Top picks 220413

254 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
254
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Top picks 220413

  1. 1. 22 de abril de 2013Panorama Semanal/Carteira - Top Picks/ Highlights/  RETROSPECTIVA - Semana difícil para todos. Alterações Semanais Performance Ativo  PERSPECTIVAS - Semana carregada. Última Atual Sem¹ 2013 Início²  TOP PICKS - Sem alterações. ALLL3 ALLL3 Top Picks 0,4% 16,0% 56,6%  ANÁLISE GRÁFICA - Ibovespa fecha a ITUB4 ITUB4 Ibovespa -0,1% -11,8% -20,1% semana com queda de 1,88%. ECOR3 ECOR3 Fo nte: XP A nálise e Eco no matica ¹P erfo rmance desde 22 de abril de 2013 AMBV4 AMBV4 ²P erfo rmance desde 03 de maio de 2010 UGPA3 UGPA3Para esta semana, optamos por não realizar alterações na Carteira Top Picks. Índice/  CAPA - Pág. 1Painel Macroeconômico/  PAINEL MACRO - Pág. 2  TOP PICKS - Pág. 3 - 4 Retrospectiva  AGENDA - Pág. 5Em uma semana marcada por atentados em Boston, explosão de fábrica de fertilizantes  ANÁLISE GRÁFICA - Pág. 6no Texas, envio de cartas envenenadas aos principais políticos norte-americanos e terre-moto na China, os mercados acionários fecharam em queda PerspectivaDivulgação de PMIs, resultados de empresas e, no Brasil, a ata do COPOM do Banco Cen-tral agitam negócios. Dia País Indicador Períodosegunda-feira C HI PMI flash manufatura HSBC abrilterça-feira EUA Vendas de casas novas marçoquarta-feira EUA Pedidos de bens duráveis marçoquinta-feira BRA Ata C OPOM -sexta-feira EUA PIB anualizado T/T 1T Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
  2. 2. Painel Macroeconômico/Retrospectiva/ Semana difícil para todos. Em uma semana marcada por atentados em Boston, explosão de fábrica de fertilizantes no Texas, envio de cartas envenenadas aos principais políticos norte-americanos e terremoto na China, os mercados acionários fecharam em queda O Ibovespa teve queda de 1,88%. Destaque para a reunião do Copom. Nela, a meta da taxa SELIC foi alterada de 7,25% a.a. para 7,50% a.a.. O aumento foi menor que o precificado pela curva de juros. Além disso, a decisão não foi unânime, houve divergência de 2 votos. Nos EUA, os dados também não foram bons. Apesar de balanços de empresas terem vindo positivos, os dados macroeconômicos não incentivaram os investidores. A produção industrial e os pedidos de auxílio desemprego vieram somente em linha com o espera- do. Os Leading Indicators caíram 0,1% em março e o índice de atividade econômica da Philadelphia veio abaixo das expectativas. Na Europa, as notícias também não foram positivas. O Índice ZEW de confiança da Alemanha caiu mais que o esperado e temores de que o rating do país possa ser rebaixado por agências de risco surgiram. Além disso, o rating do Reino Unido foi rebaixado para AAA pela Fitch.Perspectiva/ Semana carregada. Nesta semana a agenda do mercado estará carregada de indicadores importantes. Aqui no Brasil, terá a Ata do Copom (Comitê de Política Monetária), que deve apresentar maiores detalhes sobre a decisão do governo em elevar a taxa Selic de 7,25% para 7,50% ao ano. A Europa deve chamar a atenção também. No início da semana, a zona do euro terá a preliminar da confiança do consumidor, mos- trando o clima no setor de consumo da região. Na terça-feira, tanto na Alemanha quanto na zona do euro serão apresentados os PMI (Purchasing Managers Index) da indústria e de serviços. Na quinta-feira, o Reino Unido irá apresentar o seu PIB (Produto Interno Bruto) do primeiro trimestre de 2013, isso em um momento em que o país tem visto algumas agências de rating, como a Fitch, re- duzindo sua nota de crédito, passando de AAA (nota máxima), para AA+. Na agenda asiática, a semana terá destaque no começo e ao final da semana. O HSBC apresenta a preliminar da Sondagem Industri- al PMI da China, que deve manter o crescimento apresentado