Proposta técnica - TTH Telecom

7.435 visualizações

Publicada em

Apresentação do TCC do último período de Engenharia de Telecomunicações do Inatel, 1º período de 2009

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.435
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
30
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
243
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proposta técnica - TTH Telecom

  1. 2. Proposta Técnica
  2. 3. A TTH Telecom é uma empresa nacional, que oferece soluções para acesso em banda larga e Cidade Digital.   Nossa missão é incluir a população no contexto das Cidades Digitais, fornecendo serviços confiáveis e de qualidade, visando a evolução de todos os envolvidos neste processo.
  3. 4. Gerência      Eng° Thiago Alves Brum – Diretor Geral      Eng° Daniel Ferreira – Diretor Financeiro      Engº Leonardo de Paula – Diretor Técnico   Corpo de Engenheiros      Eng° Welton Pereira      Eng° Marcelo Laudares      Eng° Marcos Alejandro      Eng°Pedro Pientznauer  
  4. 5. <ul><ul><li>Utilização de um backbone de fibra com distribuição por WiMesh;  </li></ul></ul><ul><ul><li>WiMesh e FTTx (GPON) serão utilizadas como tecnologias para acesso. O acesso gratuito será wireless e o acesso pago será wired e wireless ; </li></ul></ul><ul><ul><li>A associação destas tecnologias fornecerá cobertura para toda cidade e a rede pode ser considerada &quot;future proof&quot;; </li></ul></ul><ul><ul><li>Criação de Sistemas inteligentes para Cidade a Digital e Digital Saúde. </li></ul></ul>Solução para Implantação de Cidade Digital e TriplePlay
  5. 6. Implantação da Cidade Digital <ul><li>A tecnologia que será utilizada para transformar Santa Rita do Sapucaí em uma Cidade Digital é a tecnologia WiMesh. </li></ul><ul><li>Características da Tecnologia: </li></ul><ul><ul><li>Robustez: múltiplos hops; </li></ul></ul><ul><ul><li>Redução do custo da rede; </li></ul></ul><ul><ul><li>Alocação de banda eficaz; </li></ul></ul><ul><ul><li>Taxa de transmissão variável de acordo com o padrão e disponibilidade da rede. </li></ul></ul>
  6. 7. WiMesh Visão Geral da Implantação da Cidade Digital A Fibra Óptica chega até os pontos de Distribuição, (Gatway) que transmite para os roteadores (routers ou node) e aparelhos que consigam ter acesso via WIFI
  7. 8. Visão da Implantação da Cidade Digital - Sobre a Tecnologia WiMesh Forma de Comunicação
  8. 9. Visão da Implantação da Cidade Digital - Sobre a Tecnologia WiMesh Roteadores (Mesh node) espalhados pelos postes Forma de Distribuição
  9. 10. Visão da Implantação da Cidade Digital - Sobre a Tecnologia WiMesh Roteadores (Mesh node) em prédios e casas Forma de Distribuição
  10. 11. Visão da Implantação da Cidade Digital - Sobre a Tecnologia WiMesh Visão da Implementação em postes e Prédios Forma de Distribuição e Comunicação
  11. 12. Visão Geral da Implantação da Cidade Digital - Exemplos Outras formas de Cidade Digital a serem implementados em Santa Rita do Sapucaí serão mencionados posteriormente Câmera de segurança filmando um acidente Semáforo Inteligente, com possibilidade de controle remoto. Outdoor inteligente, controlado remotamente informa aos motoristas que a frente houve um acidente Pessoa acessando o email dentro do ônibus através de um ponto de acesso numa lanchonete
  12. 13. Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede • Opera em 2,4GHz e 5GHz , até 5 equipamentos na  mesma celula em redundância com balanço de carga. • Dual-band radios compliant com padrão IEEE 802.11a e 802.11b/g • Opções de conectividade com links como Gigabit Ethernet (1000BaseT) • Small form-factor pluggable (SFP) slot para fibra (100BaseBX) e interface cable modem Cisco 1520 Series Lightweight Access Points
