R$ 16,90 / €$ 10,50
SEXUALIDADE
G R A N D E S T E M A S D O C O N H E C I M E N T O
PNº 20 SICOLOGIAFamília
OCICLODA
VIOLÊ...
04 OS DESEJOS DO CONSUMIDOR
07 MAUS-TRATOS, REALIDADE OU FICÇÃO?
LEI MENINO BERNARDO: A INTERVENÇÃO ESTATAL POR INTERMÉDIO...
Mythos Editora
Diretor-Executivo:
Helcio de Carvalho
Diretor-Financeiro:
Dorival Vitor Lopes
Editor-Executivo:
AlexAlprim
...
[ARTIGO]
DCOM
[COMPORTAMENTO]Laudiana Oliveira*
OS
DESEJOS DO
CONSUMIDOR
Atualmente, os consumidores não sedeixam
impressi...
[COMPORTAMENTO][ARTIGO]
5
O novo consumidor está conectado 24
horas por dia, demonstrando um novo es-
tilo de vida, no qua...
[COMPORTAMENTO][ARTIGO]
ele sabe exatamente o que procura, o valor
de mercado e as promoções próximo a ele.
A vantagem de ...
[REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS]
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revista Psicologia 20 - Os desejos do consumidor - Comportamento

705 visualizações

Publicada em

Revista Psicologia 20
Comportamento
Os desejos do consumidor - Sobre a tecnologia a favor do consumidor!
Artigo escrito por: Laudiana Oliveira

Publicada em: Marketing
2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
705
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista Psicologia 20 - Os desejos do consumidor - Comportamento