nos últimos resultados, porém, já apresentando sinais de desaceler a- ção. Na sexta-feira, o Bank of Japan, o Banco Central japonês, se reúne para discutir sobre mudanças na taxa de juros do país. Além dos diversos indicadores semanais, nos EUA serão apresentados dois números importantes para a economia do país. O primei- ro é o Índice de Atividade Nacional, que será divulgado na segunda e que deve comprovar o crescimento moderado da economia norte-americana que o Federal Reserve ressaltou após sua última reunião. Além disso, na sexta será apresentado o PIB do país, qu e deve ser o grande foco no mercado internacional e deve ter algum impacto nas bolsas ao redor do mundo, incluindo a brasileira. Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
  3. 3. Top Picks/Portfólio & Desempenho/ Alterações Semanais Performance Ativo Última Atual semanal¹ 4 semanas² 2013 Início³ ALLL3 ALLL3 Top Picks 0,4% 1,3% 16,0% 56,6% ITUB4 ITUB4 Ibovespa -0,1% -2,3% -11,8% -20,1% ECOR3 ECOR3 Fo nte: XP A nálise e Eco no matica AMBV4 AMBV4 ¹P erfo rmance desde 1 de abril de 201 5 3 ²P erfo rmance desde 25 de março de 2013 UGPA3 UGPA3 ³P erfo rmance desde 03 de maio de 2010 Para esta semana, optamos por não realizar alterações na Carteira Top Picks. Desempenho DESEMPENHO NA SEMANA* Cotação Cotação Δ (%) Ativo ECOR3 3,4% Entrada¹ Atual² período ITUB4 34,08 33,07 -3,0% UGPA3 2,8% AMBV4 78,37 79,46 1,4% AMBV4 1,4% ECOR3 16,74 17,31 3,4% TOP PICKS 0,4% UGPA3 51,14 52,59 2,8% -0,1% IBOV ALLL3 10,59 10,30 -2,7% TOP PICKS 155,94 156,56 0,4% -2,7% ALLL3 IBOV 53.764 53.731 -0,1% -3,0% ITUB4 ¹ P reço médio de 1 de abril de 201 5 3 * Início em 15 de abril de 2013 até hoje às 13hs. ² P reço médio de 22 de abril de 2013 *Performance baseada no preço médio de 15/04/2013 com o preço médio de 22/04/2013 até às 13hs. A Carteira Top Picks encerrou a semana com valorização de 0,4%, ante queda de 0,1% do Ibovespa, isto é, ganhou 0,5 p.p. do benchmark. O destaque de alta foram as ações de Ecorodovias, Ultrapar e Ambev. Por outro lado, desempenhou abaixo do bench- mark Itaú Unibanco e ALL Logística. Top Picks - Últimos 12 meses/ Top Picks - Histórico/ 140 170 150 120 130 100 110 90 80 70 TOP PICKS XP IBOV TOP PICKS XP IBOV 60 50 abr-12 jul-12 set-12 dez-12 mar-13 mai-10 out-11 mar-13 Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
  4. 4. Top Picks/Portfólio/ AMBEV (AMBV4) – É a maior cervejaria da América Latina, envolvendo a produção e comercialização de cervejas, refrigerantes e outras bebidas. No Brasil, a empresa é líder no mercado de cerveja com cerca de 68% do Market share, distribuídos, principalmen- te, nas marcas Skol, Brahma e Antarctica. O diferencial da Ambev é na forte distribuição, além, da gestão de custos eficiente , mar- cas reconhecidas no mercado e disciplina financeira. O ano de 2013 está sendo desafiador para a companhia dado (i) o câmbio d es- favorável, isto é, encarece parte da matéria-prima que são as commodities açúcar e malte; (ii) aumento do preço final das cervejas, refletindo o IPI; (iii) No 1T13, segundo dados da Sicobe (Sistema de Controle de Produção de Bebidas), o volume de cerveja somou 3,3 bilhões de litro, isto é, 0,6% a menos que o mesmo período do ano passado. Contudo, essa informação já é conhecida pelo mer- cado e acreditamos que esses fatos já foram precificados e enxergamos uma oportunidade de compra no atual patamar de preço. Primeiramente, o management da companhia é hábil na condução do negócio, portanto, se o volume de vendas reduzir a companhia provavelmente irá diminuir suas despesas gerais e administrativas para manter o lucro pelo menos estável, ou ainda, devemos aguardar o primeiro resultado para analisar se essa redução de vendas foi acompanhada de um aumento de cerveja premium, o que traria maior margem para a Ambev e impactaria