Eugenio cunha autismo, aprendizagem e inclusão ppt

929 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
929
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
279
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Para inserir este slide em sua apresentação   Salve este modelo como uma apresentação (arquivo .ppt) em seu computador. Abra a apresentação que conterá o slide da imagem. Na guia Slides , coloque o ponto de inserção após o slide que precederá o slide da imagem. Procure não selecionar o slide errado. O ponto de inserção deve estar entre os slides. No menu Inserir , clique em Slides de Arquivos . Na caixa de diálogo Localizador de Slide , clique na guia Localizar Apresentação . Clique em Procurar , localize e selecione a apresentação que contém o slide da imagem e clique em Abrir . Na caixa de diálogo Slides de Arquivos , selecione o slide da imagem. Marque a caixa de seleção Manter formatação original . Se você não marcar essa caixa de seleção, o slide copiado herdará o design do slide que o precede na apresentação. Clique em Inserir . Clique em Fechar .
  • Eugenio cunha autismo, aprendizagem e inclusão ppt

    1. 1. Autismo, aprendizagem e inclusão É preciso amor pra poder pulsar Eugênio Cunha
    2. 2. O que é o autismo?O autismo agrupa um conjunto de comportamentos numa tríade principal:1. comprometimentos qualitativos na comunicação,2. dificuldades na interação social,3. atividades restrito-repetitivas.
    3. 3. Ainda não se pode dizer comabsoluta certeza as causas do autismo.
    4. 4. Sabe-se, no entanto, que não possui origem ambiental, como se acreditou durante muitos anos.
    5. 5. Pode aparecer nos primeiros anos de vida ou durante operíodo do desenvolvimento da criança. Normalmente, os sintomas se tornam aparentes por volta da idade de três anos. Alguns números relatam que a taxa média de prevalência do Transtorno Autista é de cerca 15 casos por 10.000 indivíduos, sendo mais comum entre os meninos.
    6. 6. Leo Kanner, psiquiatra austríaco,naturalizado americano, publicou asprimeiras pesquisas relacionadas ao autismo em 1943. Na Alemanha, em 1944, o pediatra Hans Asperger desenvolveu uma tese expondo um conjunto de sinais semelhantes aos descritos por Kanner em crianças na idade de três anos.
    7. 7. Ainda que não exista total clareza a respeito do autismo, precisamos educar esses aprendentes.
    8. 8. Como podemos identificar o comportamento autístico ?Alguns sinais visíveis na criança:
    9. 9.  Isolar-se das pessoas. Não manter contato visual. Agir como se fosse surda. Birras. Não aceitar mudança de rotina. Hiperatividade física. Calma excessiva. Apego e manuseio não apropriado de objetos. Movimentos circulares no corpo. Sensibilidade a barulhos. Estereotipias. Ecolalias.
    10. 10. A atuação dos profissionais da escolaé fundamental, uma vez que muitos casos de autismo foram percebidos primeiramente no ambiente escolar.
    11. 11. Cuidados na alimentação Pesquisas na área da bioquímica nutricional revelam danos potenciais causados poralimentos que contêm caseína, glúten, açúcar e metais pesados como o mercúrio que se encontra no meio-ambiente e em vacinas. A alergia alimentar e outros alergênicos, assim como os efeitos tóxicos de alguns alimentos, podem alterar o comportamento.
    12. 12. A observação é extremamente relevante na educação doautista. É o primeiro passo para a aprendizagem.
    13. 13. É importante observar e investigar o contexto dos comportamentos inadequados e as suas razões. Paratanto, é pertinente responder às seguintes perguntas:
    14. 14.  Como surge o comportamento? Onde ocorre? Quando ocorre? Está relacionado ao ambiente ou algum objeto ou pessoa?
    15. 15. Na escola, é mais comum depararmos com dois tipos de autismo: Autismo clássico Síndrome de Asperger
    16. 16. Alguns Aspergers habilidosos são chamados de savants Matthew Savage
    17. 17. Alguns foram retratados em filme
    18. 18. Como funciona a mente autística?Há uma relação diferente entre o cérebro e os sentidos, e as informações nem sempre se tornam conhecimento. Os objetos não exercem atração em razão da sua função, mas em razão do estímulo que promovem.
