Projeto recursos naturais de minha cidade ciências2

2.543 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.543
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto recursos naturais de minha cidade ciências2

  1. 1. ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER RECURSOS NATURAIS DA MINHA CIDADE ANGÉLICA 2012
  2. 2. ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER RECURSOS NATURAIS DA MINHA CIDADE Projeto elaborado para ser desenvolvido no 2º bimestre na disciplina de Ciências, pelo professor Mirko Donisete Rodrigues Barbosa e Waldir Basílio, sob a orientação dos professores Carlos Roberto das Virgens, Ildo Andrade Aquino, José Marcelo Gomes, Leila Rosana Bolonhin , Silene de Souza B. das Virgens e Ticyara Halik Smanioto Vicente. ANGÉLICA 2012
  3. 3. I-DADOS DE IDENTIFICAÇÃOÁrea ou Disciplina de Origem: CiênciasProfessor Coordenador: Sirlene de Souza B. das Virgens e Ticyara Halik Smanioto Vicente.Professores colaboradores: Carlos Roberto das Virgens, Ildo Andrade Aquino, José MarceloGomes, Leila Rosana Bolonhin .Período: 2º bimestreNúmero de aulas: 06 aulasII- JUSTIFICATIVA As transformações do ambiente no município tem causado preocupação, e os adolescentesprecisam conscientizar-se do valioso bem que temos em nossa cidade - os recursos naturais -precisam de formação integral, que contemple uma participação ativa e constante frente aosproblemas enfrentados pela sociedade local, para que possam ser adultos mais responsáveis e que,além disso, possam sensibilizar a comunidade e os familiares sobre a importância destes recursos.Sendo assim, a escola constitui o espaço ideal para desenvolver nos estudantes a consciência depreservação e recuperação de ambientes degradados pelos seres humanos, conduzindo a formação deatitudes sustentáveis. Para muitos a Educação Ambiental é a possibilidade de trabalhar com os alunos o conceito deecologia. Porém, a Educação Ambiental vai além de repassar conceitos. Para Reigota (2002) é umaproposta que altera a educação como a conhecemos, não sendo, necessariamente, uma práticapedagógica voltada para a transmissão de conhecimentos sobre a ecologia. Não é uma educação vista apenas como um recurso pedagógico, mas como a participação plenados cidadãos nas discussões, debates e decisões sobre a questão ambiental. Assim, para o trabalho com a Educação Ambiental é necessário romper com o modelo daeducação tradicional e desenvolver uma educação crítica e emancipatória, na qual a criança e ojovem têm a possibilidade de atuar, propor ideias e sugerir melhorias para o ambiente onde vive. Aescola, a sua casa, a rua e o bairro, poderão ser alvos de observação e de ações com futurasintervenções para melhoria da qualidade de vida da população.Não basta repassar informações aos alunos. Estas são divulgadas diariamente pela mídia. É preciso
  4. 4. sensibilizar, refletir e debater sobre situações diferentes e provocadoras. Criar condições para queeles vivenciem a preocupação de preservação dos recursos naturais no seu dia-a-dia.III- OBJETIVOS DO PROJETO - Promover a interdisciplinaridade através de um tema gerador, contemplando o referencialcurricular e a missão da escola de inserir o educando em seu meio social.IV- CONTEÚDOS (conceituais, procedimentais e atitudinais)*- Solo: Composição, tipos, doenças relacionadas, alterações ambientais, preservação econservação.- Água: Composição, ciclo da água, doenças relacionadas, alterações ambientais, preservação econservação.- Ar: Composição, doenças relacionadas, alterações ambientais, preservação e conservação.V- ORIENTAÇÕES E/OU SEQUÊNCIA DIDÁTICA ( METODOLOGIA) Primeiramente, os alunos farão uma pesquisa usando alguns recursos tecnológicos da escolacomo: computador, para dessa forma levantar informações sobre o tema proposto. Após isso, osmesmos irão organizar o material coletado, para assim divulgar o que conseguiu aprender através derelatos, slides, filmes e apresentações de seminários. Após esse primeiro passo de pesquisa, de maneira mais ampla, organizar os alunos em grupos e apartir daí fazer o levantamento na cidade sobre o tema abordado e procurar repostas para a pergunta:quais são os recursos naturais mais utilizados pela população? A água estará entre as mais citadas por ser um bem comum, neste caso, a pesquisa se volta paraquais as aplicações que a água tem, indústria, uso doméstico ou agricultura. Procurar tambéminformações sobre a captação e formas distribuição. Todos esses dados serão analisados em sala deaula, para começar a montar um roteiro de uso e desperdício da água. Como no trabalho tambémfalamos a respeito de solo e ar, a pesquisa também se daria no mesmo sentido, procurando sabercomo é a utilização da terra, quais são os maiores responsáveis pela sua degradação. Esses dadosserão comparados e a partir daí será elaborada uma tabela com as principais informações, procurandoevidenciar onde se inspira mais cuidados com o uso indiscriminado.
  5. 5. O Professor Waldir Basilio- História, realizou com seus alunos ( 9º e 2º Médio) um trabalhode campo, onde os mesmos foram até as nascentes de alguns córregos de nossa cidade paracoletarem informações sobre o tema -Nascentes de nossa cidade. Com os alunos do 6º Ano C o professor Mirko Donisete – Ciências, realizou a apresentaçãode slides e vídeos sobre o tema - Tipos de solo, onde os mesmos puderam conhecer os tipos de soloe sua composição.VI- OBJETIIVOS ESPECÍFICOS OU DO COMPONENTE CURRICULAR (HABILIDADESA SEREM DESENVOLVIDAS) • Aprofundar os conhecimentos sobre recursos naturais (solo, água e ar). • Compreender e debater a importância dos recursos naturais no local onde vivemos e a sua preservação. • Sensibilizar a comunidade escolar e também a sociedade por meio dos alunos, para a importância da preservação e recuperação desses recursos. • Conhecer os recursos naturais e a produção agrícola sustentável a fim de minimizar os prejuízos para o meio ambiente.VII- DESTINO SOCIAL DAS PRODUÇÕES- Blogs- Vídeos no You Tube- Mural de memórias- Livrinhos onlineVIII- AVALIAÇÃO DO PROJETO O projeto será avaliado de acordo com o seu desenvolvimento e seu valor será atribuído aoconhecimento adquirido pelo aluno e sociedade em geral.IX- AVALIAÇÃO DO ALUNO A avaliação será contínua ao longo do desenvolvimento do projeto por meio de observação,participação e desempenho individual e coletivo.
  6. 6. X- CRONOGRAMA Elaboração e desenvolvimento de um projeto Horas interdisciplinarProjeto Recursos Naturais de Nossa Cidade. 06 aulasXI- BIBLIOGRAFIALUZ, Maria de La. Vivendo Ciências. São Paulo, SP: FTD, 2002http://www.ceplac.gov.br/radar/conservacaosolo.htmAcesso em 05-05-2012http://www.usp.br/sibi/biblioteca/pdfs/atmosfera.pdfAcessado em 05-05-2012.http://www.ceplac.gov.br/radar/semfaz/soloeagua.htm.Acessado em 05-05-2012http://www.suapesquisa.com/pesquisa/tipos_solo.htmAcessado em 12- 05-2012http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Solo/Solo8.phpAcessado em 12- 05-2012http://www.webciencia.com/21_agua.htmAcessado em 12- 05-2012
  7. 7. ANEXO

×