menos a receita. Por fim, a empresa negocia hoje a P/L 2013E de 21,8x e 2014E 12,7x, corroborando a tese de que 2014 a demanda irá aquecer com os eventos esportivos, para o qual a empresa já se prepara. ULTRAPAR (UGPA3) – A Ultrapar é líder em seus principais mercados de atuação. Atualmente a companhia pode ser segregada em quatro grandes unidades de negócio: (i) distribuição de combustíveis através da marca Ipiranga; (ii) distribuição de gás a través da Ultragaz; (iii) Oxiteno, que é uma grande produtora de especialidades químicas; e (iv) Ultracargo, que é líder no negócio de ar- mazenagem de granéis líquidos no Brasil, respondendo por 7% da geração de sua caixa total. A companhia anunciou seu plano de investimentos revisado para 2013 (R$ 1,4 bilhões), sensivelmente superior as estimativas do mercado. Considerando que o segmen- to de distribuição/Ipiranga receberá o maior montante destes recursos para expansão da rede e infraestrutura logística, acred itamos que os investimentos serão revertidos em uma maior geração de caixa por parte destas operações. Adicionalmente, por vermos um momento de maior risco para o investimento em bolsa (pautado por variáveis macroeconômicas), vemos na Ultrapar e sua resiliên- cia habitual de fluxo de caixa, uma exposição que alia segurança e crescimento no longo prazo. ALL LOGÍSTICA (ALLL3) – A ALL é a maior operadora logística independente baseada em ferrovias da América Latina. A compa- nhia opera uma vasta plataforma de ativos, incluindo ferrovias e veículos para transporte rodoviário, centros de distribuição e insta- lações de armazenamento. A principal área de cobertura da ALL engloba mais de 65% do Produto Interno Bruto (“PIB”) do Mercosul. A rede ferroviária da ALL atende a sete dos mais importantes portos do Brasil e da Argentina, através dos quais aproximadamen te 78% das exportações de grãos da América do Sul são embarcadas anualmente. Essa posição logística diferenciada, aliado a alta nos custos de transporte rodoviário (produto concorrente da ALL) e o volume recorde da safra em nível nacional deverão colaborar posi- tivamente para o resultado da ALL nos próximos trimestres. Adicionalmente a entrada em operação do terminal de Rondonópolis, aliado a um bom desempenho operacional, criará plenas condições para a companhia gerar fluxo de caixa positivo. ITAÚUNIBANCO (ITUB4) – O Itaúunibanco é o maior conglomerado financeiro privado do Hemisfério Sul, atuando em diversos segmentos: bancário comercial, de investimento, soluções financeiras, além de operações de seguros, adquirência (Redecard) e investimentos em áreas diversas. O banco reportou números que não empolgaram neste 4T12. Ainda assim, vemos a exposição ao banco como interessante uma vez que o setor bancário ainda é um setor rentável (retorno acima dos custos de capital) e que ap re- senta algum potencial de crescimento em nossa economia. É verdade que o crescimento esperado esse ano é menor que o de outros anos, mas o banco vem focando em setores de menor risco reduzindo exposição a veículos, por exemplo, e elevando no ramo imobi- liário. Adicionalmente na análise relativa vemos o banco como mais atrativo frente a Bradesco, com menor risco de intervenção go- vernamental (versus Banco do Brasil) e com operações mais consolidadas que levam a um retorno sobre o patrimônio maior que Santander (outro banco privado que poderíamos comparar a ITUB). ECORODOVIAS (ECOR3) – A Ecorodovias é uma companhia de infraestrutura e logística integrada, tendo em seu core bussines a concessão de rodovias. Atualmente, a empresa dispõe de cinco rodovias em seu portfólio, com destaque para Ecovias dos Imigran- des e Ecopistas. Já o segmento de logística conta com 17 unidades, formados pelos Ecopátios Cubatão, Imigrantes, Viracopos, uni- dades de Armazéns Gerais Columbia e EADI Sul. Tais