Número de ouro

117 visualizações

Publicada em

Artigo de divulgação científica com base na leitura do livro "A Espiral Dourada" de Nuno Crato, Carlos Pereira do Santos e Luís Tirapicos.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
117
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Número de ouro

  1. 1. EE PROFESSOR JOÃO CRUZ Nome: Laryssa Prudencio Cruz, n° 15 Assunto: “A espiral dourada” de Nuno Crato, Carlos Pereira dos Santos e Luís Tirapicos Tema: O representante matemático da perfeição na natureza. Professores: Carlos Ossamu Cardoso Narita MS Maria Piedade Teodoro da Silva Disciplinas: Matemática - Língua Portuguesa Série: 3° ano C Jacareí, 09 de novembro de 2015
  2. 2. 1 INTRODUÇÃO Foi proposto para o 3° anos da Escola Professor João Cruz que os alunos através da leitura do livro A espiral dourada desenvolvessem uma atividade que será apresentada ao decorrer desse trabalho. Após a leitura do livro em questão foi selecionado um assunto dentre todos os presentes no livro para uma pesquisa mais aprofundada sobre tal tema, a partir do tema escolhido procurarei responder duas perguntas de extrema importância: Qual a importância do número de ouro? Significado e importância do número de ouro para os dias atuais?
  3. 3. 2 O REPRESENTANTE MATEMÁTICO DA PERFEIÇÃO NA NATUREZA Envolto em muito mistério e características divinas, o número Phi desperta há muito tempo a curiosidade e o desejo de muitos matemáticos em encontrar as suas ilimitadas aplicações. Phi é na verdade a pronuncia da letra f grega, inicial do nome Fídeas, escultor e arquiteto grego responsável pela construção do Partenon, em Atenas. O misterioso Phi é também conhecido como número de ouro. Devido as suas incontáveis aplicações, muitos o condirem como sendo uma oferta de Deus ao mundo. Ele é simbolicamente representado por  . Uma maneira de encontrar a representação numérica de é através da razão , que equivale à dízima não periódica 1,61803398... Sendo assim, é um número irracional, encontrado a partir da razão áurea (razão de ouro, divina proporção etc.). Dados dois pontos A e B, em extremidades opostas de um segmento de reta, um ponto X divide AB em uma razão áurea se X pertence ao segmento AB e CD. Proporção áurea, número de ouro, número áureo, secção áurea, proporção de ouro é uma constante real algébrica irracional denotada pela letra grega (PHI), em homenagem ao escultor Phideas (Fídias), que a teria utilizado para conceber o Parthenon, e com o valor arredondado a três casas decimais de 1,618.
  4. 4. 2.1 SEU RECONHECIMENTO O reconhecimento do número de ouro se faz há tanto tempo quanto os nossos registros históricos conseguem alcançar. No Egito Antigo, por exemplo, as pirâmides de Gizé foram construídas tendo por base a razão de ouro: A razão entre a altura de uma face e metade do lado da base da grande pirâmide é igual ao número de ouro. Já no Papiro de Rhind menciona uma razão sagrada, que se entende como sendo a razão áurea. O templo Partenon, construído entre 447 e 433 a. C., contém a razão de Ouro no retângulo que contêm a fachada (Largura / Altura). Na estrela pentagonal, os pitagóricos também utilizaram a razão áurea; Endoxus, matemático grego, utilizou os seus estudos sobre proporções para estudar a secção que se crer ser a secção áurea; Fibonacci utilizou a razão áurea na solução do famoso problema dos coelhos e nos presentou com o que hoje conhecemos como a sequência de números de Fibonacci; importante contribuição e utilização para evolução do número de ouro foi dada, também, por Leonardo Da Vinci, por exemplo, em uma de suas pinturas mais famosas: o Homem Vitruviano. Da Vinci utilizou a razão áurea para garantir a perfeição de suas obras. 2.2 ONDE ENCONTRAMOS O NÚMERO DE OURO? Não se pode precisar a quantidade de aplicações possíveis para o número de ouro. Ao que parece, ele foi mesmo um presente de Deus para a humanidade. O número F pode ser encontrado em flores, plantas diversas, em triângulos e retângulos. Também o encontramos em obras de arte, construções, em diversos elementos da natureza, enfim, em tantas outras coisas quanto o homem ainda não conseguiu acompanhar. Podemos encontrá-lo no corpo humano: A altura do corpo humano e a medida do umbigo até o chão.
  5. 5. A altura do crânio e a medida da mandíbula até o alto da cabeça. A medida da cintura até a cabeça e o tamanho do tórax. A medida do ombro à ponta do dedo e a medida do cotovelo à ponta do dedo. O tamanho dos dedos e a medida da dobra central até a ponta. A medida da dobra central até a ponta dividido e da segunda dobra até a ponta. Essas proporções anatômicas ideais foram representadas pelo "Homem Vitruviano", obra de Leonardo Da Vinci. Dimensão do útero em mulheres jovens (16 e 20 anos), segundo o pesquisador Jasper Vergtus, da Universidade de Leuven.
  6. 6. 3 CONSIDERAÇÕES FINAIS Portanto o número de ouro é sem dúvidas precioso e divino, ele está em todos os lugares nas coisas mais pequenas como a pétala de uma flor ou em nos mesmos nas medidas do nosso rosto. Podemos perceber sua importância em obras de grande importância como o nascimento de Vênus, quadro de Botticelli, em que Afrodite está na proporção áurea. Essa proporção estaria ali aplicada pelo motivo de o autor representar a perfeição da beleza. Com essa pesquisa espero ter passado para todos os leitores a importância do número de ouro e quão presente ele é em nossas vidas.
  7. 7. 4 REFERÊNCIAS CRATO. Nuno. SANTOS, Carlos Pereira dos. TIRAPICOS. Luís. A espiral Dourada. Portugal. Gradiva. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Propor%C3%A7%C3%A3o_%C3%A1urea http://www.uff.br/cdme/rza/rza-html/rza-br.html>

×