Psicanalise sobre os autores
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Psicanalise sobre os autores

em

  • 3,652 visualizações

 

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
3,652
Visualizações no SlideShare
3,652
Visualizações incorporadas
0

Actions

Curtidas
0
Downloads
46
Comentários
0

0 Incorporações 0

No embeds

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft Word

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

Psicanalise sobre os autores Document Transcript

  • 1. AUTORES DA PSICANALISESIGMUND FREUD: Foi o criador da psicanalise,formou-se em medicina nauniversidade de viena em 19881.especializou-se em psiquiatria, seu metodo de investigação consiste embuscar o significado inconsciente das palavras ações e produções imaginariasde um individuo,o profissional tem como função ensinar a compreender acomposição das formações psiquicas mais complicada reduzindo os sintomasque provocam sofrimento.toda a psicanalise está muito baseada ao trajeto pessoal de Freud grandeparte do conhecimento teórico foi baseado em experiências pessoais desseautor que foram trancritos em várias obras.Muitos colocam a questão de como observar o inconsciente. Se aFreud se deve o mérito do termo "inconsciente", pode-se perguntarcomo foi possível a ele, Freud, ter tido acesso a seu inconsciente parapoder ter tido a oportunidade de verificar seu mecanismo, já que não éjustamente o inconsciente que dá as coordenadas da ação do homemna sua vida diária.Não é possível abordar diretamente o inconsciente (Ics.), oconhecemos somente por suas formações: atosfalhos,sonhos, chistes e sintomas diversos expressos no corpo. Nassuas conferência na Clark University (publicadas como Cinco lições depsicanálise) nos recomenda a interpretação como o meio mais simplese a base mais sólida de conhecer o inconsciente. [8]Outro ponto a ser levado em conta sobre o inconsciente é que eleintroduz na dimensão da consciência uma opacidade. Isto indica ummodelo no qual a consciência aparece, não como instituidora designificatividade, mas sim como receptora de toda significação desde oinconsciente. Pode-se prever que a mente inconsciente é um outro"eu", e essa é a grande ideia de que temos no inconsciente uma outrapersonalidade atuante, em conjuntura com a nossa consciência, mascom liberdade de associação e ação.
  • 2. O modelo psicanalítico da mente considera que a atividade mental ébaseada no papel central do inconsciente dinâmico. O contato com arealidade teórica da psicanálise põe em evidência uma multiplicidadede abordagens, com diferentes níveis de abstração, conceituaçõesconflitantes e linguagens distintas. Mas isso deve ser entendido emum contexto histórico cultural e em relação as próprias característicasdo modelo psicanalítico da mente.CARL GUSTAV JUNG: O objetivo da psicanalise com abordagem junguiana éreconectar o ser com sua sabedoria interior conexão com amultidimensionalidade do ser humano, o autor acreditava que todo sertende a realizar o que existe nele em germe , a crescer,a completar-se adesenvolver o seu potencial.Muitos colocam a questão de como observar o inconsciente. Se aFreud se deve o mérito do termo "inconsciente", pode-se perguntarcomo foi possível a ele, Freud, ter tido acesso a seu inconsciente parapoder ter tido a oportunidade de verificar seu mecanismo, já que não éjustamente o inconsciente que dá as coordenadas da ação do homemna sua vida diária.Não é possível abordar diretamente o inconsciente (Ics.), oconhecemos somente por suas formações: atosfalhos,sonhos, chistes e sintomas diversos expressos no corpo. Nassuas conferência na Clark University (publicadas como Cinco lições depsicanálise) nos recomenda a interpretação como o meio mais simplese a base mais sólida de conhecer o inconsciente. [8]Outro ponto a ser levado em conta sobre o inconsciente é que eleintroduz na dimensão da consciência uma opacidade. Isto indica ummodelo no qual a consciência aparece, não como instituidora designificatividade, mas sim como receptora de toda significação desde oinconsciente. Pode-se prever que a mente inconsciente é um outro"eu", e essa é a grande ideia de que temos no inconsciente uma outrapersonalidade atuante, em conjuntura com a nossa consciência, mascom liberdade de associação e ação.