ativos compõem uma cadeia logística intermodal integrada, oferecendo siner- gias operacionais estando, estrategicamente, localizados nos principais corredores de exportação/importação e de circulação de bens para o mercado interno, de produção, de consumo e de turismo do país. O segmento de concessões rodoviárias é responsável por 80% da receita da companhia, o que se traduz em previsibilidade e estabilidade. Os 20% restantes são oriundos das operações l o- gísticas, contando com a nova operação do Tecondi. Acreditamos que o mercado não precifica corretamente o business de logística e sua respectiva integração na empresa, atribuindo valor correto apenas para o negócio de concessões rodoviárias. Diante de resulta- dos robustos, considerando inclusive o crescimento de movimentação no Tecondi, e mediante as recentes quedas, acreditamos num bom momento para a exposição ao case. Anlise XP Investimentos | www.xpi.com.br
  5. 5. Agenda/ Hora Local Indicador Data Expec. Ant. segunda-feira, 22 de abril de 2013 06:00 EUR Relação PIB/dív gov zona euro 2012 -- 87.3% 08:30 BRA Boletim Focus 09:30 EUA Índice atividade nat Fed C hicago Mar 0.35 0.44 11:00 EUR C onfiança consumidor-Zona euro Abr -24.0 -23.5 11:00 EUA Vendas de casas já existentes Mar 5.00M 4.98M 11:00 EUA Vendas casas existentes M/M Mar 0.4% 0.8% 15:00 BRA Balança comercial semanal 44287 -- $627M 22:45 C HI PMI flash manufatura HSBC Abr 51.4 51.6 terça-feira, 23 de abril de 2013 04:30 GER PMI Manufatura Abr 49.0 49.0 04:30 GER Serviços PMI Abr 51.0 50.9 05:00 EUR PMI Manufatura Abr 46.7 46.8 05:00 EUR Serviços PMI Abr 46.5 46.4 05:00 EUR PMI C omposite Abr 46.5 46.5 05:30 UK Finanças públicas (PSNC R) Mar 18.0B -1.5B 05:30 UK PSNB ex Intervenções Mar 15.5B 2.8B 05:30 UK Empréstimos líq setor público Mar 13.8B 4.4B 07:00 UK Tendências C BI Total pedidos Abr -13 -15 07:00 UK Tendências C BI Preços venda Abr 5 5 07:00 UK C BI Business Optimism Abr 2 0 09:58 EUA Markit US PMI Preliminar Abr 53.5 -- 10:00 EUA Índice de preços da casa própria M/M Fev 0.7% 0.6% 11:00 EUA Índice de manufatura do Fed de Richmond Abr 2 3 11:00 EUA Vendas de casas novas Mar 416K 411K 11:00 EUA Vendas casas novas M/M Mar 1.2% -4.6% quarta-feira, 24 de abril de 2013 05:00 GER IFO - C lima de negócios Abr 106.2 106.7 05:00 GER IFO - Avaliação do mercado de hoje Abr 109.5 109.9 05:00 GER IFO - Expectativas Abr 103.0 103.6 05:00 BRA FIPE IPC -Índice de preços ao consumidor semanal 01/abr 0.01% 0.08% 05:30 UK Empr BBA p/compra casa própria Mar 31400 30506 07:00 UK Vendas divulgadas C BI Abr 8 0 08:00 EUA MBA-Solicitações de empréstimos hipotecários 01/abr -- 4.8% 08:00 BRA FGV C onfiança do C onsumidor Abr -- 113.9 08:00 BRA FGV IPC -S-Índ preços ao consumidor 01/abr -- 0.65% 09:30 EUA Pedidos de bens duráveis Mar -3.0% 5.7% 09:30 EUA Bens duráveis exc transporte Mar 0.5% -0.5% 09:30 EUA Pedidos bens cap nãodef exc av Mar 0.3% -2.7% 09:30 EUA Frete bens cap nãodef ex av Mar 0.6% 1.9% 10:30 BRA C onta corrente - mensal Mar -- -$6625M 10:30 BRA Investimentos estrangeiros Mar -- $3814M 12:30 BRA Fluxo C ambial Semanal quinta-feira, 25 de abril de 2013 05:30 UK PIB (Trim/Trim) 1T 0.1% -0.3% 05:30 UK PIB (A/A) 1T 0.4% 0.2% 05:30 UK Índice de serviços (M/M) Fev 0.2% 0.3% 05:30 UK Índice de serviços (3ms/3ms) Fev -0.1% -0.2% 07:00 GER German Government Releases New Macroeconomic Forecast 08:00 BRA FGV C ustos construção (M/M) Abr -- 0.28% 08:30 BRA C OPOM Monetary Policy Meeting Minutes 09:00 BRA Taxa de desemprego Mar 5.9% 5.6% 09:30 EUA Novos pedidos seguro-desemprego 01/abr 350K 352K 09:30 EUA Seguro-desemprego 01/abr 3055K 3068K 12:00 EUA Atividade de fab pelo Fed de Kansas C ity Abr -1 -5 22:35 C HI MNI April Business Sentiment Indicator -- BRA Treasury Releases March Federal Debt Data sexta-feira, 26 de abril de 2013 03:00 GER