#SMBr2012 Palestra sobre regionalização nas mídias sociais

1.558 visualizações

Publicada em

Palestra realizada no Social Media Brasil 2012, em maio, em SP sobre a regionalização da comunicação nas mídias sociais

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.558
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
584
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

#SMBr2012 Palestra sobre regionalização nas mídias sociais

  1. 1. Social Media Brasil 2012 Socorro Macedo Diretora Executiva - Le FilA regionalização das mídias socorro@lefil.com.br @LeFil sociais FB:Lefilcom www.lefil.com.br
  2. 2. O desafio é: COMO CONVERSAR COM O CONSUMIDOR DO NORDESTE NAS MÍDIAS SOCIAIS?
  3. 3. O cenário
  4. 4. E essas pessoas estão online, gerando características próprias no online •Distribuição da população online por região •-55% Sudeste •18.9% Sul •13% Nordeste •-8.4% Centro-Oeste •- 4.6% Norte •O Nordeste é a segunda região que passa mais tempo conectada. •Fonte: ComScore
  5. 5. Set.2010
  6. 6. MEIO UTILIZADO PARA ACESSAR À INTERNET 91% 76% 77% 76% Computador/Desktop 55% Notebook/Netbook 48% Celular/Ipod 42% Consoles 26% 23% 18% 17% 11% 0% 1% 2% Recife 2012 Fortaleza Salvador Recife 2011RECIFE | Cresce o acesso via notebook e celular, em relação a 2011FORTALEZA | Cidade se destaca pelo maior acesso via notebookSALVADOR | Salvador se destaca no acesso pelo celular Fonte: Le Fil/Prime Brasil
  7. 7. LOCAL DE ACESSO 92% 85% 81% Casa 53% Trabalho 48% Escola Lan House 24% Centro público Casa de parentes 11% 11% 6% 5% 6% 2% 3% 1% 3% 3% 0% 0% Recife 2012 Fortaleza SalvadorRECIFE | Mostra sua força no acesso em casa e lan house.FORTALEZA | Ganha relevância pelo acesso nas escolas e centro públicosSALVADOR | Destaca-se com acesso no trabalho. Fonte: Le Fil/Prime Brasil
  8. 8. MÍDIAS SOCIAIS QUE ACESSA 89% 91% 69% 67% 64% 52% Twitter 41% Youtube Facebook 30% 26% 21% Orkut 11% 13% Recife 2012 Fortaleza SalvadorFACEBOOK se destaca como liderança, seguindo a tendência nacional.Observa-se uma forte penetração em Salvador e Fortaleza, se comparado aoRecifeO YOUTUBE demonstra um forte presença no Recife, sendo a terceira mídiamais acessada. Fonte: Le Fil/Prime Brasil
  9. 9. TEMPO DE ACESSOàs mídias sociais durante a semana 58% 52% 45% Até 5 hrs De 6 a 10 hrs 31% De 11 a 15 hrs 26% De 16 a 20 hrs 24% 22% 21% De 21 a 30 hrs 17% Acima de 30 hrs 12% 10% 7% 8% 7% 7% 7% 7% 6% 6% 6% 5% 5% 5% 5% Recife 2012 Fortaleza Salvador Recife 2011HÁBITOS DO INTERNAUTASALVADOR se destaca como heavy userNO RECIFE, aumenta o número de horas conectadas na faixa de 21h a 30h. Fonte: Le Fil/Prime Brasil
  10. 10. ACESSO NO CELULAR – MÍDIAS SOCIAIS 74% 61% 60% 39% 40% Sim 26% Não Recife 2012 Fortaleza SalvadorHÁBITOS DO INTERNAUTARECIFE e SALVADOR se equiparam na utilização do celularFORTALEZA ainda está em crescimento Fonte: Le Fil/Prime Brasil
  11. 11. DIAS DE ACESSO ÀS MÍDIAS SOCIAIS 79% 79% 77% 77% 77% 76% 76% 76% 73% 73% 69% 67% 59% 51% Recife 2012 48%43% 41% 43% 42% 43% Fortaleza 38% 40% 38% 38% 35% 34% 32% 31% Salvador Recife 2011 Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo RECIFE se destaca no final de semana. Já SALVADOR e FORTALEZA, durante a semana. Fonte: Le Fil/Prime Brasil
  12. 12. CONSULTA À INTERNET ANTES DEREALIZAR COMPRAS 75% 69% 52% 54% 48% 46% Sim 31% Não 25% Recife 2012 Fortaleza Salvador Recife 2011RECIFE cresce na busca de informações sobre produtos, em relação a 2011SALVADOR se destaca entre as três capitais Fonte: Le Fil/Prime Brasil
