Estudo sobre energia elétrica - Março 2015

716 visualizações

Publicada em

O aumento da energia elétrica e a busca por alternativas para reduzir o consumo foram os assuntos mais falados no Twitter e Facebook. Estudo da consultoria Le Fil, realizado entre os dias 10 e 20 de março, após reajuste das tarifas, mostra ainda que 51% das menções são reclamações de brasileiros, sendo 71% delas referentes ao aumento da tarifa. Em segundo lugar, aparecem reclamações sobre quedas e falta de energia (20% das reclamações). O estudo analisou 1.016 menções publicadas pelos usuários de Twitter e Facebook a partir da palavra-chave “energia elétrica”.

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
716
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
125
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo sobre energia elétrica - Março 2015

  1. 1. Estudo Especial Energia Elétrica Março 2015
  2. 2. Objetivo Este estudo tem como objetivo avaliar a opinião dos internautas sobre “energia elétrica” a partir de menções de perfis públicos no Twitter e Facebook no Brasil. ESTUDO Metodologia O estudo analisou 1.016 menções, coletadas entre os dias 10/03 e 20/03 de 2015, a partir da palavra-chave “energia elétrica”. As menções são coletadas através de softwares que buscam citações públicas de usuários nas redes sociais. Os cientistas de dados da Le Fil analisaram e as classificaram com o objetivo de apontar tendências.
  3. 3.  Os brasileiros mostram-se preocupados com o aumento da tarifa paga pela energia elétrica. Cerca de 31% das menções sobre energia elétrica foram sobre o assunto;  A preocupação com o valor da conta tem se unido com os discursos de economia de energia no sentido de incentivar as pessoas a reduzir o consumo, sendo 25% das menções sobre a necessidade de reduzir o consumo;  Nesse cenário, é comum os varejistas destacarem produtos que consomem pouca energia, sendo 16% das menções foram venda desse tipo de equipamento;  Já em 10% das menções, os brasileiros citaram o nome da Presidente Dilma Rousseff e reclamaram sobre o aumento da conta de energia;  A interrupção do fornecimento de energia foi o assunto de 9% das menções;  9% foi mesma porcentagem das menções que falavam sobre o uso da energia solar. ESTUDO Aumento na tarifa de energia é o principal mote entre os internautas, que mostram-se insatisfeitos com a novidade 31% 25% 16% 10% 9% 9% Assuntos mais falados Aumento da tarifa Redução do consumo Equipamento que reduz consumo Dilma Interrupção do fornecimento Energia Solar
  4. 4.  51% das menções foram reclamações referentes à energia elétrica. Dessas:  71% das menções foram críticas negativas sobre o aumento da tarifa.  A interrupção no fornecimento, com quedas de energia ou reparos, é a segunda maior reclamação dos consumidores, com 20% das menções;  Já 6% das menções reclamaram da falta de estrutura que vão desde a rede elétrica a distribuição deficiente que causa constantes quedas de energia. Internautas pedem mais investimentos em infraestrutura;  Os internautas demonstram preocupação também com as ameaças da mudança climática que podem afetar a geração de energia. Há receio pela falta de energia. Essas menções representam 3%; CRÍTICAS Aumento de tarifa é a principal reclamação dos internautas 71% 20% 6% 3% 0% Reclamações Aumento de tarifa Interrupção no fornecimento Estrutura Abastecimento
  5. 5.  Quando o assunto é fontes de energia, a energia solar é citada em 60% das menções como fonte de geração de energia;  Hidrelétricas vêm em seguida com 19% das menções e os internautas dividem opiniões, com a preocupação ambiental e receio acerca do abastecimento devido à seca;  Leilões de bioeletricidade, energia elétrica gerada a partir da biomassa da cana e pessoas defendendo essa fonte de energia sustentável fizeram com que a bioeletricidade tivesse 8% da representação;  Energia eólica é citada como saída para geração de energia renovável em 5% das menções que falam sobre os tipos de energia;  Projeto sueco que aproveita o lixo para gerar energia e internautas defendendo que essa prática tem muito potencial no Brasil fez com que o assunto energia gerada a partir do lixo alcançasse 3% das menções; FONTES DE ENERGIA Energia solar é a principal alternativa 60%19% 8% 5% 3% 3% 1% 1% Fontes de energia Energia Solar Hidrelétrica Bioenergia Energia Eólica Energia gerada a partir do lixo Ondomotriz Energia Térmica Energia Nuclear
  6. 6. A preocupação com a redução do consumo de energia, seja pelo objetivo de reduzir a conta ou pela preocupação com a sustentabilidade, tem feito consumidores procurarem produtos e equipamentos com baixo consumo. Com essa realidade, é crescente o investimento dos varejistas em oferecer e divulgar esse tipo de produto. Entre os produtos com maior destaque estão: Lâmpadas de LED Ar condicionado Geladeira Climatizador Chuveiro Impressora Adega de vinho Lavadora Sensor de presença MERCADO Produtos com baixo consumo de energia recebem destaque
  7. 7. São Paulo foi o Estado responsável por quase 1/3 das menções sobre energia elétrica, alcançando 30% de representatividade. O Estado é seguido pelo Rio de Janeiro, com 13%; Rio Grande do Sul, com 9%; e o Rio Grande do Norte, com 6%. LOCALIZAÇÃO São Paulo é o Estado com maior representatividade entre os usuários 30% 13% 9%6% 42% Localização São Paulo Rio de Janeiro Rio Grande do Sul Rio Grande do Norte Outros
  8. 8. O público masculino é o que se mostra mais ativo quando a discussão é energia elétrica, demonstrando maior participação com o assunto. A representação chegou a 69% do total, contra 31% do público feminino. GÊNERO Homens são os que mais falam sobre energia elétrica 69% 31% Gênero Masculino Feminino
  9. 9. Todos os indicadores e análises são de propriedade intelectual da Le Fil. É proibida a reprodução ou representação total ou parcial deste conteúdo, ou de qualquer elemento que o componha, em qualquer suporte ou mídia que exista ou venha a existir. Sendo assim, qualquer cópia ou material similar, produzido por pessoas físicas ou jurídicas, é passível de sanções penais descritas em leis . www.lefil.com.br

×