Índice preços de importação (M/M) Mar -0.1% 0.3% 03:00 GER Índice preços de importação (A/A) Mar -2.3% -1.6% 05:00 EUR M3 Sazonal-Zona euro (A/A) Mar 3.0% 3.1% 05:00 EUR M3 Sazonal Zona euro-méd mensal Mar 3.2% 3.3% 09:00 BRA IPP Manufatura (M/M) Mar -- -0.33% 09:00 BRA IPP Manufatura (A/A) Mar -- 7.73% 09:30 EUA PIB anualizado T/T 1T 3.1% 0.4% 09:30 EUA C onsumo pessoal 1T 2.8% 1.8% 09:30 EUA PIB Índice de preços 1T 1.4% 1.0% 09:30 EUA Principais gastos pessoais T/T 1T 1.1% 1.0% 10:30 BRA Total empr em aberto Mar -- 2384B 10:30 BRA %MsM empréstimos em circ Mar -- 0.7% 10:30 BRA Taxa de inadimplência de empréstimos Mar pessoais -- 7.7% 10:30 BRA Empréstimos-Bancos privados Mar -- 1231B 10:55 EUA C onfiança-Univ de Michigan Abr 73.5 72.3 22:30 C HI Lucros industriais acum/ano A/A Mar -- 17.2% -- EUA Employment C ost Index Revisions Sem data 19-22 BRA C oleta de impostos Mar 83925M 76052M Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
  6. 6. Análise Gráfica/Análise Semanal/ IBOVESPA O Ibovespa fechou a semana com uma queda de - 1,88%, ainda dentro de uma tendência de baixa no curto prazo, porém testando um suporte bem importante na região de 52.500, onde estão as mínimas de 2012. Se essa região de suporte, for confirmada com o rompimen- to da região de 54.600, onde tem antigos fundos perdi- dos e a MM21 dias, abrirá espaço para mais altas como primeiro sinal de virada na tendência. Para baixo, se per- der os suportes nos 52.500, será um sinal bem negativo para continuar a movimentação baixista. DOW JONES O Dow Jones encerrou a semana com forte queda de 2,13%, dentro de uma tendência de alta, mas com uma movimentação esticada. Se continuar a correção inter- mediária e perder os 14.400, pode levar aos 14.000, onde temos antigos topos rompidos e a MM21 dias. Se retomar a pressão de compra e romper com candle de força os 14.500, abrirá espaço para mais altas em dire- ção aos 14900/15.000. DÓLAR COMERCIAL O Dólar Futuro encerrou a semana com uma boa alta de 1,97%, deixando o rompimento da MM21 dias den- tro de uma tendência indefinida para o curto prazo. Se continuar a pressão compradora e romper os 2,033 montará um pivô de alta, o que abrirá espaço para avanços em direção a MM200 dias nos 2,075. Para bai- xo, a perda dos 2,00, pode levar aos 1,980/1,974, on- de tem antigos fundos respeitados. Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
  7. 7. Disclosure/ William Castro Alves Gustavo Carrizo Analista, CNPI Analista, CNPI-T william.alves@xpi.com.br gustavo.carrizo@xpi.com.br Analistas C aio Sasaki, C NPI-T Gustavo C arrizo, C NPI-T Lauro Vilares, C NPI-T Luiz Augusto C eravolo, C NPI-T caio.sasaki@xpi.com.br gustavo.carrizo@xpi.com.br lauro.vilares@xpi.com.br luiz.ceravolo@xpi.com.br (21)3265-3077 (21)3265-4469 (21)3265-3075 (21)3265-3334 Richard C ole, C NPI Rossano Oltramari, C NPI Tito Gusmão, C NPI-T William Alves, C NPI richard.cole@xpi.com.br rossano.oltramari@xpi.com.br tito.gusmão@xpi.com.br william.alves@xpi.com.br (21)3265-3092 (21)3265-3927 (21)3265-3794 (21)3265-3796 Assistentes Daniel C unha Daniel Noronha Martha Matsumura Priscila Pereira daniel.cunha@xpi.com.br daniel.noronha@xpi.com.br martha.matsumura@xpi.com.br priscila.pereira@xpi.com.br (11)3636-3700 (21)3265-3780 (21)3265-4434 (21)3265-3369 Revisão Yordanna C olombo yordanna.colombo@xpi.com.br (51)3092-1608Disclaimer/ 1. O atendimento de nossos clientes pessoas físicas e jurídicas (não institucionais) é realizado por agentes de investimento. Todos os agentes de investimento que atuam através da XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos Corretora”) encontram-se devidamente registrados na Comissão de Valores Mobiliários. A relação completa de agentes de investimento da XP Investi- mentos Corretora pode ser consultada no site http://www.cvm.gov.br > Agentes Autônomos > Relação dos Agentes Autônomos contratados por uma Instituição Financeira > Corretoras > XP Investimentos e no site http://www.xpi.com.br, da XP Investimentos. Na forma da legislação da CVM, o agente autônomo de investimento não pode administrar ou gerir o patrimônio de investido- res. O agente de investimento é um intermediário e depende da autorização prévia do cliente para realizar operações no mercado financeiro. 