  1. 1. R$ 16,90 / €$ 10,50 SEXUALIDADE G R A N D E S T E M A S D O C O N H E C I M E N T O PNº 20 SICOLOGIAFamília OCICLODA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA Sociedade APRESENÇA DASMULHERES NAPOLÍTICA Transtornos SEXO:QUANDO ELESETORNAVÍCIO OUOBSESSÃO? Cultura AFUNÇÃODOS SUPER-HERÓIS NAINFÂNCIA Comportamento HÁCOMOEVITAR VERSÃO DIGITAL ELABORADA POR PACO’SAGÊNCIA PACO’S DIGITAL AVIOLÊNCIAEMCASA? DIGITAL MEDICALIZAÇÃODEPRESSÃOVIOLÊNCIAINFÂNCIA
  2. 2. 04 OS DESEJOS DO CONSUMIDOR 07 MAUS-TRATOS, REALIDADE OU FICÇÃO? LEI MENINO BERNARDO: A INTERVENÇÃO ESTATAL POR INTERMÉDIO DA LEI 13.010/14 É CORRETA? 16 FUNÇÃO PSÍQUICA E SOCIAL DOS SUPER-HERÓIS 21 AFASTAMENTO PATERNO 27 DESCRIMINAR É PRECISO 36 MULHERES NA POLÍTICA 42 A MEDICAÇÃO DOS DIAS DE HOJE 45 SUICÍDIO, POR QUE DEVEMOS NOS PREOCUPAR? 51 VÍCIO OU OBSESSÃO? 10 3
  3. 3. Mythos Editora Diretor-Executivo: Helcio de Carvalho Diretor-Financeiro: Dorival Vitor Lopes Editor-Executivo: AlexAlprim (alprim@gmail.com) Revisão: Giacomo Leone Neto Produtor Gráfico: AiltonAlipio (ailton@mythoseditora.com.br) Colaboradores: Ângela Figueiredo, Ari Bassi do Nascimento, Beatriz RodriguesSanchez, Flavio Del Matto Faria, Graciela Gema Pasa, Katerina Volcov, Laudiana Oliveira, Maíra Cardoso Zapater, Marco de Tubino Scanavino eSabrina Daiana Cúnico. Gerente de Vendas/Livros: Adriana Ferreira S. Costa Coordenação de Consignação: Mônica A. Silva Números Atrasados: Fabiana Dionísio Circulação: 4 Antonia B. Coelho Impressão: Gráfica São Francisco Distribuição Nacional: Fernando Chinaglia Reclamações, Sugestões, Dúvidas: faleconosco@mythoseditora.com.br (PRODUÇÃO, PROJETO GRÁFICO, DIAGRAMAÇÃO E PUBLICIDADE) Paco´s Serviços Gráficos Dir. Executivo/Projetos: AlexAlprim Dir. Financeiro: Paula Francisquini Designer-Chefe: Percila Souza Designer-Júnior: Pedro Faria Estagiária: Mayara Santos Grandes Temas do Conhecimento - PSICOLOGIA é uma publicação da Mythos Editora. - Redação e Administração: Av. São Gualter, 1296, São Paulo - SP CEP. 05455-002 Fone: 3024-6600 - Os artigos aqui publicados, quando não assinados, seguem a licença de CREATIVE COMMONS, sendo vedada no entanto, qualquer reprodução ou uso que se faça desse material para fins de lucro ou financeiros, no mais, quando o artigo for assinado, seu © Copyright pertence ao autor e é dele a total e completa responsabilidade jurídica e civil sobre o mesmo. Fica proibida a reprodução total ou parcial de qualquer foto ou artigo desta revista que tenha sido assinado por seus autores. A revista não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados. NÚMEROS ATRASADOS: temos estoque limitado de nossas publicações. Se deseja alguma edição anterior desta publicação, entre em contato com Fabiana Dionísio, pelo telefone (11) 3021-7039 ou enviando uma carta para NÚMEROSATRASADOS:Av. São Gualter, 1296 - São Paulo - SP CEP. 05455-002. PROMOÇÃO ESPECIAL: na compra de cinco ou mais revistas, a taxa de correio não serácobrada. Distribuída pela Dinap Ltda. – Distribuidora Nacional de Publicações, Rua Dr. Kenkiti Shimomoto, nº 1678, CEP 06045-390 – São Paulo – SP
  4. 4. [ARTIGO] DCOM [COMPORTAMENTO]Laudiana Oliveira* OS DESEJOS DO CONSUMIDOR Atualmente, os consumidores não sedeixam impressionar facilmente, demonstrando um novo comportamento diante das empresas que lançam mão de diversas ferramentas para cativar osclientes. E ACORDO COM A TELEFÔNICA, QUE FOI A EMPRESA RESPONSÁVEL PELA PESQUISA REALIZADA EM 18 PAÍ- SES, DIVULGADA EM 13/10/2014 DURANTE A FUTURE- (UM EVENTO PARA O MERCADO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) E TELECOMUNICAÇÕES), 78% DOS BRASILEIROS ENTRE 18 E 30 ANOS DIZEM POS- SUIR UM SMARTPHONE, PORCENTUAL QUE ERA DE 63% NA MESMA PESQUISA REALIZADA EM 2013. O aumento se deve à quantidade de aparelhos móveis como tablets, smar- tphones e computadores portáteis. Aparelhos com ligação à Internet móvel representam 50% de toda a despesa mundial com tecnologia de consumo, e o número de acessos à internet de smartphones é quase duas vezes maior, do que os acessos feitos pelos computadores. Hoje em dia, o conhecimento está a um clique de distância, e o consumidor está cada vez mais difícil de ser agradado. Com a atual variedade de produtos e oportunidades de compras, esses consumidores não se dei- xam impressionar facilmente e buscam economia de tempo, facilidade para o dia a dia, conforto e praticidade. Mas, com toda essa informação de forma rápida, com tudo isso, tam- bém vêm muitos questionamentos do cliente, visando à obri- gatoriedade total de transparência da empresa. Como a forma de informação e interação mudou, o comportamento de compra também muda. O consumidor irá utilizar a forma de compra que ele achar mais conveniente. A tecnologia não necessariamente irá substituir a compra fí- sica pela compra online, pois, muitas das vezes, o consumi- dor irá utilizar o canal de compra como uma forma comple- mentar. Irá pesquisar pelo site e comprar na loja física ou ao contrário. Fotodivulgação:Flickr-mattimattila 4
