Aprendizagem autoria e avaliação

608 visualizações

Publicada em

Algumas definições de teóricos ou não, sobre esses três temas ligados a educação.
Produzido por Mª Leir Marinho Mourão
Curso AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem)

Publicada em: Educação, Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
608
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aprendizagem autoria e avaliação

  1. 2. A aprendizagem significativa ocorre quando a nova informação ancora-se em conceitos ou proposições relevantes [...]. (MOREIRA, 1995) ancoragem
  2. 3. É necessário alguém que desempenhe o papel do mediador que é: observar, analisar e promover melhores oportunidades de aprendizagem.
  3. 4. Há diferença, no sentido da mediação, entre o que uma pessoa pode aprender ou se desenvolver realizando uma tarefa sozinha ou realizando a mesma tarefa com a ajuda de outra, principalmente mais competente ou que lhe proporcione desafios adequados. (HOFFMAN, 2005) http://noseosgemeos.blogspot.com/2011/04/teteu-ajuda.html
  4. 5. É necessário a construção de conhecimento, que só acontece se for feita pelo próprio individuo, “o conhecimento é uma construção. O sujeito age espontaneamente – isto é, independentemente do ensino.” (BECKER, 2001).
  5. 6. Construir significa “a idéia de que nada, a rigor, está pronto, acabado, e de que, especificamente, o conhecimento não é dado, em nenhuma instância, como algo terminado – é sempre um leque de possibilidades que podem ou não ser realizadas.” BECKER (2001)
  6. 7. O aluno aprende por si mesmo e o que ele necessita para isso é de mediadores, professores ou colegas, e recursos que possibilitarão a sua aprendizagem e construção sólida do seu próprio conhecimento.
  7. 8. O aluno deve ser o autor de seu conhecimento, é necessário, mudanças de posicionamentos, atitudes, metodologias para um novo fazer pedagógico, tanto do professor como de todo o Sistema educacional.
  8. 9. Construir conhecimento = Ser capaz de desmanchar e refazer. (DEMO, 2001)
  9. 10. Construção do conhecimento - De dentro para fora. (DEMO, 2001)
  10. 11. “ A relação educador/educando exige o processo avaliativo mediador [...].” de modo que proporcione crescimento e busca de novos conhecimentos pelo educando através das intervenções propostas pelo educador. (HOFFMAN, 2005)
  11. 12. Não basta lançar desafios, é necessário que se forneça subsídios suficientes e apropriados para que o educando consiga solucionar suas tarefas, Porém, mesmo buscando passar por todo esse processo é necessário clareza no que se deseja, investimento e dedicação, por parte de quem realiza a ação, para que a avaliação da aprendizagem funcione bem como meio de investigar e, se necessário, intervir na realidade pedagógica, senão permanecerá incompleta e não poderá cumprir o seu verdadeiro papel.
  12. 13. “ é tornar claro aquilo que é obscuro; isto é, tornar compreensível aquilo que ainda não o é.” (LUCKESI, 2011)
  13. 14. A intenção do avaliador é de: “conhecer, compreender, acolher os alunos em suas diferenças e estratégias próprias de aprendizagem para planejar e ajustar ações pedagógicas favorecedoras a cada um e ao grupo como um todo.” (HOFFMAN, 2005)
  14. 15. Hoffman (2005) defende a importância de um avaliador mediador na solução de problemas: “Há diferença, no sentido da mediação, entre o que uma pessoa pode aprender ou se desenvolver realizando uma tarefa sozinha ou realizando a mesma tarefa com a ajuda de outra, principalmente mais competente ou que lhe proporcione desafios adequados.
  15. 16. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS   BECKER, Fernando. O que é construtivismo? Série Idéias n. 20. FDE. São Paulo - SP. 2001. DEMO, Pedro. 2001. HOFFMAN, Jussara. O Jogo do Contrário em avaliação. Porto Alegre: Mediação, 2005.   LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem componente do ato pedagógico. 1ª ed. São Paulo: Cortez, 2011. MOREIRA, M. A. Ensino e aprendizagem: enfoques teóricos. São Paulo. Editora Moraes. 1995.

×