  • 3. O modelo psicanalítico da mente considera que a atividade mental ébaseada no papel central do inconsciente dinâmico. O contato com arealidade teórica da psicanálise põe em evidência uma multiplicidadede abordagens, com diferentes níveis de abstração, conceituaçõesconflitantes e linguagens distintas. Mas isso deve ser entendido emum contexto histórico cultural e em relação as próprias característicasdo modelo psicanalítico da mente.JACQUES LACAN: Foi o segundo que mais contribuiu e deu continuidade a suaobra. para ele a psicanalise é uma ciência uma visão ou umafilosofia,psicanalise é uma prática onde através do metodo da livreassociação chegaremos ao nucléo do seu ser, ele mostrou que o inconscientese estrutura com a linguagem.1- Um século de Lacan.Polêmico psicanalista francês repensou o sistema freudiano ecriou uma escola psicanalítica.Lacan, refundador da psicanálise. Lacan, transgressor. Lacan,maître à penser. Lacan, venerado. Lacan repudiado. Todos osLacans serão lembrados no dia 13 de abril, quando opsicanalista francês comemoraria 100 anos. No mundo inteiro,assim como no Brasil, estão sendo promovidos semináriospara discutir sua importância para a psicanálise.No segundo semestre deste ano, no dia 9 de setembro,vigésimo aniversário de sua morte, nova oportunidadepara sevoltar a enfatizar a importância do maior psicanalista francês,que, um dia, deixou escapar a boutade: Fui eu que inventei oinconsciente. Segundo uma de suas biógrafas, ElisabethRoudinesco, é inegável a importância de Lacan: ele dotou adoutrina psicanalítica de uma concepção pós-saussuriana do
  • 4. inconsciente, além de uma teoria cartesiana do sujeito. Foinos estudos de Ferdinand de Saussurre e de Roman Jakobsonque Lacan se inspirou para criar a teoria de que oinconsciente é estruturado como uma linguagem, atribuindoao significante uma posição de predominância sobre osignificado. Pertencente à segunda geração da psicanálisefrancesa, Lacan foi, de sua geração, o único herdeiro de Freuda repensar todo o sistema criado pelo fundador dapsicanálise.Leneide Duarte.JORNAL DO BRASILPara marcar o centenário de Lacan, o Idéias publica umaentrevista com a psicanalista e historiadora ElisabethRoudinesco, além de artigos dos psicanalistas franceses RenéMajor e Michel Plon e dos brasileiros Antônio Quinet, JoelBirman, Paulo Sternick e Marco Antônio Coutinho.DONALDS WOODS WINNICOTT: desenvolveu sua psicanalise com base nasrelações familiares entre a criança e o ambiente,de acordo com winnicottodo ser humano tem um potencial para o desenvolvimento, para tornaresse potencial como algo real o ambiente se faz necessário e inicialmenteesse ambiente é a mãe ou alguém que exerça a função materna.Não é possível abordar diretamente o inconsciente (Ics.), oconhecemos somente por suas formações: atosfalhos,sonhos, chistes e sintomas diversos expressos no corpo. Nassuas conferência na Clark University (publicadas como Cinco lições depsicanálise) nos recomenda a interpretação como o meio mais simplese a base mais sólida de conhecer o inconsciente. [8]Outro ponto a ser levado em conta sobre o inconsciente é que eleintroduz na dimensão da consciência uma opacidade. Isto indica ummodelo no qual a consciência aparece, não como instituidora designificatividade, mas sim como receptora de toda significação desde oinconsciente. Pode-se prever que a mente inconsciente é um outro"eu", e essa é a grande ideia de que temos no inconsciente uma outra
  • 5. personalidade atuante, em conjuntura com a nossa consciência, mascom liberdade de associação e ação.O modelo psicanalítico da mente considera que a atividade mental ébaseada no papel central do inconsciente dinâmico. O contato com arealidade teórica da psicanálise põe em evidência uma multiplicidadede abordagens, com diferentes níveis de abstração, conceituaçõesconflitantes e linguagens distintas. Mas isso deve ser entendido emum contexto histórico cultural e em relação as próprias característicasdo modelo psicanalítico da menteMELAINE KLEIN: Ela foi a primeira psicanalista a analisar crianças muitopequenas através do metodo do brincar com idade entre 18 e 36 meses devida,a partir do analise dessas crianças ela observou que eles tendiam a ver omundo em branco e preto ou bom ou mal,quanto maior era a divisão entrebom ou mal. na fantasia da criança mais complexa era a psicopatologiaenvolvida. Melanie Klein foi uma das maiores psicanalistas dahistoria. Seguidora de Freud, com genialidade e amor à verdade erigiuuma escola com pensamentos próprios e distintos. Como disse umaamiga, quando Klein em 1935 insistia que era uma freudiana: "agora jáé tarde - você é uma Kleiniana."Suas teorias vieram de seus trabalhos com crianças, o que possibilitou ainvestigação psicanalítica dos primeiros meses de vida, abrindo asportas para o tratamento de pacientes psicóticos. Outrosdesenvolvimentos se seguiram à psicanálise de crianças, como o estudodos estados maníaco depressivos, a identificação projetiva como defesado ego, e a inveja primária na consituição da personalidade. Sua teoriadas posições depressiva e esquizoparanóides são a primeira grandesistematização da teoria psicanalítica.