UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA - UFU
FAUeD- DESIGN- SEMIÓTICA- DOCENTE: LUIS EDUARDO
DISCENTES: ANA BEATRIZ- ANA FLAVI...
INFLÊNCIA DA COR NA CIDADE

Discentes: Ana Beatriz Vilela;
Ana Flávia Gonçalves;
Fiama Kauari;
Letícia Vasconcelos;
Nathye...
Resumo: Em análise geral, na arquitetura em si a predominância é de
cores próximas a tons neutros tanto no bairro residenc...
percepção dos recursos de cor na representação de informações, sendo assim
coloca-se nossa análise.
As cores provocam estí...
A cor, quando ocupa o espaço destacado e adequado, adquire uma
simbologia e pode ser utilizada a favor da informação e da ...
arquitetura, mais especificamente no portal de entrada, a utilização do amarelo
funciona e remete a um “portal da felicida...
Imagem 3 - Hosana Baby

Avenida Floriano Peixoto / Rua Quintino Bocaiúva Centro. Uberlândia

Analisando a loja Hosana Baby...
Imagem 4 - Bretas

Avenida Afonso Pena, Centro. Uberlândia

Neste caso, algumas das cores utilizadas na publicidade foram ...
APLICAÇÃO DE CORES NO BAIRRO RESIDENCIAL MORADA DA COLINA

Imagem 5 - Vista panorâmica do bairro Morada da Colina

O bairr...
Imagem 6 - Paleta de cores referente ao bairro Morada da Colina

87% cores neutras

13% cores
saturadas

LEGENDA:
35% Bran...
impostas pelo modismo, que atualmente declara o branco como a cor que
transmite elegância e status, agregando à edificação...
Imagem 7 – Residências em tons de branco

Imagem 8 – Residência em tom pastel
Durante as análises cromáticas dos bairros selecionados tendo como alvo de
pesquisa o uso da cor em estabelecimentos comer...
tintas em tons de claros, pois tem um custo menor comparado as demais tintas,
sua durabilidade é maior comparada as mais s...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Artigo Cores na Cidade

475 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
475
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
60
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Artigo Cores na Cidade

