Sônia bessa

209 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
209
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sônia bessa

  1. 1. MATEMATICANDOI SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE MATEMÁTICAOrganização do trabalho diário com a matemática em sala de aula Profa. Dra. Sônia Bessa
  2. 2. Pergunta chave O queprecisamossaber para ensinar a alguém alguma coisa?
  3. 3. Outras perguntas Como alguém aprende alguma coisa?• Como a mente funciona nesse processo? O que devemos fazer para ensinar a alguém alguma coisa? O que fazer para aprimorar os processos de aprendizagem?
  4. 4. Aprendizagem e conhecimento“o problema da aprendizagem implica o problema do conhecimento, queiramos ou não” (Chiarottino) “aprender é saber realizar” Piaget “Conhecer é compreender e distinguir as relações necessárias das contingentes: atribuir significado às coisas no sentido mais amplo da palavra, ou seja, levando em conta não só o atual e explícito como o passado, o possível e o implícito”
  5. 5. Três concepções de conhecimento Empirismo/ Racionalismo (Aristóteles) Inatismo/ Apriorismo (Platão) Construtivismo (Piaget)
  6. 6. SUJEITO OBJETO (Empirismo)SUJEITO OBJETO (Inatismo) AÇÃOSUJEITO OBJETO (Construtivismo)
  7. 7. Constance Kamii• “Somar números de um dígito é natural para crianças pequenas”• “pode-se esperar que crianças pequenas, inventem a aritmética a partir da vida cotidiana”• “Uma vez que a fonte de conhecimento matemático está dentro da criança, pode-se esperar que elas construam conceitos numéricos e inventem aritmética”
  8. 8. Realidade CruelVárias crianças, na fase escolar, não conseguem solucionar as operações básicas de maneira formal, confundido os sinais, colocando os números nas posições indevidas (centena/dezena/unidade).Apresentam dificuldades ou desinteresse pela disciplina. Os alunos não conseguem compreender a relação das adições com as simples atividades corriqueiras de compras no supermercado ou mesmo contar os pontos dos jogos que realizam com os colegas fora da escola.
  9. 9. Material concreto? Jogos? Desafios? brincadeiras? O que fazer? E o professor o que vai fazer?Priorizar aação (física emental )dos alunosCOMO?
  10. 10. Jogos e materiais – como e quando usá-los Ação (Observável ) Coordenação das ações? (Não observável)
  11. 11. Três fichas são observáveis, mas o número “três” não. 8 8Três é uma relação, feita por abstração reflexiva e éconhecimento lógico matemático. A adição origina-se daprópria lógica da criança 3 5
  12. 12. Conhecimento Lógico Matemático• Esse tipo de relação é única e exclusiva daquele individuo, ninguém pode fazê-la por ele, ou ensinar- lhe como fazer. Relação não é algo que pode ser ensinado, somente construído pelas pessoas; esse é tipicamente, um conhecimento lógico matemático
  13. 13. A organização do trabalho pedagógico PODESER feito através de rotinas e de quatro tipos de atividades básicas ...todas envolvendo os diferentes aspectos do desenvolvimento do aluno.
  14. 14. Organização das Atividades Planejamento do dia Atividades diversificadas Atividades coletivas Atividades Individuais Atividades Independentes Avaliação do Dia
  15. 15. Planejamento do diaEsta rotina marca o início do trabalhodiário. Trata-se de um momento em queos alunos, juntamente com o professor,decidem a sucessão das atividadesplanejadas por ele para aquele dia, quala seqüência em que as diferentesatividades acontecerão.
  16. 16. Objetivos do planejamento do dia• Planejar e executar atividades dentro de um período determinado.• Estruturar a noção de tempo.• Estruturar a noção de causa e efeito.• Realizar escolhas.• Tomar decisões.• Assumir responsabilidades.• Estabelecer relações.
  17. 17. Por que fazer o planejamento do dia?O planejamento do dia tem como finalidade principalpossibilitar ao aluno a oportunidade de “refletirantes de agir” e também perceber a duração e aordem de sucessão das atividades que serãorealizadas e, consequentemente, estruturarprogressivamente a noção de tempo. Além disso, o“planejamento do dia” permite ao aluno estabelecerrelações entre aquilo que pensa e aquilo que faz epor conseguinte, aprender a organizar-se, utilizar otempo de maneira adequada, tomar decisões,assumi-las com responsabilidade e, além disso, dosara duração das atividades que realiza.