2. Este relatório foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (´XP Investimentos Corretora´) e tem como único propósito forne cer informações que possam ajudar o investidor a tomar sua decisão de investimento. Este relatório não constitui oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro. As informações contidas neste relatório são consideradas confiáveis na data da divulgação deste relatório e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. 3. O analista de investimento responsável pela elaboração deste relatório, em conformidade ao artigo 17, I, da Instrução Normativa CVM n. 483/10, declara que as recomendações expres- sas neste relatório refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais e foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à pessoa ou a instituição à qual está vinculado. 4. O analista de investimento está indiretamente envolvido na intermediação dos valores mobiliários objeto deste relatório, em conformidade ao artigo 17, II, c, da Instrução Normativa CVM n. 483/10. 5. A remuneração do analista de investimento responsável por este relatório é indiretamente influenciada pelas receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela pessoa a que esteja vinculado, em conformidade ao artigo 17, II, e, da Instrução Normativa CVM n, 483/10. 6. Os instrumentos financeiros discutidos neste relatório podem não ser adequados para todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, situa- ção financeira ou necessidades específicas de cada investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente , com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A rentabilidade de instrumentos financeiros pode apresentar variações, e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir. Os desempenhos anteriores não são necessaria- mente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste relatório em relação a desempenhos futuros. A XP Investimentos Corretora se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. 7. Este relatório não pode ser reproduzido ou redistribuído para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento por escrito da XP Investi- mentos Corretora. Informações adicionais sobre os instrumentos financeiros discutidos neste relatório se encontram disponíveis quando solicitadas. 8. A Ouvidoria da XP Investimentos Corretora tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. Para contato, ligue 0800 722 3710. 9. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Corretora: www.xpi.com.br. 10. Inexistem situações de conflitos de interesses entre a XP Investimentos e a utilização desse produto. 11. Este relatório é baseado na avaliação dos fundamentos de determinadas empresas e dos diferentes setores da economia. A análise do ativo objeto do relatório utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempe- nho do investimento. 12. Este produto é indicado, sobretudo, a investidores cujo perfil haja sido definido como Moderado, Moderado-agressivo, Agressivo, de acordo com a Política de Suitability empregada pela XP Investimentos. 13. Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investime nto no qual a rentabilidade não é preestabelecida, dependendo das cotações nos mercados. O investimento em ações é um investimento de risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. O patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br

×