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA - UFU FAUeD- DESIGN- SEMIÓTICA- DOCENTE: LUIS EDUARDO DISCENTES: ANA BEATRIZ- ANA FLAVIA- FIAMA KAUARI- LETICIA VASCONCELOS- NATHYELLE XAVIER- TAUANE PEREIRA
  2. 2. INFLÊNCIA DA COR NA CIDADE Discentes: Ana Beatriz Vilela; Ana Flávia Gonçalves; Fiama Kauari; Letícia Vasconcelos; Nathyelle Xavier; Tauane Pereira.
  3. 3. Resumo: Em análise geral, na arquitetura em si a predominância é de cores próximas a tons neutros tanto no bairro residencial (bairro morada da colina 87%) quanto no comercial (centro 69%), como o Branco Gelo; e tons pastéis como, Palha, Areia, cores que se repete em ambos. No centro a comunicação visual utilizada nos anúncios publicitários, se destaca diante aos edificios causado pelo contraste de suas cores havendo uma variação, sendo 31% as cores mais saturadas que se encontra em pontos comerciais, cores que em geral chama o olhar e atrai; atiça os sentidos provocando estimulos para reações e ações desejadas, utilizadas pelos comerciantes como ferramenta de comunicação. O bairro fica em uma cor quase uniforme, se observada de longe, o branco predomina, mas logo a variação de tons pode ser notada, cores sempre pouco saturadas, assim atuam condizendo com o lar, sobre o conforto e bonança, isso por sua comunicação com o olhar sem trazer grande impacto e agressão aos sentidos obtendo mais aceitação. Palavras-chaves: Análise Cromática, Branco, Comunicação Visual, Cores, Monocromático, Tonalidades. INTRODUÇÃO Perante as questões relacionadas ao simbolismo e da constituição da linguagem especifica das cores, é possível apreender o uso das cores nas informações que recebemos constantemente nas ruas de nossa cidade. Embora os códigos de procedimento das cores sejam iguais, o efeito pode não ser semelhante, sendo assim colocamo-nos, diante das questões a respeito da arbitrariedade da linguagem, onde é admitido o aparecimento de diferenças nas aplicações com certa distância no espaço e no espaço temporal, para compreender esta divergência decomposição para a apropriada aplicação e
  4. 4. percepção dos recursos de cor na representação de informações, sendo assim coloca-se nossa análise. As cores provocam estímulos e reações em quem às percebe e podem ser associadas a lembranças, sentimentos e ideias, elas provocam estímulos físicos, exercendo diretamente na sensibilidade humana, atingindo a parte motivacional e levando o indivíduo a reagir. “A cor deve ser vista, com toda sua potencialidade, como uma informação” (FERRAZ, Aline, 2008 p.40) Desta forma pode-se tomar partido desta capacidade da cor, para coordenar coisas e situações, a cor deve faciltar orientação no espaço. APLICAÇÃO DE CORES NO CENTRO DE UBERLÂNDIA De acordo com a avaliação realizada no bairro centro de Uberlândia, com uma amostragem mais restrita, que se situa na Avenida Afonso Pena, Avenida Floriano Peixoto e Avenida João Pinheiro, notou-se que a paleta de cor predominante fica em torno de tons neutros com 69%, estes aprentam tonalidades terrias, identificam-se algumas cores como o Branco Gelo, Palha, Areia e Camurça, referente aos tons saturados, estes apresentam apenas 31% da paleta. É importante ressaltar que esta paleta refere-se à arquitetura em si, pois no setor centro nota-se a distinção entre a arquitetura e a comunicação visual utilizada nos anúncios publicitários, estes apresentam grande saturação. “A utilização de cores como elementos visuais para estimular a precepção e traduzir significados tem sido frequentemente utilizada em anúncios publicitários por sua capacidade de influenciar diretamente as emoções e as atitudes do consumidor” (SAMARA, MORSCH, 2005 p.125). As cores saturadas, presentes na comunicação visual, são utilizadas propositalmente para atrair as pessoas que circulam pelas ruas. Pois a maneira com que a cor é empregada influencia no estímulo e impulso de compra, atrai a atenção e induz as pessoas a parar para entrar no estabelecimento e analisar o produto.