  18. 18. CRONOGRAMA SEMANAL DE ATIVIDADES 23 - 2ªF 24 - 3ªF 25- 4ªF 26 - 5ªF 27 - 6ªF8h10 ROTINA DIÁRIA ROTINA DIÁRIA ROTINA DIÁRIA ROTINA DIÁRIA ROTINA DIÁRIA Até Roda - -Agenda Copiar tarefa -Agenda Ret. de livro da biblioteca Hora do Encontro Novidades de casa - HORA DO CONTO: DIVERSIFICADA COLETIVA (1h)9h30 (1h40)Até COLETIVA (1h30) INGLÊS (50) COLETIVA (1h20): Lanche / Recreio (Quadrado/pátio) Lanche / Recreio Lanche / Recreio Lanche / Recreio Lanche / Recreio 10h Até (Quadra) ED. FÍSICA (50) (Parque) (Campo) (Brinquedo- pátio) PROD. TEXTO DIVERSIFICADA (1h35) COLETIVA (1h15)11h30 DIVERSIFICADA Oficina de escrita - CÁLCULO MENTAL Até (1h30) (1h30) COLETIVA (40): Limpeza e organização11h50 Tarefa / Bilhetes Limpeza e organização Até Limpeza e organização Avaliação do dia Limpeza e organização Limpeza Avaliação do dia Avaliação do dia: Avaliação do dia Avaliação do dia Atividade12h05 O que achei mais INDEPENDENTE (20) Até importante
  19. 19. (organização e planejamento do dia)Um momento muito importante que possibilita a reflexão antes da ação
  20. 20. Ao planejar as atividades, o professor deveráter nítido o objetivo que deseja alcançar comelas, tendo em mente que esta deverá ser ... desafiadora  prazerosa  problematizadora
  21. 21. ... para que a criança, por si mesma, possa criar e reinventar seu conhecimento.
  22. 22.  fazer suas próprias Nas atividades escolhas diversificadas os alunos  interagir com outras crianças em pequenos grupostêm oportunidade de:  trabalhar cooperativamente  tomar decisões satisfazendo suas necessidades e interesses  trabalhar no seu próprio ritmo  exercitar sua autonomia
  23. 23. São atividades realizadas simultaneamente por pequenos grupos (quatro crianças em média), ou individualmente com a professora.Ao elaborar as atividades diversificadas o professor deve tersempre presente a necessidade de criar situações quedespertem o interesse dos alunos e os encorajem a colocarsuas próprias questões e respondê-las, tomando consciênciade que suas idéias são importantes. Porém, não basta apenasdesafiar constantemente o pensamento do aluno, é precisocriar também condições adequadas para que ele lide com oconflito surgido, possibilitando a investigação, a descoberta
  24. 24. Atividades Diversificadas As atividades diversificadas possibilitam ao aluno realizar escolhas e tomar pequenas decisões dentro do seu nível de desenvolvimento, a partir de um leque de opções apresentado pelo professor, bem como, trabalhar de acordo com seu próprio ritmo, respeitando a individualidade satisfazendo suas necessidades e interesses, aprendendo a dosar o tempo que permanecem em cada atividade.
  25. 25. Os grupos da atividade diversificada tem como objetivo trabalhar : Com solicitações referentes aos quatro aspectos do desenvolvimento: cognitivo, social, afetivo e físico.Contribuem para o desenvolvimento moral e intelectual aofavorecer a iniciativa, a tomada de decisões, a realização deescolhas e a afetividade.O professor respeita o ritmo de trabalho de cada aluno. Aqueleque terminou a atividade, inicia uma nova em outro “cantinho”,sem precisar ficar esperando o colega que demora mais paraconcluí-la.
  26. 26. O papel do professor nesses momentos da aula é o de observador e interventor, propondo aos alunos perguntas desafiadoras que os fazem refletir, duvidar e perceber que é preciso comprovar suas hipóteses.
  27. 27. Atividades Diversificadas Permitem ao aluno encontrar várias saídas para a mesma situação (domínio das circunstâncias). Devem despertar o interesse do aluno pelo bem estar dos outros (sua atuação não é individual; ele precisa da participação dos colegas). Devem propiciar situações em que o aluno desenvolva a iniciativa.
