Slide suínos

8.899 visualizações

Publicada em

Slide Suinos

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.899
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
366
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slide suínos

  1. 1. Curso Técnico em Agropecuária 3º Semestre Disciplina: Zootecnia Professor: Nilton Raças Suínas: Duroc, Pietrain, Sorocaba Componentes: Larissa Lobo Iaria Jadélia Rosângela
  2. 2. Duroc
  3. 3. Origem Desenvolvida nos Estados Unidos Inicialmente denominou-se Duroc Jersey Em 1940 passou a denominar-se unicamente Duroc. Primeira raça introduzida no Brasil.
  4. 4. Características Pelagem vermelha (com variação de tonalidades - do dourado até castanho escuro). Cabeça média, pescoço curto, corpo grande, maciço e liso, orelhas tipo Ibéricas, lombo arqueado Rústica, fácil adaptação São animais ágeis, flexíveis e fortes, utilizados para a criação e corte Aos seis meses o peso do animal oscila entre 70 e 90 quilos, aos 12 meses, 160 Kg nos machos e 130 nas fêmeas podendo chegar à fase adulta com 270 quilos no caso dos machos e 225 quilos nas fêmeas. Os capados podem atingir 500 quilos, enquanto os reprodutores de exposição oscilam entre 300 e 350 quilos.
  5. 5. Características Produtivas Sua carcaça vale mais pela quantidade que pela qualidade, por isso, é raramente criado em estado puro para a produção industrial, sendo cruzado com Landrace, Yorkshire, Wessex, etc., para a produção de carne magra, e com as porcas de raças nacionais e mestiças (onde a suinocultura é mais atrasada) para a produção dum tipo intermediário. Dupla aptidão de carne e torcinho. Rendimento de Carcaça 90-120 quilos aos 9 meses de idade.
  6. 6. Características Reprodutivas Média prolificidade Baixa habilidade materna, as porcas parem em média 09 leitões, criando 07 Gestação: 114 dias Intervalo médio entre partos: 3 meses Precocidade reprodutiva, idade ao primeiro serviço: seis a oito meses.
  7. 7. Pietrain
  8. 8. Origem Raça originária da Bélgica.
  9. 9. Características Pelagem é de fundo claro, malhado de preto. Sua cabeça é larga, côncava, com orelhas tipo asiáticas, pescoço curto e grosso, peito largo e comprido, linha dorso-lombar reta, garupa muito larga comprida com inserção alta na cauda. Excepcional desenvolvimento do terço anterior, o que determinou o pseudônimo do “suíno de 4 pernis” ou “porco de dois presuntos”. Apresenta temperamento tranquilo e são muito sensíveis ao estresse.
  10. 10. Características Produtivas Aperfeiçoado para a produção de carne. Bem gordo o macho chega a 300 quilos e a fêmea a 250 quilos. Possue boas qualidades de adaptação, criação e produção. Sua carcaça é inferior a do Landrace, no entanto, apresenta uma maior área de olho de lombo. Baixa qualidade da carne das linhagens portadoras do gene halotano, ou seja, tem carcaças PSE, fato esse que está determinando a seleção unicamente de animais halotano negativos, garantindo carne de boa qualidade. Alto ganho médio diário de peso (GMDP) Ótima conversão alimentar
  11. 11. Características Reprodutivas Fertilidade média é de 86%. Possui boa prolificidade e qualidade como criadeira. Gestação de 114 dias tendo em média 10 leitões Boa precocidade, idade ao primeiro serviço: 6 a 8 meses. Muito boa para cruzamentos, sendo utilizada como raça pai.
  12. 12. Sorocaba
  13. 13. Origem Desenvolvida pelo Prof: Godinho, a partir do ano de 1956. Para formação foi usado o cruzamento triplo e o retrocruzamento com mestiços F-1. O material genético que propiciou a formação, era inicialmente 26 matrizes da raça Caruncho Vermelho, 2 machos e 6 fêmeas da raça Tamworth e 6 machos Duroc. O que se observa são agrupamentos genéticos de raças estrangeiras, que foram se definindo de acordo com os ciclos produtivos brasileiros.
  14. 14. Características Animais curtos com rugas, papada, tipos de orelhas e de perfis variados; Os animais apresentam boa rusticidade Base a pirâmide genética foi muito pequena, por isso, tem maior ocorrência dos problemas genéticos, como Atresia anal, leitões nascendo com perna aberta, sem olhos, palato fendido, hérnia umbilical e ainda hérnia escrotal.
  15. 15. Características Produtivas Baixo rendimento e qualidade de carcaça Baixo ganho médio diário de peso (GMDP) Baixa conversão alimentar
  16. 16. Características Reprodutivas O alto nível de consanguinidade dos animais não recomenda que se use machos e fêmeas da mesma raça nos cruzamentos. Baixas prolificidade e habilidade materna Criadas tardias, mal conformadas, pouco musculadas
  17. 17. Referências http://www.biblioteca.ifc-camboriu.edu.br/criacac/tikiindex.php?page=DUROC http://www.agrov.com/animais/sui_cap_ovi/duroc.htm http://www.ebah.com.br/content/ABAAAA7P8AB/apostila-suinocultura-racasmanejo?part=2 http://w3.ufsm.br/suinos/CAP2_hisrac.pdf http://www.genotipo.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id =71:suinos&catid=46:racas&Itemid=62 http://ruralcentro.uol.com.br/noticias/historia-da-raca-porco-duroc-51735 http://www.infoescola.com/animais/suino-pietran/ https://ssl4799.websiteseguro.com/swge5/seg/cd2009/PDF/IC2009-0332.pdf

×