  13. 14. Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede • Suporte 11a/g, 54Mbps • Robusto Access Point para soluções Outdoor (Hotspots) • Suporte de PoE (Power over Ethernet), 802.3af • Segurança Ampliada, com suporte de ACL, 802.1x, WPA2 e MAC Address control Ponto de Acesso D-Link DWL-7700AP
  14. 15. • A DCS-6110 é uma câmera IP compacta com alimentação PoE e já vem com domo de proteção contra vandalismos.  • Além disso ela possui 3 eixos de liberdade e lente multi-focal de 3,7-12mm o que permite ela seja ajustada de várias maneiras possíveis, se ajustando as mais diversas necessidades. Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede Câmera D-Link DCS-6110
  15. 16. FTTx - Topologia Macro Visão Geral da Implantação do TriplePlay
  16. 17. FTTx - Composição da Central Visão Geral da Implantação do TriplePlay
  17. 18. Utilizando a tecnologia de acesso GPON (Gigabit Passive Optical Network) no formato de distribuição FTTx consegue-se cobrir toda a cidade com alta capilaridade. A rede FTTx terá a finalidade de &quot;alimentar&quot; os links wireless e também fornecer acesso pago a assinantes exclusivos. Com esta configuração a rede se torna capaz de transportar toda a gama de novos serviços que estão por vir, o que caracteriza uma rede &quot;future-proof&quot;. - Topologia local FTTx Visão da Implantação do TriplePlay- Sobre a Tecnologia GPON
  18. 19. O principal benefício do acesso via FTTx é a possibilidade de adequar a topologia de acordo com o projeto da rede, e ainda economizar nos equipamentos ativos. Este benefício está diretamente ligado à utilização dos splitters. Dados sobre a tecnologia GPON: Download: 2,5Gbps Upload: 1,25Gbps Capacidade de splitting: Até 64x - Topologia local FTTx Visão da Implantação do TriplePlay- Sobre a Tecnologia GPON
  19. 20. Parte da Central - OLT (Optical Line Terminal) O OLT é o equipamento da central de transmissão que é responsável por transmitir e receber informações. Ele transmite informações codificadas em padrões PON e é ligado ao backbone por meio de um link que pode ser SDH/SONET, ATM ou Gigabit Ethernet. Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede
  20. 21. <ul><ul><li>Suporte fim a fim  ultra-broadband </li></ul></ul><ul><ul><li>IPTV  </li></ul></ul><ul><ul><li>Qualidade de saida de voz </li></ul></ul><ul><ul><li>Escalabilidade </li></ul></ul>Modelo - AXS2200 Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede
  21. 22. Após o LCP, o cabo de fibra óptica (cabo drop) vai para a terminação da rede, onde irá se extrair o sinal. O equipamento de borda responsável pela extração do sinal óptico do cabo para a ligação no equipamento ativo é o NAP (Networ Access Point). Na maioria das implementações FTTx é utilizado o conector SC com polimento PC. Optical Distribution Network - ODN Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede
  22. 23. Os LCPs (Local Convergence Points) são os equipamentos responsáveis por concentrar e distribuir o cabo de fibras provindo da central. Podem ser encontrados em formato de armários de rua ou de caixas de emenda para postes. Optical Distribution Network - ODN Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede
  23. 24. O ONU é o equipamento ativo do lado do usuário que tem a função de se comunicar com o OLT, propiciando a troca de informações entre usuário e  central. Ele é responsável pela conversão eletro/óptica e óptica/elétrica e também funciona como switch. Usuário - ONU (Optical Network Unit) Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede
  24. 25. O ONT também é responsável por enviar e receber informações para a OLT por meio da ODN. A diferença do ONT para o ONU é que o ONU é um equipamento mais robusto, destinado a cobrir um maior número de usuários, porém ONT e ONU possuem a mesma funcionalidade. Usuário - ONT (Optical Network Terminal) Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede
