Talher Vermelho - Excelência em Restaurantes

519 visualizações

Publicada em

Apresentação breve acerca do modelo de negócios da Consultoria e Assessoria Talher Vermelho - Excelência em Restaurantes.

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
519
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Talher Vermelho - Excelência em Restaurantes

  1. 1. Apresentação Institucional
  2. 2. Como surgimos? • Sócios • Trabalho anterior com consultoria • Afinidade com área de alimentação • Inconformismo com as deficiências do mercado • Desenvolvimento de um modelo de negócio
  3. 3. O que vemos? • Má fama acerca do atendimento “Salvador precisa melhorar muito (...) o atendimento. Você entra nos lugares, as pessoas estão fazendo o favor de te atender” • Fiscalização não efetiva e displicência Mais de 60% dos consumidores locais, turistas e empresários do ramo consideram a Higiene e Limpeza como fatores decisivos na escolha de um estabelecimento Fonte de dados: CAMINHOS DO SABOR, Salvador/BA, 2009 – ABRASEL-BA
  4. 4. O que vemos? • Limitação de gestores – tempo, habilidades, vícios, etc. Nenhum gestor consegue vivenciar a experiência do cliente. Seus vícios, funcionários, métodos e sistemas não permitem isso, levando à não percepção de pontos importantes para quem gera sua receita. • Mercado incipiente e possibilidade de diferenciação 43,4% dos consumidores locais classifica os estabelecimentos do setor em Salvador como Regular. Principal motivo: demora e falta de qualidade no atendimento. Ainda assim, cerca de 70% vai a bares e restaurantes pelo menos uma vez na semana. Fonte de dados: CAMINHOS DO SABOR, Salvador/BA, 2009 – ABRASEL-BA
  5. 5. Como melhorar?
  6. 6. Como melhorar? CONSULTORIA
  7. 7. Como melhorar? CONSULTORIA Mas por que contratar uma consultoria se já possuo clientes e razoável fluxo de caixa?
  8. 8. Como melhorar? CONSULTORIA Mas por que contratar uma consultoria se já possuo clientes e razoável fluxo de caixa? Não se trata de quanto se ganha... se trata de quanto é possível ganhar!
  9. 9. Consultoria Não se trata de quanto se ganha... se trata de quanto é possível ganhar! _____________________________________________________________
  10. 10. Consultoria Não se trata de quanto se ganha... se trata de quanto é possível ganhar! _____________________________________________________________
  11. 11. Consultoria Não se trata de quanto se ganha... se trata de quanto é possível ganhar! _____________________________________________________________ COMO?
  12. 12. Consultoria Não se trata de quanto se ganha... se trata de quanto é possível ganhar! _____________________________________________________________ Olhar técnico e direcionado Quem entende mais de gastronomia que o gastrônomo? Quem irá definir a necessidade de uma reestruturação arquitetônica melhor que um arquiteto?
  13. 13. Consultoria Não se trata de quanto se ganha... se trata de quanto é possível ganhar! _____________________________________________________________ Parâmetro de mercado; Crescer 20% ao ano é bom? E se seu setor cresce a 50%, seu crescimento continua sendo bom? Quem disse que o cliente não repara naquele erro que você pensa ser imperceptível?
  14. 14. Consultoria Não se trata de quanto se ganha... se trata de quanto é possível ganhar! _____________________________________________________________ Pensamento e ação “fora da caixa”; O dono do estabelecimento nunca vai conseguir ter a mesma experiência de seu cliente Após anos fazendo o mesmo processo, será que um gestor conseguiria identificar formas de melhoria?
  15. 15. Quem presta consultoria atualmente? • Consultorias não especializadas – muito generalista Custo de aprendizado / geração de resultado Quantas mesas um garçom atende? Quais as normas e aplicabilidade da legislação sanitária vigente? Quais os softwares mais utilizados? Quais os impactos em rever o portfólio de pratos/bebidas?
  16. 16. Quem presta consultoria atualmente? • Profissionais autônomos – muito específico Arquitetos podem projetar salões muito espaçosos, mas... que comportam mais clientes que a cozinha pode atender, considerando fluxo de trabalho e equipamentos. Designers podem fazer uma belíssima marca, mas... que não se comunica com o segmento de clientes definido ou sem passar a essência definida em cardápio ou ambiente.
  17. 17. E a Talher Vermelho? Proposta de maior valor agregado por diagnóstico holístico • Propomos um serviço apenas após diagnosticar sua real necessidade • Processo • Cliente oculto • Entrevista com gestor • Diagnósticos específicos (cozinha, arquitetura, etc.)
  18. 18. E a Talher Vermelho? Um bom profissional gera um bom resultado. Vários bons profissionais geram resultados excelentes! • Associados das áreas mais importantes trabalhando juntos • Projetos são sempre orientados por associados auxiliares • Exemplo: um projeto arquitetônico de restaurante será auxiliado por um chef de cozinha; • Reuniões periódicas para brainstorms • Diversas visões agregando valor para o projeto;
  19. 19. E a Talher Vermelho? Buscamos solucionar, não indicar soluções. • Parceria e treinamento com maiores empresas de automação do setor; • Os serviços são prestados por profissionais da Talher Vermelho, não por profissionais indicados; • Realizamos assessoria das mudanças propostas;
  20. 20. Dúvidas frequentes • Como é feito o diagnóstico? • O primeiro diagnóstico, utilizado para realizar a proposta, é composto de, pelo menos, uma entrevista com o gestor e um cliente oculto, a depender da necessidade do estabelecimento. • O que é um cliente oculto? • Método de coleta de dados, onde os funcionários não conhecem os consultores e agem normalmente. No caso da Talher Vermelho, a completude desse cliente oculto permite entender como o cliente, seja o menos ou o mais observador, percebe seu estabelecimento.
  21. 21. Dúvidas frequentes • Quem são seus associados? • São profissionais de diversas áreas (chef, nutricionista, arquiteto, designer, etc.) que já possuem experiência na área de bares e restaurantes e compartilham o desejo de elevar o nível desse mercado na Bahia. O modelo de associados nos permite criar um ambiente de trabalho de excelência em equipe, não submetendo o cliente à possibilidade de falha de terceirizados indicados. • Quanto custa e quanto tempo dura um projeto? • Não apresentamos nenhuma proposta ou estimativa antes de realizar um diagnóstico, então o custo e a duração do projeto dependem desta etapa.
  22. 22. Luis Henrique Pires Filipe Gonçalves Sócio Consultor Sócio Consultor 71 9103 3801 lhpires@talhervermelho.com.br 71 9124 6264 | 71 8899 7752 filipe.goncalves@talhervermelho.com.br www.talhervermelho.com.br

×