  5. 5. A cor, quando ocupa o espaço destacado e adequado, adquire uma simbologia e pode ser utilizada a favor da informação e da comunicação. (Guimarães, 2004 p.137) Desta maneira, conforme Guimarães, 2004 a possibilidade de admitir muitas interpretações, é uma característica fundamental da cor. Entretanto, é possível obter-se uma significação precisa para determinada cor em determinado contexto cultural, sendo assim veremos a seguir cada caso. Imagem 1 - Triângulo da Sorte A v e n id a J o ã o P in h e ir o , C e n tr o . U b e r lâ n d ia Neste caso temos a aplicação de cores na publicidade e na arquitetura, analisando primeiramente o cartaz percebe-se que há uma coerência no uso do vermelho, laranja e amarelo, devido a associação afetiva que cada uma da cores traz. O uso do laranja, assim como o amarelo que representa o ouro e o poder, representa a bonança e a riqueza, aludindo aos benefícios proporcionado pelo produto comercializado, além de promover uma sensação de alegria e pensamentos agradáveis induzindo a pessoa a pensar como seria sua vida depois de premiada, neste sentido, o vermelho é introduzido para sugerir motivação (neste caso, na compra) ao mesmo tempo provocando uma excitação e disposição a agir. Em continuação do uso da cor, desta vez empregada na
  6. 6. arquitetura, mais especificamente no portal de entrada, a utilização do amarelo funciona e remete a um “portal da felicidade”, a passagem do lado de fora para dentro acarreta uma associação afetiva de gozo, esperança e idealismo impondo todas as sensações que o cliente sentirá ao adentrar naquele local. Imagem 2 – Real Café A v e n id a A fo n s o P e n a , C e n tr o . U b e r lâ n d ia A utilização do marrom neste caso condiz com o produto comercializado, já que o marrom esta associado a cor da terra, o outro objetivo é reforçar o caráter de enraizamento e a criação de fundações firmes para o futuro, remetendo o intuito do estabelecimento, que é de instalar-se por muito tempo no local.
  7. 7. Imagem 3 - Hosana Baby Avenida Floriano Peixoto / Rua Quintino Bocaiúva Centro. Uberlândia Analisando a loja Hosana Baby, percebe a associação correta da cor rosa aplicada na arquitetura em relação ao produto comercializado. O rosa avaliado apresenta uma tonalidade suave, cor indicada para espaços que vendem produtos direcionados para mulheres, público alvo da loja em questão, as mães, o rosa esta associado à ternura a sensibilidade à feminilidade, assim como o anúncio publicitário que utiliza as cores azul e rosa, sem saturação, cores indicadas para produtos de bebe e que estão associadas à maternidade.
  8. 8. Imagem 4 - Bretas Avenida Afonso Pena, Centro. Uberlândia Neste caso, algumas das cores utilizadas na publicidade foram também empregadas no edifício. Estas cores são o laranja e o verde. Quando analisado os produtos oferecidos por este comércio, neste caso um supermercado, pode se perceber a utilização correta destas cores, sendo o laranja considerado estimulante e causador de apetite, e o verde caracterizador de azeites, verduras, frutas e similares.
  9. 9. APLICAÇÃO DE CORES NO BAIRRO RESIDENCIAL MORADA DA COLINA Imagem 5 - Vista panorâmica do bairro Morada da Colina O bairro Morada da Colina situa-se no setor sul de Uberlândia, sendo caracterizado pela predominância de residências de cores neutras como o Branco Gelo e Sombra Branca; e tons pastéis que abrangem as tintas de cor Areia, Palha, Cromo Suave e Primavera; que contam com 87% da paleta de cores geral do bairro. As cores saturadas responsáveis por 13% da amostragem da paleta aparecem com maior imponência em edificações pontuais de caráter comercial, tendo como função atrair o olhar do transeunte e marcar visualmente o bairro, servindo como referência de orientação para os moradores da cidade.
  10. 10. Imagem 6 - Paleta de cores referente ao bairro Morada da Colina 87% cores neutras 13% cores saturadas LEGENDA: 35% Branco Gelo 20% Areia 625 (Coral) 10%Sombra Branca 8%Palha 544 (Coral) 4% Tangerina 83YR 44/540 (Coral) 7% Cromo Suave 503 1% Pepineiros do Sudeste 90 GY 08/187 (Coral) 4% Flamingo 354 (Coral) 2% Azul Profundo 156 (Coral) 2% Cerâmica 827 (Coral) 7% Primavera 90YY 69/419 (Coral) Analisando a simbologia das cores vemos que a cor branca transmite paz, conforto, pureza e limpeza. É chamada de "cor da luz" porque reflete todas as cores do espectro proporcionando uma clareza total. Um ambiente branco transmite frescura, calma e dá ideia de amplitude do espaço, proporcionando a sensação de liberdade. Em excesso, pode dar a impressão de frieza, vazio e impessoalidade. O branco oferece uma combinação perfeita com qualquer outra cor. As fachadas brancas conquistam o olhar ao longe. A tonalidade ilumina, amplia os espaços, exalta o projeto e realça sua localização em relação ao entorno. Independentemente do estilo arquitetônico, o branco torna o desenho elegante, nada simplório. A presença majoritária da cor branca nas edificações residenciais pode ser justificada por diferentes percepções vinculadas ao comportamento da população uberlandense, dentre elas a necessidade de seguir as tendências