  25. 26. <ul><ul><li>Suporte a  IPTV — </li></ul></ul><ul><ul><li>Foz , video e dados serviços sobre fibra GPON. </li></ul></ul><ul><ul><li>4x 10/100/1000bT portas Ethernet . </li></ul></ul><ul><ul><li>Suporte a interatividade. </li></ul></ul><ul><ul><li>Facil instalação e perfil de serviços pre-programaveis </li></ul></ul>Modelo - ONT 1120GE Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede
  26. 27. <ul><ul><li>Para possibilitar a conexão das repartições públicas com o sistema de telefônia IP, serão utilizados Adaptadores ATA LINKSYS PAP2- T. </li></ul></ul><ul><ul><li>Além de possuirem um preço mais atraente do que Telefones IP também possibilitam o aproveitamento do parque de telefones (já existentes) e também a possibilidade de conectar mais de um aparelho telefônicos em um mesmo Adaptador ATA. </li></ul></ul>Conexão do telefone Conexão da internet ADAPT. VOIP LINKSYS PAP2- T Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede
  27. 28. <ul><ul><li>  Todas as interligações entre as redes de dados locais dos edifícios das repartições públicas da prefeitura serão realizadas utilizando Cabos de Fibra Óptica Auto Sustentável. Eles são aplicados nos postes urbanos da concessionária de distribuição de energia. </li></ul></ul>Cabo feeder Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede
  28. 29. <ul><ul><li>Será realizado o estudo de esforços mecânicos causados pelo cabeamento óptico sobre a infra-estrutura atual dos postes para ser apresentado para a concessionária. </li></ul></ul><ul><ul><li>Alocação dos postes será negociada entre a concessionária local e a Prefeitura. </li></ul></ul>Fibra Óptica Fibra Óptica Cabo drop Equipamentos Utilizados para implantação desta Rede
  29. 30. Implementação da Rede e Integrando as Tecnologias
  30. 31. CENTRAL Fibra provinda do Backbone Implementação da Rede e Integração das Tecnologias
  31. 32. CENTRAL Fibra provinda do backbone Implementação da Rede e Integração das Tecnologias
  32. 33. CENTRAL Fibra provinda do backbone Implementação da Rede e Integração das Tecnologias
  33. 34. Splitter de primeira ordem disposto em um armário de rua Splitter de segunda ordem disposto em caixas de emenda de poste Terminação do cabo de fibra ligado ao ponto de acesso WiMesh (deste ponto pode-se “extrair” fibras para acesso banda larga) Cabo de distribuição Cabo de acesso Observação: Cada cabo de acesso possui redundância de fibras ópticas para a expansão da rede. Será utilizado um cabo auto-sustentável de 72 fibras, e a princípio serão utilizadas 4 fibras para distribuição WiMesh e as outras 68 para atender possíveis usuários triple-play. Área de cobertura do ponto de acesso Área de cobertura do repetidor Implementação da Rede e Integração das Tecnologias Lengenda:
  34. 35. Implementação da Rede e Integração das Tecnologias Implementação do triple-play O cabo feeder que liga a central até o splitter de primeira ordem é um cabo de 24 fibras, onde 20 delas serão utilizadas como fibras ativas (ligadas ao OLT) e as outras ficarão de reserva para caso uma possível substituição ou expansão futura. Como cada fibra ativa pode atender até 64 usuários, a rede pode atender até 1280 usuários com fibra até a premissa, e caso se utilize par metálico para a ligação entre ONT/ONU até o usuário, este número pode aumentar de acordo com a banda disponível por fibra. Estimando 12 acessos de par metálico por fibra, seria possível atender 15.360 usuários. No primeiro momento da implementação, pretende-se fazer instalações de fibra até a premissa do usuário. Com a expansão da rede, o link até a premissa passará a ser via par metálico, o que caracteriza uma implementação FTTC (Fiber to the Curb) ou FTTB (Fiber to the Building).