    19. 19. Limitações da linguagem sãoinerentes ao autista. Assim, ele tambémencontra dificuldadespara simbolizar e ter compreensãosubjetiva das coisas.
    20. 20. Normalmente, articulamos nossas ações assim:
    21. 21. O autista assim:
    22. 22. Um livro, por exemplo, passa a ser apenas um objeto de contato sensorial. A criança precisa aprender afunção de cada objeto e o seu manuseio adequado.
    23. 23. A criança cria formas incomuns de manuseio,surgindo as estereotipias, que causam atraso no desenvolvimento motor, principalmente nosmovimentos finos. Diante disso, tudo passa a ter valor pedagógico: os usos, as habilidades e atividades mais elementares da vida diária.
    24. 24. 2, 10, 12, 16, 17, 18, 19...
    25. 25. 2,10, 12, 16, 17,18, 19, 200
    26. 26. As habilidades do autista são como ilhas num mar de inabilidades
    27. 27. Uma mãe de uma criança autista definiu: “amente do meu filho é como um queijo suíço: de boa qualidade, mas com muitos buracos”.
    28. 28. Por isso, na relação com o aluno autista o primeiro a aprender será o professor.
    29. 29. Algumas dicas para o professor: Penetrar no mundo do autista Concentra-se no contato visual Compartilhar com o autista as suas brincadeiras Procurar sempre enriquecer a comunicação Mostrar a cada palavra uma ação e a cada ação uma palavra Tornar hábitos cotidianos agradáveis Fazer tudo com serenidade, mas com voz clara e firme
    30. 30. Como educar o aluno autista?
    31. 31. Priorizando atividades funcionais Isto é, atividades que vão surtir efeito na vida social
    32. 32. Observando onde ele precisa ter mais autonomia As necessidadessociais são as dicas para as atividades pedagógicas.
    33. 33. Trabalha-se as habilidades sociais mais importantes que ele precisa aprender,começando pelas atividades que ele possui maior domínio. Tudo com suporte pedagógico
    34. 34. No universo autístico, tudo passa a ter valor pedagógicoDo simples ato desegurar um lápis ao hábito de escovar os dentes
    35. 35.  As atividades devem possuir caráter terapêutico afetivo social pedagógico
    36. 36.  Terapêutico: Superar os comportamentos inadequados. Afetivo: Criar o vínculo com o processo de aprendizagem, com o professor e com o espaço escolar. Social: Propiciar ao autista experiências em grupo, trabalhando a interação e a comunicação. Pedagógico: Estabelecer atividades que contemplem sua individualidade para o desenvolvimento de habilidades como aprendiz no espaço escolar.
    37. 37. Há três estágios que devem ser observados durante a aprendizagem: Primeiro estágio: o professor reconhece as habilidades que o aluno possui e as que devem ser adquiridas. Neste estágio, o mais importante será atrair sua atenção e provocar o desejo de aprender. Segundo estágio: Inicia-se quando o educando passa a interagir mais com o professor, descobrindo nas brincadeiras momentos de prazer. Terceiro estágio: o aprendente já sabe o que fazer. Ele poderá participar normalmente com outros alunos em sala de aula sem a constante intervenção do professor ou do psicopedagogo.
    38. 38. A essência e os conceitos quefundamentam essas práticas educativas aplicam-se em qualquer contexto da educação e são adequados a qualquer aluno
    39. 39. Por isso, o exercício docente éprimordialmente o trabalho, para adquirir a percepção que cada aluno aprendediferentemente e que nem todos têm as mesmas habilidades.
    40. 40. Esta é lógica do processo deaprendizagem: desloca-se o olhar doeducador prioritariamente para aluno,seus afetos e suas qualidades e não para as suas dificuldades.
    41. 41. Mas nada se pode fazer sem amor “Não existe educação sem amor”
    42. 42. Paulo Freire diz quequem não ama os seres inacabados não pode educar
    43. 43. Por isso, não existe educação sem afeto. A primeira relação com o aluno será a afetiva
    44. 44. Quem ama e planta a boa semente, com alegria colherá os frutos
    45. 45. Ando devagar porque já tive pressa.Levo este sorriso porque já chorei demais.

    ×