisfação, para confirmar sua diminuição ou eliminação. Imagine por um minuto, como seria o resultado final da construção de um prédio, se logo de imediato iniciasse a construção, sem fazer as plantas, sem fazer os cálculos, em fim, sem fazer o planejamento realizado pelos arquitetos e engenheiros – seria um desastre! 2) Muitos líderes que evitam o incêndio acabam não aparecendo tanto quanto aqueles que apagam o incêndio, justamente pela visibilidade que essa última situação costuma dar. O líder bom de planejamento pode fazer algo diferente para ter o devido reconhecimento?
  2. 2. http://www.amory.com.br Amory Management Consulting Professor Federico Amory Amory Serviços Ltda. | Confidential O reconhecimento depende mais do líder ou superior imediato, do que do próprio gestor ou funcionário, e realmente, em organizações que não existe uma política sistemática de avaliação do desempenho, o improvisador “bem sucedido”, geralmente comunicativo e eloquente também, se destaca muito mais. Isto por que a cultura predominante da organização, de alguma forma permitida pelo empresário ou líder principal, é a cultura da improvisação ou “apaga incêndio”. Por outro lado, um empresário ou gerente que não tem o hábito de planejar, não deveria ser chamado de líder. Uma das principais características do verdadeiro líder é a prevenção e a proatividade, necessária para dirigir e proteger seus liderados. Ele se prepara melhor, se adéqua e se antecipa aos acontecimentos, pois sabe, que a única coisa constante neste universo, é a mudança. Resumindo, não basta ser excelente em plnejamento, é preciso saber resolver problemas (apagar incêndios) também, agora, se mesmo assim não houver um reconhecimento justo a melhor decisão a fazer é procurar outra empresa, onde o líder saiba dar valor e explorar todo o seu potencial. Atenção!!! Um bom planejamento não vale nada se não gerar resultados positivos para a empresa. 3) Em geral, quais as grandes virtudes dos líderes bons de planejamento? Qual o segredo deles para evitar o incêndio? O hábito de planejar faz parte da cultura da pessoa, pouco a ver com o grau de instrução. As principais virtudes de um bom planejador é a prevenção de problemas, a de aprender com erros próprios (e dos outros), se arriscar com precaução, a de corrigir o problema, ou seja, “apagar o incêndio”, mas também corrigir ou eliminar as origens desse problema, evitando que não aconteça mais, a de atuar pro-ativa mente, a de ampliar a visão, enxergando os diferentes cenários, a de se focar e priorizar as situações urgentes, mas sem esquecer as importantes, a criatividade, a inovação, a melhoria continua; sabendo que sempre é possível fazer melhor com menos e em menos tempo . . . e principalmente, a de valorizar as pessoas e aprender a tirar o melhor de cada subordinado. Um dos segredos do bom planejador é que está sempre vários passos a frente dos outros, justamente pela sua visão ampla e profunda. Ele pode construir qualquer realidade, desde uma melhor rotina de trabalho, até um lindo prédio, basta ter os recursos necessários e compreender com precisão o resultados final desejado pelo seu líder. 4) Sinta-se à vontade para acrescentar outros pontos sobre o assunto.
  3. 3. http://www.amory.com.br Amory Management Consulting Professor Federico Amory Amory Serviços Ltda. | Confidential O bom líder é pago para gerar resultados – é isso que o empresário precisa. Não adianta ter iniciativa somente, é preciso ter “acabativa” também. Muitos gestores não tem tempo nem para almoçar, pois vivem “ocupados” com atividades que não agregam valor, que não geram resultados concretos para a empresa, começam mudanças e melhorias a toda hora, mas não vão até o final para avaliar se a ideia era boa ou não. Já vi muitas iniciativas excelentes sendo descartadas, pelo simples fato que não gerou os resultados esperados no curtíssimo prazo ou por que alguém se manifestou contra, alegando motivos aparentemente plausíveis. Acabam sendo “engolidos” pela trabalho do dia a dia, pela mesmice, pelas atividades urgentes e pelo conforto da rotina. Não é possível querer que os resultados melhorem, se continuamos trabalhando da mesma forma. É necessário se arriscar, planejar, testar, se aventurar em outros caminhos, para conquistar melhores resultados. Essa é a principal virtude do bom planejador, cabe ao líder saber explorar esse potencial. Espero ter ajudado . . . .

×