  35. 36. Implementação da Rede e Integração das Tecnologias Link budget de potência para a rede GPON Potência na saída da fonte Sensibilidade na recepção Ao longo dos 20km disponíveis para transmissão (padrão da rede GPON), deve-se manter um nível de potência transmitida e recebida de acordo com o gráfico mostrado ao lado Nível relativo de potência -32 dBm +2 dBm
  36. 37. Implementação da Rede e Integração das Tecnologias Link budget de potência para a rede GPON Esta topologia exibe todos os pontos suscetíveis a perdas em uma rede PON, nestes pontos devem-se realizar testes de medida para que as perdas não ultrapassem os níveis permitidos OLT TX ONT RX Splitter óptico 1xN Conectores Cordão óptico Ps Pr Acoplador WDM Segmento de fibra Emendas
  37. 38. DSU CSU Prefeitura Secretaria Municipal CSU Hospital CSU Escola CSU Autarquias Municipais Linha Privativa (LP) Diagrama de comunicação entre os organismos públicos
  38. 39. <ul><li>Software de Gestão Empresarial </li></ul><ul><ul><li>A solução de software corporativo da TTH telecom auxiliará a Prefeitura no objetivo de torna-la uma empresa com a finalidade de atender o seu maior cliente, o cidadão . </li></ul></ul><ul><ul><li>Cada repartição pública terá um modulo especifico direcionado para a sua particularidade, como exemplo a Secretaria de Educação terá um módulo especifico, assim como, a Secretaria de Saúde e assim por diante. </li></ul></ul>Serviços: Software de Gestão Empresarial e Datacenter
  39. 40. <ul><li>Datacenter Unificado </li></ul><ul><ul><li>A solução de consolidação do Datacenter favorecerá o uso dos recursos de TI de forma integrada. Assim, na rede metropolitana terá um único DataCenter e não soluções independentes e distribuídas ao longo da rede, facilitando tanto recursos humanos como de hardware e software. </li></ul></ul>Serviços: Software de Gestão Empresarial e Datacenter
  40. 41. Implementação de TV por Assinatura TV por assinatura vai utilizar a infra-estrutura de fibras GPON que vai ser instalada, e sera  alugados para as operadoras de conteudo.   A rede vai ser robusta e capaz de prover serviço de excelente qualidade e suportando conteúdo em alta definição, IPTV, e interatividade.
  41. 42. <ul><ul><li>Na rede metropolitana será aplicada Telefonia IP para reduzir o custo de telefonia entre as repartições da Prefeitura, assim como para assinantes comuns. </li></ul></ul>PSTN ATA ATA ATA ATA ATA Gerenciador de Chamadas Implementação do VOIP
  42. 43. <ul><li>Instalação de  8 câmeras </li></ul><ul><ul><li>2 - Na praça Central de Santa Rita </li></ul></ul><ul><ul><li>2 - Av. João de Camargo (Inicio e final da Av.) </li></ul></ul><ul><ul><li>1 - Rodoviária. </li></ul></ul><ul><ul><li>2 - Nas ruas principais do Centro Comercial. </li></ul></ul><ul><ul><li>1 - Praça no bairro do Centro Comercial </li></ul></ul>Instalações das Câmeras
  43. 44. Exemplos de Utilização Serviços: Video Vigilância Câmera de Vigilância IP Centro de Vídeo Vigilância Polícia Municipal <ul><ul><li>Será integrado à rede metropolitana um sistema de Vídeo Vigilância composto por Câmeras IP instaladas em pontos estratégicos que facilitarão o monitoramento da segurança dos habitantes pela Polícia Municipal. </li></ul></ul>
  44. 45. <ul><li>Instalação de 40 Telefones ip's </li></ul><ul><ul><li>10 - Prefeitura  </li></ul></ul><ul><ul><li>5 - Câmara Municipal </li></ul></ul><ul><ul><li>2 - Em cada posto de Saúde e Hospital </li></ul></ul><ul><ul><li>2 - Em cada Delegacia </li></ul></ul><ul><ul><li>2 - Em cada Secretaria (ensino, trabalho) </li></ul></ul>Instalações dos Telefones IP’s
  45. 46. PSTN ATA ATA ATA ATA ATA Gerenciador de Chamadas Exemplos de Utilização Serviços: Comunicação
  46. 47. <ul><li>Instalação de  4 quiosques </li></ul><ul><ul><li>Prefeitura </li></ul></ul><ul><ul><li>Hospital </li></ul></ul><ul><ul><li>Incubadora Municipal </li></ul></ul><ul><ul><li>Posto de saúde bairro do Centro Comercial  </li></ul></ul>Instalações dos Quiosques
