1 actividades para o desenvolvimento auto estima

6.139 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.139
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
147
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1 actividades para o desenvolvimento auto estima

  1. 1. Programa de Actividades para o Desenvolvimento da Auto-Estima
  2. 2. <ul><li>Se a criança/jovem </li></ul><ul><li>tem auto-controlo da sua conduta </li></ul><ul><li>tem sentimentos de segurança e </li></ul><ul><li>pertença adaptados </li></ul><ul><li>actua com autonomia e competência </li></ul><ul><li>- consegue uma clara definição da sua </li></ul><ul><li>identidade </li></ul><ul><li>tem uma linguagem interior positiva </li></ul><ul><li>tem um estilo atribuicional construtivo </li></ul>terá um boa opinião de si mesmo .
  3. 3. O Auto-conceito e a Auto-estima têm um papel importante na vida das pessoas . Influenciam: . O êxito e o fracasso . A satisfação consigo mesmo . O bem estar psíquico . Qualquer relação social. O Auto-conceito e a Auto-estima estão no centro dos acontecimentos pessoais e sociais de todo o indivíduo.
  4. 4. O Auto-conceito relaciona-se com: . os aspectos cognitivos . a percepção . a imagem que temos de nós próprios. A Auto-estima indica os aspectos avaliativos e afectivos. Estes dois conceitos relacionam-se e complementam-se
  5. 5. . Os êxitos e os fracassos . As avaliações e os comentários (de quem rodeia a criança) . O ambiente humano em que cresce . O estilo educativo de pais e professores . Os valores e modelos que a sociedade oferece MOLDAM DE FORMA QUASE IMPERCEPTÍVEL o AUTO-CONCEITO e a AUTO-ESTIMA
  6. 6. No AUTO-CONCEITO GERAL distinguem-se outros auto-conceitos mais concretos que se referem a áreas específicas da experiência. <ul><li>- Auto-conceito Académico </li></ul><ul><li>- Auto-conceito Social </li></ul><ul><li>Auto-conceito Pessoal e Emocional </li></ul><ul><li>Auto-conceito Físico </li></ul>Auto-conceito Académico é o resultado de todo o conjunto de experiências, êxitos, fracassos e avaliações académicas que o aluno tem ao longo dos anos escolares. Auto-conceito Social é a consequência das relações sociais, da sua habilidade para solucionar problemas e da adaptação e aceitação social.
  7. 7. Auto-conceito Pessoal e Emocional é o que se refere aos sentimentos de bem estar e satisfação, ao equilíbrio emocional, à aceitação de si mesmo, e à segurança e confiança nas suas possibilidades. Auto-conceito Físico é a percepção que tem, tanto da sua aparência e presença físicas como das suas habilidades e competências para qualquer tipo de actividade física .
  8. 8. Objectivo do Programa - Desenvolvimento do Auto-conceito e da Auto-estima <ul><li>Estratégias </li></ul><ul><li>Utilização de um conjunto de actividades que: </li></ul><ul><li>Incentivam a autonomia pessoal </li></ul><ul><li>Estimulam o sentido do esforço </li></ul><ul><li>e do auto-controlo </li></ul><ul><li>Provocam a reflexão sobre as </li></ul><ul><li>auto-percepções e as auto-avaliações </li></ul><ul><li>Favorecem a análise e o desenvolvimento da própria identidade </li></ul><ul><li>e o conhecimento das características pessoais e sociais </li></ul>
  9. 9. . As Actividades relacionam-se com: - Casos - Situações - Experiências da vida familiar, escolar, social. População Alvo Crianças e jovens a partir dos 8/9 anos Metodologia Reflexão e trabalho individual e de grupo .
  10. 10. Segurança e Pertença Sentido de Responsabilidade Autonomia e Responsabilidade Competência e Resolução de Problemas Linguagem interior, Auto-controlo e Atribuição causal O Auto-conceito e a Auto-estima são consequência de outras características e habilidades pessoais AUTO-CONCEITO e AUTO-ESTIMA
  11. 11. <ul><li>Quando uma pessoa </li></ul><ul><li>Tem sentimentos de segurança e de pertença </li></ul><ul><li>nas suas relações com os outros e com o meio. </li></ul><ul><li>Actua com um nível de autonomia adequado </li></ul><ul><li>à sua idade </li></ul><ul><li>Mostra-se competente e eficaz na solução </li></ul><ul><li>dos problemas que se lhe apresentam </li></ul><ul><li>Conhece a sua própria realidade e tem </li></ul><ul><li>consciência da sua identidade </li></ul><ul><li>Fala a si mesmo com uma linguagem positiva </li></ul><ul><li>Tem auto-controlo das suas reacções, impulsos </li></ul><ul><li>e conduta </li></ul><ul><li>É capaz de fazer atribuições objectivas e realistas sobre os resultados da sua actividade. </li></ul><ul><li>Esta pessoa está a construir as bases para uma Auto-estima positiva . </li></ul>
