Combate a ervas daninhas (agratóxicos)

475 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
475
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
56
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Combate a ervas daninhas (agratóxicos)

  1. 1. Combate a ervas daninhas (controle químico) Silvicultura: Aula 09 Profº Eng. Flor. Ms. Wagner Corrêa Santos Profº Eng. Flor. Wilson Cesar
  2. 2. Herbicidas  Consiste em controlar as ervas daninhas através de produtos químicos denominados Herbicidas, estes afetam o crescimento ou causam a morte de plantas arbóreas, arbustos, gramas e ervas.
  3. 3. Classificação dos herbicidas  Pós-emergente: Age nas ervas já desenvolvidas  Pré-emergente: Age no banco de sementes de ervas no solo.  Pós emergente, deve entrar em contato com a erva daninha, para absorver a calda aplicada e matar a planta por contato o de forma sistêmica  Pré emergência, deve ser aplicado em solo úmido, para melhor ação
  4. 4. Classificação dos herbicidas  Seletivos: causam danos a cultura alvo  Não seletivo: Agem em todas as plantas  Poucas moléculas são seletivas para Pinus e Eucalyptus, sendo estas principalmente de pré - emergência, moléculas pós emergente não são seletivos ( exceção – over the top) 
  5. 5. Classificação dos herbicidas  Contato: Vai atuar onde a calda atinge a planta  Sistêmico: Penetra na planta e atinge seu metabolismo
  6. 6. APLICAÇÃO DOS HERBICIDAS Pré-plantio: Antes do plantio pode aplicar na área toda com pré e pós-emergente, porém deve-se verificar o valor residual do composto utilizado, para evitar efeito de fitoxidade a planta alvo.
  7. 7. Pré-plantio área total com pós emergente
  8. 8. APLICAÇÃO DOS HERBICIDAS  Pós plantio na linha com pós emergente: Nesta aplicação, deve-se tomar muito cuidado se o herbicida não for seletivo, onde as mudas devem ser protegidas para não receber a calda.
  9. 9. APLICAÇÃO DOS HERBICIDAS  Pós plantio na entre linha com pós emergente: Pode ser utilizado de forma mais segura , porém deve-se tomar cuidado com a deriva, ou seja, com o desvio das gotas para fora do alvo desejado. Esta proteção pode ser feita utilizando o chapéu de Napoleão em bombas costais ou a conceição em pulverizadores de barra.
  10. 10. Pós-plantio na linha com pré emergente
  11. 11. Muda queimada por pós emergente
  12. 12. Área com controle químico finalizado
  13. 13. Área com controle químico finalizado
  14. 14. Grupos químicos  Oxyfluorfen  este grupo apresenta característica de pré- emergência, e seletividade, tendo efeito no solo por aproximadamente 90 a 120 dias, dependendo do grau de diluição do produto.  Principais marcas:  - Goal NA
  15. 15. Grupos químicos  Isoxazoles  São pré-emergente e totalmente seletivo para mudas de Eucalyptus e Pinus recém plantadas, tendo efeito no solo por aproximadamente 100 dias.  Principal marca:  For Dor WG
  16. 16. Grupos químicos Outros grupos químicos pré emergente
  17. 17. Grupos químicos  Glyfhosato  Este grupo apresenta características de não seletividade, sistêmico e pós-emergente, agindo nas ervas em torno de 30 a 90 dias.  Principais marcas:  - Scout NA  - Round up NA
  18. 18. Grupos químicos  Imazapyr:  Este grupo apresenta características sistêmica, pré e pós-emergente, não seletivo e ação de aproximadamente 300 dias no campo, tendo que aplicar antes de 15 dias do plantio, para evitar efeito de fitoxidade as mudas.  Principais marcas:  - Chopper NA  - Arsenal NA
  19. 19. Grupo químico Outros grupos químicos pós emergente
  20. 20. Periodicidade de controle de ervas  Não existe um período certo  Controle pré plantio  Mecânico (grade leve)  Químico ( pós emergente em área total, pré emergente em área total se foi utilizado grade  Controle pós plantio  Intercalar métodos químicos e mecânicos  Cuidado com a muda quando usar pós emergente  Melhor o sítio, maior o custo de controle de erva  1° ano ( até 3 vezes, privilegiar os meses dde início e termino de verão)  Demais anos diminuir a periodicidade, até mais ou menos o terceiro ano)
  21. 21. Controle de ervas daninhas FIM

×