  13. 13. PRINCIPAIS INTERESSES NAS MÍDIAS SOCIAIS 84% Informação em tempo real 62% Contato com os amigos 61%55% 56% Interesse em 52% futebol/esporte 48% Conhecer empresas 35% Conhecer pessoas Promoções Informações sobre 16% 15% produtos e serviços 9% 10% Reclamar de produtos e 6%8%6%6% 6% 8% serviços 3%5%5% 2% 1% 4% 1% 1%1% 4% 5%5% 5% 3% 0% 0% 0%0% Contatos profissionais Recife 2012 Fortaleza Salvador OS INTERNAUTAS QUEREM INFORMAÇÕES EM TEMPO REAL E CONTATO COM OS AMIGOS. O RECIFE destaca-se pela busca de promoções, fotos e vídeos Já SALVADOR e FORTALEZA buscam informações sobre produtos e serviços Fonte: Le Fil/Prime Brasil
  14. 14. O QUE OS INTERNAUTAS ESPERAM DOSPOLÍTICOS NAS REDES SOCIAIS? Saber de propostas 49% e projetos Conhecer melhor a 38% história do político 34% 33% 30%29% Saber das últimas 28% 27% notícias sobre o político 21% Acompanhar a agenda do político 13% 12% 9% Trocar opiniões com 6% 5% 6% o político 3% 2% 2% Não soube opinar Recife 2012 Fortaleza SalvadorEm todas as capitais, é notável o interesse quanto a proposta /projetos dospolíticos e a sua história.RECIFE ainda se destaca pelo interesse em saber das últimas notícias sobre opolítico.Já em FORTALEZA e SALVADOR, o interesse maior é pela troca de opiniões com ospolíticos Fonte: Le Fil/Prime Brasil
  15. 15. Linguagem Cabuloso
  16. 16. E como conversar? PARA ISSO, É PRECISO ENTENDER O CONCEITO DE REGIONALIZAÇÃO
  17. 17. O que é regionalização na comunicação?
  18. 18. TerritórioUm micro espaço; uma proximidade; ancoragem territorial; lugar; fenômeno de pequena escala.
  19. 19. Social Pessoas se intercomunicam e se auto-identificam.
  20. 20. Cultural Informações adequadas às necessidades e interesses da comunidade.
  21. 21. Identidade local necessariamente não faz oposição ao global, mas convive com ele.
  22. 22. Globalização Pasteurização Hegemonia Sem fronteiras
  23. 23. Glocalização WELLMAN, Barry. Little Boxes, Glocalization, and Networked Individualism. Toronto, 2001. http://www.chass.utoronto.ca/~wellman/publica tions/littleboxes/littlebox.PDF.Segundo Paul Soriano, no "glocal, " o "local" representaria os "nós" darede global e integra as resistências mas também as contribuições dasformações identitárias locais e regionais à globalização
  24. 24. •Na comunicação, a importância da regionalização se deu,primeiramente, nas Tvs e Rádios. Se existem interesses, existem mercados. Existe retorno!
  25. 25. As vozes que falaram sobre a regionalizaçãonesse período conseguiram, pelo menos,colocarem o nome “regionalização” no IncisoIII do artigo 221 da Constituição Federalde 1988, que estabelece que a regionalizaçãoda produção cultural, artística e jornalística serágarantida de acordo com percentuaisestabelecidos em lei.
  26. 26. E as mídias sociais?
  27. 27. As pessoas que estão nas mídias sociais nãosão diferentes das pessoas que assistem àTv, lêem jornais ou escutam rádio. Elas estão dentro de uma localidade, possuem identidade regional Possuem hábitos Também dialogam sem fronteiras e estão nas redes sociais
  28. 28. 5 DESAFIOS
  29. 29. PRODUZIR RELACIONAMENTO LOCAL NAS MÍDIAS SOCIAIS CONTEÚDO + EXPERIÊNCIA Primeiro desafio das marcas
  30. 30. Surgem novos representantes locais Dialogar com novos sujeitos Segundo desafio das marcas
  31. 31. E as pessoas também produzem conteúdo local, independente das empresas Entender as questões locais Terceiro desafio das marcas
  32. 32. Geolocalização Quarto desafio das marcas
  33. 33. Fonte: Mauricio Maiaagosto/2010
  34. 34. E as empresas? O que elas estão fazendo diante desse desafio?
  35. 35. Dificuldade de encontrar dados 1) As pessoas com quem você conversa são sobre mercados locais de quantas e quais regiões? 2) O que você sabe sobre essas regiões? Você produz conteúdo sobre elas? 3) O que faz a diferença para sua marca estar nessas regiões? Quinto desafio das marcas
  36. 36. Globo Nordeste;)@lefilsocorro@lefil.com.brwww.lefil.com.br

×