  12. 12. O Desenvolvimento do Programa, quando realizado em grupo, requer um ambiente adequado. senão pode acarretar mais prejuízos que benefícios . com: . . . . . - Respeito - Tolerância - Amizade Entre todos os elementos do grupo
  13. 13. <ul><li>A aplicação deste programa em grupo </li></ul><ul><li>exige que o responsável: </li></ul><ul><li>- Analise suas atitudes face aos elementos do grupo </li></ul><ul><li>e tenha em conta o valor que atribuiu à auto-estima </li></ul><ul><li>tanto para si como para os outros. </li></ul><ul><li>- Esteja convencido e aceite que o trabalho em grupo </li></ul><ul><li>pode favorecer muito a auto-estima dos elementos do </li></ul><ul><li>grupo. </li></ul><ul><li>- Saiba que o programa ainda que seja uma boa </li></ul><ul><li>ferramenta de trabalho não substitui a sua intervenção </li></ul><ul><li>enquanto professor ou técnico. </li></ul><ul><li>Analise e prepare as actividades com antecipação e </li></ul><ul><li>se aplique na execução das mesmas. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Tenha expectativas realistas </li></ul><ul><li>relativamente à eficácia do programa </li></ul><ul><li>A eficácia dependerá: </li></ul><ul><li>- da pessoa que o leva à prática </li></ul><ul><li>- da sua experiência </li></ul><ul><li>- da sua arte de: </li></ul><ul><li>. provocar e dirigir o o diálogo em grupo </li></ul><ul><li>. formular perguntas e provocar respostas </li></ul><ul><li>da sua habilidade para criar um ambiente </li></ul><ul><li>onde as crianças se sintam estimuladas a </li></ul><ul><li>participar e falar das suas experiências. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>As actividades apresentam-se em cinco blocos, </li></ul><ul><li>segundo as cinco características pessoais: </li></ul><ul><li>Identidade </li></ul><ul><li>Segurança e pertença </li></ul><ul><li>Autonomia e responsabilidade </li></ul><ul><li>Linguagem interior </li></ul><ul><li>Competência e solução de problemas . </li></ul><ul><li>As 61 actividades </li></ul><ul><li>apresentadas, </li></ul><ul><li>contêm: </li></ul><ul><li>Título, desenho e uma frase alusiva ao objectivo e conteúdo da actividade </li></ul><ul><li>Texto, breve com alguma instrução para centrar a atenção e motivar </li></ul><ul><li>para a realização da actividade </li></ul><ul><li>Questões (4 ou 5 na maioria dos casos) </li></ul><ul><li>Espaço para escrever a conclusão . </li></ul>Uma actividade semanal é considerado suficiente para os objectivos do programa. O tempo de 50 minutos é considerado suficiente para a duração da actividade.
  16. 16. Como realizar as actividades <ul><li>Os passos são os seguintes: </li></ul><ul><li>Seleccionar e apresentar a actividade, explicando o sentido geral </li></ul><ul><li>da mesma. </li></ul><ul><li>Ler o texto ou introdução e as perguntas, esclarecendo as dúvidas </li></ul><ul><li>e orientando o trabalho para evitar a excessiva dispersão. </li></ul><ul><li>A reflexão e as respostas são individuais e por escrito. </li></ul><ul><li>A discussão em grupo das respostas individuais será sempre sobre </li></ul><ul><li>a orientação do professor – clima humanizado. </li></ul><ul><li>Debater o comentário da frases que se encontra no final, quando </li></ul><ul><li>necessário. </li></ul><ul><li>Conclusão individual expressa por escrito, embora se possa elaborar </li></ul><ul><li>a conclusão também em grupo. </li></ul><ul><li>- Leitura por parte de alguns alunos da conclusão escrita. </li></ul>
  17. 17. As chaves para o sucesso do programa são : - Clima de relações pessoais favorável - Implicação do professor nos objectivos do programa - Boa preparação e adequada selecção e realização de actividades - Seguir a aplicação das propostas - Manter presente o objectivo essencial do programa – fio condutor, dando coesão às actividades.

×