  11. 11. impostas pelo modismo, que atualmente declara o branco como a cor que transmite elegância e status, agregando à edificação um caráter minimalista onde o “menos é mais”. Os aspectos econômicos também são fatores determinantes na aquisição de tintas em tons de branco, visto que seu custo benefício proporciona vantagens ao consumidor, pois seu preço de mercado é menor comparado as demais colorações que necessitam de maior quantidade de pigmentação para adquirir a cor e saturação desejada e a sua durabilidade é maior comparada as mais saturadas que desbotam com maior facilidade devido a incidência solar e a exposição a intempéries, exigindo maior manutenção. O uso de tons brancos também pode ser justificado por aspectos de conforto ambiental, onde destacamos sua habilidade de ampliar os espaços e de refletir toda a luz, minimizando a absorção de calor pela edificação. Devido a grande disseminação de conceitos de sustentabilidade ambiental que preza pela preservação e renovação da flora no ambiente urbano, o paisagismo tem conquistado espaço na composição das fachadas, criando uma proximidade maior do morador com a natureza e melhorando as condições do ar. Pensando nisso outra hipótese que ressalta o uso do branco e também de tons pastéis na pintura das edificações é a sua propriedade de servir como pauta harmonizadora para o paisagismo promovendo o seu destaque.
  12. 12. Imagem 7 – Residências em tons de branco Imagem 8 – Residência em tom pastel
  13. 13. Durante as análises cromáticas dos bairros selecionados tendo como alvo de pesquisa o uso da cor em estabelecimentos comerciais e residências foi feita uma entrevista com o gerente da loja de tintas, Auto Tintas União, o Senhor Juvenal, onde lhe foi questionado qual é a cor mais solicitada pelos clientes para pintar as edificações e se a escolha da determinada cor teria um motivo. De acordo com ele “As tendências das cores são muito variadas, na maioria das vezes os clientes buscam na moda uma referência para se atualizarem, ou seja, obras de destaque são o que norteia a escolha deles de um modo geral. O “branco gatinho”, por exemplo, esta sendo muito requisitado no momento, outras cores que vendem bastante são os tons pastéis, como areia e camurça, seguidos de palha e bianco sereno. Em condomínios horizontais, utiliza-se muitas cores claras, até mesmo brancos, quanto as obras comerciais, estas também utilizam com frequência esta cor. Acredito que especificadores indicam estas cores por refletir mais os raios solares e também para não mostrar muitos sinais de desbotamento e calcinação. Hoje com tecnologias avançadas o mercado dispõe de produtos de alta qualidade, tanto em cores e durabilidade, que na minha opinião poderiam ser mais explorados pelos especificadores.” SILVA, Juvenal Entrevista concedida pelo Gerente da Auto Tintas União. Uberlândia. Minas Gerais. Entrevistador: Fiama Kauari Conclusão As hipoteses sobre a preferencia das cores na cidade entram em divergencia por não seguir a mesma intenção, mas e possivel notar que cada uma delas contribui para a preferencias de tons que se repete, tanto em uma região comercial como residencial. Os tons neutros no espaço urbano comercial aparentemente tem a função de destacar a publicidade e o comercio que possui tons agressivos; e no residencial tem a função de trazer tranquilidade, aconchego e o requinte. Porém o que e mais considerado na escolha desses tons; primeiro seria pelos aspectos econômicos que também são fatores decisivos na obtenção de
  14. 14. tintas em tons de claros, pois tem um custo menor comparado as demais tintas, sua durabilidade é maior comparada as mais saturadas que desbotam mais, devido a incidência solar e a exposição à intempéries, exigindo maior manutenção. E depois pelo fato de que a pintura de cores claras nas superfícies externas de uma edificação aumenta a sua reflexão á radiação solar, evitando o aquecimento do edifício, lembrando que a região de analise e de clima quente. Mas isso quando a escolha não e feita de forma intuitiva. Referências FERRAZ, Aline Martins Faria. O uso das cores em publicidade: um estudo do caso Itaú. Monografia (Graduação em Comunicação Social, com habilitação em Publicidade e Propaganda) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Comunicação, 2008. GUIMARÃES, Luciano. A cor como informação: a construção biofísica, linguística e cultural da simbologia das cores. 3ª Ed. São Paulo: Annablume, 2004. GOLDMAN, Simão. Psicodinâmica das Cores. 5ª ed. São Paulo: La Salle, 1976. 1v. GOOGLE MAPS em https://maps.google.com.br/maps?hl=pt-BR&tab=wl acessado em agosto de 2013. SAMARA, Beatriz Santos; MORSCH, Marco Aurélio. Comportamento do Consumidor: Conceitos e Casos. São Paulo: Prentice Hall, 2005.

×