  5. 5. [COMPORTAMENTO][ARTIGO] 5 O novo consumidor está conectado 24 horas por dia, demonstrando um novo es- tilo de vida, no qual compartilha a sua ex- periência, seja na hora de comparar preço, seja fazer recomendações por aplicativos, sites e redes sociais ou fora dela. Por esse motivo, o varejo possui a necessidade de se reinventar a cada instante para a fideliza- ção de clientes. As empresas estão cada vez mais preocupadas em andar em paralelo com os esses novos consumidores; sendo assim, utilizam novas ferramentas apoia- das em tecnologia, na sua forma de comu- nicar, como: adaptação de sites, criação de aplicativos, melhoras nos layouts de suas lojas, o visual do merchandising, a criação de atividades interativas e o uso da tecnolo- gia para entreter o consumidor com objetos de tela sensível ao toque e formas diferen- ciadas de influenciar na compra, mantendo a surpresa e o encantamento e o bom re- lacionamento sempre e em qualquer plata- forma de compra. Há muitos anos, uma empresa so- mente fabricava produtos, hoje em dia ela fabrica desejos, sonhos e realizações. Uma das empresas que sabe despertar desejos é a conhecida Nike. Líder mundial em ven- das de materiais esportivos, a marca possui presença em mais de 170 países, seus maio- res mercados estão no Japão e nos Estados Unidos e seu mix de produtos vai de tênis a pulseiras tecnológicas que identificam os movimentos e se integram com redes so- ciais, incorporando um conjunto de valores e atributos tangíveis e intangíveis. Entre eles, valores, sentimentos, ideias ou afetos que a empresa transmite, ou seja, elemen- tos emocionais agregados aos produtos. Sem contar em desenvolvimento de aplica- tivos para interatividade entre o esporte, a marca e o consumidor. O novo consumidor pesquisa sobre histórico da empresa, designer, produtos e até segue o estilo de vida proposto pela mar- ca. Com toda essa tecnologia, ficou mais di- fícil fidelizar um cliente, a não ser por meio do apelo realmente da marca ou uma ótima experiência na compra principalmente no atendimento. Pois, até mesmo no momento em que o consumidor entra em uma deter- minada loja, dentro dela ou antes de entrar, Com o crescimento das mídias digitais, o consumidor busca novas tecnologias de formas de compra, mas isso não significa que ele substituirá a compra fisíca pela online, ele apenas possui mais informações antes da compra. Fotodivulgação:Flickr-101332430@N03
  6. 6. [COMPORTAMENTO][ARTIGO] ele sabe exatamente o que procura, o valor de mercado e as promoções próximo a ele. A vantagem de captar informações dessa forma é que, em vez de digitar um endereço eletrônico por meio do teclado, li- gar, ou passar um e-mail, o cliente poderá registrar o contato diretamente no apare- lho. A publicidade é considerada o principal motivador do consumo, principalmente no aspecto visual. Portanto, tais fatores sobre como são produzidas as fotos dos produtos, como são expostos e como lhes é agrega- do valor, são criteriosamente analisados e estudados, fazendo com que a venda seja efetuada com sucesso. Mas é necessário ir além da compra, ou seja, a experiência do cliente desde quando entra em contato com a marca até o momento do pós-venda, criando e atendendo às expectativas. O que os consumidores querem é uma experiência de compra inesquecível que pode ser dada por meio do encantamento e de informações que os agradem e o ajude a se identificar. O primeiro ponto nesse pro- cesso é o envolvimento, a gentileza e a cor- tesia, o interesse em ajudar o cliente; enten- der as suas necessidades, ouvindo-o sempre e o auxiliando de forma a deixá-lo satisfeito. Atendimento com excelência é ter paciência, sendo este um dos aspectos exi- gidos a quem trabalha com atendimento e vendas, pois deverá explicar e aconselhar, verificar o estoque, ajudar o cliente a en- contrar o que procura, conhecer o produto e poder não somente sanar as suas dúvidas, mas resolver o problema. Igualmente im- portante para satisfazer o cliente é a expe- riência de marca. O visual merchandising da loja, produtos com qualidade e o que ela pode oferecer de benefícios mesmo que se- jam intangíveis. Agilidade é outro fator determinante, pois o cliente deseja concluir de forma rá- pida o processo de compra, desde o tempo que ele irá levar na fila ou para processar o pagamento, fazer o acompanhamento de todo o processo e ajudá-lo de todas as formas, se disponibilizando sempre e mos- trando a boa vontade. No pós-venda, caso venha a surgir algum problema, ajudar o cliente a resolver compensá-lo pelo trans- torno e melhorar ainda mais o atendimento dando mais atenção que anteriormente. Todosessesfatoreslevamoclienteater uma boa experiência e, sem dúvida, sempre ALGUNS SITES E APLICATIVOS QUE PODEM AJUDAR O CONSUMIDOR NA HORA DO PROCESSO DE DECISÃO DE COMPRA: Buscapé - Com esse aplicativo, você pode com- parar o preço dos produtos, com direito até a scanear o código de barras, ler a opinião de consumidores so- bre o produto que deseja adquirir e ver a avaliação das lojas. OneTwo - Através da localização do cliente, via GPS, esse aplicativo vai ajudar a encontrar promoções e valores menores em lojas de shopping e ruas mais próximas. Ele disponibiliza uma lista de artigos favoritos que você mesmo cria, com opção para compartilhar com amigos por meio das redes sociais. i-nigma- Esse aplicativopor suavez, faz leiturade QR Code(éum códigode barras bidimensionalque po- de ser facilmente lido, usando a maioria dos telefones celularesequipadoscomcâmera. Essecódigoéconver- tido em texto (interativo), um endereço URI, um número de telefone, uma localização, um e-mail, um contato ou um SMS). Basta que o dono do aparelho aponte acâ- mera para o código, e o aparelho revela a mensagem. Facilista e Boalista - Esses aplicativos irão ajudar muito o consumidor no supermercado com as suas lis- tas de compras. Com eles é possível pesquisar preços, ler o código de barras, e há a possibilidade que o usuá- rio crie, edite e compartilhe listas de eventos, como churrascos, jantar com os amigos em casa, etc. que ele precisar de um produto ou serviço, vai se lembrar e voltar à loja, pois foi bem atendido, teve uma boa experiência na com- pra e não se sentiu de forma alguma, preju- dicado, ocorrendo justamente o contrário. * Laudiana Oliveira é graduada em Publicida- de e Propaganda pela Unifieo e possui Master em Marketing Digital pela FGV. Com mais de oito anos de experiência na área digital, passou por empresas de comércio eletrônico, agências com foco em perfór- mance, portais e varejo como MercadoLivre.com, Pas- sarela Calçados, Hospital A. C. Camargo, AD. Brazil (Atual AD. Dialetto) e SBT. 6
  7. 7. [REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS]

×