2013Comunicação e Expressão Aula 2 – Coesão Textual - Articulações sintáticas e        semânticas.     Professora: Michele...
Textualidade e Coesão        Comunicação  Sendo o homem um ser social, relaciona-se de modointerdependente com os indivídu...
Na expressão oral, o conteúdo deve ser exposto comideias claras, no nível de entendimento do seu interlocutor,usando vocab...
Ter ideias , entender o assunto de pouco adianta senão souber como comunicar seus conhecimentos. Issovale tanto na sua vid...
“Maria: devo ir ao Rio amanhã sem falta.   Quero que você me rezerve, um lugar ,à noite,   no trem das 8 para o Rio.”A sec...
Erros cometidos :1.   Reservar e não rezervar;2.   Abreviação de horas é “h”, 8h;3.   Comprar não reservar;4.   Pontuação ...
O bilhete deveria ter sido escrito assim:“ Maria: por favor, providencie, para mim umpassagem, em cabina com leito, no tre...
.        Textualidade e coesãoMecanismos de coesão textualUm texto não é uma unidade construída por umasoma de sentenças, ...
A maior parte das pessoas constrói razoavelmentea textualidade na língua oral, mas, quando se tratade escrever um texto, e...
Para evitar este desagradável procedimento é   necessário o uso de amplos recursos de que a língua   dispõem.Para entender...
Uma outra possibilidade seria utilizar palavras ouexpressões sinônimas dos termos que deverão serretomados em sentenças su...
Em uma apreciação positiva, poderíamos dar a 2 umaversão como:2c) João Paulo II esteve, ontem, em Varsóvia. Lá, SuaSantida...
Coesão lexical e clareza do textoComparemos as duas versões, a seguir, de ummesmo trecho:Versão 1O governo de muitos paíse...
Versão 2O governo de muitos países tem decidido liberar amaconha para uso doméstico. A Inglaterra agora fazvistas grossas ...
Fonte de consulta:ABREU, Antonio Suárez. Curso de Redação. 12ed.,São Paulo: Ática Universidade, 2004.Blikstein, Izidoro. T...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 2 coesao textual articulacoes sintaticas

4.612 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.612
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 2 coesao textual articulacoes sintaticas