  28. 28. A atividade coletiva é um momento que todos os alunos realizam a mesma atividade sob orientação da professora.
  29. 29. A finalidade deste trabalho é o de propiciar aos alunos atroca de pontos de vista e opiniões, criando oportunidades para que os alunos apresentem suas idéias e argumentem em favor delas e para que tenham uma vivência comunitária e democrática.
  30. 30.  planejar o dia ou avaliá-lo ouvir e recontar histórias apresentação de tarefas arrumar a classe após o trabalho cálculo mental socialização das descobertas assembléia discutir sobre descobertas que fizeram durantes as atividades diversificadas
  31. 31. A atividade individual é realizada sempre entre o professor e uma criança, enquanto as outras realizam atividades diversificadas.
  32. 32. Essa atividade tem como objetivo o desenvolvimento pessoal da criança em umaspecto particular, acompanhando seu raciocínio.
  33. 33.  o desenvolvimento da responsabilidade  iniciativa  autonomia  autocontrole (auto regulação)...dando oportunidade à criança de aprender a trabalhar sem orientação direta do adulto.
  34. 34. Nessa atividade, os alunos podem escolher o que desejam fazer:  escolher um jogo da sala  fazer uma leitura  conversar ou brincar com os colegasEssa atividade deve acontecer num pequeno espaço de tempo, que pode ir aumentandoprogressivamente.
  35. 35. Durante esse momento os alunos, sentados em roda, relembram o que fizeram, sentiram e como se comportaram diante das atividades que participaram.
  36. 36. Têm a oportunidade de avaliar os momentos comoum todo e avaliar-se, reconstruindo dessa forma os acontecimentos que foram realizados no dia.
  37. 37. Pode ser estipulado uma determinada rotina para ser avaliada
  38. 38. Momento de vital importância : A brincadeira é a melhor maneira dacriança comunicar-se, ou seja, um instrumento que ela possui pararelacionar-se com outras crianças.É um momento em que o professor observa, encoraja as crianças a seenvolverem em diferentes brincadeiras e ajuda a estabelecer trocas entreos diferentes pares, contribuindo com o desenvolvimento físico, social eafetivo dos alunos. Pode ser livre ou dirigido.
  39. 39. Recreação Livre: As crianças brincam da forma que quiserem, escolhendo osmateriais e brincadeiras que mais lhe agradam. É importante o(a)educador(a) estar sempre atento, envolvendo-se nos jogos dascrianças e participando sempre que possível de suas brincadeiras. Oportunidade para desenvolver a cooperação: uma vez que suarealização só acontece se houver respeito para com ascombinações feitas em conjunto ou regras pré-estabelecidas (ex.:não desmanchar o “bolo” do amigo; quando estiver no “pique” o“monstro” não pode pegar; não vale colocar a mão na bola...).Recreação Dirigida: O professor(a) é quem direciona as brincadeiras. Aspossibilidades de jogos são infinitas. Também é interessante o(a)educador(a) participar das mesmas e envolver-se nos jogos. Muitas vezes é interessante antes de ensinar um tipo debrincadeira perguntar se as crianças já a conhecem e quais são asregras do jogo proposto. 09
  40. 40.  O professor e toda turma participa conjuntamente da organização e manutenção da sala, que acontece durante ou no final da aula. Todos cuidam da limpeza das mesas e para que nenhum material fique caído no chão ou espalhado pela classe.
  41. 41. Esta atividade contribui para que os alunos : criem hábitos de limpeza e organização classificação e seriação exercício das habilidades motoras valorização do trabalho espírito de equipe Cada turma tem uma maneira própria de arrumar a classe, mas são necessárias certas combinações, para que não ocorra de sempre as mesmas crianças ficarem responsáveis por este momento. É importantíssimo o critério de rodízio nessa atividade.
  42. 42. “A criança não pode fazer tudo o que quer, mas ela precisa querer tudo o que faz.” (Édouard Claparède - psicólogo suíço )
  43. 43. Há sempre diversas maneiras de se ver a mesma coisa. Para se enxergar além doóbvio, é preciso pensar diferente. As grandesmudanças foram as realizações daquilo que todos disseram que era impossível. Mude você também.
  44. 44. MUITO OBRIGADA SONIA BESSA Email:soniabessa@gmail.com.br

×