Revolução cubana 1959

1.537 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.537
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revolução cubana 1959

  1. 1. Revolução Cubana - 1959 Revolução socialista que derrubou o presidente Fulgêncio Batista em janeiro de 1959.
  2. 2. Antecedentes... • Cuba e Porto Rico, até 1898, eram ainda colônias espanholas. • Em guerra contra os EUA, a Espanha derrotada, entregou suas duas últimas colônias da América: Porto Rico permaneceu como um distrito dos EUA e Cuba se tornou independente. (Lembre-se do Big Stick Policy -Política do Porrete). • No entanto, até 1959, Cuba vivia sob forte influência dos EUA: as indústrias de açúcar e muitos hotéis eram dominados por grandes empresários norte-americanos; a política na ilha era influenciada pelos EUA, que “escolhiam” seus presidentes. Isto devido à Emenda Platt– dispositivo legal que permitia aos Estados Unidos, a seu critério, intervir militarmente em Cuba. o porto de Guantánamo, era, por exemplo, uma base militar dos EUA. • Seguindo os preceitos capitalistas, Cuba, era uma ilha com grandes desigualdades sociais, pois grande parte da população vivia na pobreza. Todo este contexto gerava muita insatisfação nas camadas mais pobres da sociedade cubana, que era a maioria.
  3. 3. Os preparativos da revolução... • Em julho de 1953, um grupo de pouco mais de cem opositores ao regime de Batista, pertencentes à classe média e liderados pelo jovem advogado Fidel Castro, atacou o Quartel de Moncada a segunda maior base militar da ilha. Derrotados, os sobreviventes da incursão foram presos e torturados; após dois anos, porém, ditador libertou-os. • Fidel e seus companheiros exilaram-se no México, onde travaram contato com militantes comunistas de diversos países que lá viviam entre eles, "Che" Guevara, provavelmente o responsável pela conversão do liberal Fidel ao marxismo. • Em 1957, Fidel Castro e um grupo de cerca de 80 combatentes instalaram-se nas florestas de Sierra Maestra. Os combates com as forças do governo foram intensos e vários guerrilheiros morreram ou foram presos. Mesmo assim, Fidel Castro e Ernesto Che Guevara não desistiram e mesmo com um grupo pequeno continuaram a luta. Começaram a usar transmissões de rádio para divulgar as ideias revolucionárias e conseguir o apoio da população cubana.
  4. 4. O apoio popular... • Com as mensagens revolucionárias, os guerrilheiros conseguiram o apoio de muitas pessoas. Isto ocorreu, pois havia muitos camponeses e operários desiludidos com o governo de Fulgêncio Batista e com as péssimas condições sociais (salários baixos, desemprego, falta de terras, analfabetismo, doenças). Muitos cubanos das cidades e do campo começaram a entrar na guerrilha, aumentando o número de combatentes e conquistando vitórias em várias cidades. O exército cubano estava registrando muitas baixas e o governo de Batista sentia o fortalecimento da guerrilha.
  5. 5. A consolidação da revolução... • 1º de janeiro de 1959, Fidel Castro e os revolucionários tomaram o poder em Cuba. Fulgêncio Batista e muitos integrantes do governo fugiram da ilha. • Começou a socialização da ilha: nacionalização de bancos e empresas, reforma agrária, expropriação de grandes propriedades e reformas nos sistemas de educação e saúde. O Partido Comunista dominou a vida política na ilha, não dando espaço para qualquer partido de oposição. • Em abril de 1961, um grupo de exilados anticastristas, armados e transportados pelos EUA, desembarcou na Baía dos Porcos, em Cuba, mas foi vencido pelas forças leais a Fidel. Nos meses que se seguiram, o presidente norte-americano Kennedy decretou o embargo ao comércio em Cuba e, em 1962, conseguiu que o país de Fidel fosse expulso da OEA (Organização dos Estados Americanos). Em resposta, Fidel proclamou Cuba um "Estado Socialista" e aproximou-se da URSS. • Até hoje os ideais revolucionários fazem parte de Cuba. Com a piora no estado de saúde de Fidel Castro em 2007, Raul Castro, seu irmão, passou a governar oficialmente Cuba, em fevereiro de 2008.
  6. 6. O polêmico salário mínimo em Cuba • http://memoriascubanas.wordpress.com/2013/03/05/cuba-a-econo
  7. 7. O polêmico salário mínimo em Cuba • http://memoriascubanas.wordpress.com/2013/03/05/cuba-a-econo

×