Energia luminosa

8.735 visualizações

Publicada em

Energia luminosa

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.735
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
40
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Energia luminosa

  1. 1. Luz Prof°Maria Leir Alunos : Luan , Luis Carlos , Diego , Nikson e Geovanne 9°ano A
  2. 2. Luz A  luz  na forma como a conhecemos é uma gama de comprimentos de onda a que o olho humano é sensível. Trata-se de uma radiação electromagnética ou num sentido mais geral, qualquer radiação electromagnética que se situa entre a radiação infravermelha e a radiação ultravioleta. As três grandezas físicas básicas da luz (e de toda a radiação electromagnética) são: brilho(amplitude), cor ( frequência ), e polarização (ângulo de vibração). Devido à dualidade onda-partícula, a luz exibe simultaneamente propriedades de onda e  partículas .
  3. 3. <ul><li>Um raio de luz é a representação da trajetória da luz em determinado espaço, e sua representação indica de onde a luz sai e para onde ela se dirige. O conceito de raio de luz foi introduzido por  Alhazen . Propagando-se em meio homogêneo , a luz percorre sempre trajetórias retilíneas; somente em meios não-homogêneos é que a luz pode descrever trajetórias curvas. </li></ul>
  4. 5. Teoria da dualidade onda-particula <ul><li>Foi Albert Einstein, usando a ideia de Max Planck, que conseguiu demonstrar que um feixe de luz são pequenos pacotes de energia e estes são os fótons, logo, assim foi explicado o fenômeno da emissão fotoelétrica. </li></ul><ul><li>A confirmação da descoberta de Einstein se deu no ano de 1911, quando Arthur Compton demonstrou que &quot;quando um fóton colide com um elétron, ambos comportam-se como corpos materiais.&quot; </li></ul>
  5. 6. Velocidade da luz <ul><li>A  velocidade da luz  no vácuo, simbolizada pela letra  c , é definida como 299 792 458 metros por segundo. O símbolo  c  origina-se do Latim  celeritas ,velocidade ou rapidez. A velocidade da luz em um meio material transparente, tal como o vidro ou o ar, é menor que  c , sendo a fração função do índice de refração do meio. </li></ul>
  6. 7. Ondas de luz <ul><li>A luz que nos ilumina é uma onda &quot;elétrica&quot; semelhante a uma onda de rádio ou televisão. A diferença está apenas no comprimento de onda que é muito menor nas ondas de luz do que nas ondas de rádio. </li></ul>
  7. 9. Experimento <ul><li>MATERIAL: 1. Uma folha de papel em branco 2. Um copo com água 3. Uma lanterna </li></ul><ul><li>COMO FAZER: 1. Coloque o papel em frente ao copo com água 2. Coloque a lanterna ao lado do copo e acenda  </li></ul><ul><li>O QUE ACONTECE: Aparece um arco-íris refletido no papel. </li></ul><ul><li>POR QUE ACONTECE?  Porque o copo d'água faz com a luz da lanterna exatamente o que a nuvem faz com a luz do Sol, ou seja, separa as cores da luz. A luz que parece não ter cor nenhuma, na verdade é uma mistura de cores coloridas. Juntas elas dão a luz invisível ou luz branca. Misturadas, a gente não vê cor nenhuma, mas se você faz passar por alguma coisa que separe as cores, por exemplo, um copo d'água, você vai ver as cores separadas ou um arco-íris. </li></ul>
  8. 10. “ Eu sou a luz do mundo. &quot; (Jesus Cristo) Fim

×