Neoplasticismoslidefinal1

1.244 visualizações

Publicada em

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.244
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Neoplasticismoslidefinal1

  1. 1. Evellyn Santos de Almeida Júlia Blasi Larissa Yamatogue Domenico Mariana ForatoNEOPLASTICISMOA HARMONIA NA CONTRAPOSIÇÃO Universidade Anhembi Morumbi - Projeto Interdisciplinar Design de Moda - Vespertino 1º Semestre
  2. 2. O que é Vanguarda?- Na arte, são os artistas que se colocam culturalmente a frente do seu tempo, abrindo o caminho a novas id-eias. É uma revolução cultural que busca novas estruturas, estéticas e pensamentos.- As vanguardas européias começaram na Europa no início do século XX. Nesse período, a Europa estava emclima de contentamento diante dos progressos industriais, dos avanços tecnológicos, das descobertas científi-cas e médicas.- Com isso, surgiram as novas concepções artísticas sobre a realidade. Vários manifestos surgiram do contrastesocial, sendo a burguesia eufórica por causa da economia industrial, e do outro lado o proletariado descon-tente com a situação do desemprego. Neoplasticismo - Começou no século XX na Holanda, em 1917, através de um grupo for- mado por Theo Van Doesburg, Piet Mondrian e a revista De Stijl, e os textos da revista muitas vezes assumiam um aspecto de manifesto; - Possui influências do cubismo, do idealismo e a austeridade do protestantismo holandês, além da teosofia; - O auge do movimento foi entre 1921 e 1925, quando Doesburg convidou vários artistas para participar do De Stijl e viajou muito propagando suas idé- ias; - Rejeita a idéia de arte como representação, abolindo o espaço pictórico tridimensional;COMPOSIÇÃO EM VERMELHO, AMARE- - No começo foi um movimento muito criticado, pois diziam que qualquer cri-LO E AZUL.. PIET MONDRIAN, 1928 ança com uma régua e tinta na mão poderia fazer igual.
  3. 3. Piet Mondrian - Pintor holandês vindo de uma familia extremamente calvinista, é considerado o pai do Neoplasticismo; - Na visão do artista, a utilização de linhas retas, formas retangulares e cores primárias demonstra uma abstração racionalista e sobretudo correta do mundo; - Agrupando os retangulos, linhas e cores buscava encontrar a harmonia com uma nova forma de expressão plástica; - Quando se mudou para Nova York em 1940, parou de utilizar o preto e cinza, e seu estilo adquiriu um ritmo mais vivo; - Entre suas características, estão a utilização das cores primárias e as seguintes oposições, para chegar na ‘‘harmonia perfeita, universal’’: linha ne- gra/plano branco, linha espessa/linha fina, planos abertos/planos fechados, planos retangulares/ quadrado da tela, cor/não-cor. As composições se estruturam num jogo de relações assimétricas entre linhas horizontais e verticais dispostas sobre um plano único; - Até hoje influencia a moda, a publicidade, a arquitetura e o desenho industrial; Broadway Boogie Woogie Composição com Vermelho, Amarelo e Azul1942-43; Oil on canvas, 127 x 127 1921; Oléo sobre tela, 39 x 35 cm
  4. 4. Harmonia na Contraposição Mondrian integrou a arte à religião, e por meio da pintura propagou suas crenças e teorias sobre a teosofia, fundada por Helena Blavat- sky no início do século XX. De acordo com Mondrian, a beleza universal, tão inserida na teoso- fia, só poderia ser alcançada a partir de certas características, con- sideradas rígidas, usadas por ele em seus quadros. São elas: linha negra/plano branco, linha espessa/linha fina, planos abertos/planos fechados, planos retangulares/quadrado da tela, cor/não-cor. As composições se estruturam num jogo de relações as- simétricas entre linhas horizontais e verticais dispostas sobre um plano único, e há apenas o uso de cores primárias, além do preto, branco e Composição com Vermelho, Azul e Amarelo tons de cinza. No Neoplasticismo, essas regras foram aplicadas pela contra- posição utilizando as linhas verticais representando o masculino e as horizontas o feminino, e o encontro das linhas simbolizava a criação; O conceito foi elaborado pensando na perfeita harmonia dita por Mondrian, que resulta de contraposições, chegando ao equilíbrio.
  5. 5. Elementos formais projetuais Analisando os quadros de Mondrian e a con- traposição que ele utilizava, foi criado o conceito e o objeto tridimensional vestível. O papel cartão foi utilizado pensando na rigidez de idéias, como eram consideradas as de Mondrian. O papel espelho e o papel vegetal, foram usados para contrapor o papel cartão, em vista que o papel espelho é maleável e o cartão é rígido; e também o papel vegetal contém uma certa transparência, sendo uma diferença sutil contraposta com a opacidade do papel cartão. A faixa verti- cal de sustentação do objeto foi contraposta pela faixa horizontal e principal do busto. Detalhes da manga, onde não há nenhuma diagonalidade, sen- do apenas um detalhe para uma característica de verticalidade/horizontalidade. Ombro reto, visando novamente a horizontalidade, paralelo à saia. Uso de entretela como estrutura, aproveitando seu as- pecto de transparência, unindo o busto com a saia, formando e finalizando o objeto.
  6. 6. ReferênciasComposition in blue, 1937.Piet Mondrian “Mondrian” day dress, autumn 1965 Yves Saint Laurent Trafalgar Square - Piet Mondrian
  7. 7. Croquis
  8. 8. No quinto e último croqui o busto foi pensado para ser feito em papelespelho e seria em modelo frente única, e a saia seria feita em papelcartão, em formato retangular e com fendas e encaixes nas laterais parafechar. A faixa vertical permaneceria, e apenas a horizontal do ombrotambém. A manga seria em um ombro só, e seria feita em papel vegetal.
  9. 9. Materiais Utilizados- Papel Cartão - Papel Vegetal- Entretela - Papel Espelho
  10. 10. Desenvolvimento
  11. 11. Objeto Tridimensional Vestível

×