  47. 48. <ul><ul><li>Serão colocados quiosques com computadores de baixo custo e robustos. Esses quiosques estarão ligados a todo o sistema de rede de dados municipal e estarão dispostos em lugares de grande fluxo de pessoas, e o qual poderá ser acessado a partir do cartão RFID ou a partir de uma senha de cada cidadão. </li></ul></ul>Exemplos de Utilização Serviços: Inclusão Digital
  48. 49. <ul><li>Instalação de  2 centros </li></ul><ul><ul><li>Bairro Fernandes (10 computadores) </li></ul></ul><ul><ul><li>Centro (10 computadores) </li></ul></ul>Instalações dos Centros de Inclusão Digital
  49. 50. Outros Exemplos de Utilização Serviços: Inclusão Digital <ul><ul><li>Para os habitantes que não possuem computadores ou adaptadores Wireless, serão instalados Ilhas Tecnológicas para acesso a internet. Estes Ilhas serão instalados em prédios públicos da Prefeitura ou em Prédios doados pela iniciativa Privada. </li></ul></ul>
  50. 51. Número de Equipamentos a serem implementados
  51. 52. Cronograma de implantação
  52. 53. <ul><li>1ª Fase: 4 Engenheiros (2,5 meses) </li></ul><ul><ul><li>Planejamento Prospecção e infra estrutura. </li></ul></ul><ul><li>2ª Fases: 6 Engenheiros (8,5 meses) </li></ul><ul><ul><li>2 Eng. Aquisição de materiais. </li></ul></ul><ul><li>3ª Fase: 2 Engenheiros  (3,5 meses) </li></ul><ul><ul><li>2 Eng. Supervisionando a Implantação da infra-estrutura </li></ul></ul><ul><li>4ª Fase: 4 Engenheiros  (3 meses) </li></ul><ul><ul><li>3 Eng. Instalação de equipamentos </li></ul></ul><ul><li>5ª Fase: 4 Engenheiros  (1 meses) </li></ul><ul><ul><li>3 Eng. Implantação de equipamentos teste/ajustes/vistoria. </li></ul></ul><ul><li>6ª Fase: 6 Engenheiros (4 meses) </li></ul><ul><ul><li>1 Eng. Na área de configuração da rede segurança. </li></ul></ul><ul><ul><li>2 Eng. Na área de configuração dos sistemas de atendimento. </li></ul></ul><ul><ul><li>2 Eng. Instalação de software/configuração da rede. </li></ul></ul><ul><ul><li>1 Eng. Teste/ajustes/ vistorias da rede. </li></ul></ul><ul><li>7ª Fase: 2 Engenheiros (2 semanas) </li></ul><ul><ul><li>2 Eng. treinamento e auditorias. </li></ul></ul><ul><li>8ª Fase: 1 Engenheiro  (2 semanas) </li></ul><ul><ul><li>1 Eng. finalização do contrato </li></ul></ul>Alocação da Equipe
  53. 54. Impacto Sócio Econômico <ul><ul><li>Inclusão digital em novos processos de produção e gestão de conhecimento; </li></ul></ul><ul><ul><li>Melhorias dos serviços prestados à população; </li></ul></ul><ul><ul><li>Disseminação da Cultura; </li></ul></ul><ul><ul><li>Exposição de jovens em fase escolar a temas e interações com profissionais com vivência no mercado de trabalho, e a vinculação das organizações num processo de aprendizado, com efeitos positivos sobre os seus níveis de eficiência, produtividade, competitividade e capacidade de inovação. </li></ul></ul>
  54. 55. Santos Exemplo de sucesso em Cidade Digital
  55. 56. Santos Exemplo de sucesso em Cidade Digital - Após uma iniciantiva do governo municipal, foi instalada uma rede de alta velocidade à qual foram ligadas 28 câmeras IP de monitoramento de segurança. A partir daí surgiu a ideia de montar uma rede própria, para a totalidade de serviços e unidades da cidade.   - Hoje, são 40 quilômetros de fibra ótica. Gerando uma rede convergente, onde trafegassem dados, no primeiro momento, e no futuro Voz sobre IP. A economia gerada com a utilização de telefonia IP nas unidades e o fato de se deixar de pagar mensalidades de internet à concessionária do serviço podem economizar cerca de R$ 450 mil mensais aos cofres públicos   - O objetivo é chegar com fibra em 98% das unidades públicas municipais. Os outros 2% serão conectados via rádio.
  56. 57. Agradecimentos

×