Eu queria dar-te um  céu cor de rosa, aquele da minha paisagem interna,       Poema: Sexo e amor
Amor... Nem sei ao certo o que é
Mas sexo é algo mágico, divino.
Não falo do sexo desregrado, animalesco,              depravado,
mas do sexo que se confunde com carinho.
Amor talvez seja a última instância do sexo. Omomento em que ele cresce tanto que se sublima.
É quando nos contentamos com um olhar, um afago,
uma visita ao coração sem nada cobrar
Sexo é emoção suada;
quando o coração acelera querendo      voltar para o começo.
Amor talvez seja quando o sexo se acalma e os    amantes, abraçados, ficam parados
olhando nos olhos o efeito, a culminância            do que fizeram.
Sexo é atrito, gemidos, promessas,        corcel sem rédeas
Amor talvez seja o silêncio que     os amantes fazem
quando ficam quietinhos, sentindo a respiração do   outro, felizes por terem se doado por inteiro
Sexo são os aromas, os pelos
as planícies e os planaltos dos corpos             que se tocam
Amor talvez seja quando os olhos falam
poemas que não precisam ser escritos,         mas sussurrados.
Penetrações mentais sutis que acalmam e         enchem de confiança.
Sexo é beijo, fantasia, labaredas que não              queimam a pele
Amor talvez seja quando os amantes não     necessitam mais dizer te amo
para que entendam que são amados.
Sexo é quando a gente busca Deus no outro,         nas formas, nos poemas.
É quando precisamos pegar para crer
Amor é quando a gente O encontra em tudo
leva-O dentro de si e não precisa mais         ver para ter certeza
Amor e sexo                   Amor... Nem sei ao certo o que é                   Mas sexo é algo mágico, divino.Não falo d...
respiração do outro, felizes por terem se doado por inteiro. Sexo são os aromas, os pelos, as planícies e os planaltos dos...
Formatação: o caçador de imagens
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sexo e amor

1.102 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.102
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sexo e amor

  1. 1. Eu queria dar-te um céu cor de rosa, aquele da minha paisagem interna, Poema: Sexo e amor
  2. 2. Amor... Nem sei ao certo o que é
  3. 3. Mas sexo é algo mágico, divino.
  4. 4. Não falo do sexo desregrado, animalesco, depravado,
  5. 5. mas do sexo que se confunde com carinho.
  6. 6. Amor talvez seja a última instância do sexo. Omomento em que ele cresce tanto que se sublima.
  7. 7. É quando nos contentamos com um olhar, um afago,
  8. 8. uma visita ao coração sem nada cobrar
  9. 9. Sexo é emoção suada;
  10. 10. quando o coração acelera querendo voltar para o começo.
  11. 11. Amor talvez seja quando o sexo se acalma e os amantes, abraçados, ficam parados
  12. 12. olhando nos olhos o efeito, a culminância do que fizeram.
  13. 13. Sexo é atrito, gemidos, promessas, corcel sem rédeas
  14. 14. Amor talvez seja o silêncio que os amantes fazem
  15. 15. quando ficam quietinhos, sentindo a respiração do outro, felizes por terem se doado por inteiro
  16. 16. Sexo são os aromas, os pelos
  17. 17. as planícies e os planaltos dos corpos que se tocam
  18. 18. Amor talvez seja quando os olhos falam
  19. 19. poemas que não precisam ser escritos, mas sussurrados.
  20. 20. Penetrações mentais sutis que acalmam e enchem de confiança.
  21. 21. Sexo é beijo, fantasia, labaredas que não queimam a pele
  22. 22. Amor talvez seja quando os amantes não necessitam mais dizer te amo
  23. 23. para que entendam que são amados.
  24. 24. Sexo é quando a gente busca Deus no outro, nas formas, nos poemas.
  25. 25. É quando precisamos pegar para crer
  26. 26. Amor é quando a gente O encontra em tudo
  27. 27. leva-O dentro de si e não precisa mais ver para ter certeza
  28. 28. Amor e sexo Amor... Nem sei ao certo o que é Mas sexo é algo mágico, divino.Não falo do sexo desregrado, animalesco, depravado, mas do sexo que se confunde com carinho. Amor talvez seja a última instância do sexo; o momento em que ele cresceu tanto que se sublima É quando nos contentamos com um olhar, um afago, uma visita ao coração sem nada cobrarSexo é emoção suada; quando o coração acelera querendo voltar para o começo. Amor talvez seja quando o sexo se acalma e os amantes, abraçados, ficam parados olhando nos olhos o efeito, a culminância do que fizeram. Sexo é atrito, gemidos, promessas, corcel sem rédeas Amor talvez seja o silêncio que os amantes fazem quando ficam quietinhos, sentindo a
  29. 29. respiração do outro, felizes por terem se doado por inteiro. Sexo são os aromas, os pelos, as planícies e os planaltos dos corpos que se tocam Amor talvez seja quando os olhos falam poemas que não precisam ser escritos, mas sussurrados. Penetrações mentais sutis que acalmam e enchem de confiança. Sexo é beijo, fantasia, labaredas que não queimam a peleAmor talvez seja quando os amantes não necessitam mais dizer te amo para que entendam que são amados.Sexo é quando a gente busca Deus no outro, nas formas, nos poemas; é quando precisamos pegar para crerAmor é quando a gente O encontra em tudo, leva-O dentro de si e não precisa mais ver para ter certeza. Luiz Gonzaga Pinheiro
  30. 30. Formatação: o caçador de imagens

×