  1. 1. 2013Comunicação e Expressão Aula 2 – Coesão Textual - Articulações sintáticas e semânticas. Professora: Michele Ap. Wolff Alexandre 1
  2. 2. Textualidade e Coesão Comunicação Sendo o homem um ser social, relaciona-se de modointerdependente com os indivíduos do grupo que vive. Aconvivência realiza-se pela comunicação, que pode sergestual, oral ou escrita. A eficácia determina a escolhada modalidade de que se utiliza; por vezes, combinam–se duas ou mais formas de comunicação. Os elementos que atuam ao se comunicar são: 2
  3. 3. Na expressão oral, o conteúdo deve ser exposto comideias claras, no nível de entendimento do seu interlocutor,usando vocabulário que lhe seja compreensível, emsequência lógica fácil de acompanhar.Na expressão escrita, além de se dominar o assunto, devehaver preocupação com uma cuidadosa organização dotexto: relacionar os itens pertinentes, selecionar os quepossibilitem uma planificação harmoniosa. A língua escritarequer mais organização das ideias e mais correçãogramatical ao se comunicar. Os erros aparecem mais, poisconta-se com a possibilidade de reler, de reexaminar otexto. 3
  4. 4. Ter ideias , entender o assunto de pouco adianta senão souber como comunicar seus conhecimentos. Issovale tanto na sua vida social quanto na profissional. Vocêterá mais facilidade de convivência e mais prestigio sesouber se comunicar bem, falando ou escrevendo. Para exemplificar isso, temos o seguinte bilheteredigido por um apressado gerente de uma grandeempresa. Ele precisava ir ao Rio de Janeiro para tratar dealguns negócios urgentes, mas por ter medo de viajar deavião, deixou o bilhete a seguir para a sua recémcontratada secretária. 4
  5. 5. “Maria: devo ir ao Rio amanhã sem falta. Quero que você me rezerve, um lugar ,à noite, no trem das 8 para o Rio.”A secretária ao ler o bilhete, franziu a testa e, com umacara desanimada e cheia de dúvidas, ficou pensando,pensando e resolveu fazer o que o chefe mandara.Foi , à noite, à estação ferroviária e reservou um lugar,para o dia seguinte, no trem das 8h da manhã.No entanto, ao chegar ao emprego, no dia seguinte, adedicada secretária encontra seu gerente bem tranquiloassinando seus papéis na mesma hora em que deveriaembarcar no trem. 5
  6. 6. Erros cometidos :1. Reservar e não rezervar;2. Abreviação de horas é “h”, 8h;3. Comprar não reservar;4. Pontuação confusa;5. Reservar 1) um lugar à noite (=lugar noturno) 2) à noite um lugar 6
  7. 7. O bilhete deveria ter sido escrito assim:“ Maria: por favor, providencie, para mim umpassagem, em cabina com leito, no trem da 20h deamanhã (4ª feira), para o Rio de Janeiro.Muito obrigado.”Três tropeços e três segredos1º bilhete errado = resposta errada2º mensagem correta = resposta correta3º “Com vinagre não se apanham moscas!” = não écom maus modos que vamos persuadir. 7
  8. 8. . Textualidade e coesãoMecanismos de coesão textualUm texto não é uma unidade construída por umasoma de sentenças, mas pelo encadeamentosemântico delas, criando, assim,uma tramasemântica a que damos o nome de textualidade. Oencadeamento semântico que produz a textualidadechama-se coesão.Ex: Pegue três maçãs, coloque-as sobre a mesa. ProfªMichele Ap. Wolff Alexandre 8
  9. 9. A maior parte das pessoas constrói razoavelmentea textualidade na língua oral, mas, quando se tratade escrever um texto, em geral se limitam a usar aspalavras mesmo e referido, produzindosequências do tipo:1. Pegue três maçãs. Coloque as mesmas sobre a mesa.2. João Paulo II esteve, ontem, em Varsóvia. Na referida cidade, o mesmo disse que a Igreja continuava a favor do celibato. 9
  10. 10. Para evitar este desagradável procedimento é necessário o uso de amplos recursos de que a língua dispõem.Para entender esses mecanismos, vejamos outras versões possíveis da sequência 2:2a) João Paulo II esteve, ontem, em Varsóvia. Lá, ele disse que a Igreja continua a favor do celibato. Esse processo de coesão se chama coesão por referência. As palavras responsáveis por esse tipo de coesão são os pronomes, que podem ser pessoais (ele, ela, nós, o, a, lhe, etc.), possessivos (meu, teu, seu, etc.), demonstrativos (este, esse, aquele, etc.), os advérbios de lugar e também os artigos definidos. 10
  11. 11. Uma outra possibilidade seria utilizar palavras ouexpressões sinônimas dos termos que deverão serretomados em sentenças subsequentes. 2b) João Paulo II esteve, ontem, em Varsóvia. Nacapital da Polônia, o papa disse que a Igrejacontinua a favor do celibato.Esse tipo de coesão, também conhecido comocoesão lexical, permite também àquele que escrevemanifestar sua atitude apreciativa, ou depreciativa,em relação aos termos – objetos da coesão. 11
  12. 12. Em uma apreciação positiva, poderíamos dar a 2 umaversão como:2c) João Paulo II esteve, ontem, em Varsóvia. Lá, SuaSantidade disse que a Igreja continua a favor docelibato.Numa apreciação negativa, poderíamos ter uma versãocomo:2d) João Paulo II esteve, ontem, em Varsóvia. Lá, omais recente aliado do capitalismo ocidental, disse quea Igreja continua a favor do celibato. 12
  13. 13. Coesão lexical e clareza do textoComparemos as duas versões, a seguir, de ummesmo trecho:Versão 1O governo de muitos países tem decidido liberar amaconha para uso doméstico. A Inglaterra agorafaz vistas grossas ao seu consumo. Ela deixará, apartir de agora, de efetuar prisões por seu portepara consumo próprio. Ela segue a tendênciaeuropéia de maior tolerância com os usuários dedrogas leves. 13
  14. 14. Versão 2O governo de muitos países tem decidido liberar amaconha para uso doméstico. A Inglaterra agora fazvistas grossas ao consumo da erva. As autoridadesinglesas deixarão, a partir de agora, de efetuar prisõespelo porte desse entorpecente para consumo próprio.O país segue a tendência européia de maior tolerânciacom os usuários de drogas leves. Na primeira versão, a coesão textual é realizada porpronomes como seu e ela, o que não conduz a umtexto claro. Na segunda, a coesão é construída pelacoesão lexical, com sinônimos. O resultado é um textobem mais claro. 14
  15. 15. Fonte de consulta:ABREU, Antonio Suárez. Curso de Redação. 12ed.,São Paulo: Ática Universidade, 2004.Blikstein, Izidoro. Técnicas de comunicaçãoescrita. 13 ed., São Paulo: Ática – Série PrincípiosNADÓLSKIS, Hêndricas. ComunicaçãoRedacional. 10 ed., São Paulo: Saraiva. 2004. 15

×