Helena - Machado de Assis

2.255 visualizações

Publicada em

Slide sobre o livro Helena (vestibular 2014 UFSC)

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.255
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Helena - Machado de Assis

  1. 1. Machado de Assis HELENA Leandra Brum Mariana Vaz Gabriel Melo Bruna Rosa Vitoria Bernadino 2º ano E.M.
  2. 2. Ler Machado de Assis é se preparar para encontrar situações controversas, que batiam de frente com preceitos de sua época, ou mesmo costume que carregamos até hoje. Helena é prova disso.
  3. 3. NASCEU NO RIO DE JANEIRO UMA INFÂNCIA DIFÍCIL DIFICULDADES PARA APRENDER CRÔNICAS PARA JORNAIS PRIMEIRO LIVRO: CRISÁLIDES CAROLINA AUGUSTA XAVIER DE NOVAES (IRMÃ DO SEU MELHOR AMIGO) PRESIDENTE DA ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS FALECEU NO RIO DE JANEIRO
  4. 4. SURPRESA DIÁLOGO ESCÁRNIO DIANTE DO PODER ANÁLISE DA BURGUESIA
  5. 5. Machado de Assis tem o dom descrever cada personagem, de forma que podemos imaginá-los nos seus mínimos detalhes, tanto sua aparência física como o seu caráter.
  6. 6. Período Literário: Realismo, escreve romances realistas. Suas obras eram ou em prosa ou poesia. Estilo de machado era sóbrio, equilibrado, correto, nobre, é repassado de humor finíssimo e revela um pessimismo tranquilo, uma descrença sem desespero, tudo com maturidade. Sua obra é dividida em duas partes, uma mais romântica e a outra relata suas memórias.
  7. 7. CURIOSIDAD MACHADIANAS ES Seu avô era um escravo. Não teve educação formal e trabalhou desde criança. Aprendeu francês com um padeiro. Nunca teve filhos. Sua mulher era altamente instruída. Era apaixonado por xadrez. Ganhou um promoção por ter sido pego lendo no trabalho. Foi acusado de traição pelo “O Corsário”. Usou pelo menos 21 pseudônimos.
  8. 8. • 1850 e 1851. • Aproximadamente um ano de duração. • Cidade de Andaraí, no Rio de Janeiro. • Descrição e detalhes dos lugares. • Fortes características da natureza.
  9. 9. OS PERSONAGENS Conselheiro Vale Magistrado no tempo colonial, figura de certa influência na corte. Faleceu. Dr. Estácio Hele na D. Úrsula Dr. Camargo D. Tomásia Eugênia Pai Irmão ‘’Filha fora do casamento.’’ Formado em matemáticas, tentou entrar na política. Amigo Médico. Tinha a mesma idade do conselheiro. Solteira. Vivera sempre com o irmão, cuja casa dirigia desde o falecimento da cunhada. Marido Pais Tocava piano. Pretendente de Dr. Estácio. Salvador Legítimo pai. Padre Melchior Amigo influente da família
  10. 10. Morre Conselheiro Vale, restando Estácio e D. Úrsula. Testamento: Helena, filha reconhecida e recebida na casa, em Andaraí. Uma incrível moça vai surgindo aos poucos no livro. Porém, Dr. Camargo ainda não era muito a favor dela.
  11. 11. Estácio pretendia pedir a mão de Eugênia e Helena o apoiava. Com o decorrer do tempo, Helena passou a governar melhor a casa do que sua tia Úrsula o fazia. A mesma recebeu uma carta, que despertou o interesse dele, fazendo-o pensar em um romance, porém, a ideia não era de seu agrado. Ele ficou tão intrigado que a questionou, onde Helena confessou amar alguém.
  12. 12. CAPÍTULOS 10 AO 16
  13. 13. Mendonça pede Helena em noivado e ela aceita mesmo não gostando dele, que escreve a Estácio sobre a notícia. Estácio fica preocupado com esta decisão de Helena. Mendonça começou a se desinteressar pelo casamento, ocorreram boatos que ele estava se casando por interesse. Em uma manhã que Estácio saiu para caçar, viu Helena saindo daquela simples casa. Acabou cortando a mão e usou como pretexto para conhecer o dono da residência. Estácio descobriu o segredo e chamou o padre Melchior.
  14. 14. CAPÍTULOS 22 AO 28 Na verdade, Helena não era filha de Conselheiro Vale. O verdadeiro pai se chamava Salvador. A situação continuou como era, mas assim, o amor entre Helena e Estácio poderia acontecer. Helena falece.

×