Palestra atendimento pré hospitalar

472 visualizações

Publicada em

Palestra atendimento Pré Hospitalar.
Ressuscitação cárdio pulmonar - RCP

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
472
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Deve-se um problema do problema do próprio coração, causado por uma arritímia cardíaca geralmente a fibrilação ventricular
  • Oxigenação deficiente: obstrução de vias aéreas, e doenças pulmonares
    Transporte inadequado de oxigênio: hemorragias graves, estado de choque e intoxicação pelo carbono
    Ação de fatores externos sobre o coração: drogas, medicamentos e descargas életricas.
  • Palestra atendimento pré hospitalar

    1. 1. CRÉDITOS: TENENTE Luis Cesar Silva Martins – Bacharel em Segurança Publica e do trabalho pela UEMA, Especialista em Instrução de Combate a incêndio pelo CBMDF – Coordenador do Núcleo de Educação À Distância do CBMMA.
    2. 2. Objetivos Ao final da aula o aluno será capaz de: • Conhecer as principais lesões decorrentes em vítimas de incêndio; • Aplicar os principais procedimentos Pré – hospitalares em vítimas de incêndio; • Aplicar as técnicas de transporte de emergência e suas indicações; • Aplicar o processo de triagem, tratamento e transporte em acidentes de múltiplas vítimas (sistema START);
    3. 3. Lesões em incêndio 1. Produtos da fumaça Os incêndios produzem fumaça e calor.  Cerca de 80% das vítimas de um incêndio morrem por intoxicação e parada cardiorrespiratória, decorrente da inalação da fumaça e de queimaduras, principalmente da vias aéreas.
    4. 4. Lesões em incêndio 2. Efeitos do calor O calor é a causa direta da queima e de outras formas de danos pessoais. Danos causados Pelo calor incluem desidratação, insolação, fadiga e problemas para o aparelho respiratório, Além de queimaduras, que nos casos mais graves (1º, 2º e 3º graus) podem levar até a Morte.
    5. 5. Lesões em incêndio 2. Efeitos da fumaça A fumaça é uma mistura de partículas sólidas, vapores e gases, formada a partir da decomposição de algum material combustível. A composição química da fumaça depende do material queimado, mas sempre contém monóxido de carbono, dióxido de nitrogênio e dióxido de enxofre, dentre outras substâncias geralmente tóxicas.
    6. 6. Lesões em incêndio 2. Efeitos da fumaça São vários os efeitos da fumaça sobre as pessoas: • Diminuição da visibilidade. • Lacrimejamento e irritações dos olhos. • Aceleração da respiração e das batidas do coração. • Intoxicação e asfixia. • Vômitos e tosse. • Morte.
    7. 7. Lesões em incêndio 2. Efeitos da fumaça
    8. 8. Lesões em incêndio 2. Consequências do efeito do calor e da fumaça • Queimaduras • Asfixia • Intoxicação Todas podem levar a uma parada cardiorrespiratória !
    9. 9. Parada cardiorrespiratória - PCR 3. Classificação 1. Primárias 2. Secundárias
    10. 10. Parada cardiorrespiratória - PCR Primárias A causa principal é a isquemia cardíaca Deve-se um problema do problema do próprio coração, causado por uma arritmia cardíaca geralmente a fibrilação ventricular e atrial.
    11. 11. Parada cardiorrespiratória – PCR Primárias
    12. 12. Parada cardiorrespiratória – PCR Secundárias São a causa principal de PCR em crianças e adultos vítimas de traumatismos. Causas: • Oxigenação deficiente • Transporte inadequado de oxigênio • Ação de fatores externos sobre o coração
    13. 13. Parada cardiorrespiratória – PCR Sinais de PCR 1. Ausência de pulso 2. Ausência de respiração 3. Inconsciência 4. Dilatação pupilar 5. Aparência de morte
    14. 14. Procedimento Pre – hospitalar - RCP Objetivos da RCP 1. Oxigenar e circular o sangue 2. Prolongar a duração da fibrilação ventricular 3. Reverter a PCR* * A única forma de reverter a fibrilação ventricular é a desfibrilação (que pode ser realizada com um desfibrilador externo automático – DEA).
    15. 15. Procedimento Pre – hospitalar - RCP Objetivos da RCP
    16. 16. Suporte Básico de Vida 1. Abertura de vias aéreas; 2. Ventilação artificial; 3. Suporte circulatório; 4. Desfibrilação.
    17. 17. Suporte Básico de Vida - SBV
    18. 18. Suporte Básico de Vida As compressões torácicas devem ser realizadas com as técnicas adequadas, caso contrário serão ineficazes.
    19. 19. 5. RESGATE E TRANSPORTE Extricação Conjunto de manobras para retirar uma vítima de um local onde ele não pode ou deve sair por seus próprios meios. Pode ser: • Padrão • Rápida
    20. 20. 5. RESGATE E TRANSPORTE Desencarceramento É a retirada da vítima presa em obstáculos físicos Nesta técnica retira-se os obstáculos físicos da vítima e não a vítima dos obstáculos físicos.
    21. 21. 5. RESGATE E TRANSPORTE Transporte de emergência É o transporte necessário a remoção da vítima rapidamente em situação de risco iminente no local. Exemplo: • Incêndio • Desabamento • tiroteio
    22. 22. 5. RESGATE E TRANSPORTE Técnicas de transporte de emergência • Arrastamento pela roupa • Arrastamento por cobertor • Transporte tipo Bombeiro • Apoio lateral Simples • Transporte nos Braços • Transporte pelas extremidades • Transporte em cadeiras • Elevação manual direita • Apoio lateral simples • Transporte em incêndio simples • Transporte em incêndio duplo
    23. 23. Obrigado pela atenção e Boa Tarde !
    24. 24. 5. RESGATE E TRANSPORTE Técnicas de transporte de emergência • Arrastamento pela roupa • Arrastamento por cobertor • Transporte tipo Bombeiro • Apoio lateral Simples • Transporte nos Braços • Transporte pelas extremidades • Transporte em cadeiras • Elevação manual direita • Apoio lateral simples • Transporte em incêndio simples • Transporte em incêndio duplo • Transporte em prancha longa

    ×